Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

PAULO SOUSA NO 1º LUGAR DO TOP NACIONAL

e8bced98-a1a8-41e2-96f6-d7170401408b.jpg

 

Uma semana depois de o primeiro disco de Paulo Sousa estar à venda já atingiu o primeiro lugar do Top Nacional.
Paulo Sousa além de ser um fenómeno nas redes sociais agora com o disco têm tido uma óptima recepção por parte do público, com apresentações nas Fnacs sempre esgotadas.
"TEU" é o nome do álbum e  "Num segundo" é o single escolhido para o promover. 

Conhecido entre os jovens enquanto youtuber, Paulo Sousa tem seguindo sempre a sua paixão pela música, apesar de ter acabado o Mestrado em “Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º CEB” com uma média de 19 valores. É atualmente o “YouTuber do Ano”, na categoria de Música, tendo já ganho anteriormente o mesmo prémio.
Nomeado para os Kid's Choice Awards'17 da Nickelodeon, Paulo Sousa vê também alguns dos seus singles, "Até ao Fim do Mundo", "Eu Não Vou", "Não Me Deixes Ir", "Todos os Dias" e "Onde Quero Estar", serem incluídos nas bandas sonoras das produções da TVI, "A Herdeira", Ouro Verde, A Impostora, Massa Fresca e Santa Bárbara.
Paulo Sousa permaneceu várias semanas no Top 25 da RFM, tendo alcançado a 5.ª posição com “Somos Eu E Tu", tema também incluído na banda sonora da produção da SIC, Espelho D'Água.
Paulo Sousa,  foi a voz do hino do MEO Sudoeste 2016 e também vencedor do Prémio “Artista Revelação do Ano” pela plataforma Quinto Canal e pelos “Trend Music Awards”, foi finalista da 6.ª edição do talent show Ídolos da SIC, participou no Factor X. Venceu o passatempo “Golden Voice Competition”, onde partilhou o palco com Áurea e gravou o dueto “Heading Back Home".

7061187e-e29a-4d22-8ed0-449bdac57846.jpg

 

KIT > NOVO SINGLE "Tarde Para Mudar"

 

Na guerra de sentimentos que, demasiadas vezes, se instala numa relação, é comum valer tudo. Quebram-se barreiras. Ultrapassam-se limites. Queimam-se pontes emocionais que se julgavam firmes e indestrutíveis. E quando se tenta voltar atrás, nem sempre é possível reparar o mal já feito. Por vezes já é “Tarde para Mudar”.

 

É aqui que entram os KIT, jovem banda lisboeta que revela agora o seu terceiro single do registo de estreia, editado pela Music For All, o EP “Só Metade”. Depois dos singles “Só Metade” e “Tempo é Frágil”, este é o terceiro capítulo de uma história que se antevê repleta de sucessos. Educados na escola de mestres como Xutos & Pontapés, UHF ou GNR os KIT fazem do Rock a sua praia, alimentando uma sonoridade renascida entre a nova geração de músicos nacionais. 

SEASE lançam novo single, "Onda"

SEASE 

A BANDA DE OEIRAS TRAZ DE VOLTA O TRIP-HOP COM "ONDA", O PRIMEIRO SINGLE RETIRADO DO EP "WAVE MOTION"

 

[MELHOR FAIXA NACIONAL] “Sambino” de Sease por Alex D'alva Teixeira in Rimas e Batidas

"Este é, provavelmente, um dos segredos mais bem guardados de Lisboa! O álbum de estreia, The Way The Waves Hit The Beach, foi uma das maiores surpresas que tive este ano, e não há mesmo outra forma de descrever: é absolutamente surpreendente como é uma banda com tão pouco tempo de existência e com talentos tão jovens consegue criar algo tão belo! Os Sease são capazes de criar uma combinação da electrónica contemporânea mais vanguardista que ouvimos com sons orgânicos milenares e ritmos do mundo aliados a outras influências jazzísticas e uma sensibilidade pop-progressiva e atmosférica. A música deles é absolutamente única e “Sambino” é amor à primeira audição."

Sease, que editaram em Maio do ano passado o primeiro longa duração, "The Way The Waves Hit the Beach", sentiram que ainda tinham muito para dar e mostrar. Pegando em material novo, composto depois do lançamento do álbum, surge um apêndice do mesmo onde se nota a constante evolução natural da banda.

“Wave Motion” (primeiro trabalho com selo Ás de Espadas)  é composto por três novas músicas que se distinguem entre si, sem deixar de se ouvir a marca da banda em nenhuma delas. O EP abre com “Satori”, que une uma sonoridade diferente do que a que banda de Oeiras nos habituou, com a já conhecida mistura de texturas e sons orgânicos com a electrónica. Segue-se “Manta”, uma faixa onde a falta de letra não impede que os ouvintes percebam a mensagem que os músicos tentam transmitir. O trabalho termina com o single “Onda”, que remete aos ritmos brasileiros e afro-latinos do álbum e nos empurra para a pista de dança ao mesmo tempo que apresenta complexidade nas guitarras e no trabalho vocal.

