Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

S. Joões há muitos no Braga Parque | Exposição de esculturas reúne artistas e instituições bracarenses

Braga Parque -  São João de Braga 2017.jpg

 

Exposição de esculturas do S. João reúne artistas e instituições bracarenses

 

 

Os martelinhos e o alho-porro já estão a postos, as ruas da cidade engalanadas também não enganam e o entusiasmo dos bracarenses não deixa dúvidas: o São João de Braga está a chegar e a cidade prepara-se para se transformar numa verdadeira aldeia minhota em ponto grande. São 12 dias de festa que arrancam já no dia 14 de junho com uma exposição inédita de S. Joões no Braga Parque.

 

“O seu nome será João”, a exposição patente no shopping de referência de Braga até ao dia 28 de junho, integra mais de 15 peças e representações deste Santo que empresta o seu nome a uma das maiores festas populares do país, que junta milhares de pessoas de todo o país em longos dias e noites de folia e diversão, sendo a noite de 23 para 24 de junho o ponto alto dos festejos.

 

Desde a arte sacra à arte popular, são inúmeras as reproduções de um imaginário infantil do santo que, com o cordeiro e a cana, são as protagonistas inegáveis desta surpreendente mostra que reúne escultores, artistas e importantes instituições da cidade, celebrando, acima de tudo, o orgulho nesta tradição centenária que marca a agenda da cidade e da região norte.

 

Desde o Museu Pio XII, o Tesouro-Museu da Sé de Braga, a Basílica dos Congregados, a Capela de S. João da Ponte e a Irmandade de Santa Cruz, até aos escultores e artistas Alberto Vieira, Conceição Sapateiro, Margarida Costa e Isabel Costa, esta é uma exposição transversal às instituições e cidadãos de Braga, que personifica a união sublime entre a cultura, a religião e o património popular desta nossa cidade minhota”, refere Rui Ferreira, presidente da Associação de Festas do São João de Braga.

 

O humor alia-se a um profundo respeito e conhecimento pela antiguidade e tradição que esta data transporta, resultando em esculturas e peças de artesanato em que a criatividade e mestria saltam à vista, por entre cores e pormenores que transformam a experiência da visita ao centro comercial numa autêntica viagem pela história e cultura bracarenses.

 

“Orgulhamo-nos de sermos uma instituição da cidade de Braga e de podermos participar de forma ativa nesta que é uma das maiores festas do ano. É uma grande honra receber esta exposição de arte e cultura, que vem homenagear as tradições da cidade e os próprios bracarenses, contribuindo assim para este grande evento que põe o nome da cidade na agenda cultural do país”, afirma Ana Rodrigues, responsável de Marketing do Braga Parque.

 

A inauguração da exposição terá lugar no Piso 2 do centro no dia 14 de junho, às 11h, e contará com a presença dos seus responsáveis, representantes das instituições e autores das peças presentes na mostra.

 

Mas, esta festa não se faz apenas de arte e, porque a música é essencial, porque a programação do centro comercial não deixará ninguém indiferente.

 

O dia 17 de junho convida para um pé de dança, com a atuação do Rancho Folclórico São João Baptista de Nogueira, tendo um convidado muito especial: o Joni, a mascote oficial do São João de Braga, animará miúdos e graúdos.

 

Os sons típicos do Minho continuarão a encher os corredores do centro comercial nos dias seguintes, com concertos absolutamente surpreendentes e uma programação cultural digna de mais uma grande edição do São João de Braga, que farão do Braga Parque mais um palco da famosa festa minhota.

 

Inauguração da Exposição "Cursos de Cerâmica" I 30 jun I 21h I Galeria de Arte Imargem

EXPOSIÇÃO
CURSOS DE CERÂMICA
Inauguração 30 de junho às 21h
Patente até 18 de julho
GALERIA DE ARTE IMARGEM
 

ExposicaoCursosCeramica.jpg

 


​Exposição de trabalhos desenvolvidos pelos participantes dos cursos de Cerâmica que decorrem no Solar dos Zagallos e na sede da IMARGEM, orientados por Jorge Garcia, durante o período de Outubro de 2016 a Junho de 2017.

