Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Workshop com Joe Morris: As propriedades da música livre - OUT.FEST 2013

 

Integrado na programação da 10ª edição do OUT.FEST - Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro (www.outfest.pt), o guitarrista norte-americano Joe Morris (http://www.joe-morris.com/) leccionará um workshop de 2 dias, intitulado "As propriedades da música livre"

Para este workshop, a decorrer nos dias 10 e 11 de Outubro, entre as 17h e as 20h, na Galeria Municipal de Arte do Barreiro (na Avenida Alfredo da Silva, nº15, no centro da cidade), há ainda vagas ao preço simbólico de apenas 5€.

O pagamento pode ser efectuado de qualquer uma das seguintes formas:

1) transferência bancária para o NIB: 003501410009452983049

2) cheque à ordem de OUT.RA - Associação Cultural, por via postal para OUT.RA - Associação Cultural, Praça Vicente Augusto Bolina, lote T, 7ºD, 2830-275 Barreiro
3) em numerário, no Posto de Turismo do Barreiro (Mercado 1ºMaio, na Avenida Alfredo da Silva)


Joe Morris actuará também, a solo, no dia 9 de Outubro, pelas 21h30, na mesma Galeria Municipal.

"Centro do Mundo" | Novo ciclo "mM" da DançArte - estreia em Palmela, 11 de outubro (entrada livre)

  “Centro do Mundo”

        

 

         No dia 11 de outubro, a partir das 21h30, o Largo de S. João, na vila de Palmela, é palco da apresentação do novo ciclo de espetáculos, “mM”, que a DançArte, companhia residente no Cineteatro S. João, desenvolverá até 2016.

         Com entrada livre, “Centro do Mundo” é a 37ª produção da DançArte e abre o ciclo “mM”, na rua, num encontro íntimo com o público, que pretende aguçar a curiosidade e lançar a semente para o trabalho em curso.

         Ao longo deste ciclo, o primeiro momento de apresentação decorrerá sempre nos Largos de Palmela, dinamizando o espaço público e o património do Centro Histórico da vila, e o segundo momento, no palco do Cineteatro S. João.

         O ciclo “mM” é uma produção Passos e Compassos, com o apoio da Câmara Municipal de Palmela e da DGArtes - Direção-Geral das Artes. Mais informação em www.mm.passosecompassos.pt.

 

«Entre o micro e o Macro, o movimento e a Música, as criações sobre e para os Largos de Palmela/ Património edificado, cultural e histórico. O Largo que, segundo o escritor Manuel da Fonseca, é “o Centro da Vila, o Centro do Mundo, que oferece, recebe e transforma”.

Entre o minério, que é um Largo, e os Momentos criados, o crescimento do que é local.

Entre o motor para a criação e a Máquina, o público.

Entre o mundo e a Memória, o tempo e a construção de património imaterial.»

 

 

Ficha Artística:

Ideia e Direção | António Machado e Sofia Belchior

Coreografia | Sofia Belchior e intérpretes

Composição e interpretação musical | António Machado

Criação fotográfica | Carlos Teixeira

Figurinos | Zé Nova

Design | Utopia Designers

Design web | João Belchior

Interpretação e cocriação | DançArte – Companhia residente no Teatro S. João, Palmela: Ivanoel Tavares, José Lobo, Ricardo Mondim, Rita Carvalho e Sofia Crispim

 

 

Torneio das Vindimas em Basquetebol - Sub14 Masculinos | Pinhal Novo - 5 e 6 de outubro


 

           O Pavilhão Desportivo Municipal, em Pinhal Novo, é palco, nos dias 5 e 6 de outubro, do Torneio das Vindimas de Sub14 Masculinos em Basquetebol. Este torneio assinala o início da época desportiva, e os seus resultados definirão o apuramento para o Campeonato Distrital de Sub14 Masculinos 2013/2014.

           Os jogos têm início no dia 5 e decorrem entre as 14h30 e as 18h00, em três séries, com a participação das equipas da Casa do Benfica em Palmela, do F.C. Barreirense “A”, do Montijo Basket Associação “A”, do Basket Almada Clube “A”, do Clube de Praticantes de Basquetebol da Escola Secundária de Sampaio, do Galitos F.C. “A”, do C.A.B. Grândola “Os Javalis”, do Scalipus Clube de Setúbal e do Seixal Futebol Clube. No domingo, dia 6, entre as 14h30 e as 19h00, têm lugar os jogos de apuramento para as classificações definitivas.      

