Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição "Amadeo de Souza-Cardoso 1916-2016”

Amadeo-Cartaz_2017.jpg

 

O Agrupamento de Escolas de Casquilhos, em parceria com o Município do Barreiro, inaugura a exposição "Amadeo de Souza-Cardoso 1916-2016”, na próxima 6ª feira, 31 de março, às 18h00, no Auditório Municipal Augusto Cabrita, no Parque da Cidade. 

 

A exposição integra 27 obras executadas por alunos do curso de arte visuais da Escola Secundária de Casquilhos e pretende assinalar o Centenário da primeira exposição individual do reconhecido pintor modernista em Portugal, ocorrida em novembro de 1916.

 

 

CMB

Exposição "Fogueira em noite de inverno" em Palmela | 14 artistas plásticos - Ateliê Experimental da Sociedade Nacional de Belas Artes

 

Expo Fogueira.jpg

 

Na Biblioteca Municipal de Palmela até 20 de maio

Coletiva de Arte Contemporânea reúne 14 artistas plásticos

 

A exposição coletiva de Arte Contemporânea “Fogueira em noite de inverno” pode ser visitada até 20 de maio, na Galeria da Biblioteca Municipal de Palmela.

Esta mostra - uma organização da Câmara Municipal de Palmela com o Ateliê Experimental da Sociedade Nacional de Belas Artes - reúne trabalhos de 14 artistas plásticos em torno de temas tão diversos como a relação entre o homem e a cidade, ecologia, o papel da mulher nas sociedades e os conflitos e dramas sociais e humanos. «Cada um destes artistas pesquisa, questiona e propõe trabalhos (muitos deles experimentais) nas mais diversas áreas e disciplinas. Do desenho ao objeto, da grafite aos policarbonatos, tudo é permitido desde que justificado».

A exposição poderá ser visitada no seguinte horário: 3.ª, 5.ª e 6.ª feira, das 10h30 às 19h00; 4.ª feira e sábado, das 14h00 às 19h00. Encerra aos domingos, 2.ª feiras, 4.ª feiras no período da manhã e feriados.

 

 

Samuel Matzig expõe "Tobel" no Espaço Amoreiras


Edge Arts promove exposição fotográfica de artista sueco



O Espaço Amoreiras recebe a segunda exposição do ano com uma série de fotografias do artista sueco Samuel Matzig, que poderá ser visitada de dia 6 de abril até ao dia 4 de maio. “Tobel” é o nome da exposição que explora, através da fotografia, a natureza como refúgio do mundo e da presença humana.

O trabalho fotográfico de Samuel Matzig evoca a ideia de transformação, no sentido em que transforma consecutivamente a realidade captada pela câmara em objetos do mundo isolados. Na série “Tobel”, o artista apresenta um conjunto de imagens recolhidas numa ravina na Suíça, onde captou a natureza, privada da presença humana. As imagens são caracterizadas essencialmente por tons escuros, de modo a representar a ideia de isolamento e refúgio.

Esta exposição organizada pelo Edge Arts conta com a interpretação e curadoria de Mara Silvério, através de um texto reflexivo.

Samuel Matzig (n. 1983, Mels, Suíça)
Vive e trabalha em Lisboa
Estudou Fotografia e História de Arte na escola Ar.Co. Nos últimos anos, tem participado nalgumas exposições de grupo, tais como Ar.Co Outubro, em Almada (2013), Salão de Inverno n’A Pequena Galeria, em Lisboa (2014 e 2015) e a exposição Ar.Co Bolseiros & Finalistas, no Palácio Pimenta, em Lisboa (2014). Em 2013 apresentou o trabalho Tobel, o seu primeiro projeto individual no atelier Inma Ruiz, em Lisboa, que continua a desenvolver até hoje.