Depois de um 2017 em grande, com o seu primeiro álbum e singles em tops nacionais do melhor que se fez nesse ano, incluindo "melhor faixa nacional" para Alex D'alva Teixeira, vocalista dos D'alva, o trio composto por Miguel Laureano, Rita Navarro e Gonçalo Vasconcelos traz de volta o Trip-Hop a terras lusas e além fronteiras. 

O EP foi gravado, produzido e co-misturado por Miguel Laureano, guitarrista da banda e também gravado, misturado e masterizado por Vitor Gomes Teixeira no estúdio do Ás de Espadas.
O videoclipe deste primeiro single foi também realizado e editado pela banda, numa abordagem mais pessoal, inteiramente rodado em Oeiras onde vivem e fazem música juntos.

 

 

 

BENNY SAMBORA - SINGLE DE ESTREIA

 

Sambora. Benny Sambora. É precisamente por este peculiar nome que responde um dos novos rostos da Music For All para 2018. Nascida na bela, e invicta, cidade do Porto, ainda a década de 90 dava os primeiros passos, estreia-se a solo com o EP “Hell Becomes Heaven”. As três músicas que integram o registo foram gravados nos estúdios Sá da Bandeira, no Porto, ficando a apresentação ao público nacional a cargo do tema-título.

 

Ligada ao Rock desde que se conhece é nesse estilo e sonoridade que se revê. De Benny Sambora podemos esperar alma, garra e paixão, sentimentos através dos quais cria uma conexão a quem a ouve. Mas acima de tudo podemos esperar uma coisa: talento. 2018 será “O” ano de Sambora, Benny Sambora.

CAOSBANAL - SINGLE DE ESTREIA

 

Diz a sabedoria popular que no amor, os opostos se atraem. Aplicando o mesmo princípio à música é inevitável não pensarmos nos…Caosbanal! Imbuídos da força do Rock este quinteto nasceu no Brasil e parte agora à conquista do mundo.

 

Para nossa sorte a primeira paragem é…Portugal. Apresentam-se ao público lusitano com “Sem Medo de Errar”, superior exemplar de Rock cantado em português, língua que une dois povos, duas nações, duas culturas. Extraído de um registo a ser editado em breve este é o primeiro passo rumo aos palcos nacionais, que pisarão no próximo verão, numa digressão sob o selo da Music For All.

Lançamento do CD "Cantos da Quaresma"

00bf3667-9b42-48a4-94d4-d33d30a8b942.jpg

 

"Cantos da Quaresma" é a nova edição discográfica da Sons Vadios, que reúne dois dos músicos mais prolíficos da música tradicional portuguesa: César Prata e Sara Vidal. O lançamento será na próxima sexta-feira, dia 16 de Fevereiro, em Lisboa, em dois momentos:

18h - sessão de lançamento e conferência de imprensa
Serviço Fonoteca / Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro
Antigo Solar da Nora, Estrada de Telheiras nº 146, 1600-772 Lisboa
Entrada gratuita e limitada à lotação da sala

22h - concerto de apresentação
Livraria Ler Devagar / Lx Factory
Rua Rodrigues Faria,n. 103 - Ed. G - 0.3, 1300-501 LISBOA (Antiga Gráfica Mirandela em Alcântara)
Entrada 5€

 

A partir de recolhas de várias zonas do país, César Prata e Sara Vidal desprendem o canto do compasso do rito religioso e convertem-no a uma musicalidade mais ampla, com novas sonoridades melódicas e instrumentais, pouco usuais na prática popular. O resultado final é o equilíbrio entre o respeito pelo legado da tradição e o atrevimento do perpetuar da reinvenção.

Esta é uma edição Sons Vadios com o apoio institucional do Município de Trancoso, Município de Castelo Branco, Convento de Balsamão – Marianos da Imaculada Conceição e Município da Guarda.

Superalma Project Lança Novo Álbum "Dystopian Children"

Superalma Project (projeto eletrônico experimental brasileiro em atividade na cidade do Porto/Portugal) lança no próximo dia 10 de Fevereiro de 2018 o seu novo álbum intitulado “Dystopian Children”.

 
-

"A música embala a dança, sagrada e profana, que anima nossos desejos. Personagens míticos, históricos e imaginários cantam para embalar o espirito infantil daquilo-que-há-de-vir. Resistência erótica que, tragicamente, vive no caos movente que faz cintilar nossas vontades, nossas potencias. A criança distópica nasce das densidades sonoras que emergem daquele silêncio do caos e se firma como potência criadora do porvir. Sombras no palco, ficção, ilusão musical que faz da vida o sonho combatente do tempo que passa e da morte que chega."