            A iniciativa é promovida pela Associação de Basquetebol de Setúbal com a Casa do Benfica em Palmela e a Câmara Municipal de Palmela, no âmbito do Programa de Desenvolvimento do Basquetebol.

 

 

"Ocidente", encenado por Victor Hugo Pontes | 04 de outubro, 15h00

“Ocidente”, de Rémi De Vos, com encenação de Victor Hugo Pontes, tem estreia absoluta em Guimarães

 


 

No próximo dia 12 de outubro, às 22h00, a Black Box da Fábrica Asa, em Guimarães, acolhe a estreia absoluta de “Ocidente”, de Rémi De Vos, um espetáculo que representa mais uma incursão de Victor Hugo Pontes no universo do teatro contemporâneo, refletindo a sua crença de base enquanto coreógrafo: de que o gesto espetacular – a comunicação com o público – nasce de uma fonte única, onde quer o corpo quer a voz vão buscar a sua partitura.

 

Protagonizado pelos atores Maria do Céu Ribeiro e Pedro Frias, com tradução de Regina Guimarães, este espetáculo resulta de uma coprodução entre o Ao Cabo Teatro, As Boas Raparigas e o Centro Cultural Vila Flor. Escrita pelo francês Rémi De Vos, galardoado em 2008 com o prémio Molière de melhor autor, “Ocidente” disseca o drama de um casal em decomposição até ao osso. Num diálogo de perícia venenosa, o autor constrói um texto de uma precisão implacável que faz brotar o riso.

 

“Ocidente” perturba, acorda, revela. Constitui-se como uma irresistível denúncia do crescimento do racismo e do nacionalismo primário que cada vez mais acossam as nossas cidades. Concentrando-se na célula matricial da nossa sociedade – a família, a relação de um casal –, “Ocidente” evoca todas as pequenas misérias contemporâneas, todos os devaneios quotidianos, todas as esperanças perdidas. É um mergulho numa relação amorosa; uma batalha de vida e morte entre dois seres, para quem a vitória a todo o custo se apresenta como única saída para a sobrevivência. Paradoxalmente – ou talvez não – esta só é atingida através da obliteração do outro.

 

Considerado um fenómeno raro da arte dramática contemporânea, Rémi De Vos reflete acerca de “Ocidente” afirmando que “a peça é atravessada pela História. O extremismo de que se trata aqui é um dado do jogo. É também uma realidade social facilmente verificável na Europa. Com esta peça, eu também queria mostrar o húmus de onde brota a flor venenosa da rejeição do outro. Sou daqueles que pensam que vamos para tempos difíceis e que o processo já está em marcha. A peça tem evidentemente um lado negro e pode soar como uma advertência”. Não obstante, o mesmo não de escusa a referir que “apesar disto, e é o que faz a sua particularidade, ela tem um aspeto cómico. É uma espécie de comédia e o público é convidado a rir do insustentável. É uma tensão muito particular da qual não se deve procurar fugir, senão não funciona. É tragicómica, se se quiser. No meu trabalho de escrita, há sempre a questão da luta da consciência social contra as pulsões associais e o inverso. O riso é uma emoção libertadora que ajuda a suportar”.

 

Os bilhetes para o espetáculo têm o custo de 7,5 euros ou 5 euros (com desconto) e já se encontram disponíveis, podendo ser adquiridos na bilheteira do Centro Cultural Vila Flor e da Plataforma das Artes e da Criatividade, Lojas Fnac, El Corte Inglés, entidades aderentes da Bilheteira Online, e via online em www.ccvf.pt, www.facebook.com/GUICUL e oficina.bilheteiraonline.pt.

 

MONTE SELVAGEM CONVIDA SÉNIORES ANTES DO “ATÉ BREVE”

Parque assinala Mês do Sénior com descontos, antes de partir para manutenção e melhorias

 


 

Outubro, mês que antecede o período de “hibernação” do Parque Monte Selvagem, é também o Mês do Sénior. E um mês especial significa tratamento especial: visitantes com mais de 65 anos têm um desconto de três euros no bilhete de entrada.

 

Em Outubro, o Monte Selvagem desafia a população sénior a passar um dia único e inesquecível nos mais de 20 hectares de vida animal e desfrutar das temperaturas amenas típicas desta época do ano, caminhar, explorar e conhecer a diversidade de espécies e actividades disponíveis no Parque.

