Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Teatro de Sombras e Ateliê “Gota de Água”

Espaço Memória

 

 

Cartaz_Gota_agua.jpg

 

O Espaço Memória vai receber várias sessões do Teatro de Sombras e Ateliê “Gota de Água”, desenvolvido pelo Técnico da Câmara Municipal do Barreiro, João Gomes. As sessões, dirigidas aos estabelecimentos de ensino, mas também a todo o público infantil, realizam-se nos seguintes dias:

 

26 e 27 de junho

3 de julho

10 e 11 de julho

17 e 18 de julho

24 e 25 de julho

31 de julho e 1 de agosto

7 e 8 de agosto

14 de agosto

 

Esta iniciativa insere-se nas Comemorações dos 80 anos do abastecimento público de água no Barreiro. Este espetáculo de sombras chinesas, enriquecido com transparências coloridas e sons, pretende criar uma interação com o público infantil.

As inscrições são gratuitas mas obrigatórias.

A Confirmação da presença pode ser efetuada através dos contactos 21 206 81 85 ou 91 105 58 51 ou no Espaço Memória, Rua 17, nº10 - Parque Empresarial do Barreiro.

 

Recorde-se que, no Espaço Memória, está patente, até ao final do ano, a Exposição “80 anos de Abastecimento Público de Água do Barreiro”.

 

CMB

MORA: Museu Interactivo do Megalitismo prepara Megaventura para as Férias de Verão - 20 de Junho a 12 de Setembro

 

O Museu Interactivo do Megalitismo de Mora tem o prazer de divulgar, para estas Férias de Verão, um conjunto de actividades destinadas a diferentes públicos. Entre 20 de Junho e 12 de Setembro a Câmara Municipal de Mora convida a partilharem, com o Serviço Educativo do Museu Interactivo do Megalitismo, e de forma gratuita, uma fantástica aventura numa viagem ao passado. As actividades em destaque para este Verão:
Deusas Pintadas | Pintura e gravação de placas de xisto e grés com recurso a pigmentos de cores idênticas às encontradas nas originais. Duração: 30 min | Público-alvo: <12 anos | Preço: Gratuito

Pinturas Rupestres | Num ambiente de gruta/anta, recorrendo a corantes alimentares e pigmentos, vamos aprender a produzir tintas. Os visitantes são convidados a procurar diferenciar representações paleolíticas de neolíticas e aprender as diferentes técnicas usadas. Duração: 30 min | Público-alvo: <12 anos | Preço: Gratuito





Quero ser um Arqueólogo | Nesta actividade, vamos aprender os procedimentos inerentes a uma escavação. O antes, o durante e o depois, e ainda a interdisciplinariedade existente dentro dos procedimentos arqueológicos. Duração: 45 min | Público-alvo: <19 anos | Preço: Gratuito




Oficina de Talhe | Além de darmos a conhecer os variados objetos talhados (pontas de seta, lâminas, geométricos, raspadeiras) e a sua utilidade, vamos ainda aprender a fabricar alguns deles. Duração: 45 min | Público-alvo: >7 anos | Preço: Gratuito



Sobre o Museu Interactivo do Megalitismo de Mora: A antiga estação do caminho-de-ferro, em Mora, ganhou uma nova vida e também uma nova cara. Localizado no centro da vila, o Núcleo Regional do Megalitismo, inaugurado a 15 de Setembro do ano passado, contribuiu e tem vindo a contribuir, objectivamente, para a valorização e divulgação do património megalítico do Concelho, fruto dos mais de 100 anos de escavações arqueológicas aqui levadas a cabo, bem como para o enriquecimento social, cultural e económico do Concelho de Mora e, consequentemente, para a sua afirmação enquanto ponto de referência turística nacional e internacional. Em Maio deste ano, recebeu da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo – ERT, o Prémio de Melhor Projecto Público 2016.

 

Horário de Verão 10h-19h (encerra à 2ª Feira) T. (+351) 266 439 074 | (+351) 266 403 054 E. geralmegalitismo@cm-mora.pt W. www.museumegalitismomora.pt

Dominguinhos: Bolinhas de cor esborrachadas no papel

image002.jpg

 

Para se ser um verdadeiro artista (ou será cientista?) e criar obras-primas, mais do que um mundo de cores, pincéis e outros que tais, é precisa mas é muita imaginação! Uma folha de papel e sabão eis os materiais necessários para um atelier de ciência em que a pequenada irá construir uma pirâmide de bolinhas de sabão que, ao rebentarem na folha, resultará numa pintura original. Esta é a proposta para a manhã divertida, didática e diferente dos “Dominguinhos” de 18 de junho.

