Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição de fotografias "Ab Imo Pectore" de Sarah Ferreira

 

Inaugura dia 2 de fevereiro de 2016 patente até dia 16 de abril 

No Centro de Exposicões de Odivelas 

Ab Imo Pectore Painel.png

 

"Ab Imo Pectore" é uma exposição que integra fotografias minimalistas, na sua grande maioria, a preto & branco.

 

O objectivo é captar momentos da vida com simplicidade e nostalgia. Estes trabalhos, a um primeiro olhar, podem parecer sombrios. Pretendem, porém, suscitar no observador uma sensação de suavidade e de leveza. O recurso à linguagem monocromática pretende sugerir os pares de opostos, de tipo : dia e noite, o ying e yang. Essas fotos representam o dia a dia.

 

É escasso o recurso à policromia neste conjunto de trabalhos. Destaca-se, contudo, um painel, do mesmo nome que a exposição, cuja composição suscita o efeito visual do arco-íris. Nele se justapõe uma acumulação de imagens, onde o retrato assume um papel significativo e visa representar vários anos de uma vida.

 

A exposição é uma metáfora da vida, se focalizarmos num momento, podemos nos sentir triste, temos que ter um certo distanciamento, ver a vida em geral para encontrar cor e felicidade.

 

“Paisagem – Corpo – Paisagem” em exibição no Silo-Espaço Cultural

Domingos Loureiro apresenta trabalhos de pintura no NorteShopping

 

image005.jpg

 

O Silo-Espaço Cultural do NorteShopping vai inaugurar já no próximo dia 18 de fevereiro, sábado, às 18H30, a Exposição “Paisagem – Corpo - Paisagem”, da autoria do artista plástico Domingos Loureiro.

Patente ao público até dia 19 de março, a mostra é composta por cerca de 15 trabalhos que vão estar expostos nos dois pisos do Silo-Espaço Cultural cujo trabalho é resultado da mais recente investigação de pintura que Domingos Loureiro realizou. Corresponde a uma relação espácio-temporal em que a experiência da paisagem é recuperada e revisitada através da ativação emocional imposta pelo uso de um constrangimento.

 

Em termos técnicos para a elaboração de todo o trabalho apresentado na exposição “Paisagem – Corpo – Paisagem” o autor optou por pinturas realizadas no reverso de uma superfície vítrea, em variações de azul que sugerem paisagens naturais onde se evidencia uma marcação gestual muito vincada.

Segundo o artista, Domingos Loureiro, “esta exposição resulta de uma seleção de obras realizadas pelo autor no âmbito do doutoramento em pintura sobre o tema Sublime e Constrangimento. É muito gratificante ter nesta mostra trabalhos tão distintos e únicos que oferece ao visitante uma leitura da paisagem intrínseca ao corpo, que se reconstrói com o corpo”.

Domingos Loureiro, mestre em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, expõe o seu trabalho desde 2001 não só em Portugal, mas também em diversos países como Estados Unidos da América, Japão, Bélgica, Suíça, Alemanha, entre outros. Participou em eventos como ARCO-Madrid, ArtBrussels, NEXT_Chicago e VOLTA NY, tendo recebido ainda diversos prémios na área da pintura, como por exemplo o Prémio Dr. Gustavo Cordeiro Ramos, da Academia Nacional de Belas Artes, em 2013.

Com entrada gratuita no Silo-Espaço Cultural do NorteShopping (junto ao Parque Infantil, no piso 0), a Exposição de Pintura “Paisagem – Corpo – Paisagem” pode ser vista de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 20h00 e, aos fins de semana, das 12h30 às 22h00.

As exposições no Silo-Espaço Cultural inserem-se na Política de Arte Pública da Sonae Sierra, a qual se propõe a fomentar a criação artística e respetiva apresentação às comunidades locais, reconhecendo que as mostras de Arte induzem efeitos positivos a quem as contempla e usufrui da sua presença.

