Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Inauguração da Exposição Colectiva de Artes Plásticas "ROMEU CORREIA 1917-2017" I 20 Out I 21h I Galeria de Arte Imargem

Exposição Colectiva de Artes Plásticas 

"ROMEU CORREIA 1917-2017"

Inauguração 20 Outubro 21h

GALERIA DE ARTE IMARGEM

Romeu Correia 1917-2017.jpg

 

​HORÁRIO: TERÇAS 14:00 - 20:00 QUARTAS 9:30 - 13:00 QUINTAS 16:00 - 20:00

Exposição Colectiva de Artes Plásticas de artistas da Imargem no âmbito das Comemorações do Centenário de Romeu Correia. Participam: Conceição Freitas, Conceição Silva, D`Souza, Elsa Oliveira, Fátima Ramos, Fernanda Ferreira, Fernanda Guerreiro, Fernando Cacela, Francisco Palma, José António Silva, Louro Artur, Marcos Reis, Maria Aline, Maria Bargado e Susana Horta.

 

APOIO CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA

 

João Granola apresenta "O Convidado" ao vivo

João Granola editou o EP de estreia, "O Convidado" a 25 de Setembro.
 
 
O músico anda na estrada a apresentar este trabalho de estreia
1 outubro, 17h00 - fnac almada [entrada livre] *
6 outubro, 21h30 - fnac oeiras [entrada livre] *
7 outubro, 17h00 - fnac alfragide [entrada livre] * 
8 outubro, 17h00 - fnac cascais [entrada livre] *
15 outubro, 17h00 - fnac vasco da gama [entrada livre] *
22 outubro, 17h00 - largo residências, lisboa [entrada livre]
* nas fnac's João Granola vai apresentar-se a solo
 
----------------
 
www.facebook.com/j.granola/
https://joaogranola.bandcamp.com/track/a-todos-os-que-deixei-na-m-o 

 

 
 
Em João Granola a música é importante, mas é a palavra o ponto de partida. A palavra portuguesa, uma vez que foi assim que começaram e acabaram todas as reflexões que transformaram ideias em 5 canções. "O Convidado" é nome do disco de estreia de João Granola e "Amigo Vaivém" foi o primeiro single retirado deste EP. 
João Granola é o atual caminho musical de alguém que vê nas árvores a metáfora perfeita para a sobrevivência. a força das suas raízes complementa-se com a flexibilidade dos seus ramos, naquilo a que chamamos de resiliência. João Granola não é mais do que o ramo musical de uma vida atestada de ramos, assentes num tronco que se fez, quer e procura ser robusto. 
 

História do Cerco de Lisboa a partir de 12 de Novembro no TMJB em Almada

Luís Vicente e Ana Bustorff em  História do Cerco de Lisboa

 

Uma História do Cerco de Lisboa

 

 

image001.jpg

image002.jpg

 

História do Cerco de Lisboa, a partir de José Saramago, com dramaturgia de José Gabriel Antuñano e encenação de Ignacio García, vai estar em cena no Teatro Municipal Joaquim Benite a partir de 12 de Outubro e até 3 de Novembro. O espectáculo teve antestreia durante o último Festival de Almada e foi considerado pelo crítico da Artez Blai como “um grande espectáculo, emotivo, poético e educativo.

Nos sábados 14, 21 e 28 de Outubro haverá Conversas com o público sobre a obra de José Saramago que contam com a presença de vários convidados, entre eles Pilar del Río, Miguel Real, João Tordo e Manuel Frias Martins. O espectáculo conta com o apoio da Fundação José Saramago.

 

A capacidade de dizer “não” é um dos temas abordados por Camus no seu Homem revoltado. E colocar um “não” onde estava escrito um “sim” é o que faz Raimundo Silva, o revisor que protagoniza a História do Cerco de Lisboa. Só que a afirmação (pela negação) desta personagem saramaguiana servirá de ponto de partida para a criação: no caso, a escrita de uma História do Cerco de Lisboa na qual os cruzados “não” auxiliem D. Afonso Henriques na conquista da cidade. E deste “não” surgirá também uma história de amor, entre o revisor e a directora literária Maria Sara – plasmada, de certo modo, nas personagens do soldado Mogueime e da barregã Ouroana. A adaptação de José Gabriel Antuñano vai ao encontro (e vai além) do tema central do romance de Saramago: a fronteira entre a realidade e a ficção, bem como a redenção pelo amor.