Marcos Faunner, 8 de Fevereiro de 2018

.

Dystopian Children” é o oitavo trabalho do Superalma Project e o primeiro a ser lançado no ano de 2018. Tendo sido executado na última turnê Europeia do projeto (Portugal, Finlândia, Estônia, Letônia, Lituânia e Almenha), o disco sustenta-se narrativamente em uma significativa referência a contos distópicos; desde 1984 de autoria de George Orwell, passando por Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley e chegando finalmente em The Hunger Games de Suzanne Collins.

Primordialmente, diz Igor Almeida (produtor e compositor do disco):
“A idéia central deste trabalho habita o vácuo entre o presumível fim das
coisas terrenas e as rememorações pessoais da infância, e desta confluência, nasce este que julgo ser o mais maduro e estruturalmente complexo trabalho do Superalma Project.” (Igor Almeida, 2018)

Tal como nos discos anteriores, as faixas de “Dystopian Children” se apresentam inter-relacionadas como seções ou capítulos em uma obra literária. Aqui o essencial é que o ouvinte se permita desassociar da questão do fracionamento musical e busque a imersão ao todo sonoro.

As fotografias de capa e do encarte ficam por conta de André Gonçalves (fotógrafo e artista plástico Piauiense) e parceiro de longa data dos trabalhos de Igor Almeida neste projeto.

Dystopian Children” apresenta-se em um total de 33 minutos e 21 segunda e divide-se em 12 faixas. São elas: War is Peace, Freedom is Slavery, Ignorance is Strength . The Hopeless Timelessness . The Sky Darkens And We’re All About To Be Vanished . Existence Is But A Walking Shadow . Bring Them the Blood Of The Outlanders! . Year Omega . The Dead and The Gone . Dystopian Children . Fate Has A Thousand Ways, And What Will Be Will Be . Not a Single Shred of Beauty . A Sojourn in the City of Amalgamation . Isn't life disappointing?

O disco será lançado na cidade de Kiel/Alemanhã, no dia 03 de Fevereiro de 2018, em um evento especial a convite da Spheredelic Records. Ademais, o disco será lançado em formato digital e em fita cassete no dia 10 de Fevereiro pela editora The Spiritual Triangles (Porto/Portugal) e poderá ser adquirido nos links: www.thespiritualtriangles.com www.superalmaproject.com .

Novo disco "Cantos da Quaresma" a 16 de Fevereiro!

00bf3667-9b42-48a4-94d4-d33d30a8b942.jpg

 

Em 2017, os músicos César Prata e Sara Vidal estrearam o espectáculo “Cantos da Quaresma” em palco. Este ano é a vez da edição discográfica, com data de lançamento a 16 de Fevereiro de 2018, sob o selo da Sons Vadios. Mais informações em www.sonsvadios.pt.

A Quaresma representa na tradição musical portuguesa um período de sublimação. Saídos da folia do Entrudo, seguem-se quarenta dias de abstinência e reflexão. Ausentes os bailes, calados os instrumentos musicais e até o toque dos sinos, a música tradicional portuguesa incorporou a religiosidade profunda da época quaresmal, geradora de formatos musicais essencialmente vocais, pungentes e profundamente belos: encomendações das almas, martírios, loas, alvíssaras.

 

 

 

Foi este o desafio que dois dos músicos mais prolíficos da música tradicional portuguesa abraçaram. A partir de recolhas de várias zonas do país, César Prata e Sara Vidal desprendem o canto do compasso do rito religioso e convertem-no a uma musicalidade mais ampla, com novas sonoridades melódicas e instrumentais, pouco usuais na prática popular. O resultado final é o equilíbrio entre o respeito pelo legado da tradição e o atrevimento do perpetuar da reinvenção.

Esta é uma edição Sons Vadios com o apoio institucional do Município de Trancoso, Município de Castelo Branco, Convento de Balsamão – Marianos da Imaculada Conceição e Município da Guarda.

EHLIU, O CONVITE INEGÁVEL PARA DANÇAR > Descubra "Bailando Tu y Eu"

 

Os ritmos latinos com sonoridade de verão são-nos trazidos pelo Ehliu com “Bailando tu y eu”. O novo single do artista algarvio já saiu e promete conquistar os ouvintes com a sua energia positiva.

Em estreia com a Music For All, a nova música de Ehliu será muito possivelmente a banda sonora do seu próximo verão! “Bailando Tu y Eu” tem um ritmo irresistível: uma vez ouvido, não nos sai mais da cabeça.

Num estilo Afro-Latino, Ehliu faz-nos um convite para dançar, o qual não poderemos negar.