 

 

 

 

APOIO CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA

 

___________________________________

GALERIA DE ARTE IMARGEM

Rua Torcato José Clavine nº19 Piso 03 

www.imargem82.worpress.com I imargem.arte@gmail.com I 212 731 272

HORÁRIO: terças 14:00 - 20:00 quartas 9:30 - 13:00 quintas 16:00 - 20:00

Casino Estoril inaugura exposição "A Revolução dos Beijos" de Renato Rodyner

Renato Rodyner - A Revolução dos Beijos.jpg

 

 

A Galeria de Arte do Casino Estoril inaugura, no próximo dia 22 de Junho, às 21h30, a exposição “A Revolução dos Beijos”, da autoria do luso-brasileiro Renato Rodyner. O artista nasceu em 1962, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil e desde 1980, escolheu Cascais para trabalhar e residir.

 

“Renato Rodyner é um ser humano afável, que tem na simpatia um dos seus grandes trunfos, estando sempre pronto a ajudar o próximo”, sublinha Nuno Lima de Carvalho, Director da Galeria de Arte.

 

“Nas Artes é um trabalhador nato e o seu contacto com grandes artistas brasileiros e portugueses tem-no ajudado muito na sua evolução. A “paleta” do Renato é riquíssima, recolhida das cores do Brasil e Portugal, que utiliza com saber e com apontamentos expressionistas líricos”, conclui Nuno Lima de Carvalho.

 

A Galeria de Arte do Casino Estoril acolhe, assim, a exposição “A Revolução dos Beijos”, na qual Renato Rodyner comemora, precisamente, 40 anos da sua já notável carreira artística. 

 

 

Esta exposição ficará patente ao público, até ao dia 24 de Julho, todos os dias, das 15 às 24 horas. Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Estoril é reservado a maiores de 18 anos. 

 

EMARP - Atividades culturais junho 2017

 
 


Pintura de MIGUEL PONCEANO
 
Até 30 de junho de 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30

380ed31a-6fe7-4dce-91df-42f9bbb4ed41.jpg

 


A exposição “Reflexos” de Miguel Ponceano, continua patente na EMARP até dia 30 de Junho.

O artista nasceu em dezembro de 1989 em Portimão e a apetência pelas artes já é antiga, pois confessa que “Desde que me lembro sempre desenhei com regularidade”.

Prosseguindo a sua vocação, após terminar em 2007 o curso de artes na Escola Secundária Poeta António Aleixo, aos 17 anos Miguel Ponceano partiu para Lisboa onde foi estudar Design no Instituto de Arte, Design e Empresa (IADE). Nesta universidade, em 2010 iniciou a frequência do Mestrado em Design e Comunicação Visual, tendo terminado o curso dois anos mais tarde.

Continuando muito focado em projetos pessoais na área da ilustração e das artes plásticas, Miguel Ponceano trabalha atualmente na promoção de produtos algarvios.

A exposição disponível no Atendimento da EMARP aborda o conceito de identidade, como nos vemos, as facetas que temos e o que compõe cada ser humano, uma reflexão (“Reflexos”) da pessoa sobre a pessoa, enquadrada numa história onde se reconhecem algumas paisagens do algarve, desde o castelo de Aljezur até à própria Praia da Rocha.

🔺 PRÓXIMOS EVENTOS: 16 ▶ 17 ▶ 18 ▶ JUNHO 🔺

6ffc67cc-16de-4f83-b433-d5dd81ec6dca.jpg

 

ZARATAN AIR: Artist Talk
Suzanne Ferlandl | Lise Bardou

No dia 16 de Junho, às 18h, a Zaratan – Arte Contemporânea convida para um encontro com as artistas Suzanne FerlandL e Lise Bardou, artistas em residência no programa Zaratan AIR, onde apresentam as suas pesquisas artísticas e as suas propostas de residência numa conversa aberta ao público. A entrada é livre e a conversa será em língua inglesa e francesa.//