Fevereiro | Palmo e Meio

logo 2017 cópia.jpg

 

Em fevereiro, o Barreiro recebe, mais uma vez, o PALMO E MEIO, um ciclo de programação cultural, promovido pela Câmara Municipal do Barreiro, dedicado ao público infantil.

 

 

 

18 fevereiro até maio | VAGA MENTE | EXPOSIÇÃO DE ILUSTRAÇÃO de ANDRÉ LETRIA | Auditório Municipal Augusto Cabrita - Piso 0, Galeria Azul

Nasceu em Lisboa, em 1973. Trabalha como ilustrador desde 1992. Ganhou o Prémio Gulbenkian, o Prémio Nacional de Ilustração, um Award of Excellence for Illustration, atribuído pela Society for News Design (EUA), medalhas de prata e bronze do Children’s Book Annual, da revista americana 3×3, entre outros. Tem livros publicados em diversos países, como EUA, Brasil, Espanha ou Itália. Participou em exposições como a Bienal de Bratislava, a Exposição de Ilustradores da Feira de Bolonha, Sarmede ou Ilustrarte. Realizou filmes de animação e fez cenários para teatro. Foi membro do Júri do Prémio Digital da Feira do Livro Infantil de Bolonha. Em 2010, criou o Pato Lógico. O livro MAR, com ilustrações suas e texto de Ricardo Henriques, recebeu em 2014 uma menção dos Bologna Ragazzi Awards, na categoria Não Ficção.

 

26 fevereiro | domingo | 15h00 e 16h30 | CONCHAS | d´Orfeu AC, Marionetas de Mandrágora, Franzisca Aarflot | Auditório Municipal Augusto Cabrita | Teatro de Marionetas

“Conchas” é uma coprodução internacional para bebés, resultante do projeto «Hands full of Shells and Feet full of Flowers», um processo criativo colaborativo desenvolvido entre Portugal e Noruega.

Partindo da memória coletiva de ambos os países (Portugal e Noruega), misturou-se a música, a expressão dramática e corporal, o movimento e as marionetas e encontrou-se um compromisso cultural identitário. Um espetáculo icónico onde a abordagem não-verbal ganha forma através da fusão fonética das duas línguas, criando novas palavras e sons, aliada à musicalidade e à linguagem corporal. "Conchas" conta a história de viajantes, pintados na tela, reais e imaginários, privilegiando os bebés e as suas famílias, porque este público é a semente que germina.

www.dorfeu.pt/conchas

 

FICHA TÉCNICA: Encenação | Filipa Mesquita

Elenco Portugal: Clara Ribeiro - interpretação e manipulação-Ricardo Falcão - interpretação e música

Elenco Noruega: Idun Losnegård - interpretação e dança Lenka Rozenahl - interpretação e manipulação Apoio à Dramaturgia- Franziska Aarflot Criação musical- Manuel Maio e Ricardo Falcão|Marionetas, cenário e adereços - enVide neFelibata Produção Executiva - Tiago Castro|Coordenação do Projeto - Luís Fernandes

 

Faixa Etária – Dos 0 aos 5 anos

Duração  – 35´aprox.

Ingresso  – 7,50 € (Bebé e adulto)

 

 

CMB

"Playboy World”,de Ana Dias, em destaque no Casino Lisboa-Modelo Olga de Mar visitou Galeria de Arte

Playboy World - Olga Marackovska  - Letónia 1.jpg

 

 

A exposição fotográfica “Playboy World”, da autoria de Ana Dias, continua em evidência na Galeria de Arte do Casino Lisboa. Trata-se de uma original mostra que reúne 19 fotos publicadas, em 2015 e 2016, em várias edições internacionais da revista Playboy. “Esta exposição reúne alguns dos mais importantes trabalhos da minha carreira”, refere Ana Dias. A entrada é livre.

 

A fotógrafa Ana Dias visitou, recentemente, a Galeria de Arte com Olga Marackovska, uma das modelos internacionais em destaque na exposição “Playboy World”. Conhecida no panorama internacional como Olga de Mar, a modelo congratulou-se com o êxito da exposição, enquadrada na extensa oferta artística e cultural do Casino Lisboa.

