Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

XIII Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja

 

De 26 de maio a 11 de junho, o centro histórico de Beja recebe a 13ª edição do Festival Internacional de Banda Desenhada, que reúne, em Beja, vários autores da 9ª arte. A conferência de imprensa terá lugar amanhã, dia 17, pelas 17h00, na sala estúdio do Teatro Municipal Pax Julia, que volta a ser epicentro da Festa da BD em Beja.

primage_19407.png.jpg

 

O Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja realiza-se entre os dias 26 de Maio e 11 de Junho, abraçando, pelo segundo ano consecutivo, exclusivamente o Centro Histórico da cidade e em especial o Largo do Museu Regional, epicentro desta Festa da BD.

Ao todo, são 18 as exposições patentes ao público, e 10, os países representados, da Argentina à Dinamarca, passando por Angola e pela Roménia. Para além das exposições, o Festival oferece aos visitantes uma Programação Paralela bastante diversificada onde pontuam as apresentações de projetos, as conversas à volta da BD, o lançamento de livros, as sessões de autógrafos, workshops ou os concertos desenhados.

Como não podia deixar de ser, o Festival tem também à disposição dos visitantes o Mercado do Livro - a maior livraria do país durante este período, com mais de 60 editores presentes - e uma zona comercial com várias tendas instaladas (venda de action figures, arte original, posters, prints, etc.)

O Festival inaugura sexta-feira, 26 de Maio, às 21h00, no Pax Julia – Teatro Municipal.

Na sexta-feira 26 e no sábado 27 as noites são de concertos desenhados (a programação só termina às 4h00 da manhã.)

O primeiro fim-de-semana (26, 27 e 28 de Maio) reunirá os autores representados nas exposições.

O Festival pode ser acompanhado no site www.festivalbdbeja.com ou em www.facebook.com/bedetecabeja.

Pedro Melo Alves' Omniae Ensemble | Digressão

 

1ec9cac4-bea3-49c1-9b81-61a3cd189929.jpg

 

 

Pedro Melo Alves' OMNIAE ENSEMBLE
 
Próximos concertos

 

Pedro Melo Alves liderou um septeto que alterou entre
uníssonos perfeitos
e momentos de improvisação aberta, numa música que tem tanto de cerebral
como de prazenteira.Esta música vive da força colectiva,
sempre focada e sempre em alta intensidade" - JAZZ.PT

 

Pedro Melo Alves é o vencedor da 2ª edição do Prémio de Composição Bernardo Sassetti. O baterista e compositor submeteu 3 composições originais que impressionaram profundamente o Jurí do Prémio com as suas texturas sonoras e padrões rítmicos de grande originalidade.

Em 2017 Pedro Melo Alves gravou com o Omniae Ensemble o seu primeiro disco como líder e compositor e foi acompanhado pelos mais promissores músicos, todos de grande qualidade técnica e artística. Além da sua própria música apresenta-nos arranjos sublimes da música de Bernardo Sassetti, que inspira o Prémio.

Com Pedro Melo Alves (composição e bateria) estão: José Soares (saxofone), Gileno Santana (trompete), Xavi Sousa (trombone), Zé Diogo Martins (piano), Mané Fernandes (guitarra), Filipe Louro (contrabaixo)




Quinta-feira, 18 de Maio de 2017
Festival ESMAE RAMPA JAZZ
Café Concerto Francisco Beja
23h - Entrada Livre
+ INFO

XIII Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja arranca a 26 de maio

De 26 de maio a 11 de junho, o centro histórico de Beja recebe a 13ª edição do Festival Internacional de Banda Desenhada, que reúne, em Beja, vários autores da 9ª arte.

primage_19320.png.jpg

 

O Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja realiza-se este ano entre os dias 26 de Maio e 11 de Junho, abraçando, pelo segundo ano consecutivo, exclusivamente o Centro Histórico da cidade e em especial o Largo do Museu Regional, epicentro desta Festa da BD.

Ao todo, são 18 as exposições patentes ao público, e 10, os países representados, da Argentina à Dinamarca, passando por Angola e pela Roménia. Para além das exposições, o Festival oferece aos visitantes uma Programação Paralela bastante diversificada onde pontuam as apresentações de projetos, as conversas à volta da BD, o lançamento de livros, as sessões de autógrafos, workshops ou os concertos desenhados.

