Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Marta Moura inaugura exposição no TMJB

Between, de Marta Moura, de 8 de Abril a 25 de Junho, na Galeria do TMJB

 

image001.jpg

 

 

 

image002.jpg

 

 

 

Between, da artista plástica Marta Moura, é a exposição que se segue na Galeria do Teatro Municipal Joaquim Benite. É inaugurada no Sábado, dia 8 de Abril, às 18h, e ficará patente até dia 25 de Junho. Esta exposição é uma colaboração com a Galeria Caroline Pagès.

 

Nas palavras de Marta Moura, “os trabalhos apresentados nesta exposição exploram alusões simbólicas sobre relações e interacções humanas, de encontro e ligação, mutação e permanência, fragilidade e temporalidade, transformação da vida e das coisas. Relações de conexão ou analogia, partilha ou duplicidade, conversão ou passagem... A pintura permeia-se de objectos, marcas e lugares, num encontro simbólico com a vida, figurando-se de novos sentidos.”

Marta Moura (n. 1978) é licenciada em Pintura pela ESAD – Caldas da Rainha e Mestre em Pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. De entre as exposições individuais destacam-se Meet me at the bridge (2016), Vanitas (2014),Velocidade (2013) e Lost and Found (2012). Das exposições colectivas destacam-se Masquerade (2015), Diálogos com as obras do Museu Bienal de Cerveira (2015), Atlas secreto (2014), XV Bienal de Cerveira (2009), Pavilhão de Portugal (2009), Rasura (2007), Opções & futuros (2006) e Controlo remoto (2005). Foi seleccionada para o Jeune Création Européene (2011-13), para o International Call for Young Artists (2009) e para o Prémio de Pintura Ariane de Rothschild (2007). Está representada em diversas colecções públicas e privadas em Portugal, Espanha, França e Áustria.

 

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE | GALERIA | M/6

8 ABR a 25 JUN | QUI a SÁB das 19h às 21h30 | DOM das 15h às 19h30 | Em dias de espectáculo a galeria está aberta a partir das 19h00

 

PREÇO: ENTRADA LIVRE  

 

INFORMAÇÕES: +351 212 739 360

TRÓIA RECEBE PELA PRIMEIRA VEZ BIOBLITZ

 

 

Junte-se às equipas de investigadores que estudam a biodiversidade de Tróia e seja cientista por um dia!

 

image004.jpg

 

Realiza-se nos próximos dias 24 e 25 de Junho, a primeira edição do “Tróia BioBlitz” – uma inventariação relâmpago da biodiversidade da península de Tróia e do estuário do Sado. Com entrada gratuita e aberto ao público em geral, este evento é uma oportunidade única de contribuir para aumentar a lista de espécies identificadas, trabalhar lado a lado com investigadores e conhecer melhor a fauna e flora de Tróia.

 

“Há quase duas décadas que o TROIA RESORT desenvolve um programa de monitorização ambiental para promover um desenvolvimento equilibrado de Tróia”, afirma Célia Ferreira, Diretora de Gestão Ambiental do TROIA RESORT. “Nesse sentido, a realização de um BioBlitz em Tróia é a evolução natural do trabalho realizado e uma forma de educar e sensibilizar o público em geral para o ambiente e a biodiversidade”.

 

“Que seres vivos existem em Tróia?” é a pergunta de partida para dois dias de atividades em que os participantes vão ter a oportunidade de descobrir aves, insetos, mamíferos, plantas e ainda a zona entre-marés. O “Tróia Bioblitz” vai contar com o apoio de biólogos e investigadores ligados às diversas áreas da biodiversidade que prometem orientar os participantes no reconhecimento das espécies. Além das atividades no terreno, os participantes vão ter ainda a possibilidade de participar em trabalho de laboratório.

 

Quantas espécies vai conseguir descobrir? O desafio está lançado!

Noites de animação do Casino Lisboa em Junho

As noites de animação no Casino Lisboa distinguem-se pelas inovadoras sugestões de música ao vivo. Em Junho, o palco-multiusos do Arena Lounge recebe, de Quarta-Feira a Sábado, um elenco de propostas musicais a não perder. Com um programa diversificado, o Casino Lisboa propõe, ainda, de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite, diferentes DJ’s que seleccionam os ritmos ideais, prolongando o ambiente festivo até de madrugada. A entrada é livre.

 

Com uma proposta revivalista, os The Peakles são uma banda de tributo aos Beatles que inicia, a 31 de Maio, um curto ciclo de actuações no Arena Lounge. Recusam ser um grupo "look alike", apostando, ao invés, na sua própria interpretação dos êxitos da mítica banda de Liverpool. A não perder, até 3 de Junho.