 

Natural da Letónia, mais propriamente de Riga, Olga Marackovska vive, actualmente, em Itália, na cidade de Milão. De passagem por Lisboa, Olga de Mar aceitou o convite de Ana Dias para visitar a exposição “Playboy World”, tendo sido fotografada junto a alguns dos seus trabalhos patentes na Galeria de Arte.

 

Recorde-se que, a portuense Ana Dias, de 32 anos, apesar de não ser modelo, é uma das estrelas da revista Playboy. Com um assinalável percurso internacional, a fotógrafa é colaboradora da revista Playboy em 20 países, como são, por exemplo, os casos de Portugal, Holanda, Rússia, Alemanha, Estados Unidos, Brasil ou Africa do Sul. 

 

“Fotografar nudez feminina é emocionalmente forte, porque envolve algum secretismo e mistério, mas se for mostrada com sensibilidade, acredito que a imagem da mulher é valorizada. No meu trabalho, procuro mulheres poderosas, com pleno controlo da sua sexualidade e de qualquer situação. Mulheres que amem o seu corpo e que tenham orgulho em mostrá-lo ao mundo”, sublinha Ana Dias.

 

A exposição fotográfica “Playboy World” está patente ao público até 9 de Março, de Domingo a Quinta-Feira, das 15h00 às 03h00, e às Sextas-Feiras e aos Sábados das 16h00 às 04h00, na Galeria de Arte do Casino Lisboa.

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.

 

Portugal recebe exposição europeia “Beyond the Lab”

patient Innovation em destaque com duas inovações portuguesas

 

Portugal recebe exposição europeia “Beyond the Lab”

 

26 de janeiro a 26 de março|Pavilhão do Conhecimento

 

“Mão impressa em 3D” para criança que nasceu sem antebraço e mão e “Bolsos térmicos” para doente com oscilações térmicas são as duas inovações portuguesas expostas numa exposição europeia, que já passou por países como Reino Unido, Alemanha e Espanha.

A entrada é gratuita e a inscrição online aqui

 

Portugal acaba de receber a exposição “Beyond the Lab: The Do It Yourself Science Revolution”, que estará patente no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, de 26 de janeiro a 26 de março. A exposição conta a presença do Patient Innovation, projeto da Católica Lisbon School of Business and Economics, com sete soluções da plataforma em exposição das quais duas são inovações portuguesas.

 

Nomeadamente, uma “mão impressa em 3D” para uma criança que nasceu sem antebraço e mão e a criação de “uns bolsos térmicos” de um doente com uma condição neurológica que, entre outros problemas, origina variações rápidas da temperatura das mãos e pés.

 

A exposição que pretende explicar o papel dos cidadãos como investigadores e inovadores, já passou por países como Reino Unido, Alemanha, Espanha, e vai percorrer um total de 29 países europeus.

 

De um total de 650 soluções do seu portefólio, as inovações do Patient Innovation em exposição são:

 

Mão impressa em 3D (Portugal)

 

Em 2015 a equipa do Patient Innovation team imprimiu uma mão em 3D para o Nuno, um menino português de sete anos que nasceu sem ante-braço e mão. A equipa trabalhou em parceria com Ivan Owen, um artista Americano que cria adereços para cinema e teatro. Ivan desenha próteses em 3D para crianças e adultos, cujos ficheiros partilha de forma gratuita na internet, permitindo que mais pessoas por todo o mundo tenham acesso a estas próteses low cost. A mão 3D foi impressa na Católica Lisbon.

 

Bolsos térmicos (Portugal)

 

Diogo Lopes sofre de Charcot-Marie-Tooth, uma condição neurológica que, entre outros problemas, origina variações rápidas da temperatura das mãos e pés. O Diogo, que tem frequentemente as mãos frias o que o impedia de tocar piano, tinha uma ideia para melhorar este seu problema, mas não tinha os recursos nem os conhecimentos para concretizar esta ideia. Então explicou esta situação ao Patient Innovation, que o pôs em contacto com alunos do JUNITEC, do Instituto Superior Técnico de Lisboa, que desenvolveram bolsos térmicos portáteis para ajudar o Diogo a manter as mãos quentes.

