Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Instalação monumental de Chaimite | 23 de abril, 10h30 - Pinhal Novo

Chaimite é símbolo do 25 de Abril

Instalação monumental nasce em Pinhal Novo

 

 

No âmbito das comemorações do 43.º aniversário do 25 de Abril, a Câmara Municipal de Palmela vai proceder, no dia 23 de abril, domingo, às 10h30, à instalação da viatura militar Chaimite V-200, símbolo da Revolução de 1974, na Rua Infante D. Henrique, em Pinhal Novo. Esta instalação, que surge de uma parceria estabelecida com o Exército Português, faz parte, também, de um objetivo mais amplo de requalificação urbana da zona sul da vila.

O Chaimite V-200 assumiu protagonismo histórico no 25 de Abril, sendo parte integrante da sua imagética. O Capitão Salgueiro Maia saiu num chaimite de Santarém para Lisboa, onde tomou os ministérios do Terreiro do Paço e o quartel da Guarda Nacional Republicana, no Carmo. O veículo «Bula», numa operação liderada, também, por Salgueiro Maia, transportou o Presidente do Conselho de Ministros, Professor Marcello Caetano, do Quartel do Carmo, onde se rendeu ao Movimento dos Capitães, antes de partir para o exílio – rendição que marcou a queda do Estado Novo.

Fabricado em série, em Portugal, a partir de 1966, tendo por modelo o V-100 americano, o Chaimite V-200 é uma viatura auto-blindada porta metralhadora, que se destinava ao transporte de tropas e tinha capacidade para 11 pessoas. Após o PREC, os Chaimite voltaram a ser usados em exercícios e instrução e, nos anos 90, estiveram ao serviço no Kosovo e na Bósnia. Um veículo análogo ao que passará a estar em Pinhal Novo encontra-se em exposição no Museu do Combatente, em Belém.

 

19º Aniversário do grupo de Cantares "Cantar Alentejo"

cantares.jpg

 

Integrado na Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos de Mora

 

19º ANIVERSÁRIO DO GRUPO DE CANTARES “CANTAR ALENTEJO”

 

O Grupo de Cantares “Cantar Alentejo”, integrado na Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos de Mora (ARPI), comemora dia 13 de Novembro o seu 19º aniversário com um festival de Cante Alentejano.

 

A Casa da Cultura de Mora acolhe a partir das 13h00 as actuações dos Grupos de Cantares da Misericórdia de Pavia, de Cabeção, Alentejanos de Brotas, de Fronteira e “As Cachopas” dos Reformados de pavia, além Grupo Coral da 3ª Idade dos Foros de Vale Figueira e, naturalmente, o Grupo anfitrião e aniversariante.

 

“Cantar Alentejo” é um grupo de cantares integrado na associação que lhe deu o nome e, entre os quatro grupos de cantares que existem actualmente no concelho de Mora, este foi o que iniciou a actividade mais cedo, a 25 de Maio de 1997.

 

Do grupo "Cantar Alentejo" da ARPI de Mora fazem parte cerca de 20 elementos e o seu principal objectivo é manter vivas as canções populares Alentejanas.

 

Adoptou algumas das mais interessantes indumentárias domingueiras, de ver a Deus, arremediadas, lavradora, noiva, viúva, fidalga e traje de lavrador de homem, fielmente reproduzidas da época situada entre finais do século XIX e princípios do século XX, que dão colorido e identificam o estrato social a que cada pessoa pertencia.

 

O repertório é composto por músicas recolhidas pelo próprio grupo, sendo as canções tipicamente Alentejanas.

 

Sessão inaugural das comemorações dos 300 anos do Palácio Nacional de Mafra

image002.jpg

 

300 ANOS DO PALÁCIO NACIONAL DE MAFRA:

SESSÃO INAUGURAL É JÁ NO DIA 17 DE NOVEMBRO

 

O monumento de Mafra que é, simultaneamente, um palácio real, uma basílica, um convento, um jardim e uma tapada celebra o tricentenário do lançamento da primeira pedra. As entidades com responsabilidades na gestão deste conjunto organizam um diversificado programa, cuja sessão inaugural se realiza no dia 17 de novembro de 2016: começa com uma conferência e termina com um espetáculo que alia música, pirotecnia e iluminação, numa das performances mais distintas apresentadas à escala nacional.

