Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Dia Mundial da Poesia - Tributo a Mário Cesariny - CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

25 de março | 10.00 às 19:00 | Vários espaços

 

No CCB o Dia Mundial da Poesia comemora-se a 25 de março. Os espaços vão ser vividos num ambiente de festa com muita poesia, para todas as idades. Neste dia terão lugar várias iniciativas, desde leituras de poesia em voz alta a concertos da Big Band Júnior, dos alunos da Casa Pia e da Orquestra Sinfónica Juvenil, passando por uma maratona de leitura, o concurso de poesia Faça lá um poema, conversas e debates sobre Mário Cesariny, a exibição do documentário Autografia, ou a exposição Mário Cesariny: De cor e salteado.

Artigo - "oito e seis - Exposição colectiva de fotografia"

Trata-se de uma Exposição Colectiva de Fotografia, denominada "oito e seis - Exposição colectiva de fotografia".
É inaugurada a 30 de Março, às 18h, na Galeria Artur Bual, em Amadora.
Estará patente de 30 de Março a 30 de Abril.

 

 
Texto sobre a mesma:
 
"Suportado por trabalho de laboratório a preto e branco e na tomada de imagens em processo película, desafiámos os participantes à construção de um projeto autoral fundamentado na interpretação de duas obras distintas – “El silencio de las cosas” do fotógrafo Josef Sudek, onde encetámos um diálogo com o recurso ao pensamento contemplativo e que sustentou o fazer artístico e de “Extraños” de Juan Manuel Castro Prieto, que revelou aproximações mais autobiográficas e pessoais – duas abordagens distintas que proporcionaram aos autores um percurso performativo na linguagem fotográfica, desde da tomada de imagem até à impressão final."

Estoril Sol relança Prémios Literários em homenagem a Agustina Bessa-Luís e Fernando Namora

 

Agustina Bessa-Luís.jpg

 

Fernando Namora 2.jpg

 

A Estoril Sol volta a instituir, este ano, o Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís e o Prémio Literário Fernando Namora, em homenagem aos dois grandes escritores de Língua Portuguesa. Em relação ao Prémio Revelação, é de registar que, desde o ano passado, foi abolido do seu Regulamento o limite dos 35 anos de idade, cláusula que o Júri considerou estar a condicionar o aparecimento de novos valores.

 

Com a extinção dessa norma considerada restritiva, a Estoril Sol corresponde, assim, aos pedidos manifestados por numerosos candidatos que estavam impossibilitados de participar no concurso.

 

Mantém-se, contudo, a obrigatoriedade do romance concorrente ser inédito, e de autor português, “sem qualquer obra publicada no género”.

 

A 10ª edição do Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís terá o valor de 10 mil euros e, nos termos do Regulamento, será publicado pela Editora Gradiva, de acordo com o protocolo existente com a Estoril Sol.

 

Guilherme D `Oliveira Martins preside ao júri, comum aos dois Prémios Literários da Estoril Sol, uma das mais prestigiadas iniciativas que integram o calendário de eventos com relevância cultural.

 

Juntamente com o Prémio Literário Revelação, é mantido o Prémio Literário Fernando Namora, instituído regularmente desde 1988, e cujo Júri foi presidido, durante vários anos, por Agustina Bessa-Luís e, posteriormente, por Vasco Graça Moura.

 

O Prémio Literário Fernando Namora, reservado a romances publicados, e com periodicidade anual, tem o valor de 15 mil euros. Recorde-se que foi Afonso Cruz, com o seu romance "Flores", o vencedor no ano passado.

 

O Júri, além de Guilherme D`Oliveira Martins, que preside, em representação do CNC – Centro Nacional de Cultura, integra, ainda, José Manuel Mendes, pela Associação Portuguesa de Escritores; Maria Carlos Gil Loureiro, pela Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas; Manuel Frias Martins, pela Associação Portuguesa dos Críticos Literários; e, ainda, Maria Alzira Seixo e Liberto Cruz, convidados a título individual e Nuno Lima de Carvalho e Dinis de Abreu, em representação da Estoril Sol.

 

Entretanto, expira a 31 de Maio o prazo de recepção das obras originais para a 10ª edição do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís e dos romances publicados para a 20ª edição do Prémio Literário Fernando Namora.

Palmela promove Fórum Permanente de Teatro | 24 a 26 de março

Palmela promove Fórum Permanente de Teatro

Formação e reflexão sobre o teatro amador em Portugal dão o mote à iniciativa

 

Fórum de Teatro Permanente.jpg

 

 

Nos dias 24, 25 e 26 de março, o Cine-teatro S. João, em Palmela, acolhe o 18.º Fórum Permanente de Teatro, numa organização da Federação Portuguesa de Teatro, da Associação Teatro Sem Dono e da Câmara Municipal de Palmela.É esperada a participação de cerca de três dezenas de grupos de teatro e três centenas de participantes de todo o pais, bem como membros da Confederación de Teatro Amateur Escenamateur.