 

The Shower Shirt (EUA)

 

Lisa Crites inventou a Shower Shirt depois de ter sido submetida a uma mastectomia em 2009. Como outras mulheres que foram submetidas a este procedimento cirúrgico, foi dito a Lisa para não tomar banho para não correr o risco de apanhar infeções devido à água. Lisa desenvolveu uma camisa à prova de água para que pessoas que fizeram cirurgias possam tomar banho sem correr o risco de infeção. Lisa foi uma das vencedoras da primeira edição dos PI Awards.

 

Upsee (Israel)

 

O filho de Debby Elnatan foi diagnosticado com paralisia cerebral quando tinha dois anos. Foi dito a Debby que o seu filho iria ficar numa cadeira de rodas para o resto da vida. Foi então que Debby criou o Upsee, uma estrutura que permite que o seu filho caminhe consigo. A Debby desenvolveu o design com a empresa Firefly, para que outras crianças com problemas motores o possam usar.

 

Ostom-I (Reino Unido)

 

Michael Seres foi diagnosticado com a doença de Crohn quando tinha dez anos. Depois de uma cirurgia ao intestino, Michael de começar a usar um saco de ostomia para recolher o seu conteúdo intestinal. Frustrado pelas dificuldades de ter de usar um saco no seu quotidiano, Michael usou parte de uma luva de uma Nintendo Wii para construir um sensor, Ostom-i alert, que monitorize o saco através de uma app no seu telemóvel. O que começou por ser um projeto Do It Yourself, é agora um dispositivo disponível em vários hospitais por todo o mundo.

 

ExoVasc (Reino Unido)

 

Quando foi dito a Tal Golesworthy que este tinha um problema genético na sua aorta, Tal não gostou das opções que lhe deram. Em vez de aceitar os tratamentos disponíveis, Tal apoiou-se na sua experiência de engenheiro para arranjar uma alternativa. O ExoVasc é um suporte aórtico personalizado que é colocado na área afetada da aorta do doente. Feito de malha de tecido, as mangas ExoVasc são produzidas através do uso de modelos impressos em 3D para que sejam do tamanho exato da aorta de cada doente.

 

ViEx (EUA)

 

Sarah Betts foi diagnosticada com artrite reumatoide juvenil quando tinha dez anos. Como violinista, Sarah notou que a sua mão esquerda, que a jovem usa para pressionar as cordas do seu instrumento, ficava menos inchada do que a mão direita. Sarah criou ViEx, um dispositivo de madeira baseado no seu violino para que outras pessoas com artrite possam exercitar as mãos.

Sobre o Patient Innovation

O Patient Innovation é uma plataforma e rede social criada com o objetivo de promover a partilha de conhecimento, estratégias e soluções inovadoras desenvolvidas por doentes ou cuidadores para ultrapassar qualquer problema imposto por uma doença ou condição de saúde. O projeto materializa-se numa rede social internacional multilingue dirigida a doentes e cuidadores que soma já mais de 650 soluções desenvolvidas em todo o mundo, duas delas criadas em Portugal.

 

Reconhecimento em evento com Ban-Ki Moon

O Patient Innovation foi reconhecido num evento que contou com a participação do então Secretário-geral das Nações Unidas, Ban-Ki moon, em novembro de 2016, que classificou o projeto Patient Innovation como “altamente encorajador”. O Patient Innovation foi um dos cinco projetos selecionados como exemplo de “Compromisso para Ação Coletiva”, estando já a contribuir para dois dos objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas: Boa Saúde e Bem Estar, e Indústria, Inovação e Infrastrutura.