 

Esta sessão inicia-se às 21h30, na Basílica do Palácio Nacional de Mafra, com uma conferência por Sua Excelência Reverendíssima o Bispo Auxiliar de Lisboa, D. Nuno Brás da Silva Martins, dedicada ao tema “O Templo Cristão”.

 

A partir das 23h00, no Terreiro D. João V, mesmo em frente à Basílica, cerca de 70 músicos da Banda Sinfónica do Exército interpretarão obras de diversos compositores, como Strauss, Haendel, Tchaikovsky ou Verdi, que serão sincronizadas com fogo de artifício, lançado do monumento. Som, luz e cor, lado a lado com 300 anos de história.

 

As comemorações prosseguem até 17 de novembro de 2017, numa organização da Direção Geral do Património Cultural/ Palácio Nacional de Mafra, Câmara Municipal de Mafra, Escola das Armas, Paróquia de Mafra e Tapada Nacional de Mafra.

 

O programa está disponível em: 

www.cm-mafra.pt/municipio/300-anos-do-palacio-de-mafra

S. Martinho em Pavia (Mora)

A antiquíssima Vila de Pavia, em Mora, tem a sua festa de S. Martinho há décadas e, este ano, a 10 de Novembro, promete petiscos, cultura e muita animação musical.

 

Os festejos começam no Salão Nobre da Junta de Freguesia às 18h00 com a inauguração da exposição “Quadras de S. Martinho”, com a participação dos alunos da Escola de 1º Ciclo da localidade.

 

Às 18h305, inicia-se o baile com a animação do duo Fábio e André.

 

Os petiscos derivam do porco, o qual se apresentará assado no espeto e, obviamente com muitas castanhas assadas. A não faltar, está também a bebida típica desta época, a água-pé para acompanhar a degustação.

 

  1. Martinho em Pavia é, todos os anos, alvo de romaria.

S. Martinho comemora-se no concelho de Palmela



As tradicionais comemorações de S. Martinho voltam a animar a aldeia de Poceirão, com uma noite de animação e convívio no Centro Cultural, a 10 de novembro. O Município de Palmela, a União de Freguesias e o movimento associativo local, com o apoio da adega Filipe Palhoça, promovem o programa comemorativo, com início às 20h30 e entrada gratuita. A música estará a cargo dos Gaiteiros da Bardoada e do grupo musical da Associação "Os Amigos das Lagameças".
No dia 12, o S. Martinho inspira uma manhã diferente no Mercado Municipal de Pinhal Novo, numa iniciativa do Município e da Comissão de Operadores. Entre as 7h00 e as 14h00, quem visitar as dezasseis lojas de frescos ou o Mercado de Produtores, que decorre no exterior, poderá desfrutar, também, de momentos de animação musical com grupos locais e da oferta de castanhas, batatas doces e vinho novo.
Época de água pé e de provar o vinho novo, o S. Martinho é, também, assinalado em várias adegas do concelho, com programas especiais de visita e degustação de produtos regionais, no âmbito das comemorações do Dia Europeu do Enoturismo.

Pavilhão do Conhecimento celebra Dia Mundial da Terceira Idade com programação especial

dia-mundial-3a-idade-convite.png

 

 

Esta sexta-feira, 28 de Outubro, o Pavilhão do Conhecimento terá uma programação especial para celebrar o Dia Mundial da Terceira Idade.

O público sénior é convidado a visitar este centro de ciência e a participar em várias experiências, que incluem a construção de uma horta vertical e uma incursão na gastronomia molecular. Entre actividades de Laboratório, A Cozinha é um Laboratório, ateliês científicos e a visita às exposições Espinafres & Desporto e Risco - Uma exposição para audazes, será uma experiência única de aprendizagem, convívio e entretenimento para os adultos acima dos 65 anos de idade.

E como um centro de ciência não deve ser visto como um espaço de descoberta apenas para os mais pequenos, o Pavilhão do Conhecimento apresenta neste dia a programação sénior que foi desenvolvida e adaptada às necessidades deste público e que estará disponível durante todo o ano.

Programa completo em www.pavconhecimento.pt .

A entrada no Pavilhão do Conhecimento é gratuita no Dia Mundial da Terceira Idade para maiores de 65 anos. As actividades são dirigidas a grupos e têm o custo de 2 euros por pessoa e por actividade.

