Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

BONS SONS 2017 CARTAZ COMPLETO COM O MELHOR DA MÚSICA PORTUGUESA

O BONS SONS está de volta de 11 a 14 de Agosto, com a música de produção nacional a tomar conta da Aldeia. Vão ser quatro dias com mais de 40 actuações divididas por oito palcos, dedicados a programas distintos, com feira de artesãos, exposições de arte, espaço para crianças, comida tradicional e outras actividades que animam as ruas, praças e largos de Cem Soldos.

Este ano, voltamos a viver a Aldeia com um cartaz amplo, do fado ao indie-rock, do acústico ao electrónico, do rural ao urbano, das influências tradicionais às contemporâneas, entre artistas emergentes e consagrados.



O CARTAZ ESPELHA A DIVERSIDADE DA MÚSICA PORTUGUESA

rodrigoleao.jpg

 

Rodrigo Leão apresenta um novo concerto em nome próprio, onde reencontra a sua veia mais pop, enérgica e leve, com o regresso da “trindade básica” de guitarra, bateria e baixo, acompanhada pela voz de Ana Vieira, que gravou e tocou com o músico entre 2004 e 2010.

 

orelhanegra.jpg

 

Os Orelha Negra actuam, pela primeira vez, no BONS SONS, depois de um ano cheio de actuações quentes e esgotadas com temas que irão integrar o próximo álbum.

maomorta.jpg

 

Passados 25 anos sobre a edição de “Mutantes S21”, os Mão Morta apresentam um concerto de celebração desse álbum, incluindo ainda três temas nunca tocados ao vivo e outros seis seleccionados pela banda, tendo por base letras que remetem para ambientes urbanos, relatando histórias de cidades.

capitaofausto.jpg

 

Com três álbuns editados e uma quantidade de seguidores cada vez maior, os Capitão Fausto trazem as canções orelhudas entre o rock e a pop, dando espaço, no registo mais recente, aos metais e aos instrumentos de sopro, a acompanhar as guitarras.

 

samueluria.jpg

 

Samuel Úria vai cantar à Aldeia mensagens que darão prazer decifrar, com vários momentos aparentemente opostos, sussurros e complexidades que caracterizam o seu percurso até ao último disco, “Carga de Ombro”, editado em 2016.

paulobraganca.jpg

 

Uma das grandes surpresas de 2017 será Paulo Bragança, ícone irreverente do fado que, depois de vários anos a viver na Irlanda, está de regresso à música e aos palcos portugueses, oferecendo ao público do BONS SONS, uma capacidade interpretativa notável.

 

frankiechavez.jpg

 

De guitarra em punho, Frankie Chavez assume o conceito “one man band” e o resultado é um blues/folk composto por ambientes limpos e por outros mais crus e psicadélicos.

 

neladeiras.jpg

Personalidade incontornável da música portuguesa, Né Ladeiras rejeita todos os rótulos e partilha o seu talento apenas quando sente ter algo de novo a dizer. É de um desses longos silêncios que nascem o novo disco e o novo espectáculo que vem apresentar ao BONS SONS.

 

medeiroslucas.jpg

 


MEDEIROS/LUCAS junta Pedro Lucas e Carlos Medeiros na construção de uma topografia da música popular portuguesa, construindo paisagens emocionais em palco.

 

Personalidade incontornável da música portuguesa, Né Ladeiras rejeita todos os rótulos e partilha o seu talento apenas quando sente ter algo de novo a dizer. É de um desses longos silêncios que nascem o novo disco e o novo espectáculo que vem apresentar ao BONS SONS.

 

BONS SONS vence prémios de Melhor Alinhamento e Melhor Acolhimento e Recepção nos Iberian Festival Awards 2017

02fb6d1a-9ecc-41a2-a416-08c60d1c010d.jpg

 

 

O BONS SONS volta a ganhar dois prémios na segunda edição dos Iberian Festival Awards (Prémios dos Festivais Ibéricos): Melhor Alinhamento e Melhor Acolhimento e Recepção.

Nesta segunda edição, cuja entrega de prémios aconteceu ontem (16 de Março), em Barcelona, o festival de Cem Soldos foi o mais nomeado, seleccionado para 19 categorias.

Em 2016, o BONS SONS venceu também dois Iberian Festival Awards, nas categorias de Melhor Festival de Tamanho Médio e Melhor Contribuição para a Sustentabilidade.