Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Festival de Música de Mafra "Filipe de Sousa"

 

 

image003.jpg

 

De 2 a 31 de julho, os mais importantes pianistas reúnem-se, no Concelho de Mafra, numa autêntica festa da música que homenageia o pianista, compositor, maestro, investigador e figura de referência da cultura portuguesa que foi Filipe de Sousa, mafrense de adoção.

Contando com a participação de Adriano Jordão, Jeffrey Swann, Patrick Rodrigues, Jan Michiels, Teresa da Palma Pereira e Orquestra do Norte, dirigida pelo Maestro Ferreira Lobo, o Festival de Música de Mafra “Filipe de Sousa” integra cinco concertos únicos, com entrada gratuita, que se realizam nas localidades de Mafra e da Ericeira.

Esta é uma iniciativa da Câmara Municipal de Mafra, com o apoio da Fundação Jorge Álvares, instituição sem fins lucrativos à qual Filipe de Sousa doou a sua casa e propriedade em S. Miguel de Alcainça (Concelho de Mafra), que agora é sede desta fundação, mas também a sua diversificada biblioteca, as suas coleções de obras de arte, de discos e de manuscritos musicais, para além do espólio musical próprio.

O que torna o festival único é a sua componente pedagógica, uma vez que contempla, igualmente, a organização de masterclasses, pelos pianistas participantes, que são destinadas aos alunos do Conservatório de Música de Mafra e realizadas na Casa da Música Francisco Alves Gato, em Mafra.

O concerto inaugural realiza-se no dia 2 de julho no Claustro Sul do Palácio Nacional de Mafra, com a atuação da Orquestra do Norte, dirigida pelo Maestro Ferreira Lobo, e do pianista português Adriano Jordão, que é também o diretor artístico deste festival.

No dia 10 de julho será a vez do norte-americano Jeffrey Swann subir ao palco do Auditório da Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva, na Ericeira. Este espaço vai ainda acolher, no dia 17 de julho, o concerto de Patrick Rodrigues, um dos maiores talentos da nova geração de pianistas brasileiros. Jan Michiels, docente e pianista belga, dará o seu espetáculo no Auditório Municipal Beatriz Costa, em Mafra, a 24 de julho.

O concerto de encerramento terá lugar no dia 31 de julho, novamente no Claustro Sul do Palácio Nacional de Mafra, no qual Teresa da Palma Pereira, referência da nova geração de pianistas portugueses, é acompanhada pela Orquestra do Norte, com direção do Maestro Ferreira Lobo.

Todos os concertos tem início às 21h30. A entrada é gratuita, sujeita à lotação da sala.

"PETER PAN EM A TERRA DO NUNCA" | DIA 31 DE JULHO ÀS 09H30

image007.jpg

 

 

O encanto e a magia de Peter Pan estão de volta em “Peter Pan em a Terra do Nunca”, dia 31 de julho, às 09h30 no Disney Junior.

 

Na história que tem lugar em plena 2ª Guerra Mundial, Wendy, agora adulta, tenta passar aos seus filhos a esperança num mundo melhor, contando-lhes as mágicas experiências vividas na Terra do Nunca, ao lado de Peter Pan.

 

Entre os filhos de Wendy está Jane, de 12 anos, que não acredita em tais aventuras. Até que o Capitão Gancho reaparece, sequestra-a e leva-a para a Terra do Nunca, na intenção de usá-la no seu novo plano para capturar Peter Pan. Serão Peter Pan, Sininho e os Meninos Perdidos que vão ajudar Jane a ter confiança e “pozinhos mágicos”.

 

Será que Peter Pan conseguirá finalmente derrotar o Capitão Gancho e a sua tripulação de destemidos piratas?

 

“Peter Pan em a Terra do Nunca” em emissão no Disney Junior dia 31 de julho, às 09h30.