Dia Nacional dos Castelos em Palmela - Comemorações | 8 de outubro

palmela%20e%20castelo.jpg

 

Palmela comemora o Dia Nacional dos Castelos no dia 8 de outubro, sábado, às 15h00, com uma visita encenada, gratuita, ao Castelo de Palmela, a partir da Igreja de Santa Maria. Os interessados poderão inscrever-se até ao dia 7, através do telefone 212336640 ou do e-mail patrimonio.cultural@cm-palmela.pt<mailto:patrimonio.cultural@cm-palmela.pt>.
Também no âmbito destas comemorações, a Biblioteca Municipal de Palmela  acolhe, no dia 8 de outubro, às 17h00, a Conferência "Arte, Estratégia e Natureza - A Fortificação da Barra do Tejo (sécs. XVI e XVII)", por Joaquim Boiça, com frequência gratuita.
O Dia Nacional dos Castelos é assinalado desde 1984, com o objetivo de promover, em todo o país, ações que visem a reflexão sobre o património fortificado. O Castelo de Palmela foi alvo de múltiplas intervenções de arquitetura militar, destacando-se as dos períodos medieval e moderno. Com ocupação islâmica entre os séculos VIII e XII, o Castelo foi sede da Ordem Militar de Santiago até à sua extinção, no século XIX. Através de Decreto de 16 de junho de 1910, o Castelo e a Igreja de Santiago foram classificados como monumentos nacionais.

Feira Quinhentista de Coina-Barreiro 30SET a 2OUT disponibiliza fatos para vestir a pele de personagem da época | Comemoração dos 500 Anos do Foral Manuelino

Feira_Quinhentista_1950x1000px.jpg

 

 

Coina, no Concelho do Barreiro, vai receber, no próximo fim-de-semana, de 30 de setembro a 2 de outubro, no recinto do Mercado Mensal/Tradicional, uma Feira Quinhentista. Este evento, que tem gerado grande entusiasmo e expectativa junto da população e, “artífices, artesãos, mercadores e regatões”, e, ainda, com inscrições abertas, terá uma área da restauração com, para já, 30 opções, das quais se destacam o ‘porco preto’, ‘leitão no espeto’ e ‘cerveja artesanal’. Estão, também, nesta altura, garantidas, dentro do recinto, 35 bancas de artesanato local e 30 espaços de artesanato temático. Com entrada livre, este evento está aberto ao público entre as 14h00 e as 00h00.

 

Existirão fatos de época para disponibilizar. O pedido deve ser feito junto da organização nos dias em que decorre a Feira. ‘Vestir’ a pele de uma personagem de época é o Convite deste evento, inserido no Programa de Comemorações dos 500 anos do Foral de Coina, atribuído por D. Manuel, a 15 de fevereiro de 1516.

 

O programa da Feira Quinhentista de Coina contém uma série de atrativos. Entre as muitas propostas refira-se, no domingo, 2 de outubro, pelas 10h00, o Passeio histórico, pedestre, por Coina – Visita guiada por um técnico da Câmara Municipal do Barreiro (CMB)/Espaço Memória a alguns dos vestígios históricos mais interessantes da vila de Coina. As inscrições para esta iniciativa são gratuitas (inscrições, ponto de encontro e início, no secretariado da Feira Quinhentista).

 

Arruada e Cortejo

 

Nos dias 30 de setembro e 2 de outubro irá realizar-se um desfile/arruada e um cortejo pelas ruas da Freguesia, pelo que se prevê condicionamento de circulação rodoviária nas seguintes artérias e períodos:

30 de setembro, das 14h00 às 16h00

. Estrada de Coina – Quinta da Areia

. Rua Profª Maria Rita Amaro Duarte

. Rua Bartolomeu Dias

. Rua D. Manuel I

 

2 de outubro, das 16h30 às 18h00

. Rua D. Manuel I

. Rua Profª Maria Rita Amaro Duarte

. Rua do Mercado

. Rua Bartolomeu Dias

. Estrada de Coina – Quinta da Areia

 

Programa:

30 de setembro – 6ª feira

14h00 - Abertura da Feira para a comunidade escolar

- Arruada e desfile pelas ruas do burgo (JOGRAIS DEL REI)

- Visita das crianças da comunidade escolar à Feira e participação na animação diversa

- Visita do Meirinho (oficial de justiça) às tendas dos mercadores, acompanhado por nobres e donzelas

18h00 - “O Dia nos Acampamentos Nómadas”: jogos de equilíbrio, malabarismo, dança e show aéreo (KINESSIS) (Palco da Feira)

18h30 - Aves de rapina: Demonstração de voo livre

(FAZENDA DOS ANIMAIS)