Formado pela Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid, Ignacio García foi adjunto do director artístico do Teatro Español. É director artístico do Festival Dramafest, no México, e tem desenvolvido uma carreira como encenador de teatro e ópera na Europa, na Ásia e na América Latina. Entre os autores que tem levado à cena encontram-se nomes como Kataiev, Juana Inés de la Cruz, Rodriguez Méndez, Ernesto ou Dario Fo.


Intérpretes Ana Bustorff, Elsa Valentim, João Farraia, Jorge Silva, José Peixoto, Luís Vicente, Pedro Walter, Rui Madeira e Tânia Silva
Assistente de encenação Marco Trindade
Cenografia José Manuel Castanheira, assistido por Pedro Silva e pelos estagiários Filipe Fernandes, Francisca Castro, Inês Carrillo, Maria Luís e Sofia Lacerda
Figurinos Ana Paula Rocha
Música Ignacio García
Luz Guilherme Frazão
Som Miguel Laureano

Co-produção: ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve, Companhia de Teatro de Almada, Companhia de Teatro de Braga e Teatro dos Aloés

 

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE | SALA PRINCIPAL | M/12

12 OUT a 3 NOV | QUA a SÁB às 21H00 | DOM às 16H00

 

 

PREÇO: 6,5€ a 13€  (Clube de Amigos: entrada livre)

 

RESERVAS: +351 212 739 360
COMPRAR: http://cta.bilheteiraonline.pt/

Exposição de Gravura "Extintos" de Fernanda Guerreiro I 29 setembro 21h I Galeria de Arte Imargem

EXPOSIÇÃO DE GRAVURA "EXTINTOS"
de FERNANDA GUERREIRO
 
GALERIA DE ARTE IMARGEM
INAUGURAÇÃO 29 SETEMBRO 21H
PATENTE ATÉ 17 OUTUBRO

DSCF78401.jpg

 

HORÁRIO: TER 14H - 20H I QUA 9:30 - 13:00 I QUI 16H00 - 20H
Um conjunto de monotipias e gravuras de pequeno formato que expressam uma preocupação com a forma como a nossa relação abusiva com a natureza leva à extinção de espécies e à deterioração do ambiente.
 
 
 
 

Passa-porte pelo Hotel Europa dia 29 de Setembro

Passa-porte pelo Hotel Europa

 

image001.jpg

image002.jpg

 

Passa-porte é a segunda peça da trilogia sobre a descolonização, que a companhia Hotel Europa apresenta no Teatro Municipal Joaquim Benite, no dia 29 de Setembro, às 21h30. Seguir-se-á Libertação, a última das três que será apresentada em antestreia dia 6 de Outubro.

 

Depois de Portugal não é um país pequeno, sobre a presença portuguesa em África, Passa-porte dá conta das circunstâncias que envolveram o regresso de milhares de pessoas a Portugal, na sequência do desfecho da Guerra do Ultramar e da afirmação dos movimentos de libertação africanos. Entre os refugiados que fugiam de cenários de guerra e da perseguição política e racial, havia também cidadãos africanos que, temendo represálias, se viram forçados a abandonar o seu país natal. Este espectáculo reflecte sobre a condição de todos os retornados, sobre a recepção que tiveram à chegada (por vezes sendo-lhes negada a nacionalidade e o acesso a documentação portuguesa) e sobre a dureza das situações que viveram durante este período conturbado da História nacional. Na base de Passa-porte estão, uma vez mais, histórias de vidas reais.


André Amálio é actor, encenador e professor de teatro. Estudou Encenação e Formação de Actores na Escola Superior de Teatro e Cinema, e Performance na Goldsmiths University, em Londres, encontrando-se neste momento a concluir um doutoramento na Universidade de Roehampton. Integrou o grupo Inprocess Collective – IC e foi um dos fundadores da companhia Hotel Europa.