Com esta iniciativa, que integra o programa de comemorações do Dia Mundial do Teatro no concelho de Palmela, pretende-se a partilha de experiências e a formação, bem como uma reflexão sobre o estado do teatro amador em Portugal.Com o propósito de discutir o caminho da Federação e o associativismo, dirigentes de todos os grupos associados na Federação Portuguesa de Teatro irão, também, estar reunidos durante o fim de semana.

O programa do Fórum contempla, ainda, espetáculos de entrada livre, no Cine-teatro S. João, nos dias 24 (“Arlequim”) e 25 (“Alucinações”), e a apresentação dos resultados das formações no dia 26. A pensar no teatro feito pelos mais jovens, será dinamizado um painel dedicado às crianças entre os 6 e os 12 anos.

No total, serão 14 painéis temáticos de formação, orientados por um conjunto de profissionais, alguns bem conhecidos do grande público, como a atriz Io Appolonni, o cenógrafo do Teatro Politeama, João Barros, o professor na Escola Superior de Teatro e Cinema, Miguel Cruz e o dramaturgo Tiago Rodrigues.

 

                Espetáculos:

 

            Dia 24 de março | 21h45

            “Arlequim” – Teatro Sem Dono

 

            Dia 25 de março | 22h00

            “Alucinações” – Palco na Linha

 

Palmela promove Fórum Permanente de Teatro | 24 a 26 de março

Palmela promove Fórum Permanente de Teatro

Formação e reflexão sobre o teatro amador em Portugal dão o mote à iniciativa

 

Fórum de Teatro Permanente.jpg

 

 

Nos dias 24, 25 e 26 de março, o Cine-teatro S. João, em Palmela, acolhe o 18.º Fórum Permanente de Teatro, numa organização da Federação Portuguesa de Teatro, da Associação Teatro Sem Dono e da Câmara Municipal de Palmela.É esperada a participação de cerca de três dezenas de grupos de teatro e três centenas de participantes de todo o pais, bem como membros da Confederación de Teatro Amateur Escenamateur.

Com esta iniciativa, que integra o programa de comemorações do Dia Mundial do Teatro no concelho de Palmela, pretende-se a partilha de experiências e a formação, bem como uma reflexão sobre o estado do teatro amador em Portugal.Com o propósito de discutir o caminho da Federação e o associativismo, dirigentes de todos os grupos associados na Federação Portuguesa de Teatro irão, também, estar reunidos durante o fim de semana.

O programa do Fórum contempla, ainda, espetáculos de entrada livre, no Cine-teatro S. João, nos dias 24 (“Arlequim”) e 25 (“Alucinações”), e a apresentação dos resultados das formações no dia 26. A pensar no teatro feito pelos mais jovens, será dinamizado um painel dedicado às crianças entre os 6 e os 12 anos.

No total, serão 14 painéis temáticos de formação, orientados por um conjunto de profissionais, alguns bem conhecidos do grande público, como a atriz Io Appolonni, o cenógrafo do Teatro Politeama, João Barros, o professor na Escola Superior de Teatro e Cinema, Miguel Cruz e o dramaturgo Tiago Rodrigues.

 

                Espetáculos:

 

            Dia 24 de março | 21h45

            “Arlequim” – Teatro Sem Dono

 

            Dia 25 de março | 22h00

            “Alucinações” – Palco na Linha

 

Discovery Channel estreia "Já Estavas Avisado" dia 27 de março às 21h00

‘JÁ ESTAVAS AVISADO’ EXAMINA NOVOS E SURPREENDENTES VÍDEOS VIRAIS DA INTERNET NO DISCOVERY CHANNEL

 

 

O Discovery Channel analisa os mais surpreendentes, extravagantes e incríveis vídeos da internet com os peritos de ‘Já Estavas Avisado!’, a reconhecida série que regressa ao canal com novos episódios no dia 28 de março às 20 horas. O objetivo do programa é colocar os clips debaixo da lupa dos cientistas para comprovar a sua fiabilidade e explicar porquê, ou porque não, estão a enganar os internautas.

 

 

‘Já Estavas Avisado!’ regressa ao Discovery Channel com a sua equipa de peritos em plena forma e dispostos a examinar, desde o ponto de vista das ciências físicas, biológicas e químicas, entre outras disciplinas, os numerosos vídeos que captam a atenção da internet, com os conteúdos mais extravagantes: cobaias humanas em experiências bizarras, acrobacias à prova de enfarte e provas radicais de sobrevivência, entre outras loucuras, que circulam pela rede com a intenção de triunfar no YouTube e receber, em poucas horas, milhares ou milhões de visualizações. ‘Já Estavas Avisado!’, que regressa ao Discovery Channel com novos episódios no dia 27 de março às 21 horas, abre uma janela diária aos vídeos mais surpreendentes que circulam na internet para que os especialistas analisem todos os minutos, enquanto os criadores narram os segredos da cada gravação.