19h00 - Abertura Oficial da Feira Quinhentista

Encenação - Arauto anuncia a visita de D. Jorge, Mestre da Ordem de Santiago. Folguedos e danças

(GILTEATRO e GRUPO DANÇAS ANTIGAS ALHOS VEDROS)

19h30 - Comeres de sabor quinhentista e beberes de aroma nas tabernas

21h30 - Encenação – Atribuição do Foral à vila de Coina

22h00 - Animação diversa no Palco e ruas da Feira

- Danças da renascença

(GRUPO DANÇAS ANTIGAS DE ALHOS VEDROS)

- Danças orientais (COMPANHIA AL-NAWAR)

- Espetáculo de malabares de fogo (GILTEATRO)

23h00 - “Noite nos Acampamentos Nómadas”: jogos de equilíbrio, malabarismo, dança e show aéreo (KINESSIS)

24h00 - Encerramento

 

1 de outubro – sábado

15h00 - Abertura da Feira nas tendas dos mercadores e acampamentos

Arruada pelas ruas do burgo (BARDOADA e JOGRAIS DEL REI)

15h30 - Jogos Tradicionais e Animações de Rua (GILTEATRO, KINESSIS)

17h30 - Aves de rapina: Demonstração de voo livre

(FAZENDA DOS ANIMAIS)

18h00 - “O Dia nos Acampamentos Nómadas”: jogos de equilíbrio, malabarismo, dança e show aéreo (KINESSIS) (Palco da Feira)

18h30 - Exercícios de combate apeado (ESPADA LUSITANA)

19h30 - Comeres de sabor aldeanos e beberes de aroma nas tabernas

21h00 - Encenação – Atribuição do Foral à vila de Coina

21h30 - Animação diversa no Palco

- Música, animações e folguedos em honra D’El-rei D. Manuel I

(GRUPO DE DANÇAS ANTIGAS DE ALHOS VEDROS)

- Danças orientais (COMPANHIA AL-NAWAR)

- Espetáculo de malabares de fogo e queimada galega (GILTEATRO)

23h00 - “Noite nos Acampamentos Nómadas”: jogos de equilíbrio, malabarismo, dança e show aéreo (KINESSIS)

 

2 de outubro – domingo

10h00 - Passeio histórico por Coina – Visita guiada por um técnico da Câmara Municipal do Barreiro/Espaço Memória a alguns dos vestígios históricos mais interessantes da vila de Coina

Ponto de encontro e início – Feira Quinhentista (secretariado)

Inscrições gratuitas no secretariado da Feira

15h00 - Abertura da Feira nas tendas dos mercadores e acampamentos

Arruada pelas ruas do burgo (BARDOADA e JOGRAIS DEL REI)

15h30 - Jogos Tradicionais e Animações de Rua (GILTEATRO, KINESSIS)

15h30 - Mesa pedagógica sobre armaria (ESPADA LUSITANA)

(Acampamento Militar)

16h00 - Danças Antigas (GRUPO DE DANÇAS ANTIGAS CORVOS DO CONDE)

16h30 - Cortejo dos Cavaleiros, Meirinho, nobres, donzelas e homens bons pela vila de Coina

18h00 - Jogos de armas em honra d’El-Rei D. Manuel (ESPADA LUSITANA)

18h30 - “O Dia nos Acampamentos Nómadas”: jogos de equilíbrio, malabarismo, dança e show aéreo (KINESSIS) (Palco da Feira)

19h00 - Aves de rapina – Demonstração de voo livre

(FAZENDA DOS ANIMAIS)

19h30 - Comeres de sabor quinhentista e beberes de aroma nas tabernas

21h00 - Animação itinerante pelos palcos e recinto da Feira

- Danças orientais (COMPANHIA AL-NAWAR)

- Dança medieval (GRUPO DE DANÇAS ANTIGAS DE ALHOS VEDROS)

- Espetáculo de malabares de fogo no final da noite (GILTEATRO)

22h00 - “Noite nos Acampamentos Nómadas”: jogos de equilíbrio, malabarismo, dança e show aéreo (KINESSIS) (Palco da Feira)

23h00 - Encerramento da Feira

 

GRUPOS DE ANIMAÇÃO

ALCAIDE – camelos e acampamento

BARDOADA – música de inspiração medieval

BATUCANDO– tambores

COMPANHIA AL-NAWAR – dança oriental

ESPADA LUSITANA – exercícios de combate apeado, mesa pedagógica e acampamento

FAZENDA DOS ANIMAIS – exposição de animais da quinta, aves de rapina e demonstração de voo livre