CRIAÇÃO André Amálio

CO-CRIAÇÃO E INTERPRETAÇÃO André Amálio, Selma Uamusse e Tereza Havlíčková

MOVIMENTO Tereza Havlíčková

INTERPRETAÇÃO MUSICAL Selma Uamusse

DESENHO DE LUZ Carlos Arroja

ESPAÇO CÉNICO André Amálio e Tereza Havlíčková

COLABORAÇÃO Pedro Silva

 

CO-PRODUÇÃO Maria Matos Teatro Municipal

APOIO Fundação GDA, Espaço Alkantara, Largo Residências e O Espaço do Tempo

 

 

 

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE | SALA EXPERIMENTAL | M/12

29 SET | SEX às 21h30

 

 

PREÇO: 5€ a 10€  

 

RESERVAS: +351 212 739 360
COMPRAR: http://cta.bilheteiraonline.pt/

Exposição de Gravura "Extintos" de Fernanda Guerreiro I 29 setembro 21h I Galeria de Arte Imargem

EXPOSIÇÃO DE GRAVURA "EXTINTOS"
de FERNANDA GUERREIRO

DSCF78401.jpg

 

GALERIA DE ARTE IMARGEM
INAUGURAÇÃO 29 SETEMBRO 21H
PATENTE ATÉ 17 OUTUBRO
 
HORÁRIO: TER 14H - 20H I QUA 9:30 - 13:00 I QUI 16H00 - 20H
Um conjunto de monotipias e gravuras de pequeno formato que expressam uma preocupação com a forma como a nossa relação abusiva com a natureza leva à extinção de espécies e à deterioração do ambiente.
 
APOIO CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA
____________________________________
GALERIA DE ARTE IMARGEM
Rua Torcato José Clavine nº19 Piso 03 2804-501 PRAGAL
21 273 12 72  I  imargem.arte@gmail.com  I  www.imargem 82.wordpress.com
 
 
 

Os gatos voltam a encantar crianças no TMJB

 

 

image002.jpg

 

 

Os gatos, espectáculo para a infância inspirado n’O livro dos gatos, de T. S. Eliot, com encenação de Teresa Gafeira, regressa ao Teatro Municipal Joaquim Benite, no sábado dia 23, às 16h, e no domingo dia 24, às 11h.

 

Neste espectáculo, o que está em causa é a personalidade dos gatos. O Tigre Rom Rom, por exemplo, é um gato caprichoso, que gosta de trocar as voltas à dona: prefere permanecer na rua quando lhe pedem que fique em casa, e só pensa em voltar para dentro quando lhe dão com a porta no nariz. Sara Pintada, por sua vez, é uma gatinha dengosa e pachorrenta que, no entanto, treina o seu próprio exército de ratos durante a noite. Já o Matalote e o Rapioca são dois gatos vadios, quase sempre responsáveis pelos distúrbios que agitam a Avenida Real... Os gatos têm a sua origem na ode que T. S. Eliot lhes dedicou em 1939 com o título Old Possum’s Book of Practical Cats, tornada célebre em 1981 graças ao musical Cats, de Andrew Lloyd Webber.

T. S. Eliot (1888-1965) foi um escritor, ensaísta e crítico literário norte-americano, naturalizado inglês em 1927. Galardoado com o Prémio Nobel da Literatura em 1948, compôs uma importante obra poética em língua inglesa. Entre os seus títulos, destacam-se: A terra devastada, A canção de amor de J. Alfred Prufrock, Quarta-feira de cinzas e Quatro quartetos.


Intérpretes João Farraia, Miguel Martins, Pedro Walter e Vera Santana
Cenografia Ana Paula Rocha
Operação de Luz e Som Paulo Horta

 

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE | SALA DE ENSAIOS | M/3

23 SET | SÁB às 16H

24 SET | DOM às 11H

 

PREÇO: 5€ a 10€  (Clube de Amigos: entrada livre)

 

Hélder Moutinho, dia 23 de Setembro, às 21h30, no TMJB

 

image001.jpg

 

image002.jpg

 

Helder Moutinho,  dia 23 de Setembro, às 21h30, no TMJB

 

O manual do coração é o título do álbum que Helder Moutinho terá por base no concerto que vai apresentar dia 23 de Setembro, às 21h30, no Teatro Municipal Joaquim Benite.

