Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Espectáculos no salão Brazil : The Prehistorics (Austrália), Deux Maisons (Portugal/França), Colleen (França) e Thaís Gulin (Brasil)

NO SALÃO BRAZIL EM COIMBRA


QUARTA, 22 MAIO, 22h00
The Prehistorics (Austrália)

Os australianos The Prehistorics fazem a sua estreia em Portugal e na bagagem trazem o segundo álbum, “Subterranean Nightmare”, que combina influências de rock’n’roll com devaneios psicadélicos, blues e punk.


Bilhetes : 3€

http://www.reverbnation.com/theprehistorics


------------------

QUINTA, 23 MAIO, 22h30
Deux Maisons (Portugal/França)
Théo Ceccaldi - violino
Luís Vicente - trompete
Valentin Ceccaldi- violoncelo
Marco Franco - bateria 

Este quarteto recém-formado junta os irmãos Ceccaldi, um caso sério da nova geração de músicos criativos franceses (co-fundadores do Tri-Collectif) ao trompetista Luís Vicente e ao baterista Marco Franco, que ao longo do último ano têm forjado uma cumplicidade fortíssima.

Bilhetes : 5€

http://www.jazz.pt/breves/2013/05/08/vem-ai-os-ceccaldi/



------------------

SEXTA, 24 MAIO, 22h30
Colleen (França)

Colleen é uma artista francesa conhecida por usar instrumentos barrocos como a viola de gamba e o spinet (uma pequena harpa) e está de regresso para promover o seu quarto longa duração, “The Weighing of the Heart”

Após uma ausência de cinco anos, desde a edição do seu último trabalho Les Ondes Silencieuses, a compositora Cécile Schott, mais conhecida por Colleen, regressa com um novo trabalho intitulado The Weighing of the Heart. O muito aguardado retorno da violoncelista francesa, hoje residente em Espanha, promete alcançar um impacto em tudo semelhante ao clássico The Golden Morning Breaks (2005), segundo álbum de originais que recolheu uma unânime aclamação da imprensa especializada, tendo o site Pitchfork apontado Colleen como um nome ímpar e incomparável a quaisquer outras referências contemporâneas. À medida que o seu percurso foi evoluindo, procurou cuidadosamente afastar - se da dependência da utilização de laptops e samples que percorriam o seu primeiro trabalho Everyone Alive Wants Answers, ao invés preferindo incorporar um vasto conjunto de instrumentos clássicos, como a harpa, o glockenspiel ou o cravo, elementos esses que ancoraram as suas composições a um passado distante, imprimindo – lhes uma marca distintiva. 

 


http://colleenplays.org/



Bilhetes : 7€ (geral) / 6€ (associados Lugar Comum)
Reservas através do e-mail: geral@lugarcomum.pt (mediante envio de indicação do nome completo + nº BI para posterior confirmação)

------------------

SÁBADO, 25 MAIO, 22h30
Thaís Gulin (Brasil)

Thaís Gulin apresenta o aclamado álbum “ôÔÔôôÔôÔ“ . Um espectáculo concentrado na sua forte presença e na sua original e delicada personalidade musical.

A cantora brasileira é saudada pelo jornal O Globo como “a cantora-síntese de sua geração, assim como foram Gal Costa e Marisa Monte”. Recorde-se que com o seu álbum de estreia Thaís Gulin conseguiu impressionar Chico Buarque e Tom Zé, que posteriormente lhe ofereceram canções inéditas para o novo trabalho.

 


Bilhetes : 7€ (venda antecipada) / 8€ (próprio dia)

http://www.thaisgulin.com.br/

 

------------------

DOMINGO, 26 MAIO, 17h00
Jazz de A a Z: Uma viagem pela História do Jazz, palestra por António Branco
SESSÃO 4 - "Um olhar sobre o jazz no séc. XXI"

“O que é o jazz, hoje?”. “Qual será o papel do jazz no século XXI?”; “Estará o jazz a alargar fronteiras ou a estreitar horizontes?” e “Será o jazz um género musical elitista?” serão algumas das questões a discutir na ocasião.

Entrada gratuita