Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

BioRia encerra mais um ciclo de atividade com seminário de três dias

De 12 a 14 de julho o BioRia promove um seminário teórico-prático onde se explora a natureza como motor de desenvolvimento económico. Os destaques vão para a inauguração do Percurso de Fermelã e para a apresentação do “Guia de Mamíferos do BioRia”.



 

Seminário BioRia “O capital natural como fonte de desenvolvimento económico”
sexta, 12 a domingo, 14 de julho | Cine-Teatro de Estarreja / Centro de Interpretação Ambiental de Salreu


Sob o tema “O capital natural como fonte de desenvolvimento económico”, o BioRia, projeto pioneiro na conservação da natureza e biodiversidade, reúne especialistas num evento que, durante os dias 12, 13 e 14 de julho, marca o encerramento de mais um ciclo com a inauguração do Percurso de Fermelã. Este circuito fecha a Rede de Percursos Pedestres e Cicláveis do BioRia, atravessando o raro e genuíno habitat “Bocage” da Região do Baixo Vouga Lagunar.

Na tarde de dia 12 de julho, sexta-feira, é dado o arranque a estas jornadas no Cine-Teatro de Estarreja, com uma componente teórica dentro dos painéis “Turismo da Natureza” e “Economia e Sustentabilidade”. Especialistas nacionais ligados ao potencial Natural do Município de Estarreja apresentam um novo modelo de desenvolvimento económico, assente no património ambiental e numa perspetiva de evolução ao modelo industrial.

À contextualização teórica segue-se o trabalho de campo que tem início na noite de dia 12 e termina na manhã de 14 de julho, domingo, com a inauguração do oitavo percurso do BioRia – Percurso de Fermelã.

 

Apresentação e lançamento do “Guia de Mamíferos do BioRia”

Ao longo do segundo dia de trabalhos, o seminário é transferido para o Centro de Interpretação Ambiental, em Salreu. Além do workshop de fotografia noturna, uma novidade nas atividades promovidas pelo BioRia, será apresentado o “Guia de Mamíferos do BioRia”, da autoria dos investigadores Vitor Bandeira, Alexandre Azevedo e Carlos Fonseca, numa edição da Câmara Municipal de Estarreja.

Este Guia mostra o BioRia como morada de dezenas de animais, contribuindo não apenas como apoio ao turista e visitante, mas sobretudo para suprimir uma falha ao nível das publicações sobre a fauna de mamíferos em Portugal.

Com o pioneiro projeto BioRia, a Câmara Municipal de Estarreja desenvolve um reconhecido trabalho ao nível da conservação da natureza bem como da sua requalificação. A Rede de Percursos Pedestres e Cicláveis, agora concluída, significa um poderoso meio contacto e promoção da riqueza natural da Região. Um novo passo em prol do ambiente é dado com a edição deste “Guia de Mamíferos do BioRia”. Um contributo a favor do conhecimento do património natural da região e do país.

 

Mais informações em www.bioria.com | visitabioria@cm-estarreja.pt