 

Os The Peakles iniciaram, em 2013, o seu percurso musical, tendo, logo de seguida, recebido um convite para integrar o cartaz do mítico festival “Internatinal Beatle Week 2014”, em Liverpool, onde apresentaram 10 concertos, sempre esgotados, em salas como “The Cavern” e o luxuoso “The Adolphi Hotel”. Foram, assim, a primeira e única banda portuguesa a fazer parte deste festival. O vocalista Nelson Mendes será acompanhado por Pedro Parreira na guitarra, Luís Félix no baixo, Ricardo Monteiro nos teclados e André Conceição na bateria.

 

 

Noutro aguardado ciclo de actuações, os Tamla apresentam-se, de 7 a 10 de Junho, no Arena Lounge. A vocalista Elisabete Brás partilha o palco com André Mendes nas teclas, e João Colaço na bateria.

Tamla - Foto1.jpg

 

 

Desta sua essência, o estilo perdura na “alma” característica à sua representação. O som da Motown chega-nos como título de criação de três performers sincrónicos, evocando os mentores e sucessores desta vibração musical única.

 

 

Os Chronicle News reencontram-se, de 14 a 17 de Junho, com os visitantes do Casino Lisboa. Num estilo muito próprio, a vocalista Rita Viegas será acompanhada por Rui Mação na guitarra, Frederico Carvalho no baixo, e Ricardo Daniel na bateria.

 

Os Chronicle News convidam o público a viajar pelo tempo, recordando temas que marcaram as últimas décadas no panorama musical. A banda presta homenagem a numerosas estrelas como, por exemplo, Amy Winehouse, Adele, Creedence Clearwater Revival, Clã, Rui Veloso, Beatles, Cranberries, Sheryl Crow, Maroon 5, Bryan Adams, Adam Lambert, Amy McDonald, Snow Patrol, Radiohead, Coldplay, Duffy ou John Mayer.

Por sua vez, a banda RedSox apresentam-se, de 22 a 24 de Junho, no Casino Lisboa para interpretar um reportório pop/rock que reúne alguns dos grandes êxitos da actualidade.

 

Red Sox.jpg

 

Com influências muito distintas, desde o soul ao metal, passando pelo rock e pelo funk, a vocalista Ru Vasconcellos partilha o palco com Raquel Simões na guitarra, Sara Costa no baixo e João Nuno Barros na bateria.

 

 

Com um enquadramento inovador, os Soundsuite propõem, de 28 de Junho a 1 de Julho, a reinvenção de várias composições com arranjos originais que oferecem novas perspectivas sobre os temas, com uma base acústica e exploração de sons e timbres. 

 

Bem conhecidos dos visitantes do Casino Lisboa, os Soundsuite reúnem, em palco, o vocalista Nuno Craveiro acompanhado pela sua guitarra, Luís Pinto no baixo, Fábio Rodrigues na bateria e percussão, e Diogo Gonçalves na flauta transversal, melódica e teclados.

 

 

Arena Lounge - Jukebox

O programa de animação musical culmina com as dinâmicas sonoridades da Juke Box. Diferentes DJ’s seleccionam de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite, os ritmos ideais para um público predominante jovem. A entrada é livre.

 

Programa de Junho

01 - Nery

02 - Johnny Deep

03 - Dj Al

 

08 - Pan Sorbe

09 - Diogo Pires

10 - Bruno Safara

 

15 - Ka§par & Cherry Bass

16 – Mr. Mute

17 - John Holmes

 

22 - Nuno di Rosso

23 - Luis Leite

24 - Luis Patraquim

 

29 - Pelota

30 - Yugo Dee

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.

MeaJazz - 1º Festival de Jazz da Mealhada

 

 

240px_e593922dab118c4661138.png

 

A Câmara Municipal da Mealhada promove nos dias 30 de junho e 1 de julho o MeaJazz - 1º Festival de Jazz da Mealhada. O evento vai acontecer na Quinta da Nora (centro da cidade, junto ao IC2) e tem entrada livre.

Esta primeira edição traz à Mealhada projetos de diversas nacionalidades.
O cartaz diversificado promete provocar emoções para todos os gostos: Orquestra Jazz de Leiria, El Show de Dodó (Espanha), Jeff Davis Trio (Canadá/Portugal), Andrea Bucko (Eslováquia), The Rite of Trio (Portugal), José Valente (Portugal) e Jazz Pá (Brasil/Portugal).
Para o segundo dia do festival está reservada uma grande festa, quando em palco se reunirem mais de 40 músicos.

