Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

PARLATÓRIO, de Américo Rodrigues + O QUE PODE A ARTE EM CONTEXTOS PRISIONAIS, 13 de Janeiro, 15h, Salão Brazil

image.jpeg

 

 

PARLATÓRIO

Lançamento do novo disco de Poesia Sonora de Américo Rodrigues

Apresentação por Nuno Miguel Neves

+

O QUE PODE A ARTE EM CONTEXTO PRISIONAL?

Mesa redonda com Américo Rodrigues, Antonio Pedro Andrade Dores, Daniel Maciel

e Paulo Lameiro. Moderação Vera Silva

 

DATA 13 de Janeiro

HORA 15h

PÚBLICO-ALVO Público em geral

LOCAL Salão Brazil

Entrada livre e gratuita

 

 

 

PARLATÓRIO é o novo disco de poesia sonora de Américo Rodrigues, que vai ser apresentado no dia 13 de Janeiro de 2018

no Salão Brazil, em Coimbra, por Nuno Miguel Neves.

Sobre o disco, diz-nos Américo Rodrigues:

"Há um ano entrevistei demoradamente 7 presos para que me contassem a sua história de vida.A ideia inicial era escrever um livro

com narrações daquelas mulheres e homens que estavam a cumprir pena numa prisão do interior de Portugal. Registei em vários cadernos

o que de mais importante me disseram (depoimentos de grande autenticidade), sublinhando frases e ligando palavras com setas e outras anotações.

O que escrevi foi aquilo que considerei ser o essencial do que ouvi. Histórias de roubos,tráficos, burlas, assaltos, dependências, traições, violências, mortes.Vidas.
A partir desse material de base concebi uma peça de poesia sonora que cruza a minha vocalidade (gritos, sussurros, choros, línguas inexistentes, ruídos bucais, cantos de inspiração étnica, estalidos com a língua, terrorismo fonético, etc.) com a leitura dos apontamentos da conversa com aqueles reclusos (leitura branca, interpretação teatral, enganos, hesitações, alteração de velocidade, silêncios, amálgamas, etc.).

O César Prata gravou tudo. O José Neves vai tratar da "dramaturgia do som" com a ajuda do Nuno Veiga, e o Tiago Rodrigues vai encarregar-se do desenho gráfico."

 

Aproveitando a ocasião, convidámos investigadores e artistas que têm desenvolvido o seu trabalho em prisões, para uma conversa sobre

 O QUE PODE A ARTE EM CONTEXTOS PRISIONAIS?

Um tema escassas vezes trazido à discussão pública mas central para o entendimento da sociedade actual.

 

Um dos convidados, Paulo Lameiro, director artístico da Samp Pousos, é responsável pelo projecto Pavilhão Mozart, desenvolvido

com os reclusos do Estabelecimento Prisional de Leiria (Prisão Escola Jovem), no âmbito do programa PARTIS, da Fundação

Calouste Gulbenkian.

 

A ele se juntarão Antonio Dores, docente e investigador do Observatório Europeu das Prisões, autor de vários livros e artigos científicos

sobre prisões, justiça, teoria social e estudos da face, e Daniel Maciel, doutorando em Antropologia na FCSH-UNL e membro do projecto

 ‘Cinema Dentro’ em colaboração com o Estabelecimento Prisional de Viana do Castelo.

Vera Silva, doutoranda em Antropologia social e cultural com trabalho de investigação feminista sobre as prisões, será a moderadora

desta mesa redonda.

 

A entrada é livre e gratuita.

 

Co-organização Serviço Educativo JACC e Bosq-íman:os

 

 

AGENDA PARA PEQUENOS E GRAÚDOS EM ÉPOCA DE FÉRIAS DE NATAL!

 

AGENDA DE FÉRIAS DE NATAL

OS MIUDOS ESTÃO DE FÉRIAS, 

E AGORA?

 

As férias dos mais pequenos começaram, e não falta música e animação para toda a família!