50 anos da Ponte 25 de Abril assinalados em moeda

A Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM) apresenta a moeda comemorativa do 50.º aniversário da Ponte 25 de Abril, integrada no Plano de Moedas Comemorativas 2016, no dia 5 de agosto, às 11h30, na sede da Infraestruturas de Portugal, em Almada.

 

Da autoria do escultor José Aurélio, esta moeda corrente comemorativa possui o valor facial de dois euros e está limitada a uma emissão de 500 mil exemplares com acabamento normal, 10 mil exemplares com acabamento proof e 10 mil unidades com acabamento BNC (brilhante não circulada).

 

Inaugurada a 6 de agosto de 1966 como Ponte Salazar, a Ponte 25 de Abril foi rebatizada após a Revolução de 1974, sendo uma das maiores pontes suspensas do mundo e considerada, desde sempre, uma obra maior da engenharia portuguesa e um símbolo do país e da sua capital. 

 

carteira%20ponteBNC.jpg

 

Ao longo de 50 anos, soube adaptar-se e responder às necessidades de mobilidade urbana, acompanhando o processo de urbanização a sul, e constituindo uma infraestrutura fundamental para o quotidiano de milhares de pessoas, com uma presença marcante na paisagem das duas margens do rio Tejo.

 

Apresentação da moeda 50 Anos da Ponte 25 de Abril

5 de agosto, sexta-feira

11h30

Infraestruturas de Portugal

(Campus do Pragal – Edifício 1 – Praça da Portagem, Almada)

 

Sobre a INCM

Inovação, segurança, internacionalização e dedicação à causa pública, sem esquecer a prestação de serviços de qualidade e fiabilidade a empresas privadas, são os principais eixos estratégicos de Imprensa Nacional Casa da Moeda (INCM). Com cerca de 600 trabalhadores, é uma sociedade anónima de capitais públicos e resulta da fusão, em 1972, da Imprensa Nacional e da Casa da Moeda. Herdeira de oito séculos de atividades das entidades que lhe deram origem, tem sido pioneira no desenvolvimento e produção de bens e serviços fundamentais para o funcionamento do Estado. O cartão de cidadão e o passaporte eletrónico são apenas dois exemplos desse pioneirismo.

POPular – INATEL na Rua | MOSTRA DE CULTURA POPULAR TRADICIONAL | LISBOA | 28 a 31 de Julho de 2016 | ENTRADA LIVRE

image002.png

 

 

                           LISBOA | 28 a 31 de Julho de 2016

 

A Fundação INATEL promove, em 2016, o POPular – INATEL na Rua, uma iniciativa que pretende divulgar e promover as práticas culturais tradicionais apoiadas pela instituição, no cumprimento da sua missão e enquanto entidade consultora da UNESCO para a salvaguarda do património cultural imaterial. 

 

A iniciativa, a decorrer de 28 a 31 de Julho de 2016, terá como centro nevrálgico o Teatro da Trindade INATEL afirmando-o enquanto equipamento cultural no coração da capital, e ampliando-o no espaço público envolvente criando, simultaneamente, o envolvimento das comunidades locais e seus agentes a par da promoção e oferta de conteúdos culturais, de acesso gratuito, à cidade de Lisboa e a quem nos visita.

 

Do teatro à dança, da música à etnografia, o POPular – INATEL na Rua contará com a participação de Centros de Cultura e Desporto INATEL (CCD), veículo por excelência do trabalho associativo desempenhado por milhares de pessoas que se dedicam à valorização e divulgação da cultura tradicional portuguesa e da nossa identidade enquanto povo e nação.

 

Destacando-se como os “Dias da Cultura” da Fundação INATEL a iniciativa, criada em 2011, renasce com uma nova designação dando continuidade ao objetivo primordial mas dando uma nova dinâmica na visibilidade dos grupos participantes, na mediatização e no envolvimento essencial à sua prossecução e sucesso.

 

Lançamos, assim, um desafio público à participação nas várias iniciativas.

