Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Programa de Comemorações 35 Anos do Museu da Terra de Miranda e Centenário do Nascimento de António Maria Mourinho

image002.jpg

 

Por ocasião da comemoração dos 100 anos do nascimento de António Maria Mourinho e, simultaneamente, os 35 anos da criação do Museu da Terra de Miranda, a Direção Regional de Cultura do Norte e o Museu da Terra de Miranda preparam um programa evocativo da efeméride, a realizar nos dias 18 de maio (Dia Internacional dos Museus) e 20 de maio (Noite dos Museus).

 

Programa

18 maio (Dia Internacional dos Museus)

16h00 Inauguração da Exposição «António Maria Mourinho - Memórias de uma Vida»

(em colaboração com o Município de Miranda do Douro e com o espólio de Ilídio Cristal)

17h00 Lançamento de Vinho Comemorativo: 35 anos do Museu da Terra de Miranda e 100 anos do Nascimento de António Maria Mourinho

(com a colaboração dos vinhos José Preto)

 

20 maio (Noite dos Museus)

Visitas Guiadas à Exposição de António Maria Mourinho

21h00 Fiadouro, representado pela Associação Cultural e Recreativa Duas Igrejas

22h00 Reabilitação da «Dança das Flores», realizada pelo grupo de Duas Igrejas

22h30 Dança das Fitas, realizada pelo grupo de Sendim

23h00 Atuação do Grupo de Pauliteiros de Malhadas

(abertura do Museu até às 24h00)

 

O Museu da Terra de Miranda está situado no centro histórico de Miranda do Douro, instalado na antiga Domus Municipalis da cidade, edifício do século XVII. Fundado em 1982, o museu evoca o tempo longo do planalto mirandês. A visita permite descobrir traços característicos da vida social e cultural de uma região cuja forte identidade, manifesta na presença da língua mirandesa (segunda língua oficial da República Portuguesa desde 1999) e ancorada na agricultura, na pecuária e no comércio de fronteira, passa hoje por evoluções profundas e rápidas.

 

António Maria Mourinho (14 de fevereiro de 1917 - 13 de julho de 1996) foi padre, professor, historiador, etnógrafo e folclorista.

A etnologia e a arqueologia foram áreas de conhecimento que o apaixonaram e às quais se dedicou com entusiasmo e afeição em grande parte da sua vida, podendo colocar a criação do museu como um marco do seu trabalho, e, num dos seus maiores sonhos e ambições. Sonho este, que começa a ganhar forma, através de uma recolha sistemática, pensada para o efeito e orientando também a ideia de preservar toda uma riqueza arqueológica, e etnográfica, orgulho de toda esta região, tão rica em história e em arte, e que se encontrava dispersa deficientemente protegida ou mesmo em vias de destruição. Por fim, concretizando um desejo de longa data no dia 18 de maio (Dia Internacional dos Museu) de 1982 é inaugurado o Museu da Terra de Miranda ficando instalado no antigo edifício da Câmara Municipal, e antiga cadeia comarcã, já adaptados para o efeito.

António Maria Mourinho era apaixonado pela sua terra, pela sua cultura e pelas suas gentes, trabalhou intensamente para o fortalecimento da identidade da Terra de Miranda pela via da etnografia e da antropologia. Tinha uma visão aberta para o seu tempo, sempre com a preocupação de compreender a sociedade da sua época.