A magia do natal são uma constante e contagiante energia que não deixa ninguém indiferente, é o momento de celebrar em família e amigos.

A pensar neste espírito, os centros comerciais da Multi Portugal prepararam dias únicos, com concertos infantis, Pistas de Gelo, Carrosséis entre outras aventuras que toda a família pode usufruir de Norte a Sul do País.

Temos sugestões para preencher os seus dias em família da melhor forma:

 

 

Forum Viseu 

Cartaz Natal_FViseu.jpg

 

Avenida Natal, está disponível até dia 31 de dezembro, com inúmeras diversões e atividades para toda a família: o Carrossel, a Casinha de Chocolate, que promete adoçar toda a família e aquecer as noites frias com o chocolate quente, que é oferta do Forum Viseu, a Casinha da fotografia, onde é possível tirar a fotografia de natal perfeita, a Casinha dos Animais, onde poderão ser colocadas fotografias de animais para adoção. A Casinha de Animação, onde decorrem workshops de sensibilização e esclarecimentos de dúvidas sobre animais domésticos.

Aproveite a visita ao centro para deixar a carta ao Pai Natal, levar o novo Livro do Gui e desfrutar das muitas atracões.

 

 

 

Forum Coimbra

Cartaz_Concertos de Natal_FCoimbra.jpg

 

No Forum Coimbra o natal é mágico! Animação é garantida até o dia 07 de janeiro, com espetáculosateliers e o já tão conhecido Carrossel Natalício.

Também por lá poderá cumprimentar o Pai Natal, receber o novo Livro do Gui, com o tema “Gui ganha um amigo”. 

Natal incrível, cheio de animações é no Forum Coimbra!

 

 

 

Forum Montijo

Cartaz_Natal_FMontijo.png

 

O Forum Montijo já tem a tradição que muitas famílias não dispensam, ir patinar na Pista de Gelo

Até ao dia 07 de janeiro, é possível patinar nesta Pista e usufruir de inúmeras surpresas que o centro tem disponível para toda a família.

Para os mais pequenos que ainda não visitaram o Pai Natal, esta é a oportunidade certa para visitar a casa do velhote das barbas brancas e pedir os seus desejos natalícios.

 

 

Forum Algarve

Natal_FAlgarve.jpg

 

No Algarve o natal festeja-se em grande na Aldeia Natal.

A aldeia preferida dos mais pequenos, tem um comboio, junto à casa do velhinho das barbas brancas, é possível realizar uma viagem de trenó com o Pai Natal em realidade virtual e tem a “Casinha dos ateliers”, para os mais pequenos poderem brincar e dar asas à imaginação enquanto os pais vão às compras. 

Mas não fica por aqui, o Forum Algarve tem uma Pista de Gelo maravilhosa, perfeita para toda a família. 

Natal surpreendente é no Forum Algarve

 

 

 

 

 

CONCERTO DE SÓNIA ARAÚJO ANIMA FIM-DE-SEMANA DE REIS!

Cartaz_Concertos de Natal_FCoimbra.jpg

 

06 de janeiro | 16h | Forum Coimbra

 

Sónia Araújo, que conquistou os mais pequenos, com as suas canções, vai estar este sábado, no Forum Coimbra, centro gerido pela Multi Portugal, para um concerto único, pelas 16h00, na Praça Água.

 

As canções da Sónia, são sempre uma grande animação, impossíveis de não cantar e dançar, e este concerto não será exceção. Neste Dia de Reis, o ‘canto das janeiras’ será outro, com animação garantida para os mais pequenos.

 

Para além do espetáculo, que assinala o fim das comemorações da quadra festiva, todos aqueles que visitarem o Forum Coimbra, poderão divertir-se no último fim-de-semana de atividades natalícias: o carrossel, de entrada gratuita, e os ateliers, nos dias 5 e 7 de janeiro, para toda a família.

