Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Barreiro acolhe Eco Fashion a 27 de maio

 

AF ECOFASHION nova propostafinalcartaz11-04-2017_2

 

 

 

Celebridades juntam-se pela Reciclagem, no Barreiro!

 

Helena Coelho, Iva Lamarão, Lenka, Olívia Ortiz e Vanessa Martins são algumas das celebridades que irão estar no Barreiro, no âmbito do Amarsul Eco Fashion, uma iniciativa realizada pela Amarsul, em parceria com a Câmara Municipal do Barreiro.  Terá lugar no dia 27 de maio, pelas 21h00, nas Oficinas da EMEF, e tem entrada livre.

 

O Amarsul Eco Fashion é um evento que promove e alia reciclagem à moda, e irá confirmar porque continua a ser uma referência a nível nacional, tendo em 2016 obtido uma Menção Honrosa nos Prémios de Comunicação - Meios & Publicidade, na categoria Ambiente & Energia.

Para desenhar as coleções foi escolhida Alexandra Moura e 6 novos designers: Cristina Neves (Assistente de Valentim Quaresma), Mafalda Maçaroco (Assistente de Olga Noronha), Marta Lee (Designer na Levi’s Portugal), Madalena Silva, Mónica Gonçalves (Designer Grigi/Pelcor) e Teresa Samissone (Samissone), apresentaram as suas propostas desenvolvidas, a partir de materiais reciclados. No desfile das coleções estarão muitas figuras conhecidas do grande público. O evento terá outros apontamentos artísticos, com destaque para a DJ Rita Mendes e o Grupo de Hip Hop “Dance Coolture”, do Barreiro.

O Amarsul Eco Fashion é um evento eclético, que reúne estilos diversos, na moda, na música, passando pela história, mas todos com um denominador comum, apresentar novas formas de pensamento, de arte, de como Reciclar está na Moda, consciencializando para a prevenção de resíduos, refere a AMARSUL.

A Amarsul é o Sistema Multimunicipal de Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos da Margem Sul do Tejo que abrange os municípios de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal, servindo cerca de 800.000 pessoas.

Possui três Ecoparques em Palmela, Seixal e Setúbal, sete Ecocentros, uma Eco Transferência, uma Central de Compostagem, uma Central de Valorização Orgânica, dois Sistemas de Aproveitamento Energético de Biogás e uma rede de mais de 3000 Ecopontos.

CMB

QUERCUS PROMOVE APRESENTAÇÃO PÚBLICA DO PROJETO NACIONAL DE SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL NAS ESCOLAS “FANTÁSTICOS DA NATUREZA” - AMANHÃ, DIA 24 DE MARÇO, EM LISBOA PELAS 14H15

A iniciativa “Fantásticos da Natureza”, financiada pela União Europeia e pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos do Portugal2020, irá dar a conhecer às comunidades educativas as principais Áreas Protegidas do território nacional continental e elaborar um conjunto de ferramentas pedagógicas para alunos e professores. Já arrancou no dia 13 de março o Concurso Nacional de Ideias deste projeto, destinado à escolha das quatro mascotes oficiais da campanha. 

 

 

 

A QUERCUS – Associação Nacional de Conservação da Natureza encontra-se a desenvolver uma campanha nacional de sensibilização ambiental dirigida às comunidades escolares de todo o território nacional, onde pretende dar a conhecer as principais Áreas Protegidas do nosso país e elaborar um conjunto de ferramentas pedagógicas para alunos e professores. Entre as várias iniciativas previstas, destacam-se uma série de animação dedicada à sensibilização ambiental, a publicação de um conjunto de bandas desenhadas sobre diferentes temáticas, a disponibilização de um jogo didático e pedagógico e ainda outros conteúdos educativos sobre a Biodiversidade em Portugal. Todos os conteúdos produzidos irão abranger as áreas dos catorze Parques classificados em Portugal Continental.

 

A campanha “Fantásticos da Natureza” tem como principais objetivos educativos incutir nos jovens valores ligados à sensibilização ambiental, estimular o conhecimento de temáticas associadas às questões da preservação ambiental, dando igualmente a conhecer as potencialidades dos nossos parques naturais e nacionais à Comunidade Jovem, estimulando-a para a sustentabilidade ambiental e promovendo uma consciência ecológica, de responsabilidade cívica e ambiental aos mais novos.

 

O Concurso Nacional de Ideias «Fantásticos da Natureza» é a primeira fase desta campanha e destina-se a todos os alunos que frequentem o ensino público e privado em Portugal, do ensino Pré-escolar ao Ensino Secundário e conta com o apoio do Ministério da Educação, através da DGE - Direção-Geral da Educação e da DGEstE – Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, do Ministério do Ambiente, através da APA – Agência Portuguesa do Ambiente e do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, através do ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

 

Este concurso, que decorre entre 13 de março e 12 de maio de 2017, encontra-se dividido em duas categorias: «Conta-me uma história», que é uma categoria de texto criativo, destinada à elaboração de histórias temáticas sobre cada uma das 14 áreas protegidas do território nacional, e «Os Fantásticos da Natureza», que é uma categoria de ilustração e desenho criativo, de âmbito nacional, destinada à criação de quatro mascotes: Proteção dos Habitats (defesa dos habitats e do património); Proteção da Fauna (sensibilização sobre a fauna existente nas áreas protegidas); Proteção da Flora (sensibilização sobre a flora existente nas áreas protegidas); Sensibilização Ambiental (promoção da sensibilização ambiental, das boas práticas e do Turismo de Natureza sustentável).