Noite de Fado no Casino Estoril com Sara Paixão e João Chora

É já na próxima Quarta-Feira, 21 de Junho, a partir das 22 horas, que o Casino Estoril acolhe mais uma noite de fado no Lounge D. Com estilos bem distintos, Sara Paixão e João Chora serão acompanhados por Diogo Lucena Quadros e Bernardo Romão, nas guitarras, e Luis Roquette, na viola. A entrada é livre.

 

 

Sara Paixão

Sara Paixão.jpg

 

Nascida em Lisboa, em 1991, Sara Paixão, descobriu o fado durante a adolescência através de Amália Rodrigues. Sentiu-se conquistada por este estilo que caracteriza de “único” e começou a dar-lhe voz.

 

Sara Paixão não tinha cantado nem experimentado nenhum outro estilo musical em concreto e foi no fado que se descobriu. Após aprovação familiar a jovem iniciou o seu percurso artístico em concursos de Fado Amador. Garantiu o pódio nos concursos de Loulé, Portimão e venceu, em 2011, o “Concurso de Fado Vadio” da cidade de Olhão.

 

 

João Chora

João Chora.jpg

 

Com um legado, de cerca de 30 anos, de actividade artística, João Chora revelou, desde a sua infância, a paixão que tem pela música, e rapidamente passou das pistas de dança directamente para os palcos. 

 

João Chora é um artista multifacetado que passou pela música sacra, de baile, popular, ligeira até culminar na “canção nacional”. João Chora é um fadista de ontem, de hoje e do amanhã.

 

 

O fado renova-se às Quartas-Feiras no Lounge D. Mafalda Arnauth e Gonçalo Castelbranco serão os grandes protagonistas no dia 28 de Junho.

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Estoril é reservado a maiores de 18 anos. 

Programação OUT.RA até Julho - Barreiro

A3_FRANÇOIS CARRIER, MICHEL LAMBERT & HUGO ANTUNE

 

Maio, Junho e Julho serão meses particularmente intensos para os lados do Barreiro e para vários dos seus espaços mais emblemáticos.
 
A aliar à continuidade da programação regular “OUT.RA Música”, cujo epicentro em 2017 se tem vindo a deslocar com mais frequência para as instalações da ADAO – Associação Desenvolvimento Artes & Ofícios (colectivo de artistas que tem vindo a recuperar o antigo quartel dos Bombeiros Voluntários Sul & Sueste), as primeiras intervenções da OUT.RA – Associação Cultural no domínio das celebrações do octagésimo aniversário da rede de água pública no Concelho surgem com uma inusitada performance no Reservatório Elevado do Alto da Paiva, com espectáculos a decorrer nas tardes de 27 e 28 de Maio por artistas selecionados na sequência de uma Open Call internacional que resultou em mais de uma centena de candidaturas.
 
A 16 de Junho, inaugura no Auditório Municipal Augusto Cabrita uma exposição que ilustra o trabalho de documentação sonora realizado em volta dos muitos espaços e estruturas que compõem a Rede Municipal de Águas e Saneamento, numa “caça aos sons” que vem complementar o arquivo que tem vindo a mapear as mais diversas paisagens sonoras do Concelho.
 
Já fora do tema da Água Pública – no âmbito do qual se realizarão ainda várias outras actividades até final do ano, a anunciar oportunamente -, mas também em Junho, o trio de Pedro Sousa, Rodrigo Pinheiro e Gabriel Ferrandini - três nomes proeminentes da “Lisbon's New Jazz Vanguard” coberta pela Wire na sua edição de Fevereiro – estabelece residência na Casa da Cultura da Baía do Tejo (o histórico “Cinema da CUF”) para o desenvolvimento de um trabalho mais aprofundado que preparará o primeiro lançamento discográfico da formação. A 8 de Julho mostram o trabalho numa apresentação na Biblioteca Municipal do Barreiro, numa noite que contará também com a actuação do Space Quartet, a actual formação de trabalho de Rafael Toral.
 
Outro trabalho de longo curso que mostrará os seus primeiros avanços resulta da Bolsa de Criação atribuída a um artista local (em 2015 e 2016 o recipiente foi o pianista Tiago Sousa), que neste ano proporciona ao músico e artista sonoro José Bica (Ybasics, Grooveyard Junkies) oportunidade para uma reflexão sonora sobre o património material e imaterial da cidade. O primeiro de três momentos públicos consubstancia-se numa Instalação Sonora Interactiva, de título “Subúrbio Sonoro”, patente na ADAO, com inauguração a 13 de Maio e término a 3 de Junho.
 