Fred Frith, Josephine Foster & Ka Baird, Six Organs of Admittance, Mdou Moctar e Boogarins no 1º trimestre do Salão Brazil

18341984_10155201628844223_6248340868720380651_n.p

 

 

A entrar no sexto ano de atividade, o Salão Brazil – espaço do Jazz ao Centro Clube -situado no coração da Baixa de Coimbra, irá receber 20 concertos no 1º trimestre de 2018.

 

O destaque absoluto vai para o concerto do guitarrista Fred Frith, em data única em Portugal: 17 de fevereiro.

Nome incontornável da Música dos últimos 50 anos, o ‘grande explorador’ e ubíquo Fred Frith volta a Portugal, passada mais de uma década desde o seu último concerto a solo no País (que aconteceu em 2006, na Casa da Música), para uma actuação sem dúvida privilegiada, no ambiente de grande intimidade que caracteriza o Salão Brazil.

 

Para além deste momento especial, a programação do Salão Brazil para os meses de fevereiro e março reserva muitos motivos para visitar este mítico espaço da Baixa de Coimbra. 

 

De Portland chegam os Moon Duo (10 de Fevereiro), grupo de Ripley Johnson e de Sanae Yamada, que apresentarão o segundo volume de "Occult Architecture" como parte de uma curta digressão nacional que passa também pela sala lisboeta MusicBox e pelo bracarense Gnration. A 15 de fevereiro, Josephine Foster regressa ao Salão Brazil pela terceira vez, trazendo consigo Ka Baird, que protagonizou um dos mais surpreendentes discos de 2017 (Sapropelic Picnic). Uma semana depois (22 de Fevereiro), é a vez de Ben Chasny regressar ao Salão, desta feita com o seu projeto Six Organs of Admittance, no âmbito da digressão de apresentação do disco “Burning the Threshold”.

Em março, o enfoque desloca-se dos Estados Unidos da América, para se concentrar noutras latitudes. Pelo palco do Salão passarão o nigerino Mdou Moctar (21 de março) e os brasileiros Boogarins (28 de março).

 

Os primeiros três meses do ano contemplam também um numeroso contingente nacional, do qual fazem parte nomes como os Brass Wires Orchestra (12 de janeiro), :Papercutz (20 de janeiro), Galo Cant'Às Duas (24 de fevereiro), La Negra (o novíssimo projeto de Sara Ribeiro, que atua no Salão no dia 10 de março) e o pianista Tiago Sousa (cuja vinda a Coimbra se inscreve numa co-produção entre o Salão Brazil e a promotora Lugar Comum, que celebram conjuntamente o Piano Day, a 29 de Março). A encerrar o primeiro trimestre estarão os The Twist Connection, que regressam ao palco onde deram o seu primeiro concerto para marcar o início de um novo ciclo, mostrando em primeira mão o seu novo disco (30 de março)

 

 

Como não podia deixar de ser, o Jazz e as músicas improvisadas estão bem representadas e são uma parte importante da programação do salão Brazil, com concertos dos quartetos de Ricardo Formoso (26 de janeiro) e de Alexandre Coelho (17 de março), ambos mostrando os seus mais recentes trabalhos discográficos. O quarteto belga KABAS (4 de janeiro) e o octeto Insalata Statica de Giovanni Di Domenico (2 de fevereiro) merecem igualmente uma menção especial.

 

 

Também centrais para a atividade do Salão Brazil são as propostas do Serviço Educativo do Jazz ao Centro Clube, que nos primeiros três meses do ano organizará 3 oficinas: Visual Vocal, com o poeta sonoro Américo Rodrigues, a 13 de janeiro, Estados Desunidos, com Sara Ribeiro e Gil Dionísio, de 5 a 9 de março e a oficina Diálogos com o Piano, com Tiago Bastos, Cheila Pereira, Tiago Vidal e Tiago Sousa, de 26 a 29 de março. Terá continuidade o ciclo DAS PALAVRAS NASCEM SONS DOS SONS NASCEM IDEIAS, que além da já referida oficina de Américo Rodrigues, contará ainda com a apresentação, no dia 27 de Janeiro, d' Os Lusíadas ao Twitter, trabalhos de sonificação musical de texto por Ângela Coelho e Mariana Seiça, desenvolvidos no âmbito de trabalhos académicos, no Departamento de Engenharia Informática da UC.

