Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Queima do Judas - Ritual teatral reúne associações locais e população no Centro Histórico de Palmela

 

O Centro Histórico de Palmela é palco da tradicional Queima do Judas no dia 30 de março, sábado de Aleluia, numa organização da Câmara Municipal com Associações do concelho. Com início às 21h30, no Largo dos Loureiros, este ritual teatral propõe um percurso pela vila, marcado pelo rufar dos tambores, com paragens em diversos pontos, onde as associações locais aguardam o público para a leitura do testamento, texto teatral, de tom satírico, que aborda temas da atualidade.

À luz dos archotes, o cortejo desfila até encontrar nova paragem, onde o Judas - boneco de palha com recheio pirotécnico - conhece o seu destino e expia, simbolicamente, os males do mundo no ano que passou. A noite termina com a atuação do Bardoada – Grupo do Sarrafo, no Largo de S. João e um espetáculo de fogo de artifício.

Recuperada em 1995 pela autarquia, a Queima do Judas deriva de um ritual de origens pagãs, ligado à celebração do equinócio da primavera e ao início de um novo ciclo de vida. Atualmente, integra as comemorações do Dia Mundial do Teatro no concelho de Palmela e promove o encontro dos grupos de teatro de amadores e das associações locais.

 

Jovens marcham pela tolerância

 

A Queima do Judas cruza-se, este ano, com o Manifest'Arte, uma iniciativa desenvolvida por um grupo de jovens de Palmela, com o apoio do Okupa – Espaço Juventude do Centro Social de Palmela e em parceria com o Município e várias entidades da vila (AEP Grupo 40 - Palmela, Associação Juvenil AJITAR, Sant & Edu, Associação de Estudantes, Jovens Sem Fronteiras de Palmela), no âmbito do Programa Europeu Juventude em Ação.

Incluído, também, no “Março a Partir” – Mês da Juventude, o Manifest’Arte pretende envolver e sensibilizar a comunidade, de forma criativa, para valores como o respeito e a tolerância. Assim, este grupo de jovens participará na Queima do Judas com a dinamização de um testamento e a realização de uma Marcha pela Tolerância.

Além destas iniciativas, o Manifest’Arte promove, também, o ChutÁviolência - Torneio de Futebol (29 de Março), o Desafiarte - Mostra de Fotografia e EcoEscultura e o Manifestar a Rappar - mostra de talentos (6 de Abril).

 

Percurso da Queima do Judas 2013:

 

Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros” | Largo dos Loureiros

AEP Grupo 40 - Palmela|Praça Duque de Palmela

ATAAção Teatral Artimanha| Largo D. Afonso Henriques

Largo D. João I

Sociedade Columbófila de Palmela | Cruzamento Rua 31 de Janeiro c/ Rua Hermenegildo Capelo

Okupa| Cruzamento Rua do Passadiço c/ Rua Hermenegildo Capelo

Grupo de Teatro dos Serviços Sociais| Largo Marquês de Pombal

Rua Augusto Cardoso

Sociedade Filarmónica Humanitária | Largo do Passo da Formiga

Bardoada – O Grupo do Sarrafo

Câmara Municipal de Palmela | Largo de São João