Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“ A Última Vez que Vi Macau “ escolhido para representar Portugal nos Prémios Ariel


 

A Academia Portuguesa de Cinema escolheu o filme “ A Última Vez que Vi Macau” para representar Portugal, na categoria de melhor filme Ibero-Americano, nos Prémios Ariel, da Academia Mexicana de Cinema, que terão lugar durante o ano de 2014. 

O filme realizado por João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata, decorre entre Macau, China, e Portugal, contando com ambos os realizadores no elenco e também com a atriz norte americana Cindy Scrash.

Os realizadores evocam um tempo e um mundo perdido na paisagem de Macau, transportando-nos num filme que quebra todas as regras e reinventa a nossa relação com a imagem sonhada e a memória. Uma ficção onde, de acordo com os próprios, o filme negro cruza a ficção científica, entre memórias pessoais e visões do apocalipse.

"A Última Vez que Vi Macau" é um filme misterioso, exuberante, que atravessa as fronteiras do cinema e devolve-nos a intimidade da narração. Uma obra maior do cinema nacional.

 “ A Última Vez que Vi Macau” teve estreia na Suiça em Janeiro de 2013 e em Portugal em Março do mesmo ano.

 

 

 

 

 

 

Sobre a Academia Portuguesa das Artes e Ciências Cinematográficas:

 

Uma indústria. Uma identidade. Uma voz.

A Academia Portuguesa de Cinema é uma associação sem fins lucrativos, fundada em julho de 2011, cuja principal missão é aproximar o cinema português dos portugueses e promover o cinema nacional no mundo. O seu objetivo é fomentar a criatividade e melhorar as competências dos profissionais de cinema, através de intercâmbios culturais, nacionais e estrangeiros, participação em festivais e organização de ações de formação e conferências.

Em 2012, a Academia instituiu os Prémios Sophia (em homenagem à poetiza Sophia de Mello Breyner Andresen), que à semelhança dos que existem nos EUA (Óscares), em França (Césares), em Espanha (Goya) ou no Reino Unido (Bafta), pretendem distinguir o melhor do cinema português, nas categorias de melhor filme, realizador, ator e atriz, banda sonora, fotografia, argumento original e adaptado, curta-metragem, documentário e filme estrangeiro.