 

f1bf82fc-3e82-47a6-bfe9-7d9e35606c4a.jpg

 SUZANNE FERLANDL

Suzanne Ferland é uma artista multidisciplinar do Quebec, cujo trabalho conjuga ações artísticas, arte furtiva e arte relacional com gravura, escultura e instalação. A sua prática artística está imbricada com uma variedade de temas sociais (sem-abrigo, desigualdade, morte, suicídio, etc.).
Neste momento está a envolver-se com a comunidade portuguesa abordando o tema da igualdade de gênero, investigando a disparidade dos sexos, o poder patriarcal e a violência contra as mulheres. Suzanne FerlandL comprometeu-se com a temática da violência voltada para as mulheres em 2009 com uma ação artística de correio(renovada todos os anos desde então, durante o Dia nacional da lembrança e ação contra a violência dirigida às mulheres), seguida de uma ação artística sobre o itinerário feminino (Vancouver, 2009), de uma exposição sobre os vínculos entre homens e mulheres (2010-2011), de uma pesquisa sobre o silêncio em torno do suicídio das mulheres chinesas (China, em 2010), e pela criação de um monumento em memória de mulheres nativas que desapareceram (Quebec, 2014). Essas ações passadas, as suas leituras mais recentes e os eventos actuais nacionais e internacionais a levaram a questionar-se profundamente sobre o lugar da mulher na sociedade contemporânea. A questão principal é como incluir a mulher na história, da qual ela é tão frequentemente excluída. 

7c8c9107-9001-4c0e-b54d-2652eb6db789.jpg

 LISE BARDOU

Lise Bardou, nascida em Toulouse (França), apresentará um grupo de instalações de vídeo, desenho e instalação, uma série de projetos realizados em 2016 a partir de pesquisas antropológicas sobre o fenômeno Trance do Tarantismo. Indiretamente conexo com este ritual, o seu trabalho desafia os espaços de transição e aborda a idéia do corpo como um vector. Vector este que fornece, através do movimento e do ritmo, a transição de diferentes estados do corpo e da mente, mas também através da conexão entre o corpo e lugares, espaços e paisagens particulares. Durante o encontro será também discutida a sua proposta em desenvolvimento para o programa de residência Zaratan Air 2017. O título da pesquisa: "To Go Around" vem do livro de Paul Connerton, "Como as Sociedades  Recordam". Esta expressão é usada pelos Walpiri (os modernos aborigenos australianos) e exprime a vontade de “actuar um desvio” . A partir desta leitura, Lise Bardou começa a explorar diferentes linhas que os habitantes de Lisboa desenham e criam. Linhas geográficas, mas especialmente linhas que serpenteiam pela cidade, aqueles que têm direções e aqueles que têm movimentos: a mão de desenho tem uma, a procissão tem outra, e assim por diante. Como virar o intangível, ou aproximar-se dele sem darmos conta?

 

a8c1cee2-4ed7-49f6-ab94-7ff1ffc16649.png

 PARTÍCULA #5

16 de Junho às 20h00
/ June 16 at 8pm
Lançamento de podcast / Podcast release
Entrada livre / Free entry

No dia 16 de Junho às 20h00, a Zaratan convida para a audição de Partícula #5, o último podcast criado no seio do colectivo A BESTA, pelas mãos de VERME e SUBASEMENT. Trata-se de uma mixtape regular, que junta artistas nacionais e internacionais de música electrónica, descobertos no soundcloud e outras redes socais pelos seus dois curadores.
O critério é apenas a criatividade, originalidade e intenção comunicativa que a música destes artistas apresentam, pondo de parte estilos, géneros, reconhecimento ou imagem.
No 5º Partícula, o colaborador regular Austríaco 
Strigoi colabora com 30 minutos da selecção, em conjunto com 30 escolhidos por Joao Sousa. 60 minutos de podcast disponíveis em stream na stress.fm.
O evento é organizado numa colaboração entre Boris Nunes, A Besta e a Zaratan - Arte Contemporânea. ///

 

584d8c6f-cc71-4b23-92ea-657a99d8b9ce.jpg

 Versus VI |  Ciclo de Música Antagónica
Tiago Silva vs. Crónico


Concertos / Concerts
17 de Junho às 19H00 / June 17 at 7pm
Entrada Livre para sócios (quota anual 3 euros) / Free entry for members (3 euros annual fee)


A Associação Terapêutica do Ruído e a Zaratan - Arte Contemporânea apresentam Versus, um novo ciclo de concertos a acontecer mensalmente na Zaratan. 
Seguindo um princípio ecléctico de programação, o pressuposto desta nova aventura musical é juntar projectos diferentes entre si, ou até mesmo opostos, numa mesma sessão. Neste aparente antagonismo procuramos pontos de contacto e/ou de divergência que ilustrem de algum modo a complexidade e diversidade das definições estilísticas da música contemporânea.
Em cada sessão haverá o lançamento de um cartaz em risografia realizado propositadamente para a ocasião. A convite da Zaratan, diferentes artistas recebem o desafio de criar uma imagem de alguma forma ligada ao tema do antagonismo, inspirada também nas sonoridades dos projectos convidados pela ATR a participar neste ciclo. Nesta sexta sessão os antagonistas são
Tiago Silva com as suas aventuras acústicas e Crónico com as suas desventuras cronológicas. E o artista convidado é o André Araújo. /