 

A crítica recebeu de braços abertos O manual do coração que Helder Moutinho escreveu com a cumplicidade de João Monge, o autor da totalidade das letras, e de músicos como João Gil, Zeca Medeiros, Ricardo Parreira e Vitorino. Foi o caso de Gonçalo Frota, que no jornal Público elogiou “um álbum de absoluta mestria no desenho dessa sonoridade fadista que não se esforça por soar a fado”, e de António Pires, que na Time Out descreveu “uma voz que atinge aqui momentos sublimes. Fados novos que, um dia, serão de certeza novos fados... tradicionais”. Para o fadista, este novo álbum é como “uma colecção de contos” estreitamente ligada às nossas emoções, um conjunto de fados-canção que ora respeita a estrutura do género, ora ousa desviar-se da tradição.

Helder Moutinho (n. 1969) começou a cantar publicamente em 1994, no Nonó no Bairro Alto, passando depois por outras casas de fado. O seu primeiro disco foi lançado em 1999 com o título Sete fados e alguns cantos, a que se seguiram o trabalho vencedor do Prémio Amália Rodrigues Luz de Lisboa (2004), Que fado é este que trago (2008), 1987 (2013) e Manual do coração (2016).

 

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE | SALA PRINCIPAL | M/6

23 SET | SÁB às 21H30

 

 

PREÇO: 7,5€ a 15€  

 

RESERVAS: +351 212 739 360
COMPRAR: http://cta.bilheteiraonline.pt/

Deolinda em Almada com Outras histórias

image001.jpg

 

image002.jpg

 

 

 

 

A conhecida banda liderada por Ana Bacalhau vai estar no Teatro Municipal Joaquim Benite dia 14 de Setembro, às 21h30, com o seu mais recente álbum: Outras histórias.

 

 

Os Deolinda chegam ao TMJB com um novo álbum. Outras histórias foi lançado em Fevereiro de 2016 e dá continuidade ao caminho trilhado desde o início pela banda, sempre em busca dos limites da canção popular. “Corzinha de Verão” é o single de apresentação, que assim se junta a antigos êxitos como “Movimento Perpétuo Associativo”“Um contra o outro” e “Seja agora”. Gonçalo Frota, no jornal Público, não hesita em destacar “um dos melhores álbuns da música popular portuguesa da última década”, no qual participam também vários artistas convidados, como Manel Cruz, dos Ornatos Violeta, e Riot, dos Buraka Som Sistema.

Os Deolinda nasceram em 2008 pelas mãos de Ana Bacalhau, José Pedro Leitão, Luís José Martins e Pedro da Silva Martins. Desde então já editaram Canção ao lado (2008), Dois selos e um carimbo (2010), Ao vivo no Coliseu dos Recreios (2011), Mundo pequenino (2013) e Outras histórias (2016). O grupo foi já distinguido com sete galardões de platina, quatro discos de ouro, três Globos de Ouro, um Prémio Amália Rodrigues, um Prémio José Afonso e o Songlines Music Award.

 

 

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE | SALA PRINCIPAL | M/6

14 SET | QUI às 21H30

 

 

PREÇO: 8,5€ a 17€  

 

RESERVAS: +351 212 739 360
COMPRAR: http://cta.bilheteiraonline.pt/

SALMAR E DANIEL MOON - Showcases FNAC Almada

 

 

Salmar subirá a palco no Sábado, dia 2 de Setembro, para mais um showcase surpreendente. A FNAC Almada vai render-se às canções que compõem “Inquietação”, registo de estreia do cantor português, nomeadamente aos singles “Invade-me a Alma” e “Inventar o Teu Amor”.

 

 

Por seu lado Daniel Moon depois de aclamado na FNAC Alfragide e Colombo agora é tempo de atravessar o rio e também ele remar até à FNAC Almada. No dia 3 de Setembro, Domingo, a magia tomará conta daquele palco acolhedor e intimista pelas 17h. Para apresentar ao público tem o seu EP de estreia, “Be Different”, com o qual tem conquistado tudo e todos. Composto por cinco temas que entram no mundo da canção pop em formato jazzístico num harmonioso diálogo de sopros, metais e teclas. O registo já está disponível nas principais plataformas digitais e tem o selo da Music For All.