Como não podia deixar de ser, o Festival tem também à disposição dos visitantes o Mercado do Livro - a maior livraria do país durante este período, com mais de 60 editores presentes - e uma zona comercial com várias tendas instaladas (venda de action figures, arte original, posters, prints, etc.)

O Festival inaugura sexta-feira, 26 de Maio, às 21h00, no Pax Julia – Teatro Municipal.

Na sexta-feira 26 e no sábado 27 as noites são de concertos desenhados (a programação só termina às 4h00 da manhã.)

O primeiro fim-de-semana (26, 27 e 28 de Maio) reunirá os autores representados nas exposições.

O Festival pode ser acompanhado no site www.festivalbdbeja.com ou em www.facebook.com/bedetecabeja.

 
 
Para informações adicionais consultar
www.festivalbdbeja.com

Emir Kusturica e Os Tubarões em concertos no “Beja na Rua”

O realizador e músico sérvio Emir Kusturica e a banda cabo-verdiana Os Tubarões são dois dos nomes de craveira internacional que este ano marcam presença no Festival Beja na Rua.

 

Emir Kusturica & The No Smoking Orchestra são um fenómeno significativo do movimento anti-globalização e um paradoxo único do ambiente em que surgiram.

Emir Kusturica, apesar do grande êxito internacional que tem obtido como cineasta - repetidamente premiado nos festivais de Berlim, Veneza, Cannes e muitos outros -, tem mantido a carreira paralela como músico da No Smoking Orchestra, cuja música tem utilizado como banda sonora dos seus filmes.

 

Os Tubarões, um dos grupos mais emblemáticos da história da música cabo-verdiana tornaram-se famosos pela suas mornas, coladeiras e funaná.

 

Outra das novidades desta edição do Festival é a participação do artista português Bordalo II, conhecido por criar “imagens com o que destrói o mundo”.

Olhos de mocho, a obra que construiu no Wool – Festival de Arte Urbana da Covilhã - está entre as melhores do mundo segundo a página Street Art News, que elegeu em 2014 as 25 obras de arte urbana espalhadas por todo o mundo (desde 2009).

Beja passará a integrar o roteiro do artista que já expôs em várias capitais europeias e nos Estados Unidos da América em Las Vegas.

Em Beja, as artes estarão na rua, de 16 de junho a 15 de julho. Para todos.

 

Sobre o Beja na Rua

De 16 de junho a 15 de julho, Beja volta a mostrar Alma Criativa. Está de regresso o Beja na Rua, Festival de arte pública que celebra as artes na rua. Promovido pela Zarcos – Associação de Músicos de Beja, em parceria com associações e entidades do concelho, a iniciativa é uma aposta de Beja na afirmação das indústrias criativas, que fazem desta cidade uma montra para criadores locais e convidados, onde a cultura local se funde com o que de melhor se faz ao nível nacional e internacional.

Depois de anunciar o concerto de abertura do Beja na Rua com Ney Matogrosso, a 16 de Junho, e o encerramento, com Miguel Araújo, a 15 de Julho, a organização do festival apresentou Seu Jorge, a 14 de Julho, no fim-de-semana que encerra 4 semanas de espetáculos musicais, animações de rua, intervenções de arte urbana, exposições, performances de dança e poesia, "workshops", que reúnem em Beja muitos artistas.

Seu Jorge é presença confirmada no fim de semana de encerramento do Beja na Rua

primage_19020.png.jpg

 

A segunda edição do festival Beja na Rua arranca a 16 de junho e promete voltar a transformar o centro histórico de Beja numa sala de espetáculos e manifestações artísticas ao ar livre, com animação de rua, mini-concertos e exposições, a acontecerem em simultâneo.

O brasileiro Seu Jorge é a mais recente confirmação. Músico da cabeça aos pés, cantor, compositor, instrumentalista, produtor e ator, tem uma carreira internacional brilhante e, em Portugal, é seguido por uma legião de fãs que fazem dele um dos artistas brasileiros mais ouvidos e reconhecidos atualmente no nosso País.

