Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Apresentação do Livro "Contos que vos conto"

cartaz_apresentação_Conto.jpg

 

No próximo dia 29 abril, pelas 16h00, terá lugar a apresentação do livro “Contos que vos conto”, de Emanuel Góis.

A sessão contará com a presença do orador Pedro Mourão (Juiz Desembargador).

A entrada é livre.

 

Biografia de Emanuel Góis   

Emanuel Góis é natural do Barreiro, cidade onde tem vivido, excetuando três anos em Cernache do Bonjardim e Santarém, altura em que cursava o antigo ensino liceal.

Licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa, passando a exercer advocacia até hoje.

Prestou serviço na Força Aérea durante seis anos na especialidade de Controlo de Tráfego Aéreo.

Foi jornalista desportivo durante doze anos (entre 1970 e 1982), colaborando nos jornais “Record” e nos extintos “Diário Popular” e “Século”, tendo ainda publicado alguns textos na “Gazeta da Sertã”, “Jornal do Barreiro” e “Revista da Força Aérea”.

Foi autor da última peça de teatro carnavalesco representada na SIRB “Os Penincheiros”, do Barreiro, no Carnaval de 1974.

Leccionou História no ensino particular nocturno.

Na área desportiva, a que tem dedicado grande parte da sua vida, foi atleta, treinador, dirigente de clube, de Associações Distritais e Federações, nas modalidades de futebol e basquetebol.

Na área cívica foi co-fundador da Associação Cívica do Barreiro e da Persona- Associação de Apoio a Doentes Mentais Crónicos, onde durante vários anos desempenhou diversos cargos directivos.

Foi vereador da Câmara Municipal do Barreiro no período de 1997/2001.

Distinguido pelo Jornal “Rostos On Line” como Rosto do Ano de 2016 na área Escritor. 

 

 

Sinopse

“Contos que vos conto” é o novo livro que o autor nos apresenta depois da publicação de “Algures no tempo” e “Momentos”, ambos ligados à sua vertente poética.

Nesta obra, agora em prosa e ao longo dos 14 contos que a compõem, o autor procura ficcionar diversos temas, alguns deles de grande atualidade e reflexão.

Na leitura proposta, encontrará o leitor questões relacionados com ética, moral social, amores, guerras e suas vítimas, justiça e política, esta através de uma escrita metafórica e de ironia.

Trata-se de um livro bastante agradável de ler e que prende a atenção até ao desfecho de cada conto onde só no final dos temas abordados o leitor se apercebe do enredo que o integra.

Como refere o autor no início desta sua obra, trata-se de um convite à sua leitura.

Porque escrevo? Ora, porque gosto de conversar.