 

POPular – INATEL na Rua é organizada pela Fundação INATEL e conta com a parceria estratégica da Câmara Municipal de Lisboa e da EGEAC e ainda o apoio da ATL – Associação Turismo de Lisboa, Junta de Freguesia da Misericórdia e Empark.

 

_____________________________________________

PROGRAMA

POPular – INATEL na rua 

28 DE JULHO |QUINTA-FEIRA

21h30  PALCO DE BABEL Teatro da Trindade Sala Eça de Queiroz | M6

Estreia nacional da peça “PALCO DE BABEL”, de Luís Campião numa encenação de Laura Ferreira, pelo Grupo Dramático e Recreativo da Retorta (Valongo), vencedor do CONTE - Concurso Nacional de Teatro 2015 organizado pela Federação Portuguesa de Teatro em parceria com a Câmara Municipal da Póvoa do Lanhoso e a Fundação INATEL. _____________________________________________

29 DE JULHO | SEXTA-FEIRA 

16h às 19h00 ANIMAÇÃO EXTERIOR NO CHIADO 

19h00 às 20h30 BAILE TRADICIONAL pela Tradballs Teatro da Trindade | Sala Eça de Queiroz  _____________________________________________

30 DE JULHO | SÁBADO
16h às 19h00 ANIMAÇÃO EXTERIOR NO CHIADO 

21h30 CONCERTO VERMELHO pela Red Clay Teatro da Trindade | Sala Eça de Queiroz

O Concerto Vermelho pretende apresentar sons através do barro: o som das flautas, o percutir dos tambores, o grave dos udus, a batida dos ghatam’s, o tilintar dos chocalhos, e aos sons inovadores de um conjunto de instrumentos que serão concebidos para a apresentação deste concerto, que desejamos ser um momento de celebração do som e da terra.

A musicalidade do concerto terá como elo principal os instrumentos em que a matéria principal é o barro, numa perspetiva musical minimalista, multicultural e de fusão; inspirando-se na tradição e na modernidade, onde a música apenas é.

Todos os instrumentos são produzidos em barro e construídos e idealizados pelo João Sousa e conta com a participação do multi instrumentista Carlos Alberto Cavaco. _____________________________________________
31 DE JULHO | DOMINGO

11h00 VISITAS ENCENADAS aos bastidores do Teatro pelo Teatro de Carnide, dirigidas a famílias. Teatro da Trindade

16h às 19h00 Animação Exterior no Chiado 

19h00 às 20h30 BAILE TRADICIONAL pela Tradballs Teatro da Trindade | Sala Eça de Queiroz
_____________________________________________

ENTRADA LIVRE Atividades sujeitas à lotação do espaço

Inatel na Rua

image010.jpg

 

Vários Espaços
28 a 31 jul . Qui a Dom
ENTRADA LIVRE

MOSTRA DE CULTURA POPULAR TRADICIONAL ENTRADA LIVRE

 

Iniciativa que pretende divulgar e promover as práticas culturais tradicionais

apoiadas pela Fundação INATEL, no cumprimento da sua missão e enquanto entidade consultora da UNESCO para a salvaguarda do património cultural imaterial. Do teatro à dança, da música à etnografia,com a participação de Centros de Cultura e Desporto INATEL (CCD), veículo por excelência do trabalho associativo desempenhado por milhares de pessoas que se dedicam à valorização e divulgação da cultura tradicional portuguesa e da nossa identidade enquantopovo e nação.

Qui | 28 JUL 21h30 . Estreia nacional Teatro da Trindade | Sala Eça de Queiroz | M6 PALCO DE BABEL de Luís Campião

Encenação de Laura Ferreira, pelo Grupo Dramático e Recreativo da Retorta (Valongo), vencedor do CONTE - Concurso Nacional de Teatro 2015 organizado pela Federação Portuguesa de Teatro em parceria com a Câmara Municipal da Póvoa do Lanhoso e a Fundação INATEL.