 

Depois das comemorações do Mês do Sénior, o Monte Selvagem prepara a sua “hibernação”, já habitual, de três meses. Durante Novembro, Dezembro e Janeiro, o Parque estará dedicado a actividades de manutenção e melhorias para um reinício cheio de novidades, em Fevereiro de 2014.

 

Porque esta pausa não é absoluta, durante os três meses, o Monte Selvagem abre as portas a grupos com mais de 20 pessoas, desde que a visita seja previamente marcada. Uma vez aberto nesses dias, receberá qualquer pessoa que apareça.

 

Quem desejar conhecer ou recordar o Parque nos meses de Inverno, deverá sempre consultar previamente o site www.monteselvagem.pt para verificar as datas de abertura ao público. Esta informação é permanentemente actualizada sempre que ocorram novas marcações ou que as condições climatéricas do momento ditem alterações de planos.

 

Sedeado em Montemor-o-Novo, freguesia de Lavre e com mais de 400 animais de 75 espécies, o parque é um dos destinos turísticos mais procurados na região.

 

 

RTP ASSOCIA-SE PELO SEGUNDO ANO CONSECUTIVO AO "LISBOA OPEN HOUSE"

Sábado, dia 5 de outubro



A RTP associa-se, pelo segundo ano consecitivo, ao evento internacional OPEN HOUSE a decorrer em Lisboa nos próximos dias 5 e 6 de outubro.  

Assim, no próximo sábado, dia 5, a sede da RTP irá estar de portas abertas, entre as 10h00 e as 16h30, para receber todos aqueles que pretendam visitar as nossas instalações. Nesta ação podem-se visitar locais como: estúdio de informação de televisão, estúdios de rádio, estúdios de produção e o Museu.
 
Depois do sucesso da primeira edição em 2012, que contou com cerca de 14 000 visitantes em dois dias, Lisboa acolhe uma vez mais a iniciativa Open House, um evento internacional com dimensão global, com 20 cidades participantes (Barcelona, Londres, Nova Iorque, Buenos Aires, Roma, entre outras).

Organizado pela Trienal de Arquitetura de Lisboa, o Lisboa Open House realiza-se nos dias 5 e 6 de outubro e contará com a abertura de 60 espaços por toda a cidade.

WOOL @ TOUR PARIS 13 - a arte urbana portuguesa invade Paris



Esta nova acção do WOOL (festival de arte urbana da Covilhã) acontece no projecto TOUR PARIS 13, que inaugurou hoje mesmo, bem no centro de Paris e que apresenta como a maior exposição de Street Art alguma vez realizada, contando com a participação de mais de 100 artistas de todo o mundo.

O WOOL foi convidado pela Galerie Itinerrance a formar uma comitiva de 11 portugueses (encabeçada por VHILS) para também intervirem nesta torre abandonada, que passados os 30 dias de exposição será completamente demolida!


Para mostrar de tudo um pouco do que por cá se faz, levámos até ao 2º piso da torre: Add Fuel, Corleone, Eime, Kruella d'Enfer, MaisMenos, Mar, Mário Belém, Pantónio, Paulo Arraiano, Samina e Vhils.

O resultado que ficou pelo 'piso dos portugueses' tem sido bastante aplaudido e tem como vizinhança muitos artistas conceituados como: C215, David Walker, Sambre, Flipon entre tantos outros.



ESTREIA: ANATOMIA DE GREY - QUINTA-FEIRA, ÀS 22H30, NA RTP2

Quinta-feira, dia 3 de outubro, às 22h30 na RTP2



O drama médico, mais famoso da televisão, centra a sua história nas vidas profissionais e pessoais de um grupo de médicos cirurgiões e dos seus supervisores. E como já foi comprovado nas últimas temporadas, podem-se esperar vários casos médicos, relações interpessoais e bastantes complicações que advém destas duas facetas.

No episódio de estreia da nona temporada: Meses após a queda do avião, os médicos em Seattle continuam a tentar encontrar um rumo para a normalidade. Os médicos do Seattle Grace tem que encarar as consequências da queda do avião na última temporada, e os destinos de Meredith (Ellen Pompeo), Derek (Patrick Dempsey), Cristina (Sandra Oh), Mark (Eric Dane) e Arizona (Jessica Capshaw) estão em aberto.

