Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

ARE YOU A TOURIST OR A TRAVELLER? URBAN MARKET “TRAVELLER”, O prazer de viver e sentir a cidade

Portugal Lovers sempre a descobrir o Porto

ARE YOU A TOURIST OR A TRAVELLER?

URBAN MARKET “TRAVELLER”, O prazer de viver e sentir a cidade

Passatempo de fotografia “Alma de Viajante”

Criatividade, Musica e animação


 

10,11 e 12 Maio | Hotel Carris Porto Ribeira | 11h às 22h

ENTRADA LIVRE


 

“O turista anda pelo mundo com máquina fotográfica a tiracolo, guia no bolso, olha o que lhe indicam, compra o que lhe agrada, envia muitos postais, com uma agradável fluidez, sem apego nem compromisso. O viajante caminha com passos lentos, quer morar em cada coisa, cada esquina, ir à origem de tudo, amar loucamente cada aspecto do caminho – a essência da cultura do lugar”.

 

E ser “traveller” na nossa cidade é visitar espaços como estes, entrar pela viela em pedra e ficar deslumbrado. Optar por petiscar umas tapas, ou jantar. Mesmo que seja num hotel, na sua cidade. O Porto tem encantos e recantos que vale a pena descobrir e nós queremos continuar a mostrar.

 

Vamos ter “espalhados” pelo hotel, criadores portugueses de várias áreas (ilustração, joalharia, design de moda, design de produto, food design entre outras), uma selecção  criteriosa, sempre a procurar novos projectos criativos. Os visitantes podem contar com o “Menu Urban Market” no Restaurante Forno Velho por 12€, Tapas na Taparia “A Capela”, dia 11 actuação da Banda Artesania – Filipe Vargas -  e um passatempo de fotografia “Alma de Viajante”.  No dia 12, os Anjos Urbanos Cabeleireiros, conhecidos hairstylists  da cidade do Porto, vão de tesoura afiada para quem quiser fazer uma mudança de visual.

Ser Urbano é conviver com a diferença e pluralidade”, e como é hábito nos nossos eventos, esperam-se três dias com um ambiente cheio de “calor humano”, com conversas, partilhas, vendas, parcerias e onde todos  aprendemos sempre algo de novo. É muito gratificante sentir isto e sentir que os criadores crescem e evoluem em cada edição, quer na originalidade das peças, quer na criatividade da exposição, a qual estamos sempre a sensibilizar para que seja original.