GILTEATRO – encenações, animação de rua e espetáculo de fogo

GRUPO DE DANÇAS ANTIGAS DE ALHOS VEDROS – danças antigas

GRUPO DE DANÇAS ANTIGAS CORVOS DO CONDE – danças antigas

KINESSIS – animação de rua e espetáculo de fogo

JOGRAIS DEL REI – música de inspiração medieval

LEONOR E OS GANSOS

MINERARTE – acampamento das 3 culturas (árabe, cristã e judaica)

UTIB – alunos de Dança da Universidade da Terceira Idade do Barreiro

E outros...

 

Inserida no Programa de Comemorações dos 500 anos do Foral Manuelino

 

A Feira Quinhentista de Coina insere-se no Programa de Comemorações dos 500 anos do Foral de Coina, atribuído por D. Manuel, a 15 de fevereiro de 1516, a este antigo Município, atualmente, Freguesia integrante do Concelho do Barreiro. Em 2016, neste mesmo dia, foi assinalado o arranque das Comemorações dos 500 anos do Foral com uma “aula” sobre a temática, um Ateliê de Marionetas, ambos conduzidos por técnicos da Autarquia, e uma sessão de Dança Quinhentista, com a participação de alguns elementos da Alius Vetus, trajados à época, tendo como “palco” a Escola Básica local.

Estas Comemorações têm sido assinaladas com várias atividades durante o ano, prolongando-se para 2017.

 

«Se é artífice, artesão, mercador ou regatão»

 

«Se é artífice, artesão, mercador ou regatão e promove a venda e/ou demonstração de produtos característicos da época manuelina esta Feira é para Si!

Participe nesta recriação histórica do comércio, gastronomia e das artes e ofícios quinhentistas.»

As Normas de Participação – Exploração de Espaços encontram-se publicadas no Sítio Oficial da CMB na Internet, página http://www.cm-barreiro.pt/frontoffice/pages/792?news_id=5872.

Inscrições/+Informações sobre as Normas de Participação junto da ALIUSVETUS, através do endereço eletrónico feira.quinhentista.coina@gmail.com ou pelo telefone 962 483 731.

 

Esta é uma iniciativa da Câmara Municipal do Barreiro (CMB) e da União das Freguesias de Palhais e Coina, com o apoio à organização da ALIUSVETUS – Associação Cultural História e Património.

 

Open Day no Museu do Oriente | Sábado, 1 de Outubro - Dia Europeu de Fundações e Doadores | 10.00-18.00 | Gratuito

MOentrada.jpg

 

Associando-se às comemorações do Dia Europeu de Fundações e Doadores – 1 de Outubro –, a Fundação Oriente dá a conhecer a sua história e acção abrindo as portas do Museu do Oriente com um programa especial gratuito. Para além das actividades, a entrada no Museu é gratuita durante todo o sábado, 1 de Outubro.

 

Às 10.30, tem início a visita-jogo “Coleccionar para doar?”. Dirigida a famílias (crianças dos 6-12 anos), esta actividade percorre o Museu do Oriente para ilustrar as ideias de colecção e coleccionador e perceber a sua importância para manter a História viva.  Quem teriam sido os primeiros coleccionadores? Que histórias nos contam os objectos?

 

Segue-se, às 11.00, uma visita orientada às reservas da Colecção Kwok On. Levando os participantes a um dos lugares mais importantes e menos conhecidos do Museu - as reservas, onde se realizam os trabalhos de restauro e conservação destas peças - esta visita oferece um olhar privilegiado sobre a singular colecção Kwok On, sua origem e gestão. 

 

Constituída por mais de 13 mil testemunhos das artes performativas de toda a Ásia (instrumentos musicais, trajes, marionetas, máscaras, entre outros) e das suas grandes narrativas e religiões populares, a Kwok On é considerada a mais importante e representativa do género à escala europeia. 

 

Criada em 1971 por Jacques Pimpaneau - a partir da doação que lhe fora feita pelo Senhor Kwok On -, a colecção Kwok On foi incorporada no acervo da Fundação Oriente em 1999. Desde então, tem sido alvo de várias exposições em torno dos seus diferentes núcleos, bem como enriquecida com missões anuais de investigação e aquisição de peças. Uma das pessoas responsáveis por estas iniciativas, a curadora Sofia Campos Lopes, orientará esta visita.