 

ade80f25-4493-4fde-9467-c1d6f243d988.png

 

A Besta | Bisonho #4
Filipe Adão + Joao Sousa + Tiago Eira


Concertos / Concerts
18 de Junho às 18h00 / June 18 at 6pm
Entrada Livre para sócios (quota anual 3 euros) / Free entry for members (3 euros annual fee)

Quer-se que o Bisonho seja o encontro imediato e improvável de entidades desobedientes, em que o som seja o factor de unidade, mas também de destruição e caminhos separados.
A acontecer uma vez por mês na Zaratan, Bisonho é um novo ciclo de concertos organizado pela editora a Besta, que propõe uma série de encontros improvisados entre músicos. Este quarto encontro junta FIlipe Adão (Saraband, Cardíaco, Bleandante) a João Sousa (a-nimal, Parpar, Uivo Zebra) e Tiago Eira (a-nimal, Projéctil,Subasement).
/

 

ff3665ec-c71c-4560-8087-d469647a9122.jpg

 

CURATED CURATORS (II)

Curadoria de Sara & André

18. 05. 2017 | Abertura
25. 06. 2017 | Encerramento

A exposição Curated Curatos (II), é o segundo capítulo de uma série de três exposições comissariadas por Sara & André. na Zaratan

 

Com participações de / referências a: ADRIEN MISSIKA, ANDRÉ ALVES, ÂNGELO DE SOUSA, ARLINDO SILVA, BELÉN URIEL, DALILA GONÇALVES, DÁMIEN ORTEGA, FERNANDA FRAGATEIRO, JOANA & MARIANA, JOÃO LIMA DUQUE, JOÃO PAULO FELICIANO, JOHN BALDESSARI, JULIÃO SARMENTO, LAWRENCE WEINER, LOS CARPINTEROS, LUÍSA CUNHA, MÁRIO PIRES CORDEIRO, PAULO CATRICA, PEDRO SOUSA VIEIRA, PIETER HUGO, RITA FERREIRA, SIMON FUJIWARA, TIAGO ALEXANDRE, WILFREDO PRIETO e não só.

Fotos: Bruno Lopes

Victor Palla e Bento d`Almeida: Arquitetura de outro tempo no CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

Até 18 de junho | Garagem Sul | Exposições de Arquitetura

Curadoria de Patrícia Bento d’Almeida com João Palla Martins
Últimos dias para ver a exposição Victor Palla e Joaquim Bento d’Almeida, dupla de arquitetos que aderiram aos princípios do Movimento Moderno, e que foram os responsáveis pela modernização de inúmeros estabelecimentos comerciais, fábricas, escolas primárias, habitação permanente e temporária, estendendo ainda a sua atividade ao design e às artes em geral.
Comprar

Casino Lisboa inaugura exposição "Lisboa-Pequim-Lisboa" na Quarta-Feira

É já amanhã, Quarta-Feira, às 19 horas, que o Casino Lisboa inaugura a exposição fotográfica “Lisboa-Pequim-Lisboa”, da autoria de Pepe Brix. Num registo informal, o Dj Mike Stellar protagoniza um set especial, assegurando a animação musical do evento. Com entrada livre, o público poderá observar esta mostra fotográfica no amplo espaço da Galeria de Arte, localizada na área circundante ao Arena Lounge. 

 

Os visitantes do Casino Lisboa poderão observar um conjunto de duas dezenas de fotografias que ilustram uma memorável expedição de moto “Lisboa-Pequim-Lisboa” protagonizada, por Nuno Pires, Pedro Roque, Hélder Serôdio e Pepe Brix, o autor desta exposição fotográfica.

 

Estarão, ainda, em destaque quatro filmes que testemunham a emocionante aventura e o itinerário único e inesquecível que foi percorrido, ao longo de 20 países, por este grupo de quatro amigos portugueses. 