Seu Jorge define-se como um cantor e compositor popular, que gosta de inúmeros géneros musicais, mas cujo fundamento é o samba: “…O samba é a nossa verdade, nossa particularidade, é nossa medalha de ouro, nosso baluarte, nosso estandarte brasileiro”.

Mais um concerto a não perder no Beja na Rua. Um festival que é, acima de tudo, uma celebração: das artes na rua. Para todos.

Sobre o Beja na Rua

De 16 de junho a 15 de julho, Beja volta a mostrar Alma Criativa. Está de regresso o Beja na Rua, Festival de arte pública que celebra as artes na rua. Promovido pela Zarcos – Associação de Músicos de Beja, em parceria com associações e entidades do concelho, a iniciativa é uma aposta de Beja na afirmação das indústrias criativas, que fazem desta cidade uma montra para criadores locais e convidados, onde a cultura local se funde com o que de melhor se faz ao nível nacional e internacional.

Depois de anunciar o concerto de abertura do Beja na Rua com Ney Matogrosso, a 16 de Junho, e o encerramento, com Miguel Araújo, a 15 de Julho, a organização do festival apresenta mais um grande nome para o fim-de-semana que encerra 4 semanas de espetáculos musicais, animações de rua, intervenções de arte urbana, exposições, performances de dança e poesia, "workshops", que reúnem em Beja muitos artistas: Seu Jorge, na Praça da República, em Beja, a 14 de julho.

Festival Beja na Rua mostra Alma Criativa

primage_18445.png.jpg

 

Ney Matogrosso faz espetáculo de abertura

De 16 de junho a 15 de julho, Beja volta a mostrar Alma Criativa.

Está de regresso o Beja na Rua, Festival de arte pública que celebra as artes na rua. Promovido pela Zarcos – Associação de Músicos de Beja, em parceria com associações e entidades do concelho, a iniciativa é uma aposta de Beja na afirmação das indústrias criativas, que fazem desta cidade uma montra para criadores locais e convidados, onde a cultura local se funde com o que de melhor se faz ao nível nacional e internacional.

Juntar universos e estéticas artísticas diferentes, potenciando projetos de fusão é um dos objetivos do evento, que nesta 2ªedição, volta a transformar o Centro Histórico da cidade numa enorme sala de espetáculos e manifestações artísticas ao ar livre, palco de auditórios e galerias improvisadas.

Espetáculos musicais, animações de rua, intervenções de arte urbana, exposições, performances de dança e poesia, "workshops", serão um constante durante as 4 semanas em que decorre o Festival que reúne em Beja muitos artistas.

Ney Matogrosso é presença confirmada a 16 de junho no Beja na Rua

O cantor brasileiro Ney Matogrosso é um dos artistas confirmados no Festival Beja na Rua. Ney regressa a Portugal para um grande espetáculo na Praça da República, no dia 16 de junho, onde vai apresentar-se com a exuberância que o caracteriza. Com ele vem o seu mais recente projeto "Atento aos Sinais", que inclui temas dos consagrados Caetano Veloso, Itamar Assumpção e Paulinho da Viola e dos emergentes Criolo, Vítor Pirralho ou Dani Black.

O Beja na Rua é, acima de tudo, uma celebração: a celebração das artes na rua. Tudo está em aberto, com a certeza que a criatividade e o envolvimento dos criadores locais são os aspetos centrais da iniciativa e que as nossas artes e tradições estão na rua. Para todos.

Beja vai ter Museu da Banda Desenhada

primage_17869.png.jpg

 

É difícil falar de Beja sem referir a relação que a cidade tem com Banda Desenhada.
A existência da Bedeteca e do Festival Internacional de BD, reconhecido um pouco por toda a Europa, fazem de Beja um dos principais centros de difusores desta arte no nosso país.
Ciente desse rico património, o Município de Beja decidiu apostar na criação de um equipamento que confirme a vocação da cidade neste domínio. Um equipamento que permita fazer um percurso pela História da Banda Desenhada Portuguesa, de 1850 até à atualidade, tendo ao dispor dos visitantes várias obras originais e uma forte componente multimédia, promovendo desta forma a banda desenhada entre todos os públicos.
O Museu de Banda Desenhada terá também ao dispor dos utentes vários ateliês, espaços de trabalho e galerias de exposições temporárias, entre outras valências.
A criação deste equipamento, que acolherá a Bedeteca de Beja, integra a estratégia de promoção, dinamização e valorização económica do Centro Histórico de Beja, pelo que o mesmo será instalado num edifício do município, situado em pleno Centro Histórico. 