Exposição “Tobel”
6 de abril 2017 – 4 de maio 2017

Inauguração
6 de abril 2017 pelas 18h30

Horário
Espaço Amoreiras
2ª a 6ª feira 7h – 23h
sábados 9h - 21h
domingos e feriados 9h – 18h

Edge Arts
2ª a 6ª feira 8h30 – 17h30

Mais informações
Edge Arts | Arte Contemporânea
The Edge Group
Espaço Amoreiras - Centro Empresarial
Rua D. João V, nº. 24, 1.01
Tel.: [+351] 213 600 071/0
info@edge-arts.org
facebook.com/edgearts.org
www.edge-arts.org

Casino Estoril- exposição "Mountain by the Sea", de Diogo Navarro

Diogo Navarro - Mountain by the Sea no Casino Esto

 

Diogo Navarro, um dos pintores de referência na Galeria de Arte do Casino Estoril vai inaugurar uma exposição de Pintura, “Mountain by the Sea”, no próximo dia 22 de Abril, Sábado, às 17h00 horas.

 

Nuno Lima de Carvalho, director da Galeria de Arte, sublinha, “Mountain by the Sea” é uma exposição marcante na sua carreira, tendo por tema o mar, mas um pedaço de mar muito definido, o mar e praia do Guincho, o Cabo da Roca e a montanha que encerram uma riqueza inimaginável de mistérios que se perdem nos confins do tempo e que se redescobrem nas telas de Diogo Navarro”.

 

“Os colecionadores e amigos que têm acompanhado a par e passo a carreira de Diogo Navarro, consideram esta exposição fortemente marcante, pela linguagem escolhida, com a apresentação de aguarelas e trabalhos em acrílico que darão luz e vida aos seus trabalhos. Estamos convictos que Diogo Navarro encontra-se no limiar de uma nova série, com futuro, e para durar”, revela Nuno Lima de Carvalho.

 

 

A exposição “Mountain by the Sea”, estará patente ao público, todos os dias, de 22 de Abril a 16 de Maio, das 15 às 24 horas. Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Estoril é reservado a maiores de 18 anos.

Paula Rego assinala 7ª edição do projeto “A Arte chegou ao Colombo”

 

Para ver, a partir de junho, na praça central do Centro Colombo

 

 

image002.jpg

 

No âmbito do projeto “A Arte chegou ao Colombo”, e dando continuidade a um conjunto de iniciativas de homenagem que se iniciará no país, a partir de 4 abril, o Centro Colombo escolheu, para assinalar a 7ª edição desta sua iniciativa cultural, a artista contemporânea Paula Rego, um talento mundialmente conhecido pela riqueza e notoriedade artística e cujos trabalhos irão surpreender, a partir de junho, todos aqueles que visitarem este espaço.

 

Tendo iniciado este projeto cultural com artistas nacionais, o Centro Colombo volta, em 2017, a apostar num nome nacional conhecido do grande público, trazendo assim – e pela primeira vez - o trabalho de uma das artistas portuguesas contemporâneas mais conhecidas a nível mundial, a um espaço que é acessível a todos. Será uma exposição dedicada às “Estórias” e “Contos” de Paula Rego que marcaram a sua vida e o seu percurso artístico, em que uma das obras mais significativas da artista – “Fada Azul e Pinóquio” – será dada a conhecer, em exclusivo, na mostra que o Centro Colombo terá patente ao público, a partir de junho. Esta Exposição conta com o apoio da Casa das Histórias Paula Rego e da Fundação D. Luís I.

 

A iniciativa “A Arte chegou ao Colombo” foi lançada em 2011 e contou, no primeiro ano de arranque, com a parceria do Museu Coleção Berardo na exposição dos trabalhos de quatro artistas nacionais – Joana Vasconcelos, Miguel Palma, Susana Anágua e Isaque Pinheiro. Seguiram-se depois o MNAA – Museu Nacional de Arte Antiga (2012), a Exposição “Andy Warhol – Icons” (2013), a instalação interativa “The Pool” da artista norte-americana Jen Lewin (2014) e a “A Divina Comédia de Salvador Dalí” (2015). No ano passado, a iniciativa recebeu a Exposição Terry O’Neill – “Faces of the Stars”.

