Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Conferência MACAU E A VISÃO DO COLONIALISMO POR CHARLES BOXER

 

Museu do Oriente

21 Novembro
Com Celina Veiga de Oliveira
Horário: 18.30
Entrada livre

O ensaio “Macau e a visão do colonialismo por Charles Ralph Boxer”, pretende homenagear Charles Ralph Boxer (1914-2000), justamente considerado um dos maiores historiadores de Macau, no ano em que se assinala o 110º aniversário do seu nascimento.
Em 1963, na década da emergência dos movimentos nacionalistas contra o domínio colonial português, Boxer publicou o livro Relações Raciais no Império Colonial Português 1415-1825. Esta obra, contrariando a ideologia subjacente à política ultramarina portuguesa, quebrou à época a unanimidade entre os intelectuais portugueses sobre o valor historiográfico dos estudos de Boxer. Armando Cortesão, historiador e eminente cartógrafo, opôs-se à tese nele defendida, colocando-se ao lado da política do Estado Novo, que se apoiava, entre outras, na teoria do luso-tropicalismo de Gilberto Freyre.
Boxer não incluiu Macau na tese desenvolvida no livro. Este ensaio pretende mostrar que esse facto se deveu ao profundo conhecimento do historiador quanto à singularidade do processo histórico macaense, cuja vivência sociológica deveria ser estudada em outra sede que não a colonial.