 

Para esclarecimentos adicionais pode contactar:

João Rocha | Presidente da Câmara Municipal de Beja | T: 969 777 333

 

CONCERTOS DE NATAL RUCA // NOVAS DATAS - LISBOA, PORTO E SANTA MARIA DA FEIRA

image004.jpg

 

Os concertos da personagem preferida dos mais novos vão chegar também às famílias de Lisboa, Porto e Santa Maria da Feira, com um espetáculo totalmente desenhado e inspirado na quadra natalícia.

 

 

Com espetáculos de Norte a Sul do país, que incluem agora as cidades de Santa Maria da Feira, a 8 de dezembro, Porto e Lisboa, a 7 e 8 de janeiro, respetivamente, as famílias portuguesas terão a oportunidade de entrar no mundo do Ruca, onde não vão faltar grandes doses de cor, animação, música, dança e a nova música “O Pai Natal chegou à cidade”. Todos poderão ver o boneco mais querido da televisão num formato dinâmico e com uma envolvência alegre e natalícia.

 

Nestes concertos ao vivo não vão faltar surpresas e momentos marcantes, tais como a visita do Pai Natal, a chegada de um enorme Boneco de Neve, uma selfie tirada com o público e, ainda, a parada improvisada pelas salas e palcos de Portugal. Quaisquer membros e gerações, desde pais, avós, irmãos, tios e primos, estão convidados a assistir a este concerto tão especial pensado para a época mais feliz e aguardada do ano.

 

Estão confirmadas as seguintes datas:

 

26-Nov

16h

Entroncamento

Pavilhão Municipal

08-Dec

11h

Santa Maria da Feira

Europarque

11-Dec

 

Beja

Pax julia

18-Dec

 

Loulé 

Pavilhão Municipal

03-Jan

 

Guarda

Teatro Municipal

07-Jan

15h

Porto

Coliseu

08-Jan

15h

Lisboa

Coliseu dos Recreios

 

 

 

 

 

 

 

Bilhetes à venda em www.bol.pt e nos pontos de venda aderentes.

RUCA TRAZ A MAGIA DO NATAL AOS PALCOS NACIONAIS

Ruca - Grande Concerto de Natal.png

 

A personagem preferida das crianças com a irmã Rosita, os seus Pais e companheiros Clementina, Luís e o Gato Riscas, vão percorrer o país para uma série de concertos que integram um surpreendente espetáculo totalmente desenhado e inspirado na quadra natalícia.

 

Com espetáculos de Norte a Sul do país, as famílias portuguesas terão a oportunidade de entrar no mundo do Ruca, onde não vão faltar grandes doses de cor, animação, música, dança e a nova música “O Pai Natal chegou à cidade”. Todos poderão ver o boneco mais querido da televisão num formato dinâmico e com uma envolvência alegre e natalícia.

 

Nestes concertos ao vivo não vão faltar surpresas e momentos marcantes, tais como a visita do Pai Natal, a chegada de um enorme Boneco de Neve, uma selfie tirada com o público e, ainda, a parada improvisada pelas salas e palcos de Portugal. Quaisquer membros e gerações, desde pais, avós, irmãos, tios e primos, estão convidados a assistir a este concerto tão especial pensado para a época mais feliz e aguardada do ano.

 

Até ao momento, estão confirmadas as seguintes datas:

26-Nov

 

Entroncamento

Pavilhão Municipal

11-Dec

 

Beja

Pax Julia

18-Dec

 

Loulé

Pavilhão Municipal

03-Jan

 

Guarda

Teatro Municipal

   

 

   

 

Bilhetes à venda nos locais habituais.