 

Exposição Contemplação Particular no CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

8 de abril a 30 de junho | Praça CCB

António Gonçalves / Maria Eduarda Souto de Moura / António Celso Ribeiro
Contemplação particular é o título do projeto concebido por António Gonçalves, consistindo numa pintura de grande dimensão com o formato de um políptico que se insere num edifício autónomo projetado pela arquiteta Maria Eduardo Souto de Moura, que estará situado na Praça CCB. Aquando da exposição, serão interpretados três momentos musicais do compositor António Celso Ribeiro.
Entrada Livre

Atividades no Convento Madre de Deus da Verderena

 

Exposições no Claustro do Convento

 

 

 

- Os primeiros dias da Liberdade

  24 de abril a 31 de maio

 

- Embarcações Tradicionais do Tejo no Concelho do Barreiro

19 de junho a 31 de agosto

 

- Álvaro Velho do Barreiro

  2 de outubro a 29 de dezembro de 2017

 

 

Horário: dias úteis, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 

Entrada Livre

 

 

Tertúlias no Convento

Ao Encontro de…

 

Cartaz Tertulias Poéticas 7.jpg

 

24 abril | 15h00 | “Memórias de África”

Integrada nas comemorações do 25 de Abril

Convidado – José Espadeiro

 

22 maio | 15h00 | “Os Poetas do meu livro de escola”

Comemorativa do Dia do Autor Português

Convidada – Paula Leite

Participação de alunos da disciplina de Cante Alentejano da UTIB

 

26 junho | 15h00 | “Património Cultural do Barreiro”

Convidada – Carla Marina Santos

Integrada nas comemorações do Dia da Cidade

 

Capela Grande do Convento da Madre de Deus da Verderena

 

Mais informações 21 206 8654

 

CMB

Exposição "Oceano - Mar é Vida" chega à Ericeira

image002.jpg

 

Uma viagem pela epopeia marítima, mas também pelos reflexos do mundo submarino, navegando entre monstros do desconhecido e o gigante Adamastor, é a proposta da exposição coletiva "Oceano - Mar é Vida", que abre ao público no dia 29 de abril, na Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva, na Ericeira, promovida pela Câmara Municipal de Mafra, pela Associação David Melgueiro e pelo Instituto de Cultura Europeia e Atlântica.

 

O evento terá início às 16h30, com a apresentação do projeto David Melgueiro/ Expedição Marborealis pelo Comandante e Presidente da Associação David Melgueiro, José Mesquita. Em seguida, será proferida a palestra “Os oceanos e o clima do planeta” pelo Prof. Roberto Gamboa da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria. Depois, o Professor Doutor António Pascoal, do Instituto Superior Técnico, partilhará o seu conhecimento sobre “A robótica marinha: ferramenta para o estudo dos oceanos”. Finalmente, e antes da abertura da exposição, o escultor Carlos Oliveira abordará a relação da mesma com o projeto David Melgueiro/ Expedição Marborealis.

 

Patente até 21 de maio de 2017 na Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva, na Ericeira, a exposição “Oceano – Mar é Vida” reúne trabalhos de pintores, escultores e tecelões, dinamizada pelo grupo Tertúlia das Artes da Associação David Melgueiro, associação esta que presta apoio operacional a atividades científicas e técnicas nas áreas da preservação ambiental e das ciências do mar, com destaque para o projeto de construção de um veleiro oceanográfico para expedições marítimas científicas.

 

A exposição pretende também sensibilizar para a preservação dos ecossistemas, alertando para as agressões a que são submetidos os oceanos, sem esquecer os fenómenos extremos como os tsunamis, as tempestades e o desaparecimento dos gelos das altas latitudes.

 

A iniciativa enquadra-se no âmbito da política do mar implementada pela Câmara Municipal de Mafra, que se traduz em projetos tão diversificados quanto a criação de uma incubadora de negócios vocacionada para a economia do mar, o lançamento de uma marca associada à costa marítima, a preservação da Reserva Mundial de Surf - primeira da Europa e segunda do mundo -, o estudo do ecossistema dos fundos marinhos, o projeto de transferência de conhecimento da universidade para os pescadores, no âmbito da “Ouriceira Mar”, ou o apoio às associações do setor.

 

Sobre o projeto David Melgueiro/ Expedição Marborealis

 

A Expedição Marborealis é um projeto de carácter científico que pretende reunir a comunidade científica, empresas nacionais e arte, numa ação em que a responsabilidade e a sensibilização ambiental têm expressão no estudo dos impactos do aquecimento global nos ecossistemas oceânicos e na atmosfera.