 

Recorde-se que, após percorrerem, em 60 dias, cerca de 30 mil quilómetros, em três motos, Nuno Pires, Pedro Roque, Hélder Serôdio e Pepe Brix terminaram, a 3 de Julho de 2015, esta inesquecível expedição, precisamente, no Casino Lisboa.

 

Segundo Pepe Brix: “Tudo nesta viagem nos mostrou sempre que é mais importante a viagem do que qualquer destino proposto. O caso mais evidente foi aquele em que ao chegarmos à fronteira entre o Quirguistão e a China, nos foi negada a passagem com as motos. As autoridades conduziram-nos até à cidade chinesa mais próxima da fronteira e tivemos de lá ficar durante quatro dias até percebermos que não havia alternativa alguma senão voltar atrás. Depois de voltarmos para o Quirguistão a televisão dava-nos a notícia: um atentado terrorista tinha ceifado a vida a dezenas de pessoas e outras tantas tinham sido presas na cidade de Kashgar. A cidade onde estaríamos no sábado do atentado se as autoridades nos tivessem deixado passar”.

 

“Perdemos de conta as vezes em que durante a viagem, acontecimentos inesperados nos conduziram para rumos significativamente diferentes. Por várias vezes tivemos de nos separar forçosamente e reencontrar mais à frente. Noutras situações fizemo-lo até por opção. Por vezes as viagens dentro da viagem têm mesmo que tomar tempo e espaços diferentes, para que se salvaguardem os elos mais profundos”, conclui.

 

O portfólio fotográfico, agora, exposto revela, assim, alguns dos momentos mais marcantes desta expedição que permitiu aos quatro motociclistas terem a oportunidade de conhecer outros povos, assimilando várias realidades sociais e diferenças culturais. 

 

 

 

 

Dj Mike Stellar protagoniza animação musical

À procura da batida perfeita. Esta é a missão de Mike Stellar. Sem se confinar a nenhum estilo particular, pode ouvir-se nos seus sets uma mistura explosiva de nu-jazz, breakbeat, house, techno Detroit, drum & bass e dub  e uma atenção especial a pérolas perdidas das décadas de 60,70 e 80.

 

O elemento unificador de toda esta panóplia de estilos é o groove. Já actuou nos melhores clubes e nos festivais mais importantes de Portugal. A sua carreira internacional tem-se solidificado desde 2001, com actuações regulares em países como Estados Unidos, Inglaterra, Irlanda do Norte, Espanha, França e Hungria. A sua faceta de programador e booker também é relevante, sendo um taste maker da club scene em Portugal, com propostas que oscilam entre a ousadia e um sentido forte das raízes da música urbana contemporânea. Foi manager dos Rádio Macau, Cool Hipnoise e Spaceboys no período 1997-2000. Faz parte da equipa da Red Bull Music Academy em Portugal desde 2004.

 

 

O Casino Lisboa acolhe, de 14 de Junho a 31 de Agosto, a exposição fotográfica “Lisboa-Pequim-Lisboa”, da autoria de Pepe Brix. De Domingo a Quinta-Feira, das 15h00 às 03h00, e às Sextas-Feiras, Sábados e vésperas de Feriados das 16h00 às 04h00, na Galeria de Arte do Casino Lisboa.

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.

 

 

 

 

Atividades no Convento Madre de Deus da Verderena

 

Exposições no Claustro do Convento

 

- Embarcações Tradicionais do Tejo no Concelho do Barreiro

19 de junho a 31 de agosto

 

- Álvaro Velho do Barreiro

  2 de outubro a 29 de dezembro de 2017

 

 

Horário: dias úteis, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 

Entrada Livre

 

 

Tertúlias no Convento

Ao Encontro de…

 

Cartaz Tertulias Poéticas 7.jpg

 

24 abril | 15h00 | “Memórias de África”

Integrada nas comemorações do 25 de Abril

Convidado – José Espadeiro

 

22 maio | 15h00 | “Os Poetas do meu livro de escola”

Comemorativa do Dia do Autor Português

Convidada – Paula Leite

Participação de alunos da disciplina de Cante Alentejano da UTIB

 

26 junho | 15h00 | “Património Cultural do Barreiro”

Convidada – Carla Marina Santos

Integrada nas comemorações do Dia da Cidade

 

Capela Grande do Convento da Madre de Deus da Verderena

 

Mais informações 21 206 8654

 

CMB

Casino Lisboa inaugura exposição "Lisboa-Pequim-Lisboa" a 14 Junho

Casino Lisboa Exposição  1.jpg

 

O Casino Lisboa inaugura na próxima Quarta-Feira, 14 de Junho, pelas 19 horas, a exposição fotográfica “Lisboa-Pequim-Lisboa”, da autoria de Pepe Brix. Num registo informal, o Dj Mike Stellar protagoniza um set especial, assegurando a animação musical do evento. Com entrada livre, o público poderá observar esta mostra fotográfica no amplo espaço da Galeria de Arte, localizada na área circundante ao Arena Lounge. 