 

 

Até 30 DEZ: Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra

57bf523efacc633cb66b2e9cb65bc303.png

 

 

Curar e Reparar é o tema da segunda edição da bienal Anozero, produzida pelo Círculo de Artes Plásticas de Coimbra e que, com uma exposição constituída por obras de 35 artistas, repartida por vários espaços patrimoniais da cidade de Coimbra,  reflete sobre um mundo que reclama sistematicamente ser sarado das feridas que permanentemente abre.

 



O Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra, produzido pelo Círculo de Artes Plásticas de Coimbra e coorganizado com a Câmara Municipal e a Universidade de Coimbra, propõe, num amplo programa, um diálogo entre a arte contemporânea e o património multisecular — em particular com o de «Coimbra – Universidade, Alta e Sofia», recentemente classificado pela UNESCO.

 

A bienal decorrerá até 30 de dezembro, de terça a domingo, das 10h00 às 18h00, com entrada livre nos diversos espaços de exposição.            

Com curadoria de Delfim Sardo e Luiza Teixeira de Freitas, Curar e Reparar — o tema desta edição da bienal — tenta pensar nas questões que se dirigem à máquina avariada do mundo, à fragilidade do corpo, à incerteza da economia, à necessidade de permanente compensação. A bienal, espalhada por vários espaços da cidade, foi pensada como uma única exposição, com várias estações ou capítulos, num percurso que atravessa a zona histórica da cidade e o Mondego, até Santa Clara.

Diversidade de peças e artistas
No grupo de 35 artistas participantes (19 estrangeiros e 16 nacionais) estão nomes de todos os continentes, com propostas muito diferentes, utilizando os mais diversos media e suportes artísticos. As obras apresentadas têm em comum o corresponderem à expressão de múltiplos entendimentos (sociais, pessoais, ambientais, arquitetónicos) sobre a nossa relação com o mundo e, também, com o outro.

Novas obras produzidas para a bienal
Alexandre Estrela, Ângela Ferreira, Fernanda Fragateiro, Gabriela Albergaria, Gustavo Sumpta, Henrique Pavão, João Fiadeiro, João Onofre, Jonathan Uliel Saldanha, José Maçãs de Carvalho, Juan Araujo, Julião Sarmento, Lucas Arruda e Paloma Bosquê são os artistas que foram convidados a realizar propositadamente novas obras para a bienal. No conjunto dos restantes participantes (entre outros, nomes como Louise Bourgeois, Dominique Gonzalez-Foerster, Francys Alÿs, Jimmie Durham, Matt Mullican, William Kentridge, Marwa Arsanios, Ernesto de Sousa) encontram-se trabalhos apresentados que foram iniciados noutros contextos ou, então, são obras já existentes.

«Devolver o olhar à cidade»
A bienal ocupa vários espaços, da Alta e Universidade — zona que é Património da Humanidade — ao Mosteiro de Santa Clara-a-Nova — onde toda a ala Oeste do edifício (até há poucos anos ocupada pelo Exército) foi especialmente preparada para receber o polo central desta edição do Anozero. Mas, além dos espaços que acolhem o programa da bienal (Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, Sala da Cidade, Museu da Ciência, Colégio das Artes, CAPC Sereia e CAPC Sede), vários outros locais são palco de iniciativas que surgem a pretexto do Anozero. Os sinos que tocarão diariamente na cidade, numa proposta do artista João Onofre, são disso um bom exemplo. A intenção de enraizar as peças nos locais da cidade, como se verificou na edição anterior, também transformará a bienal num local de observação que vai «devolver o olhar à cidade», sustentam Delfim Sardo e Luiza Teixeira de Freitas.

Programação convergente
Além da proposta central da curadoria, ao longo das setes semanas a bienal terá a colaboração do projeto Linhas, na programação de teatro e música, e acolherá ainda um largo conjunto de outras atividades: conferências, cinema, encontros, lançamento de livros, etc.