 

As atividades seguintes desta iniciativa de sensibilização ambiental já se encontram em fase de preparação e decorrerão até 2018, contando com um investimento global de trezentos e cinquenta mil euros, cofinanciado a 85% pelo Fundo de Coesão da União Europeia, através do POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, do Portugal2020.

 

 

A apresentação pública do projeto e do Concurso Nacional de Ideias, decorrerá amanhã, dia 24 de março, pelas 14:30h, no auditório da Escola Secundária Padre António Vieira, na Rua Marquês de Soveral, em Lisboa (coordenadas GPS: Lat. 38,757706, Lon. –9,136116), conforme o programa em anexo.

 

Mais informações em: www.fantasticosdanatureza.pt

Vendo CD Rom Introdução à gestão ambiental. A avaliação do ciclo de vida de produtos de Paulo Cadete Ferrão


Preço Cultura de Borla: 3 euros

Contacto: culturadeborla1@sapo.pt


http://istpress.ist.utl.pt/lambient.html O tema desta obra é de inegável actualidade e de considerável originalidade dentro da literatura técnica e científica nacional. Situa-se na interface entre a engenharia, a economia e a ecologia/ambiente, que é uma das mais significativas para a futura sustentabilidade do desenvolvimento económico e social. Permitirá aproximar os estudantes de engenharia ou de outras áreas aplicadas, os futuros engenheiros ou outros técnicos, industriais, gestores, etc., de informação de base sobre um instrumento fundamental para a gestão ambiental, como é a avaliação do ciclo de vida, e de uma área de actividade profissional com futuro.

Humberto D. Rosa
Adjunto do Sr. Primeiro-Ministro para as Questões Ambientais (1998) 

