Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Diabolando apresentam o EP “Aqui Ninguém Chora” na Lourinhã



No próximo dia 27 de Abril, os Diabolando, banda da Praia da Areia Branca, irão apresentar a sua primeira EP – “Aqui Ninguém Chora” no Auditório Maestro Manuel Maria Baltazar.

Os Diabolando, uma formação com quatro anos de idade, é composta por Paulo ‘Meirelles’ Martins (voz e guitarra), Miguel Carvalho (guitarra e voz), Rui Pedro Martins (percussão e bateria), Rita Sousa (voz), Simão Cardoso (baixo), Diogo Picão (sax tenor), Yuri Antunes (trombone) e João Carvalho (management). Esta banda que se apresenta em quinteto, sexteto ou septeto, com raízes folclóricas e populares, vai buscar ao blues, ao folk, ao rock, ao funk, à bossa nova, ao jazz, ao fado e a tudo aquilo que soa bem, a sua inspiração e matriz.

 ‘Chorar’, primeiro single do primeiro EP, tema escolhido para o primeiro videoclip oficial, é um dos temas preferidos da banda, versando acerca da utilidade do choro sorrido, como veículo de expulsão dos males de uma sociedade paranóica e, por isso mesmo, em crise. “Mas se eu me sinto bem aqui, é aqui que eu vou ficar”, primeiro verso do refrão do segundo tema escolhido para este disco, de seu nome ‘Aqui’, parece querer adivinhar recentes palavras de incentivo à emigração tendo, ainda assim, sido escrito algumas semanas antes de tal mote republicano. Como terceira e última escolha neste primeiro registo fonográfico, ‘Ninguém’ remete para um certo amor a si próprio, único espaço de encontro com um certo calor, sempre tão desejado por todos nós.

Com razões ou não para ‘Chorar’, estando ou não bem ‘Aqui’, ‘Ninguém’ é a resposta.

Aqui Ninguém Chora’, surge então como uma catarse emocional, reactiva a tudo o que ingerimos sem querer. E é este o nome escolhido para o primeiro disco desta banda portuguesa de Pop Intervencionista.

Ao vivo, Diabolando oferece - a quem quiser ouvir - um espectáculo em carne viva, onde a razão de ser dos textos cantados se mistura com a necessidade de os dizer.

Espera-se um concerto cheio de energia que só será possível realizar devido ao apoio da Câmara Municipal da Lourinhã, da Ripar Surf School, do Sports Bar, da Papelaria ABC, d’O Açude, da Hartcasa, do Lemon Tree Hostel, do Jornal Alvorada e da Rádio Clube da Lourinhã. As entradas terão o preço de €5,00 por pessoa e o concerto terá inicio às 21:30.