A programação regular da OUT.RA continua, após concerto de pré-apresentação de “Casa de Cima”, das Pega Monstro, com o trio do contrabaixista Hugo Antunes e dos canadianos Michel Lambert (percussão) e François Carrier (saxofone) - no dia 2 de Junho no Terraço dos escritórios da associação – e com a apresentação de “Vermelho”, primeiro disco de Bruxas/Cobras, novo duo que junta o baixo de Pedro Lourenço (reconhecido como dos mais únicos ilustradores nacionais e que nos habituámos a ver em palco com nomes como Rafael Toral ou Bernardo Devlin) e a bateria de Ricardo Martins (homem de mil projectos e ainda e sempre lembrado como explosivo motor dos Lobster), a 9 de Junho, na ADAO, numa noite partilhada com os Iguanas, também prestes a lançar novo disco. 
 
 
13 Maio a 3 Junho. ADAO
Subúrbio Sonoro – Instalação Sonora Interactiva por José Bica
Entrada livre. Aberto sábados e domingos das 17h-19h
 
27 e 28 Maio. Reservatório Elevado do Alto da Paiva. 16H e 18h
Música / Sound Art com: 
Melaina Barnes & Jean-Philippe Drecourt
Luís Bittencourt
Alberto Lopes / Sonoscopia
Carlos Santos & Nuno Torres
Entrada livre mediante inscrição obrigatória para info@outra.pt
 
2 Junho. Terraço na Rua Elias Garcia, 38. 18h
Hugo Antunes, François Carrier & Michel Lambert
Entrada livre c/ donativo opcional e reserva obrigatória para info@outra.pt
 
9 Junho. ADAO. 22h30
Bruxas / Cobras
Iguanas
Entrada: 5€
 
16 Junho. Auditório Municipal Augusto Cabrita. 18h30
Inauguração da Exposição 80 Anos da Água
Entrada livre. .
 
8 Julho. Biblioteca Municipal do Barreiro. 22h.
Pedro Sousa, Rodrigo Pinheiro & Gabriel Ferrandini
Rafael Toral Space Quartet
Entrada: 5€
 
 
Mais informações sobre todos os eventos em www.outra.pt

Old School na Rua das Gaivotas 6

plf-news-copy.jpg

 

OLD SCHOOL #48 
Andreia Santana

24 jun | sáb | 22h | entrada livre
OLD SCHOOL (OS) é um projecto curatorial de Susana Pomba, residente na Rua das Gaivotas 6. Apresenta obras inéditas de artistas plásticos num acontecimento que se circunscreve às horas úteis de uma noite apenas.
Um momento efémero em que o artista é convidado a reavaliar o seu trabalho, experimentar outros suportes, novas colaborações, ou a investigar e realizar ideias guardadas em gavetas. A convidada de Junho será Andreia Santana.

Exposição de ilustração de Olga Neves na Biblioteca Municipal do Barreiro

cartaz.jpg

 

A exposição de ilustração de Olga Neves encontra-se patente ao público até ao mês de julho, na Biblioteca Municipal do Barreiro. 

 

A exposição

As ilustrações apresentadas referem-se a momentos distintos, sendo que a ilustração um caminho paralelo do conto, dá forma visual à mensagem escrita.

As ilustrações “O Quebra Nozes” foram criadas para a instalação/exposição “O Pequeno Grande Quebra Nozes”, instalação essa que explora o mundo dos contos/romances, através da instalação de marionetas. O visitante entra no quarto da pequena Maria e é confrontado por ratos gigantes, brinquedos que se espalham pelas paredes e pelos personagens principais do romance, Maria e o Príncipe Quebra Nozes. As ilustrações aludem aos momentos da narrativa sugerindo um percurso pela história de E.T.A. Hoffmann.

As ilustrações são realizadas a lápis de cor sobre papel fantasia… tenho especial interesse por encontrar materiais descontextualizados e adaptá-los ao meu trabalho, neste caso, trabalho sobre papel fantasia que é usado para decorar paredes.

Todas as outras ilustrações são resultado de projetos que desenvolvi com escritores, ou projetos pessoais.

 

Olga Neves

Licenciada em Artes Plásticas/Escultura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

Tem realizado várias exposições no domínio da escultura, instalação, cerâmica e medalha contemporânea. Expôs em Portugal, Finlândia, EUA, França, Bulgária e Alemanha.

Está representada: British Museum, Londres; Simons Galery, Londres; Medialia... Rack & Hamper Galery, New York; Wellington; Villenave d Órnon; Lillebone; Immenstadt; Seeheim-Jugenheim, Associação ASSIM; Saint Caprais de Bordeaux; Câmara Municipal de Lagos; Câmara Municipal de Torres Vedras.

 

CMB