Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição Bordaliana

 
 
 
 
 

A partir de 6 de Junho
Quinta a Sábado, das 15h às 19h
 
Espaço Fundação PLMJ
Rua Rodrigues Sampaio, 29
Quin a Sáb, das 15h às 19h
Lisboa
Untitled-2_copy_m

É como Joana Vasconcelos se sente ao vestir o Caranguejo, a Cobra, o Touro, o Sapo ou a Vespa Bordalianos. Animais ditos selvagens com os quais, segundo a artista, “temos uma questão de poder ou de violência”. A ideia surgiu depois da visita de Joana Vasconcelos à Fabrica de faianças, após a qual começou um trabalho de recuperação dos moldes dos animais grandes. Dentro da obra de Rafael Bordalo Pinheiro, escolheu os animais com os quais havia esta relação e vestiu-os, com fatos de croché, domesticando-os e decorando-os “numa perspectiva de reciclagem, não só da cerâmica como do croché e da violência sobre os animais”. Só até Julho na Fundação PLMJ. Não percas! Felisa