 

Patient Innovation é a startup Non Profit de 2016

 

O Patient Innovation foi considerada a Startup Non Profit do ano 2016, prémio atribuído pela Healthcare Startup Society, em parceria com a Virgin Limited Edition. Mais de mil entidades de todo o mundo concorreram ao prémio Healthcare Startup Awards, tendo a cerimónia tudo lugar em Londres, a 17 de dezembro de 2017.

 

Mais informações

www.patient-innovation.com/beyond-the-lab

http://www.pavconhecimento.pt/visite-nos/actividades/detalhe.asp?id_obj=4136

http://www.sparksproject.eu/

exposição a inaugurar dia 23/02 - grupo Arcoartis

image001.jpg

 

No dia 23 de  fevereiro, às 18 horas, inauguramos  a exposição coletiva do grupo “Arcoartis”,  cuja sede é na Damaia. A Arcoartis, que representa vários artistas plásticos, tem assumido, desde 1995, ano da sua fundação, um papel importante na divulgação da arte. Na galeria Beltrão Coelho a Arcoartis, apresenta trabalhos de 10 artistas, em desenho, pintura, gravura e escultura.

«365 ALGARVE» RENOVA FIMA E APRESENTA FESTIVAL DO CONTRABANDO

A primeira edição do «365 Algarve» completa no mês de março seis meses de existência e continua a presentear a região algarvia com um cartaz rico em novidades culturais. Para assinalar este marco o programa preparou 31 eventos de música, ópera, dança, teatro, cinema, literatura, artes visuais e performativas e de animação de património, perfazendo um total de 151 apresentações.

 

Os eventos musicais são os principais destaques do mês de março, mais precisamente o 1.º Festival de Piano do Algarve, que acontece no Teatro Municipal de Portimão (TEMPO) nos dias 04, 11, 18 e 25 e que conta com a presença de grandes nomes portugueses, como Pedro Burmester, Mário Laginha e Armando Mota; o Festival Internacional de Orquestra de Guitarras do Algarve que passa por Silves (dia 18), Tavira (dia 19) e Faro (dia 25); e ainda o 32.º Festival Internacional de Música do Algarve (FIMA) que regressa renovado, depois de uma paragem de oito anos, a onze concelhos da região e que vai contar com orquestras internacionais e alguns dos mais relevantes ensembles, além da Orquestra Clássica do Sul. Os primeiros concertos do FIMA acontecem no Teatro das Figuras, em Faro (dia 18), no Teatro Mascarenhas Gregório, em Silves (dia 25) e no Hotel Conrad, na Quinta do Lago (dia 31) para um inesquecível jantar-concerto.

 

O Ciclo Euterpe, que estreou no mês de fevereiro, continua a trazer um elenco de grandes nomes que fazem parte da singularidade da música portuguesa ao Teatro Lethes, em Faro, num programa que integra espetáculos de fado, jazz, canto lírico e world music, entre os dias 02 e 11, destacando-se a 03 de março Rão Kyao.

 

Ao Hostel 1878, em Faro, no dia 03, chega mais um Concerto ao Entardecer, desta vez num registo pop e folk, pela voz e pelo dedilhar de cordas de Carlos Medeiros e Pedro Lucas, mais conhecidos como “Medeiros/Lucas”.

 

Medeiros Lucas.jpg

 

A ópera Dido e Eneias, de Henry Purcell, uma das mais emblemáticas óperas europeias que conta a história de amor entre a rainha de Cartago e um príncipe que escapou à destruição de Tróia, estreia no Auditório Municipal de Lagoa, no dia 03 de março; e O Universo de Henry Purcell regressa em versão concerto, com libreto de Nahum Tate, à Igreja Matriz de Alte, no dia 18.

 

Ainda nas novidades musicais enquadra-se o evento Tavira, Património e Artes, que concilia o património religioso, arquitetónico e pictórico com o património musical (dias 04, 11, 17, 18 e 25 de março, em Tavira); a Missa da Coroação (dia 25, em Quarteira); e Segredos de Lucía – Friday nights de Lucía, um concerto que vem homenagear Paco de Lucía, um génio universal da guitarra, no Centro Cultural de Lagos (dia 10) e na Biblioteca Municipal de Castro Marim (dia 17).

