Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição “A PIDE em Pinhal Novo” | Centro Cultural de Poceirão

Itinerância pelo concelho

Exposição “A PIDE em Pinhal Novo” patente no Poceirão

 

Expo PIDE em Pinhal Novo.jpg

 

Está patente, até 15 de fevereiro, no Centro Cultural de Poceirão, a exposição “A PIDE em Pinhal Novo – Para que a memória não esmoreça”, numa organização da Câmara Municipal de Palmela.

Inaugurada em 2017, em Pinhal Novo, aquando do lançamento do livro com o mesmo nome, da autoria de José António Cabrita (Coleção Estudos Locais – Câmara Municipal de Palmela), esta mostra encontra-se em itinerância pelo concelho, procurando levar mais longe esta homenagem aos presos políticos de Pinhal Novo, vítimas da ditadura fascista ao longo de 48 anos.  

É objetivo da autarquia dar continuidade a este trabalho de parceria com José António Cabrita, aprofundando o estudo e a divulgação do que foi o empenho, a dedicação e a abnegação de quem lutou e sofreu, em nome da justiça e dos direitos sociais e políticos e da melhoria das condições de vida.

José António Cabrita estudou e ensinou Sociologia, tendo-se dedicado, também, à investigação de diversos temas, entre os quais, a cultura caramela e a historiografia de Pinhal Novo. O livro sobre a ação da PIDE explora o arquivo documental da Polícia política e dá voz a vários testemunhos de quem passou pelas prisões do Tarrafal ou de Peniche, bem como dos seus familiares e amigos.

O livro “A PIDE em Pinhal Novo – Para que a Memória não esmoreça” está à venda no Centro Cultural de Poceirão.