O programa de Curar e Reparar está integrado no projeto «Lugares Património Mundial do Centro», promovido pela Turismo Centro de Portugal, e é cofinanciado pela União Europeia através do programa Centro 2020.





Artistas ANOZERO'17

Alexandre Estrela, Ângela Ferreira, Buhlebezwe Siwani, Céline Condorelli, Danh Võ, Dominique Gonzalez-Foerster, Ernesto de Sousa, Fernanda Fragateiro, Francis Alÿs, Franklin Vilas Boas, Gabriela Albergaria, Gustavo Sumpta, Henrique Pavão, James Lee Byars, Jill Magid, Jimmie Durham, João Fiadeiro, João Onofre, Jonathan Uliel Saldanha, Jonathas de Andrade, José Maçãs de Carvalho, Juan Araujo, Julião Sarmento, Kader Attia, Louise Bourgeois, Lucas Arruda, Manon Harrois, Marwa Arsanios, Matt Mullican, Paloma Bosquê, Pedro Barateiro, Rubens Mano, Salomé Lamas, Sara Bichão e William Kentridge


 

PROGRAMAÇÃO ANOZERO
GUIA ANOZERO


Mais informações em
http://anozero-bienaldecoimbra.pt/

MUSICAL “PANDA E OS CARICAS” LEVA CRIANÇAS À MAGIA DO CINEMA

image010.jpg

“Panda e os Caricas no Cinema” é o novo musical de um dos maiores fenómenos infantojuvenis da atualidade que está de regresso aos palcos nacionais para oito dias de espetáculos de norte a sul de Portugal, com arranque agendado para dia 2 de dezembro no Pavilhão Desportivo Municipal de Loulé.

 

O espetáculo baseia-se no mais recente CD/DVD “Panda e os Caricas 4”, com a interpretação garantida de temas como “Sexta-Feira (Estudei A Semana Inteira)”, “O Autocarro do Panda” ou “Eu Gosto de Dançar”, cujos vídeos já ultrapassaram, individualmente, 1 milhão de visualizações no YouTube/VEVO.

 

Depois de receber mais de 50 mil pessoas no ano passado, o Canal Panda regressa, pelo sexto ano consecutivo, com a digressão nacional do musical “Panda e os Caricas”, embarcando numa aventura pela história de Hollywood, onde terão oportunidade de viajar pelo mundo do cinema mudo, a preto e branco, mas sempre com muita cor e animação.

MUSICAL “PANDA E OS CARICAS” LEVA CRIANÇAS À MAGIA DO CINEMA

Digressão nacional arranca dia 2 de dezembro em Loulé

image010.jpg

 

“Panda e os Caricas no Cinema” é o novo musical de um dos maiores fenómenos infantojuvenis da atualidade que está de regresso aos palcos nacionais para oito dias de espetáculos de norte a sul de Portugal, com arranque agendado para dia 2 de dezembro no Pavilhão Desportivo Municipal de Loulé.

 

O espetáculo baseia-se no mais recente CD/DVD “Panda e os Caricas 4”, com a interpretação garantida de temas como “Sexta-Feira(Estudei A Semana Inteira)”, “O Autocarro do Panda” ou “Eu Gosto de Dançar”, cujos vídeos já ultrapassaram, individualmente, 1 milhão de visualizações no YouTube/VEVO.

 

Depois de receber mais de 50 mil pessoas no ano passado, o Canal Panda regressa, pelo sexto ano consecutivo, com a digressão nacional do musical “Panda e os Caricas”, embarcando numa aventura pela história de Hollywood, onde terão oportunidade de viajar pelo mundo do cinema mudo, a preto e branco, mas sempre com muita cor e animação.