 

Os visitantes do Casino Lisboa poderão observar um conjunto de duas dezenas de fotografias que ilustram uma memorável expedição de moto “Lisboa-Pequim-Lisboa” protagonizada, por Nuno Pires, Pedro Roque, Hélder Serôdio e Pepe Brix, o autor desta exposição fotográfica.

 

Estarão, ainda, em destaque quatro filmes que testemunham a emocionante aventura e o itinerário único e inesquecível que foi percorrido, ao longo de 20 países, por este grupo de quatro amigos portugueses. 

 

Recorde-se que, após percorrerem, em 60 dias, cerca de 30 mil quilómetros, em três motos, Nuno Pires, Pedro Roque, Hélder Serôdio e Pepe Brix terminaram, a 3 de Julho de 2015, esta inesquecível expedição, precisamente, no Casino Lisboa.

 

Segundo Pepe Brix: “Tudo nesta viagem nos mostrou sempre que é mais importante a viagem do que qualquer destino proposto. O caso mais evidente foi aquele em que ao chegarmos à fronteira entre o Quirguistão e a China, nos foi negada a passagem com as motos. As autoridades conduziram-nos até à cidade chinesa mais próxima da fronteira e tivemos de lá ficar durante quatro dias até percebermos que não havia alternativa alguma senão voltar atrás. Depois de voltarmos para o Quirguistão a televisão dava-nos a notícia: um atentado terrorista tinha ceifado a vida a dezenas de pessoas e outras tantas tinham sido presas na cidade de Kashgar. A cidade onde estaríamos no sábado do atentado se as autoridades nos tivessem deixado passar”.

 

“Perdemos de conta as vezes em que durante a viagem, acontecimentos inesperados nos conduziram para rumos significativamente diferentes. Por várias vezes tivemos de nos separar forçosamente e reencontrar mais à frente. Noutras situações fizemo-lo até por opção. Por vezes as viagens dentro da viagem têm mesmo que tomar tempo e espaços diferentes, para que se salvaguardem os elos mais profundos”, conclui.

 

O portfólio fotográfico, agora, exposto revela, assim, alguns dos momentos mais marcantes desta expedição que permitiu aos quatro motociclistas terem a oportunidade de conhecer outros povos, assimilando várias realidades sociais e diferenças culturais. 

 

 

 

 

Dj Mike Stellar protagoniza animação musical

À procura da batida perfeita. Esta é a missão de Mike Stellar. Sem se confinar a nenhum estilo particular, pode ouvir-se nos seus sets uma mistura explosiva de nu-jazz, breakbeat, house, techno Detroit, drum & bass e dub  e uma atenção especial a pérolas perdidas das décadas de 60,70 e 80.

 

O elemento unificador de toda esta panóplia de estilos é o groove. Já actuou nos melhores clubes e nos festivais mais importantes de Portugal. A sua carreira internacional tem-se solidificado desde 2001, com actuações regulares em países como Estados Unidos, Inglaterra, Irlanda do Norte, Espanha, França e Hungria. A sua faceta de programador e booker também é relevante, sendo um taste maker da club scene em Portugal, com propostas que oscilam entre a ousadia e um sentido forte das raízes da música urbana contemporânea. Foi manager dos Rádio Macau, Cool Hipnoise e Spaceboys no período 1997-2000. Faz parte da equipa da Red Bull Music Academy em Portugal desde 2004.

 

 

O Casino Lisboa acolhe, de 14 de Junho a 31 de Agosto, a exposição fotográfica “Lisboa-Pequim-Lisboa”, da autoria de Pepe Brix. De Domingo a Quinta-Feira, das 15h00 às 03h00, e às Sextas-Feiras, Sábados e vésperas de Feriados das 16h00 às 04h00, na Galeria de Arte do Casino Lisboa.

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.