Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Guimarães na Europa das artes com novos projetos ligados ao Westway Lab, Novo Circo e CIAJG

A Oficina tem três novos projetos europeus aprovados

no domínio das artes

 

Guimarães na Europa das artes com novos projetos ligados ao Westway Lab, Novo Circo e CIAJG

image001.png

 

A Oficina firmou recentemente o envolvimento em três projetos de cariz europeu que tocam as áreas da música, artes visuais e novo circo, todos com um ponto comum: o apoio aos novos autores, reforçando o caminho percorrido pel’ A Oficina no apoio à criação nas várias vertentes artísticas. No que toca ao universo da música, o Westway Lab Festival, juntamente com oito parceiros europeus, deram origem ao INES – Innovation Network of European Showcases, uma nova rede de cooperação para descoberta de artistas e desenvolvimento da indústria da música. O envolvimento do Westway Lab no INES tem como um dos seus objetivos fomentar a internacionalização da música portuguesa.

 

O Innovation Network of European Showcases visa potenciar sinergias entre festivais, artistas e profissionais desta área, ligando os mercados da música dos países participantes e promovendo o fortalecimento da indústria da música europeia. Este projeto de cooperação, que agrega oito festivais showcase europeus (entre os quais o Westway Lab) e a plataforma digital gigmit, tem a duração de quatro anos e uma comparticipação de dois milhões de euros da parte do programa Europa Criativa da União Europeia.

 

O INES consiste em quatro áreas de financiamento e intercâmbio: além do programa INES#talents, que permitirá que os jovens talentos tenham uma exposição europeia, e do INES#pro, dirigido a profissionais da área musical, o INES pretende também ampliar a digitalização da indústria da música, tornando o conhecimento mais sustentável e acessível para todos ao disponibilizar os vídeos das conferências na biblioteca INES#conference. Por último, o programa INES#festivals oferece ainda a oportunidade para bandas se candidatarem online, de forma simples, aos festivais showcase na Suécia, Áustria, Luxemburgo, Espanha, Portugal, Polônia, Eslovênia e Reino Unido.

 

Todos os parceiros do projeto – Liverpool Sound City, Live at Heart, MENT Ljubljana, Monkey Week, Sonicvisions, Spring Break, Waves Vienna, Westway Lab e gigmit – estabeleceram o objetivo de prosseguir um caminho de crescimento para estabelecer uma rede cada vez mais forte que conecte os festivais showcase por toda a Europa.

 

Relevante referir, no âmbito do Westway Lab, que as candidaturas para as Residências Artísticas (direcionadas a artistas portugueses) e para os City Showcases (para artistas internacionais) do Westway Lab Festival 2018 já se encontram abertas, podendo ser realizadas através do sítio do festival na internet, www.westwaylabfestival.com.

 

Recentemente, o Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG) viu aprovada a integração na PARALLEL, plataforma que reúne 18 organizações culturais de 16 países europeus dispostas a contribuir para estabelecer um novo padrão de qualidade para a fotografia contemporânea europeia, ao melhorar a cooperação internacional entre agentes culturais europeus e desenvolver a mobilidade transnacional de artistas e do seu trabalho. Com uma rede que assegura uma ampla e diversificada disseminação geográfica, a PARALELL tenciona, assim, estabelecer uma plataforma eficaz para a exposição de artistas e curadores emergentes europeus e promover elos de ligação mais eficientes e funcionais entre estes e os espaços expositivos (museus, galerias e festivais). A PARALLEL pretende também remover fronteiras artificiais entre artistas e curadores para promover novas ideias e novas formas de cooperação artística.

 

A juntar à música e às artes visuais, também a aposta d’A Oficina no Novo Circo ganha igualmente destaque por intermédio do envolvimento na CircusNext PLaTFoRM, plataforma europeia que visa promover artistas emergentes ao fomentar a mobilidade e a visibilidade destes a nível internacional e estimular uma verdadeira programação europeia de atividades culturais e artísticas.