Antes do acidente, os caminhos deles pareciam estar decididos: tendo passado nos exames, Meredith, Cristina, Alex (Justin Chambers) e Jackson (Jesse Williams) planeavam ocupar posições em hospitais diferentes, deixando o Seattle Grace para trás. Enquanto isso, a carreira de April (Sarah Drew) como médica parecia ter terminado quando ela não passou no exame e foi demitida. Meredith e Derek estavam focados em ser novos pais para a bebê Zola e estavam a pensar se mudariam para sua casa dos sonhos ou se começariam de novo em Boston. O casamento de Cristina e Owen ainda estava em pedaços, Callie (Sara Ramirez) e Arizona estavam felizes com a maternidade. Bailey (Chandra Wilson) tinha decidido dar uma nova chance ao amor com seu novo noivo Ben (Jason George), Richard Webber (James Pickens Jr.) encontrou conforto nos braços da mãe de Jackson, Catherine Avery (Debbie Allen). A queda do avião mudou tudo.

Agora, com seus futuros desconhecidos, os médicos do Seattle Grace precisam de aprender a adaptar-se à mudança, a lidar com suas perdas e a seguir em frente com seus relacionamentos e suas carreiras. Seattle Grace é um lugar onde a vida não é vivida de forma intensa.  

Anatomia de Grey: Estreia da IX Temporada - Quinta-feira, às 22h30, na RTP2

DIA DO PROFESSOR NO FLUVIÁRIO DE MORA

 

Apresentação do programa educativo 2013/ 14  -  “A água que nos une”

 

 

 


Para apresentar Programa Educativo do presente ano lectivo, denominado “A Água que nos Une”, o Fluviário de Mora convida os professores e educadores para uma sessão no dia 5 de Outubro.

 

 

O evento inicia-se às 14h30 com o tema “Aquários Públicos – um recurso educativo”, a cargo de Paula Valadas. Depois, os professores realizam aquilo que os mais novos fazem, numa sessão de “Reutilização de Materiais no Apoio Pedagógico”.

 

 

 

Por fim, as 16h30, há uma Mostra da Feirinha no Parque Ecológico do Gameiro, um mini mercado que todos os domingos se efectua em Mora, onde as senhoras do concelho apresentam os seus produtos, do mel aos têxteis.

 

 

 

No novo Programa Educativo, para além das visitas guiadas às exposições vivas do espaço, o Fluviário de Mora oferece diversas Oficinas Ambientais dirigidas aos diferentes graus de ensino, do Pré-Escolar ao Secundário, cerca de 20 opções que ensinam a biodiversidade dos rios portugueses, a importância da água e do ambiente no nosso planeta e o respeito pelo ecossistema em que vivemos.

 

 

 

Uma novidade este ano são as actividades low cost para a escolas onde pelo mesmo preço têm direito a visitar o espaço com visita guiada e optar por outra actividade, seja o Parque Aventura, um Passeio Fluvial ou um Lanche com Surpresas.

 

 

 

O Fluviário tem programas escolares para o Pré-Escolar, 1º, 2º e 3º ciclos e ainda para os alunos do Secundário.

"Broadway Baby" continua no Teatro Armando Cortez



A Buzico! Produções Artísticas vem por este meio comunicar que o espectáculo Broadway Baby – A História do Musical Americano, de Henrique Feist, acompanhado ao piano por Nuno Feist, vai prolongar a sua estada no Teatro Armando Cortez – Casa do Artista, até ao final de Outubro, sempre aos sábados, pelas 22h00.

 

 

 

Broadway Baby – A História do Musical Americano que estreou em Agosto de 2012, no Teatro-Estúdio Mário Viegas, para uma curta série de representações durante aquele mês, foi construído em torno da História do Teatro Musical da Broadway, algo a que o público sempre se habituou a associar os irmãos Feist, e assim, com este espectáculo comemorariam os seus 30 anos de carreira. É de lembrar que Henrique Feist, ganhou, este ano, o Globo de Ouro na categoria de Melhor Actor de Teatro, por este espectáculo.

 

 

 

 

 

Reservas:

 

·        Buzico! Produções Artísticas – 211 941 475 (seg. a sex., das 14h00 às 19h00) ou reservas@buzico.pt

 

·        Teatro Armando Cortez – Casa do Artista – 217 154 057 ou info@teatroarmandocortez.pt

 

Acessibilidades:

 

·        Metro: Estação de Carnide (linha azul)

 

·        Autocarros: 726, 729, 768

 

·        Parque de estacionamento: Casa do Artista (tarifa única €1,00)

Pág. 20/20