 

O projeto inicia-se com a adaptação de uma embarcação à vela para a execução de expedições e investigação, tendo esta a capacidade de navegação em todos os oceanos. Assim, o objetivo passa por reconstituir o trajeto de Vasco da Gama, da Rota da Seda e do lendário David Melgueiro numa viagem de circum-navegação através dos Oceanos Atlântico, Índico, Pacífico e Ártico. Será uma epopeia náutica sem precedentes na história da navegação em geral e da navegação à vela em particular. A travessia do Cabo da Boa Esperança, do Mar do Sudoeste Asiático e da China, o famoso Mar de Bering e Mar Ártico pela passagem do Nordeste (costa Siberiana) é um feito que não deixará ninguém indiferente.

Casino Lisboa inaugurou exposição de pintura de Luis Vieira-Baptista

Luis Vieira-Baptista 1 (1).JPG

 

Mais de uma centena de pessoas estiveram, ontem, na Galeria de Arte do Casino Lisboa para assistir à inauguração da exposição de pintura “heArt beats”, da autoria de Luís Vieira-Baptista. Foi um original evento de índole cultural que se estendeu, ainda, ao Arena Lounge, distinguindo-se pelos importantes contributos do músico Silvestre Fonseca e do poeta Luis Filipe Sarmento.

 

Num registo informal, Luís Vieira-Baptista convidou Silvestre Fonseca a subir ao palco central do Arena Lounge. Ambos protagonizaram um momento único, partilhando um descomprometido diálogo com o público. “Vamos ouvir uma simbiose muito especial de uma ligação de um autor à minha obra e vice-versa”, sublinhou Luís Vieira-Baptista.

 

Aplaudidos pelo público, o artista plástico selecionou sete obras (“A Chave perdida”, “Erupção primordial”, “A Catedral submersa”, “O Amor é forte como a Morte”, “E Deus criou a Mulher”, “E=mc2” e “Em sintonia com a Criação”) que foram compostas musicalmente, de forma inédita e original, pelo conceituado compositor e concertista de guitarra clássica, Silvestre Fonseca.

 

Noutro momento alto da cerimónia, Luis Filipe Sarmento declamou um poema original intitulado “Um Poema Para o Luís” prestando homenagem aquele artista. O poeta leu, ainda, um texto do catálogo da exposição da autoria da curadora Conceição Vieira Coelho.

 

Os visitantes do Casino Lisboa podem observar, até 11 de Junho, a exposição de pintura “heArt beats”, da autoria de Luís Vieira-Baptista, que reúne 31 obras na Galeria de Arte.

 

A exposição heArt beats”, estará patente ao público, de Domingo a Quinta-Feira, das 15h00 às 03h00, e às Sextas-Feiras, Sábados e vésperas de Feriados das 16h00 às 04h00, na Galeria de Arte do Casino Lisboa.

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.

Imagens de jazz: Jean-Pierre Leloir em exposição na FNAC Chiado a partir de 26 de abril

Na próxima quarta-feira, dia 26, às 18h30, a FNAC do Chiado acolhe a exposição Jazz Images, uma mostra de fotografia de Jean-Pierre Leloir dedicada ao retrato de músicos de jazz.

 

Inserida nas comemorações do Dia Internacional do Jazz, que se celebra a 30 de abril, esta apresentação integra fotografias de um dos maiores fotógrafos do género. 

 

Descrito por Quincy Jones como “um guardião da história do jazz”, Jean-Pierre Leloir notabilizou-se como um dos melhores fotógrafos franceses de retratos e como um baluarte na fotografia de jazz a nível mundial.

 

A inauguração contará com um painel formado por João Almeida (diretor da Antena 2), Manuel Jorge Veloso (programador de rádio, ex-crítico de jazz e músico) e Bernardo Moreira “Binau” (músico e professor). Estará, também, presente Marion Leloir, filha do fotógrafo.

 

Pela primeira vez o público português terá acesso ao portefólio de fotografias, a cores e a preto e branco, de um dos mais consagrados fotógrafos franceses. 

 

A inauguração na FNAC do Chiado marca o início da viagem desta exposição que, durante 2017, irá percorrer as FNAC de todo o país.

 

Saiba mais em: www.culturafnac.pt