_____________________________________________

Sex | 29 jul

16h às 19h00

 

ANIMAÇÃO EXTERIOR NO CHIADO 19h00 às 20h30 Teatro da Trindade | Sala Eça de Queiroz

BAILE TRADICIONAL pela Tradballs

_____________________________________________

Sáb | 30 jul

16h às 19h00

ANIMAÇÃO EXTERIOR NO CHIADO
21h00 Teatro da Trindade | Sala Eça de Queiroz CONCERTO VERMELHO pela Red Clay

Concerto Vermelho pretende apresentar sons através do barro: o som das flautas, o percutir dos tambores, o grave dos udus, a batida dos ghatam’s, o tilintar dos chocalhos, e aos sons inovadores de um conjunto de instrumentos que serão concebidos para a apresentação deste concerto, que desejamos ser um momento de celebração do som e da terra.

A musicalidade do concerto terá como elo principal os instrumentos em que a matéria principal é o barro, numa perspetiva musical minimalista, multicultural e de fusão; inspirando-se na tradição e na modernidade, onde a música apenas é.

Todos os instrumentos são produzidos em barro e construídos e idealizados pelo João Sousa e conta com a participação do multi instrumentista Carlos Alberto Cavaco.

Dom | 31 jul

11h00 Teatro da Trindade VISITAS ENCENADAS AOS BASTIDORES DO TEATRO pelo Teatro de Carnide, dirigidas a famílias.

16h às 19h00

ANIMAÇÃO EXTERIOR NO CHIADO
19h00 às 20h30 Teatro da Trindade | Sala Eça de Queiroz

BAILE TRADICIONAL pela Tradballs

 

Exposição “Cartazes do Avanca – a imagem de 20 edições de um festival de cinema”

AVANCA2016_Cartaz.jpg

 

Na próxima sexta-feira dia 17 de junho o AVANCA EM MOVIMENTO vai estar em plena ação com várias atividades em Estarreja e Canelas.

Às 21h no Cine-Teatro de Estarreja terá lugar a inauguração da exposição “Cartazes do Avanca – a imagem de 20 edições de um festival de cinema”. Esta mostra pretende exibir os cartazes que fizeram a história do Avanca. Uma criação do designer Gabriel Rego, avancanense que colabora com o festival desde a sua primeira edição com a sua criatividade artística que marca a imagem do festival. Gabriel Rego é licenciado em Designer e Comunicação pela Faculdade de Belas-Artes do Porto. Desenvolvendo projetos de design gráfico, o seu nome tem estado associado a vários eventos culturais e edições de livros e revistas.

Esta mostra estará visível e poderá ser visitada durante os meses de junho e julho nos horários de abertura do Cine-Teatro de Estarreja.

Esta exposição integra o ciclo de 3 exposições que celebram as 20 edições do Avanca. A primeira foi “Uma frincha sob o museu” da autoria de Mariana Macedo, e a última será a mostra de fotografia da autoria de Luís Oliveira Santos e Mário Xavier que retratam as sessões especiais do AVANCA EM MOVIMENTO, um registo de novas memórias, novos encontros e novos amigos.

Ainda no dia 17 pelas 22h terá lugar na freguesia de Canelas a última sessão promovida em casa da população.  O balanço das primeiras 4 sessões não podia ser melhor. Cerca de 90 pessoas já participaram nestas sessões intimistas. Desta vez a sessão será em casa da Paula Almeida de Canelas que assim será a anfitriã desta sessão especial.

Nesta tela mais uma vez irão passar alguns dos melhores filmes do AVANCA. Para esta sessão a escolha foi “O Acidente” realizado por André Marques que recebeu o Prémio Competição Avanca 2008 e que acaba de estrear nos cinemas nacionais a acompanhar a longa-metragem documental GRANDES ESPERANÇAS.