 

A CircusNext PLaTFoRM é um novo passo no investimento que até agora foi feito no Novo Circo a nível europeu, nomeadamente após a conclusão do projeto CircusNext. Ao ganhar uma nova configuração, deixa de ser apenas um projeto de cooperação para se transformar numa plataforma com o objetivo de identificar e apoiar autores emergentes ao mesmo tempo que tenta impulsionar, cada vez mais, o reconhecimento do Novo Circo a nível europeu. Esta plataforma é inicialmente constituída por vários parceiros (18) de diferentes países (12) para defender a indispensável diversidade, tendo também o propósito de promover a apresentação e circulação a nível europeu de vários artistas a serem identificados ao longo deste processo. Neste sentido, trata-se de uma evolução em termos de configuração do apoio aos jovens autores. Este projeto foi selecionado pela Comissão Europeia e abrange os próximos quatro anos, com uma ambição renovada de identificar os criadores emergentes mais singulares e com a vontade de os apresentar na Europa.

 

Neste âmbito, A Oficina irá integrar na sua programação alguns destes trabalhos em desenvolvimento (work-in-progress) e outros já finalizados, continuando assim a apresentar (e a representar) em Portugal a cena europeia do Novo Circo, sobretudo no que toca aos jovens autores.

 

Recordamos que A Oficina é a entidade cultural responsável pela gestão e programação do Centro Cultural Vila Flor, do Centro Internacional das Artes José de Guimarães, do Centro de Criação de Candoso e da Casa da Memória de Guimarães.

Curso de Desenho e Montagem de Exposições

Abertas as inscrições para o Curso Desenho e Montagem de Exposições, que irá decorrer

no Núcleo de Artes Plásticas/Artesfera - Barreiro, de Outubro 2014 a Janeiro 2015.

Orientado por Paulo Pereira.

 

 

No actual panorama da gestão da cultura e das artes, as exposições assumem um  papel importante tanto no campo da divulgação como da fruição.

Num contexto em que as exposições assumem papéis tão específicos como a formação de públicos e a valorização, cada vez mais evidente, da obra artística e do conhecimento, sente-se a necessidade de formar uma nova geração de profissionais que analisem, interpretem e implementem exposições recorrendo às novas linguagens, aos novos materiais e aos novos meios de divulgação e informação.

Actualmente, a Exposição adquire, também ela, um carácter de obra de arte face ao cunho pessoal e interpretativo que comissários e curadores colocam na construção de linguagens e formas de interpretar os objectos trazem ao

desenhador, novos e cada vez maiores desafios.

Objectivos:
  1. Fornecer conhecimentos teóricos e práticos para o exercício da actividade nos seus diversos contextos.
  2. Identificar conceitos, contextos e metodologias relacionadas com o desenho de exposições.
  3. Qualificar para o exercício de coordenação de equipas e tarefas, num projecto de desenho de exposições.
  4. Conceber e desenvolver um projecto expositivo.

 

O Curso é dirigido a profissionais e estudantes de artes, cultura, comunicação, design,

artistas, curadores, produtores e agentes culturais. 

 

Programa

Inscrição Provisória

 

Mais informações em:

http://artesfera.wordpress.com/

 

Apoio: Câmara Municipal do Barreiro

 

NUCLEO DE ARTES PLÁSTICAS / ARTESFERA

Edifício Américo Marinho (Parque da Cidade) - Av. Escola dos Fuzileiros Navais, 2830-150 BARREIRO

Contactos: TM:910335636;aaartesfera@gmail.com | http://artesfera.wordpress.com/

XII Feira de Expressões Artísticas de Carnide

De 1 a 4 de Junho, as Bibliotecas Municipais de Lisboa (BLX) irão participar na XII Feira de Expressões Artísticas de Carnide, a maior iniciativa da área de educação daquela
freguesia.

 

Juntam-se as BLX a esta iniciativa, através da BM Natália Correia, localizada no Centro Social Polivalente de Carnide, com uma programação que espelha o trabalho desenvolvido regularmente
neste equipamento e subordinada ao tema da feira “Saber ser eu contigo: o Mundo em Boas mãos”.

 

No Jardim da Luz, animações e muitas histórias irão surpreender os visitantes. Horas do conto, jogos e ateliers darão vida à temática proposta pela organização para este ano. E porque
falamos de bibliotecas com livros que se podem levar para casa, o Serviço de Bibliotecas Itinerantes irá estar presente, podendo todos os interessados aderirem ao Cartão de Utilizador ou beneficiarem do empréstimo de livros, CD’s e DVD’s.

Ver programa aqui.

