Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

LandArt Cascais: Obras inéditas despertam um mundo de novas sensações a descobrir na Quinta do Pisão



Está aberta a LandArt Cascais, festival de arte na paisagem. A iniciativa arrancou no último sábado, 20 de abril, e contou com a presença de José Pedro Croft, Orlando Franco e André Banha. Miguel Ângelo Rocha, o 4.º artista convidado, não pôde estar presente, mas, tal como os outros artistas, concebeu instalações inéditas, pensadas especialmente para o espaço da Quinta do Pisão, no Parque Natural de Sintra-Cascais. A LandArt é uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Cascais, juntamente com a Fundação D. Luís I.

 

O arranque da LandArt Cascais 2013 foi marcado por uma visita guiada com os artistas, que explicaram aos visitantes que elementos naturais da Quinta são explorados e que sensações as suas obras procuram despertar. O dia foi ainda assinalado pelo primeiro concerto “Jazz na Quinta”, onde atuaram Carlos Barreto e Paula Oliveira.

 

“Quanto maior conhecimento as pessoas tiverem deste património natural, mais irão protegê-lo. Assim, a LandArt foi uma das iniciativas que criámos com o objetivo de trazer as pessoas para a Quinta do Pisão para que a vivam, desfrutem do espaço e o defendam”, salientou o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, acrescentando que também “é de realçar o facto de os visitantes terem acesso livre a obras de arte de grande qualidade, criadas por grandes nomes do panorama artístico nacional”.

 

A LandArt Cascais pode ser visitada todos os dias, até 7 de julho. Os fins-de-semana contam com uma programação especial, que inclui os concertos “Jazz na Quinta”, as visitas guiadas à Quinta do Pisão - de onde se destacam as “Noites de Lua Cheia” - e os workshops “Desenho na Paisagem” e “Fotografia Lomográfica” (todos sujeitos a inscrição até à quinta-feira que antecede cada um). O programa e as inscrições estão disponíveis em www.cm-cascais.pt.

 

Sobre as obras expostas na LandArt Cascais 2013

 

José Pedro Croft: a instalação “Sem Título” é uma escultura de caráter ambiental, que joga com a escala humana e as características da paisagem.

 

André Banha: “A Casa das Duas Portas #2” é uma escultura possível de habitar, transitar, usufruir, não só pelo olhar, mas por um completo contacto sensorial, uma obra que convida o espectador a entrar e a ocupar a escultura.

 

Miguel Ângelo Rocha: “Nós” é um conjunto de cinco instalações sugestivas de elementos naturais, como as ramagens de uma árvore; ao mesmo tempo incluem características abstratas, produzindo uma ambiguidade entre o natural e o artificial.

 

Orlando Franco: a obra “Untitled (competition)” é composta por duas intervenções, que instigam o observador à projeção de uma narrativa.