Da edição de 2015 selecionamos o filme espanhol “Acabo de tener un sueño” realizado por Javi Navarro que recebeu o Prémio Melhor Curta-Metragem. A animação que recebeu uma menção especial do Júri em 2012 “Borderline” de Dustin Rees, da Suíça será outras das escolhas. “A Parideira” de José Miguel Moreira em competição em 2012 é outra das seleções. Para finalizar a sessão teremos a curta-metragem “Sexo sem idade” de Lardyanne Pimentel, Ariana Caldeira, Katia Ferreiro, Catarina Caldas, Pedro Pintalhão exibida na edição de 2013.

A iniciar a sessão vai ter lugar a exibição especial de “Vamos ao mercado!” realizado por Armandina Ramos, onde o grupo de músicos e cantadores populares (representando Maria Barbuda e Marques Sardinha), apanham o comboio na estação de Avanca, como ponto de encontro para irem ao Mercado.

O AVANCA 2016 irá decorrer na última semana de julho, reunindo as suas competições entre os dias 27 e 31 do mesmo mês. Sendo uma organização do Cine-Clube de Avanca e Câmara Municipal de Estarreja, tem tido o apoio do ICA/Ministério da Cultura, Instituto Português do Desporto e da Juventude, Turismo do Centro, FCT, Junta de Freguesia, Paróquia e Escola Egas Moniz de Avanca, para além de várias organizações internacionais e entidades locais.

 

Levante a Mão quem Não Gosta de Gelados!

CapaPeq_gelados.jpg

 

GELADOS CHEZ MOI
de Barbara Torresan
PVP / 15,90€
Número Páginas / 146
O gelado é um daqueles alimentos aos quais dificilmente dizemos que não!
Este livro será um ponto de referência para quem gosta deste doce e quer fazê-lo em casa, com e sem máquina de gelados. São apresentadas receitas de gelados clássicos, vegans, gelados de fruta, picolés, sorvetes, cremes e iogurtes, granizados e chocolates, biscoitos, tortas e mignon… Muitas das receitas são preparadas com leites vegetais, para que se adaptem aos gulosos que são intolerantes à lactose, ou aos vegans.
Propostas originais como o Perfume de Verão (Alfazema e Rosmaninho) ou o sorvete Spritz, uma visita aos grandes clássicos, como a Stracciatella Errada e o Café e Soja ou, ainda, Cookies Gelados e Panettone Recheado com Gelado de Zabaione: são tantas as ideias que irão conquistar os amantes do gelado, e não só, e a partilhar estas frias delícias como alternativa a um doce no fim de uma refeição ou como um saboroso e refrescante lanche.
 
Barbara Torresan, autora, fotógrafa e food stylist, para os amigos e o mundo cibernético é Babs. Em 2007, juntou as suas duas grandes paixões, cozinha e fotografia, e transformou-as numa profissão em permanente evolução, trabalhando em projetos de pequena e grande dimensão: da organização de eventos ao catering, como food stylist da marmita para notas fotográficas à fotografia profissional. Um trabalho criativo, absorvente e rico em  satisfações. Desde 2008, é proprietária e autora do site chez-babs.com. Tem vários livros publicados e é, há vários anos, colaboradora em free-lance da Slow Food, de revistas do setor, editoras e empresas ligadas ao conceito de food. Mais informações em barbaratorresan.it
 

SPORTTABLE BOX PROMETE UM VERÃO DIVERTIDO E MUITO AGITADO

image001 (2).png

 

Entre num mundo desportivo onde o jogo transcende o tabuleiro e a aptidão física é posta à prova em mais de 60 desafios: eis o Sporttable Box!

 

Sporttable Box é um novo jogo de mesa que promete agitar de forma divertida o Verão, empurrando miúdos e graúdos para fora do sofá.

 

Este jogo de tabuleiro possui três temas: Desportos Coletivos, Jogos Tradicionais e Corrida. Tem como objectivo curar a preguicite e desenvolve-se através de imaginativos desafios de actividade física que são realizados pelos jogadores, conciliando exercício com estratégia pessoal.