 

O Ciclo “Guitarras e Património” viaja até ao Museu da Cidade de Olhão (dia 03), à Igreja Matriz de Castro Marim (dia 04) e à Igreja de São Pedro, em Faro (dia 11).

 

À dança volta o espetáculo Villa-Lobos em Movimento, que conduzirá o público numa viagem pela evolução da identidade cultural do Brasil. O evento estará em cena na Biblioteca Municipal de Olhão, no dia 04.

É no teatro que estreiam algumas outras grandes novidades do «365 Algarve». A Carripana, um conceito inovador de teatro móvel, onde os atores passam por Castro Marim, entre os dias 11 e 13 de março e por Alcoutim, entre os dias 25 a 27, numa carrinha Citroen Berlingo e convidam o teatro a sair à rua e os peões a parar para assistir; o Festival Internacional de Teatro de Vila Real de Santo António (dias 16, 18, 24, 25 e 30); e o 10º Festival T – Festival de Teatro de Albufeira, que decorre de 23 a 27 de março, no Auditório Municipal de Albufeira.

 

Também março será rico em cinema com Vídeo Lucem a levar quatro novos filmes pelos concelhos de Vila Real de Santo António, Lagoa e Albufeira: «O Evangelho Segundo São Mateus» (Igreja de Cacela Velha, dia 09); «Habemus Papa» (Igreja Matriz de Vila Real de Santo António dia 10), «Stromboli» (Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Ferragudo, dia 23) e «A Paixão de Joana D’Arc» (Igreja de Sant’Ana em Albufeira, dia 24). Todas as sessões de cinema são de entrada gratuita e iniciam-se às 21h30.

 

A literatura também chega ao programa cultural, de 05 a 12, com Maré de Contos, que prometem contar os segredos mais íntimos da região de Santo Estevão, Cachopo (Tavira).

 

Retratos na Ria é uma exposição fotográfica sobre o ambiente costeiro das múltiplas margens da Ria Formosa e estará patente de 01 de março a 30 de abril no cais das praias e ilhas do sotavento. Viagem ao Interior é, tal como o próprio nome indica, uma seleção de imagens sobre o interior algarvio e pode ser vista de 03 a 20 de março na Casa dos Condes de Alcoutim e de 03 a 30 de março na Casa de Odeleite, em Castro Marim.

O projeto LAVRAR o MAR, As Artes no Alto da Serra e na Costa Vicentina chega com Medronho, um espetáculo itinerante nas destilarias da serra de Monchique que será apresentado de 31 de março a 02 de abril.

Com o espetáculo que alia a gastronomia às artes visuais Fazer Render o Peixe em Portimão traz-nos este mês pela mão do chef Fernando Agrasar del Rio, um jantar no Museu de Portimão (dia 03) antecedido da inauguração das exposições de Miki Leal “Uma Casa Portuguesa”, Beatriz Lobo “Bivalvia” e Bela Silva “Na mesa”, patentes até 9 de abril.

 

Na animação de património estreia mais um grande festival: o Festival do Contrabando, a junção e fusão da homenagem a uma atividade que ao longo da história foi importante para as gentes da fronteira de Alcoutim e San Lúcar (Espanha) com as artes e a cultura e que vai permitir que, entre os dias 24 e 26, seja possível atravessar a pé o Rio Guadiana. Além deste, ao património chegam outras iniciativas: a exposição Cal Viva, residência artística em torno da cal (Centro Histórico de Aljezur, dias 09 a 12); a encenação Be P-Art (Castelo de Tavira, dia 10; Castelo de Loulé, dia 28); e Momentos Fantásticos com o Património (Vila do Bispo, dia 25; Lagos, dias 29 e 30).