 

Durante a tarde, a partir das 15.00, realiza-se uma visita orientada à exposição permanente “Presença Portuguesa na Ásia”, que integra núcleos de coleccionadores como Camilo Pessanha e Manuel Teixeira Gomes. Estes conjuntos de objectos, reflexos de paixões individuais, são hoje parte de uma narrativa pedagógica, no seio de um Museu. A relação entre privado e público, visão  individual e fruição colectiva serão abordadas nesta visita.

 

Constituída em 1988, a Fundação Oriente tem como objectivo a realização de acções de carácter cultural, educativo, artístico, científico, social e filantrópico que visem a valorização e a continuidade das relações históricas e culturais entre Portugal e o Oriente. O aparecimento do Museu do Oriente, em 2008, marca um novo ciclo na vida da Fundação, consubstanciando a sua vontade e vocação de contribuir para o encontro entre Ocidente e Oriente. 

 

Neste dia em que se pretende dar a conhecer a Fundação Oriente e os princípios que determinaram a criação do Museu do Oriente, a entrada no museu é gratuita bem como a participação nas actividades sendo, no entanto, necessária inscrição.

 

Open Day no Museu do Oriente

1 de Outubro - Dia Europeu de Fundações e Doadores

Programa gratuito | Entrada gratuita no Museu do Oriente

10.00-18.00

 

Coleccionar para doar?

Visita-jogo para famílias

10.30-11.30

Público-alvo: crianças dos 6 aos 12 anos, acompanhadas por um adulto

Participantes: máx. 25

 

Colecções vivas: a colecção Kwok On

Visita orientada às reservas da Colecção Kwok-On

11.00-11.30

Público-alvo: maiores de 16 anos

Participantes: máx. 10

 

Da Ideia à concretização: O Museu da Fundação Oriente

Visita orientada à exposição Presença Portuguesa na Ásia

15.00-16.00

Público-alvo: maiores de 7 anos

Participantes: máx. 25

 

 

Museu do Oriente, Avenida Brasília | Doca de Alcântara (Norte) | 1350-362 Lisboa

www.museudooriente.pt

 

AVENIDAS NOVAS comemora 3º aniversário e homenageia figuras públicas

 

 

A Junta de Freguesia de Avenidas Novas, em Lisboa, comemora esta quinta-feira o seu 3º aniversário, no VIP Executive Villa Rica Hotel, pelas 20h00. À semelhança dos anos anteriores, a freguesia homenageará figuras conhecidas do grande público, como Miguel Sousa Tavares e Júlio Isidro, e contará com uma atuação do fadista Jorge Fernando.

 

Esta quinta-feira, dia 29 de setembro, a Junta de Freguesia de Avenidas Novas (JFAN) comemora o seu 3º aniversário. A cerimónia evocativa do aniversário, conduzida pelo presidente da autarquia, Daniel Gonçalves, terá lugar no VIP Executive Villa Rica Hotel, às 20h00, e contará com uma sessão solene e cerimónia de homenagem a um conjunto de personalidades que se têm destacado em diversas áreas de intervenção na sociedade portuguesa.

Entre os homenageados da JFAN está o apresentador de televisão, Júlio Isidro; a artista plástica Graça Morais; o jornalista e comentador, Miguel Sousa Tavares; o gestor e ex-ministro da Saúde, Paulo Macedo; o escritor, investigador e antigo inspetor, Francisco Moita Flores; e o ex-Primeiro Ministro e empresário, Francisco Pinto Balsemão.

A freguesia distinguirá também a Fundação Calouste Gulbenkian, sediada nas Avenidas Novas, pela passagem dos 60 anos da sua criação completados este verão, na pessoa do seu presidente Artur Santos Silva. A título póstumo, será igualmente prestada uma homenagem ao ator e freguês, Raul Solnado.

A atuação musical estará a cargo do fadista Jorge Fernando e do coro da UNANTI – Universidade das Avenidas Novas para a Terceira Idade.

No âmbito das comemorações do seu 3.º aniversário, neste dia, às 11h00, a JFAN irá inaugurar o Ginásio da Junta de Freguesia de Avenidas Novas, com localização no edifício da Piscina da Freguesia de Avenidas Novas, na Rua Cardeal Mercier. Trata-se de um novo espaço, a juntar à piscina, ao pavilhão desportivo e ao polidesportivo, que permitirá reforçar a oferta da Junta aos seus fregueses e aos lisboetas em geral nas áreas do desporto e lazer.