ÍNDICE

PREFÁCIO vii

AGRADECIMENTOS xi

LISTA DE FIGURAS xiii

LISTA DE TABELAS xv

1 INTRODUÇÃO 1

1.1 A Questão da Sustentabilidade 7

1.2 Indicadores de Sustentabilidade 20

1.2.1 Indicadores económicos 22

1.2.2 Indicadores sociais 24

1.2.3 Indicadores ambientais 26

Referências Bibliográficas 29

2 INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL 31

2.1 Introdução 33

2.2 Aplicação de Sistemas de Gestão Ambiental 34

2.3 Normas Ambientais 36

2.3.1 ISO 14000 36

2.3.2 EMAS 39

2.4 Técnicas de Análise Ambiental 45

2.4.1 Análise de Risco 46

2.4.2 Análise de Impacte Ambiental 48

2.4.3 Auditoria Ambiental 50

2.4.4 Comparação entre as técnicas de análise ambiental 53

Referências Bibliográficas 54

3 AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA 55

3.1 Introdução 57

3.2 Análise Energética de Sistemas 59

3.3 Metodologia de Avaliação do Ciclo de Vida 68

3.3.1 ACV objectivos e âmbito 70

3.3.2 ACV inventário 76

3.3.3 ACV avaliação do impacte ambiental 94

3.3.4 ACV optimização do Ciclo de Vida 115

Referências Bibliográficas 116

4 A GESTÃO AMBIENTAL, A INDUSTRIA E O MERCADO 119

4.1 A ACV como Técnica de Suporte à Gestão Industrial 121

4.1.1 Extensão da utilização da ACV a análise económica através do uso de técnicas de investigação operacional 127

4.2 A Gestão Ambiental e a Microeconomia 134

4.2.1 Sistemas de controlo da poluição 139

4.3 O Ambiente e o Mercado: Rótulos Ecológicos 148

4.3.1 Sistema comunitário de atribuição do rótulo ecológico 157

4.3.2 Aplicação do Sistema Comunitário de Atribuição do Rótulo Ecológico em Portugal 161

4.4 A ACV e o Desenvolvimento de Produtos 162

4.5 EcoeciÍêcia na Indústria 165

Referências Bibliográficas 175

5 A INFORMATIZAÇÃO DA ACV 177

5.1 Programas Informáticos e Bases de Dados para Apoio à Realização de uma ACV 179

5.1.1 Definição das classes de programas de apoio à ACV 180

5.1.2 Software de análise de inventário 181

5.1.3 Software de apoio ao melhoramento/inovação 182

5.1.4 Bases de dados 183

5.2 ACV Apoiada por um Programa Informático: um Caso de Estudo 185

5.2.1 Estrutura do SimaPro 185

5.2.2 Definição do objecto do estudo 186

5.2.3 Acesso ao caso de estudo desenvolvido no SimaPro 187

5.2.4 Análise do assembly principal 189

5.2.5 Análise do destino final? 196

5.2.6 Avaliação do impacto ambiental 201

5.2.7 Avaliação 205

5.2.8 Análise comparativa entre Ciclos de Vida 207

Referências Bibliográficas 209

6 CONCLUSOES E PERSPECTIVAS 211

INDICE REMISSIVO 217

AGENDA DE ACTIVIDADES | AMBIENTE E BIODIVERSIDADE | ATÉ 12 DE SETEMBRO

Observação da Flora na Mata Nacional da Machada, Apicultura, Arte na Natureza, Passeio de Varino são algumas das actividades propostas pelo Centro de Educação Ambiental (CEA) da Mata da Machada e Sapal do Rio Coina. A informação sobre estas e outras iniciativas está na Agenda de Actividades “Ambiente e Biodiversidade”, que apresenta a programação para a época alta do CEA, designadamente de 22 de Maio a 12 de Setembro.

21 206 8042.
Recorde-se que o CEA pode ser visitado nos dias úteis e aos sábados, das 9h00 às 19h00, e aos domingos, das 9h00 às 13h00.

A mesma publicação tem informação sobre as actividades programadas para o Dia da Biodiversidade (22 de Maio) e Dia do Ambiente (5 de Junho), entre outras.
As actividades descritas na agenda são gratuitas. No entanto, carecem de inscrição prévia todas as que apresentam um limite máximo de participantes.
Para mais informações e/ou inscrições, os interessados podem contactar a Linha Verde do Ambiente (gratuita) 800 205 681 e

 

 

Saber mais aqui.

Dia Mundial do Ambiente - O museu comemora


#

5 de Junho

 

Museu Nacional de História Natural

Jardim Botânico

Rua da Escola Politécnica, 58
1250-102 Lisboa

O Jardim Botânico da Universidade de Lisboa comemora o Dia Mundial do Ambiente oferecendo diversas actividades destinadas a todo o público.

 

Filhos do Jardim Botânico
Venda de Plantas.
10h-12h30

Banca da Liga dos Amigos do Jardim Botânico
10h-12h30

Allosaurus - Um Dinossáurio, Dois Continentes?
Visita orientada.
10h

Encontro com Darwin no Dia do Ambiente
11h

Aventura da Terra
Visita orientada.
12h

Lagartagis
Visita guiada.
14h

Biodiversão
Gincana para toda a família sobre biodiversidade nativa.
15h

Cascas Vegetais
Mostra interactiva de objectos de arte construídos a partir de cascas recolhidas no Brasil e no Jardim Botânico.
16h

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

#
 
#
Informações Úteis: Entrada livre
Marcação prévia

Plantar uma árvore em Cascais

14 de Novembro

10h às 13h

 

Parque Natural Sintra-Cascais-Pisão de Baixo

 

No âmbito do compromisso da Organização com o projecto BGreen do Centro de Congressos do Estoril, foram tomadas medidas para calcular as emissões de carbono geradas durante Expo’Cascais. Assim, está agendada para o próximo dia 14 de Novembro no Parque Natural Sintra-Cascais - Pisão de Baixo (Fundação São Francisco de Assis), das 10h00 às 13h00, uma sessão de plantação de árvores. Saiba aqui como se inscrever!

“Resíduos em Movimento – Uma Viagem Virtual”.

2 de Julho

10h às 18h

 
Junta de Freguesia de São Francisco
Alcochete
 
 
A AMARSUL, em parceria com a Câmara Municipal, vai realizar três acções de divulgação e de sensibilização dos munícipes do concelho de Alcochete para as questões relativas à reciclagem de resíduos sólidos urbanos.


 

Esta iniciativa contará com a visita de dois funcionários apoiados por uma viatura, que estará estacionada nas principais praças das Freguesias do Concelho e que permitirá aos munícipes aceder a vários conteúdos do projecto de sensibilização ambiental intitulado “Resíduos em Movimento – Uma Viagem Virtual”.


O projecto “Resíduos em Movimento – Uma Viagem Virtual” tem como objectivo informar os cidadãos para as questões relacionadas com a problemática dos resíduos, mostrando os diversos processos de tratamento, valorização e deposição de resíduos e mobilizar os cidadãos para a reciclagem, no contexto da promoção da utilização racional dos recursos naturais e do cumprimento das metas nacionais estabelecidas.
 

Os Dias do Desenvolvimento

OS DIAS DO DESENVOLVIMENTO

28 e 29 de Abril
Centro de Congressos de Lisboa


Nesta segunda edição estará em discussão a Água e o Combate à Pobreza; as Energias Alternativas e o Desenvolvimento Económico e Sustentável; a Gestão dos Recursos e o respeito pelo Meio Ambiente; o Desafio Alimentar; a Eficácia da Ajuda; Saúde e o Desenvolvimento Humano.

 

http://www.diasdodesenvolvimento.org/