 

O Sporttable Box é o jogo ideal para uma jogatana com amigos ou com a família em casa ou ao ar livre. É, ainda, uma valiosa e eficaz ferramenta profissional e educativa em diversos tipos de contexto como em situações de team-building, aulas de Educação Física ou animação de tempos livres.

 

Este jogo promove o desenvolvimento de várias competências motoras, cognitivas e sociais, estimulando o desenvolvimento da psicomotricidade, da coordenação, do equilíbrio, da orientação, do posicionamento e da direção espaciais; da perceção visual e da memória; do raciocínio lógico e, ainda, do crescimento interpessoal e dos valores desportivos de fair-play.

 

Num país em que o nível de obesidade infantil é considerado “preocupante” pela OMS e onde uma em cada três crianças sofre de excesso de peso, a chegada do Sporttable Box promete pôr os mais novos a mexer.

 

Sobre o autor:

Gil Carpalhoso é natural de Leiria. Em criança, qualquer ocasião e local serviam de pretexto para trepar às árvores, jogar às escondidas e à bola, desfrutar de jogos de tabuleiro e de consolas. Gil e os seus amigos deslocavam-se de bicicleta para todo o lado e (desde que os trabalhos da escola estivessem feitos) tinham sempre permissão para jogar, explorar e aprender através das brincadeiras. Os anos passaram, mas a paixão pelo jogo manteve-se. O autor Licenciou-se em Educação Física na Faculdade de Motricidade Humana e pós-graduou-se em Turismo de Natureza e Aventura na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. Entre outros cargos, foi professor de Educação Física e sócio-gerente de uma loja de Jogos Educativos e de Tabuleiro. Colabora em atividades ligadas aos desportos de natureza e aventura sendo instrutor de ski e snowboard qualificado pela British Association of Snowsport Instructors. Além de criador do Sporttable Box é também o gestor do projeto.

 

 

"O Futuro" em exposição no Museu do Dinheiro

“O Futuro” em exposição no Museu do Dinheiro

 

Cara%20ou%20Coroa.jpg

 

A Imprensa Nacional Casa da Moeda inaugura a exposição “O Futuro - desenhos de moedas de alunos das escolas de Setúbal” e apresenta o livro “Cara ou Coroa? Pequena história da moeda” no dia 14 de julho, às 17h30, no Museu do Dinheiro, em Lisboa.

 

A mostra reúne 94 trabalhos participantes no concurso promovido pela INCM em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal - durante o ano letivo 2015/2016 -, entre os quais o desenho vencedor (da autoria de Martim Estanislau, da Escola Básica de Azeitão) que será cunhado numa moeda do Plano de Moedas Comemorativas 2017 da INCM.

 

Mais de oitocentos alunos, de oito escolas da cidade de Setúbal, participaram neste concurso, subordinado ao tema “O Futuro” com o objetivo de sensibilizar o universo escolar para a riqueza cultural, patrimonial e artística da moeda.

 

Dirigido ao público infanto-juvenil, “Cara ou Coroa? Pequena história da moeda” segue a viagem de Pilim, o protagonista, pelos séculos de história deste objeto metálico, revelando curiosidades como o porquê de, em Portugal, se fazerem compras com o euro, enquanto em Marrocos se amealham dirames e, no faroeste, se atiram dólares ao ar. O livro é apresentado pelo seu autor Ricardo Henriques, por André Letria da Pato Lógico e pelo diretor da Unidade de Publicações da INCM, Duarte Azinheira.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                

Inauguração da exposição “O Futuro – desenhos de moedas de alunos das escolas de Setúbal” e apresentação do livro “Cara ou Coroa? Pequena história da moeda”

14 de julho

17h30

Museu do Dinheiro (Largo de São Julião, Lisboa)

 

Exposição “O Futuro – desenhos de moedas de alunos das escolas de Setúbal”

15 de julho-10 de setembro

Quarta-feira a sábado: 10.00-18.00

Entrada Gratuita

Museu do Dinheiro (Largo de São Julião, Lisboa)