Workshop – “64 Bits”

CONVITE / INFORMAÇÃO DE AGENDA

 

14 de Maio de 2011

15h-19h

 

Who Galeria

Rua Luz Soriano, 71

Bairro Alto

Lisboa

 

Formador: André Sier

Exercícios práticos de produção de imagens através de impressões de momentos temporais de “32-bit wind machine”. Produção de imagens sobre papel com a Máquina de Diferença 32-bit activando e manipulando o movimento do robot emissor de tinta através da câmara.

 

A Samsung e a WHO Galeria promovem a Agenda SIM – um conjunto de workshops, mesas redondas e sessões teóricas que, contam com diversas personalidades ligadas à indústria criativa e que irão demonstrar a importância do SIM no desenvolvimento de projectos inovadores.

 

A Agenda SIM, insere-se no SIM: Movimento pela Criatividade em Portugal by Samsung, um movimento, apresentado no dia 3 de Maio, no Teatro do Bairro, que visa promover e envolver a sociedade no apoio à criatividade em Portugal. Sendo este um sector vital para a economia portuguesa, o SIM surge como um impulsionador da forma como a tecnologia e a criatividade se podem aliar na dinamização de projectos nacionais.

 

Estes workshops surgem pois, após quase meio século de produção artística utilizando meios como o computador e outras tecnologias recentes, as artes digitais ainda se apresentam numa condição de fragilidade face ao mundo da arte contemporânea.
Desta forma pretende-se situar e discutir o trabalho de uma comunidade artística nacional invisível que se vai timidamente manifestando.

 

A discussão reunirá diversos artistas, cientistas, teóricos e outros actores nacionais procura essencialmente reflectir sobre as formas de produção
individuais e colectivas, sobre o lugar da arte digital na galeria, a sua conversão e finalmente sobre o seu aspecto mercantil.

 

O SIM - Movimento pela Criatividade em Portugal by Samsung vai apoiar e desenvolver um conjunto de outras acções e projectos ao longo do ano. Com uma agenda repleta de novidades, em www.movimentosim.com todos poderão estar sempre a par das várias acções que irão decorrer ao longo do
ano.

 

 

Filipe Henriques
Communication Consultant & Lift Healthcare Practice Leader

Sessão teórica – “É favor tocar! Uma história sobre o corpo, o espectador e a galeria”

CONVITE / INFORMAÇÃO DE AGENDA

 

13 de Maio de 2011

16h-18h

Who Galeria

Rua Luz Soriano, 71

Bairro Alto


 

Formador:
Filipe Pais

 

Talvez os primeiros registos deste tipo de manifestação artística tenham chegado ao público através de algumas peças menos conhecidas de Marcel Duchamp no início do século e talvez este, juntamente com as práticas de arte participativa dos anos 60 terão eventualmente influenciado o pensamento e as práticas de alguns artistas que na mesma década começaram a utilizar o vídeo em circuito fechado para criar situações interactivas em que o espectador se tornou activo e reactivo, não apenas num sentido psicológico mas também através de acção e movimento cultural. Esta sessão teórica analisará de uma perspectiva essencialmente histórica as manifestações artísticas interactivas medidas por tecnologia que começaram a surgir a partir dos anos 60.

 

13 de Maio

18h-20h

Who Galeria

Rua Luz Soriano, 71

Bairro Alto

 

Mesa redonda – “Arte, ciência e tecnologia: do estúdio ao laboratório”

Moderador: Filipe Pais

A discussão entre arte e ciência já não é tema recente no entanto, nas últimas décadas a sinergia entre estes dois mundos tem sido registada activamente no discurso artístico contemporâneo através de residências artísticas, exposições e colóquios. A discussão procura reflectir sobre as interacções, processos internos e metodologias utilizadas e partilhadas entre cientistas e artistas.

 

A Samsung e a WHO Galeria promovem a Agenda SIM – um conjunto de workshops, mesas redondas e sessões teóricas que, contam com diversas personalidades ligadas à indústria criativa e que irão demonstrar a importância do SIM no desenvolvimento de projectos inovadores.

 

A Agenda SIM, insere-se no SIM: Movimento pela Criatividade em Portugal by Samsung, um movimento, apresentado no dia 3 de Maio, no Teatro do Bairro, que visa promover e envolver a sociedade no apoio à criatividade em Portugal. Sendo este um sector vital para a economia portuguesa, o SIM surge como um impulsionador da forma como a tecnologia e a criatividade se podem aliar na dinamização de projectos nacionais.