 

Em cada um dos novos episódios vão ser analisados vários vídeos que conseguiram milhares de visualizações e levaram a uma corrida à internet sem precedentes, sejam truques caseiros que acabam mal, sofisticadas experiências científicas ou pessoas capazes de desafiar as leis da natureza. Assim, ‘Já Estavas Avisado!’ vai percorrer o planeta em busca dos vídeos caseiros mais originais, para explicar porquê que houve algo que correu mal, ou como é possível alguém ter saído ileso de uma situação radical. Para isso, o programa conta com um grupo de cientistas que vão demonstrar, com sólidos argumentos, que poucas coisas são fruto da casualidade ou da sorte. Além disso, mediante cuidadas recriações feitas a computador, a equipa de ‘Já Estavas Avisado!’ oferece uma explicação lógica para cada um destes vídeos, esclarecendo as circunstâncias que permitiram a sua gravação e que conseguiram os seus cinco minutos de fama graças a milhões de cliques.

 

Nos novos episódios, o programa vai até locais de trabalho para mostrar partidas e surpresas para encontrar o trabalho mais perigoso da internet; também vai focar a natureza em busca das criaturas mais loucas e os fenómenos naturais mais raros; analisará vídeos protagonizados por humanos, em que os diversos indivíduos mostram uma habilidade, força e inteligência fora do comum, as transformações mais surpreendentes da internet, alterações físicas capazes de converter o ordinário em extraordinário; comprovarão quais são os melhores vídeos manipulados e falsificações da rede; também visitará garagens e pátios traseiros em busca dos inventores caseiros mais imaginativos do mundo, repassando lendas da internet para comprovar se estes vídeos incríveis são verdadeiros ou apenas fruto da casualidade.

 

‘Já Estavas Avisado!’ chega ao Discovery Channel no dia 27 de março às 21 horas.

Dia Mundial da Poesia no CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

25 março | 14:00 às 19:00 | Vários Espaços

Tributo a Mário Cesariny
No CCB o Dia Mundial da Poesia comemora-se a 25 de março. Os espaços vão ser vividos num ambiente de festa com muita poesia, para todas as idades. Neste dia terão lugar várias iniciativas: Feira do Livro de Poesia; Exposição Mário Cesariny: De cor e salteado; Diga lá um poema – espaço aberto para leituras de poesia em voz alta; programação para os mais novos; concertos da Big Band Júnior e da Orquestra Sinfónica Juvenil, num tributo a Mário Cesariny.
Entrada Livre

 

A Calçada Portuguesa no Mundo | Conferência no Museu do Oriente | 24 Março, 18.30, Entrada livre

Brazil_Rio_2015.jpg

 

Nas suas viagens pelo mundo, o fotógrafo Ernesto Matos foi-se deparando com um elo comum em todos os lugares por onde os portugueses andaram ao longo dos séculos, que traduziu em imagens e sobre o qual reflecte na conferência “A Calçada Portuguesa no Mundo”, dia 24 de Março, às 18.30, no Museu do Oriente, com entrada livre.

 

Partindo de imagens soltas, foi construindo um inventário exaustivo sobre este gosto de atapetar o chão com pequenas pedras de duplas cores, talhadas à mão, colocadas conforme um molde passado a escantilhão, cujo resultado final são desenhos elaborados ou de linhas simples e geométricas, de autores anónimos ou grandes mestres. É parte deste trabalho de muitos anos que agora aborda, na perspectiva de divulgar o património existente na Europa, África, América, Ásia e várias ilhas de todo o mundo.

 

Em todos os países visitados, o autor encontrou uma diversidade de motivos, onde os valores étnicos e as culturas autóctones parecem ter sido assimiladas e reinterpretadas, quer pelos calceteiros de então, como pelos de hoje que, em muitos casos, aprendem a recuperar os padrões há muito esboroados.

 

A palestra assenta sobre um conjunto de fotografias que revelam lugares onde a técnica foi aplicada, como Macau, um dos pontos onde a representatividade mais evidencia a presença portuguesa, dotando de requinte e de significados humanistas o espaço urbano, quer no exterior como em interiores.

 

A palestra conta com a presença de dois experientes calceteiros, Mestre Zé da Clara e Manuel Barbosa. Mestre Zé da Clara é um antigo calceteiro da região de Fanhões, local onde se formaram nos anos 40 uma geração dos melhores artífices do nosso país e que levaram esta arte um pouco por todo o mundo. Manuel Barbosa é um calceteiro com larga experiência que, desde cedo, começou a trabalhar no estrangeiro. Participou na execução de calçadas na Alemanha, Espanha, França, Macau e mais recentemente no Qatar. Em Macau trabalhou na elaboração do emblemático Largo do Senado. Foi também, neste local, formador para trabalhadores macaenses.

 

 

“A Calçada Portuguesa no Mundo”

Conferência com Ernesto Matos

24 de Março

Horário: 18.30

Entrada livre

 

Museu do Oriente, Avenida Brasília | Doca de Alcântara (Norte) | 1350-362 Lisboa

www.museudooriente.pt