MIMICAT ao vivo este sábado no TAGV em Coimbra

c48a4d26-1154-480b-ab51-eef3bdeddfe0.jpg

 

 

MIMICAT APRESENTA "BACK IN TOWN" NO TAGV EM COIMBRA
BILHETES À VENDA NOS LOCAIS HABITUAIS

(Comprar)
 

Depois do lançamento do seu novo álbum, "Back In Town", MIMICAT prepara-se para apresentá-lo ao vivo no Teatro Académico Gil Vicente em Coimbra no próximo dia 18 de Novembro. Um concerto intimista onde apresenta temas como "Fire" e "Going Down" e onde também regressa ao seu primeiro álbum "For You". 

"Back In Town" marca uma viragem na carreira da artista, agora com uma imagem e sonoridade mais Pop e versátil. Este disco é sobre autoconfiança e autoconhecimento. MIMICAT é agora mais segura, enquanto mulher e enquanto artista, tendo passado por um processo de transformação interior e exterior também.

“Back in Town” é fresco, forte e moderno. Um disco Pop recheado de canções onde se cruzam a alma e carisma inconfundíveis da artista com as influências da música negra  Soul,  Hip-Hop e R&B, tanto na composição e melodias como na produção instrumental, com baladas minimais como “Lord”, temas grandiosos como “Nobody Knows” ou o atrevimento obscuro de “Cold Feet”.
 

Informações:

Teatro Académico Gil Vicente // Coimbra
18 de Novembro // 21:30h
Entrada: 8€

ÁGUIA VITÓRIA NO FORUM COIMBRA

 

 

No dia 16 de novembro, o símbolo do Sport Lisboa e Benfica, vai estar no Forum Coimbra, centro gerido pela Multi Portugal, para uma experiência única. A Águia Vitória, vai estar na Praça Água, entre as 11h00 e as 12h00.

Mais do que razões para todos os fãs do clube irem até ao centro, nesta manhã de quinta-feira, é possível tirarem uma fotografia, gratuitamente, com a águia mais famosa do País.

 

Entre os dias 15 de novembro a 24 de dezembro, o Sport Lisboa e Benfica, estará no Forum Coimbra, onde será possível todos os adeptos adquirirem camisolas e outros acessórios oficiais.

Hands on Approach - "Hearts" sai hoje e é apresentado às 18:30 na FNAC Chiado

 

aebce5f0-2204-4eae-8f16-89558e8b289f.jpg

 

HANDS OH APPROACH

 

"Hearts" sai hoje e será apresentado na FNAC Chiado às 18:30

Sadinos estão de volta com novo álbum e irão apresentá-lo um pouco por todo o país.
 
Uma das mais carismáticas e acarinhadas bandas nacionais, os Hands on Approach, estão de regresso em 2017 para um muito esperado álbum de originais. "Hearts", nome do longa duração, teve já como primeiros avanços "Be True""All That Was Taken". O novo trabalho sai hoje e é apresentado às 18:30 na FNAC Chiado.
 
"Hearts" é um conjunto de experiências e emoções, vividas pela banda durante estes 20 anos de existência e refletidas agora em 10 temas, produzidos por Vasco Ramos, que mostram a essência do grupo setubalense com uma produção atual aos dias de hoje nunca esquecendo ao vivo, aqueles que são os grandes êxitos do passado como "My Wonder Moon" ou "If You Give Up"

Para além da apresentação, hoje às 18:30 na FNAC Chiado, os Hands On Approach têm já mais uma série de datas marcadas pelas FNAC do país para mostrar o novíssimo "Hearts" 
 
FNAC TOUR

10 Novembro - FNAC Chiado - 18:30
17 Novembro - FNAC Almada - 22:00
18 Novembro - FNAC Leiria - 16:30
18 Novembro - FNAC Coimbra - 22:00
19 Novembro - FNAC Viseu - 16:00
24 Novembro - FNAC Alfragide - 21:30
1 Dezembro - FNAC Algarve Shopping - 17:00
1 Dezembro - FNAC Faro - 21:30
2 Dezembro - FNAC Vasco da Gama - 17:00
9 Dezembro - FNAC Oeiras - 17:00
9 Dezembro - FNAC Cascais 22:00