 

Contrabandista.jpg

 

À semelhança dos meses anteriores do «365 Algarve», o mês de março vai contar com o evento Fado & Wine todas as quartas-feiras, no Ginásio Clube de Faro; a exposição Documentar o Algarve Interior, de 11 de março a 04 de abril, em Silves; a viagem interativa Faro Desvendado (dias 03 e 24).

 

O espetáculo que mistura jazz e vinho, Jazz nas Adegas, decorre no dia 10 na Quinta do Francês (Silves) e no dia 17 na Quinta Rosa (Silves), mas já se encontra esgotado.

 

A programação completa pode ser consultada na página do «365 Algarve» no Facebook e o programa está disponível para download no sítio da Região de Turismo do Algarve na Internet.

 

---

 

«365 Algarve» é um programa cultural que complementa a oferta tradicional deste destino turístico com mais de mil apresentações de música, dança, teatro, exposições, animação de património, entre outras. A primeira edição decorre de outubro de 2016 a maio de 2017 e os eventos que vão ter lugar em todo o território algarvio convidam a uma visita à região. Porque todos os dias contam!

 

Alerta! Paris contagiado por exposição Viral

BANNERCONVITE-06.png

 

No dia 4 de Março, às 16.00, no Palais de la Découverte, em Paris, o Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva apresenta a exposição Viral - uma experiência contagiante à comunidade portuguesa. O evento VIRAL.PT convida o público a conhecer a mostra e a contagiar-se pela ciência em português.

Neste dia, três investigadores portugueses, que desenvolvem projectos científicos em institutos de investigação e tecnologia franceses, sobem ao palco para contagiar o público com as suas experiências profissionais e pessoais. Rita Furtado, do Institut Léonard de Vinci e Presidente da Association des Diplômés Portugais en France (AGRAFr); Ana Filipa Roseira, da AGRAFr e Jorge Moura de Sousa, do Institut Pasteur, vão falar de doenças, ideias, boatos, comportamentos e emoções que podem tornar-se virais.

Outros cientistas portugueses das áreas da microbiologia, imunologia e sociologia acompanharão a visita à exposição para responder às perguntas dos mais curiosos.

VIRAL é uma exposição interactiva que explora o que é o contágio e como funciona, revelando fenómenos biológicos, sociais e questionando o seu impacto nas nossas vidas. Foi concebida e produzida pelo Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva em colaboração com a Universcience, em Paris, e o Heureka, em Helsínquia. E foi considerada pelo Center for Advancement of Informal Science Education (CAISE) e pelo Exploratorium de São Francisco como uma das mais notáveis exposições de 2016. Leia o artigo.

Nesta iniciativa estará presente Bruno Maquart, Presidente da Universcience; Rosalia Vargas, Presidente da Ciência Viva, José Filipe Moraes Cabral, Embaixador de Portugal em França e Maria Fernanda Rollo, Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Programa completo em www.pavconhecimento.pt

EMARP - Exposição de Fotografia de Sebastião Pernes


MAR OCEANO
Fotografia de Sebastião Pernes
 
13 de fevereiro a 17 de março de 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30

bfc26df3-bae1-46f0-a3a7-afc05dc0996d.jpg

 

40 anos de convívio íntimo com os mares das Cíclades e de Sagres, mais de 30 a caminhar pelas arribas do Sudoeste português, quase sempre com uma máquina fotográfica na mochila - um costume “a preto e branco” desde a juventude - resultaram neste desejo de partilhar, com estas fotografias, a minha paixão pelo mar. Partilhar, acima de tudo, o meu mais que respeitoso fascínio pelo Mar Oceano, seus tremendos vendavais, seus mares revoltos, sua poderosa vaga atlântica…
Procurando conjugar o olhar do marinheiro atento às voltas de mar e o olhar do fotógrafo à espreita da luz reveladora, aqui fica este apontamento do magnífico e assombroso encontro do Atlântico com o promontório vicentino.
Sebastião Pernes


Fotografias tiradas entre 2008 e 2015 na Costa Vicentina
Tiragens em papel Epson com montagem “Diasec” ®