 

Estes workshops surgem pois, após quase meio século de produção artística utilizando meios como o computador e outras tecnologias recentes, as artes digitais ainda se apresentam numa condição de fragilidade face ao mundo da arte contemporânea.
Desta forma pretende-se situar e discutir o trabalho de uma comunidade artística nacional invisível que se vai timidamente manifestando.

 

A discussão reunirá diversos artistas, cientistas, teóricos e outros actores nacionais procura essencialmente reflectir sobre as formas de produção
individuais e colectivas, sobre o lugar da arte digital na galeria, a sua conversão e finalmente sobre o seu aspecto mercantil.

 

O SIM - Movimento pela Criatividade em Portugal by Samsung vai apoiar e desenvolver um conjunto de outras acções e projectos ao longo do ano. Com uma agenda repleta de novidades, em www.movimentosim.com todos poderão estar sempre a par das várias acções que irão decorrer ao longo do
ano.

 

Caso necessite de mais alguma informação não hesite em contactar-me.

 

 

Fantasiarte 2010/2011

Festas de Encerramento apresentam 85 programas e envolvem 3.950 crianças e jovens

 

O Fantasiarte - projecto de Educação pela Arte que envolve a Câmara Municipal de Palmela e a Comunidade Educativa do concelho - encerra, este ano, com as Festas, de 9 a 13 de Maio, no Auditório Municipal em Pinhal Novo, para os alunos dos 2º e 3º Ciclos e Secundário, e de 23 a 27 de Maio, para o Pré-escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico, no Cine-Teatro S. João, em Palmela.

 

As Festas reúnem 85 programas em diferentes áreas expressivo-artísticas, envolvendo um total de 3.950 crianças e jovens.

 

Este projecto, já na 17ª edição, tem fomentado o desenvolvimento de diversas linguagens, nomeadamente, a criatividade e o contacto do universo da criança e do jovem com o mundo das artes. Assim, a autarquia tem colaborado na criação, difusão e divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelas escolas nas áreas do teatro, música, dança, canto, mímica e artes visuais, promovendo, também, a partilha de experiências, sensibilidades e criatividade da Comunidade Educativa e tornando Palmela, cada vez mais, um território educador.

                       

Destaques 2º e 3º Ciclos/ Secundária

 

Auditório Municipal de Pinhal
Novo

 

De 9 a 13 de
Maio

“O nosso PIEF Entre Culturas”

Exposição

Turma PIEF (Programa Integrado de
Educação e Formação) da Escola dos 2º e 3º ciclos José Maria dos Santos, Pinhal Novo

 

«Este projecto da turma PIEF de Pinhal Novo teve como objectivo trabalhar os vários aspectos das diferentes culturas representadas por todos os alunos da turma. Este tema surge na sequência de algumas questões e curiosidades suscitadas pelos alunos acerca de aspectos culturais dos colegas.

Neste grupo existem jovens originários dos seguintes países: Brasil, Marrocos, Suíça, Cabo Verde e Portugal. Foi intencional que, quinzenalmente, fosse trabalhado um país sobre as seguintes áreas: situação geográfica, bandeira, costumes/tradições, música, desporto, cultura, religião, leis, exclusão social/crime, comidas típicas e como é ser jovem nas diferentes sociedades.»

 

Dia 13 de Maio

 

15h00 - Cine Teatro S. João - Palmela

 

"Roda da Leitura"

com a participação de Ruy de Carvalho 

Escola Secundária de
Palmela

 

21h30 - Auditório Municipal de Pinhal Novo (para a Comunidade Educativa)

 

"Universos e Frigoríficos"
(
texto de Jacinto Lucas Pires)

Teatro

Escola Secundária de Pinhal Novo

 

«Histórias com fundos diferentes, mas que acabam por convergir em torno de uma ausência, o Francisco, entrosam as relações que compõem o tecido social e levam-nos a reflectir sobre a vida assente na rotina e no quotidiano formatado pelos media e decorrente alienação cultural, pautada pela frustração, emergente no diálogo do tudo e do nada, patente no conflito de gerações, vibrante na vontade e modos transgressores de
afirmação pessoal. A vida vivida no seu eterno, no fruível e no eternizado. O recomeço da vida a partir da memória zero. Enfim, uma peça a não
perder.»