 

Os “Dominguinhos” são compostos por diferentes temáticas mensais e surgem da parceria com a Catavento, empresa da incubadora de indústrias criativas da Fundação de Serralves, que se dedica a projetos educativos. Aos domingos, entre as 11h00 e as 12h00, no corredor de Moda Infantil do MAR Shopping Matosinhos, Piso 0, acontece um leque de atividades gratuitas de lazer, numa simbiose perfeita de momentos alegres e educativos.

“Yoga com Histórias” apresenta “A Charada da Bicharada”

Cartaz_biblioteca.jpg

 

Inserida na programação da Biblioteca Júnior, no dia 17 de junho, sábado, pelas 11h00, terá lugar ‘Yoga com Histórias’ dedicada ao livro ‘A Charada da Bichada’, de Alice Vieira. A atividade será dinamizada por Marta Teixeira, no Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

 

Faixa etária – crianças dos 3 aos 10 anos

Entrada livre, mediante inscrição.

Limite de inscrições: 12 famílias

Inscrições – 21 206 86 59.

 

  CMB

POCOYO CONFIRMADO NO FESTIVAL PANDA

77b6f7e2-00c4-491b-bed6-96e15cf066ff.png

 

Evento arranca a 24 de Junho no Porto, seguindo para Lisboa e Leiria

 

A atuação de Pocoyo reforça o cartaz da 10ª edição do Festival Panda com mais um nome de peso. O maior evento infantil em Portugal realiza-se nos dias 24 e 25 de Junho no Estádio do Mar, em Matosinhos, 30 de junho, 1 e 2 de julho, no Parque dos Poetas, em Oeiras e pela primeira vez em Leiria, no dia 9 de Julho, no Estádio de Leiria.
 
Patrulha Pata, Masha e o Urso, Ursinhos Carinhosos, Kate & Mim Mim e Pocoyo, algumas das personagens mais acarinhadas pelos espectadores do Canal Panda, garantem ao longo de seis dias de festa, espetáculos repletos de cor, dança, música e muita interatividade.

Nesta edição especial, que assinala o 10º aniversário, esperam-se seis dias de pura euforia nos espetáculos de palco e através das diversas animações e atividades disponíveis no recinto, garantindo a todas as crianças e aos seus familiares um dia muito especial repleto de alegria na presença dos seus heróis preferidos.


Depois da primeira edição em 2008, o Festival Panda esgotou todas as sessões em 2010, 2011 e 2014, tendo nesse último ano alcançando o Prémio de Melhor Festival de Famíla nos Pumpkin Awards. A edição do ano passado assinalou o 20º aniversário do Canal Panda ao longo de cinco dias de festa, seis sessões esgotadas e cerca de 60 mil espectadores.
 
O Festival Panda é produção conjunta entre o Canal Panda e a Lemon, especialmente preparada para todas as famílias com crianças entre os 2 e os 10 anos de idade, disponibilizando duas sessões separadas, uma para a manhã, com início às 9h00, e outra à tarde, com início às 15h30, bem como áreas de recreio e locais com sombras e espaços sentados.

Bilhetes à venda na Bilheteira Online e nos locais habituais, com garantia de desconto até 31 de maio, ao custo de 18 euros para uma entrada individual e de 49 euros e 59 euros para pacotes familiares de três e quatro bilhetes respetivamente. Mais informações disponíveis em www.canalpanda.pt
www.lemon.pt

PREÇOS

 
Até 31 de maio:
Bilhete Individual: 18€
Pack 3 bilhetes: 49€
Pack 4 bilhetes: 59€
 
A partir de 1 de junho:
Bilhete Individual: 20€
Pack 3 bilhetes: 55€
Pack 4 bilhetes: 68€

NOVO HORÁRIO

 
Sessão da Manhã
Abertura das Portas – 09h00
Início dos Espectáculos – 10h30
Fim dos Espectáculos – 12h30
Encerramento do Recinto – 13h30
 
Sessão da Tarde
Abertura das Portas – 15h30
Início dos Espectáculos – 17h00
Fim dos Espectáculos – 19h00
Encerramento do Recinto – 20h00

NOTA:
No dia 30 de Junho no parque dos Poetas em Oeiras, realiza-se apenas a Sessão da Tarde.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oficinas Criativas – Verão 2017

arteviva oficinas criativas.jpg

 

Arteviva – Companhia de Teatro do Barreiro

 

Oficinas Criativas – Verão 2017

 

Estão abertas as inscrições para as Oficinas Criativas – Verão 2017 da Arteviva – Companhia de Teatro do Barreiro, que decorrem no mês de julho.

 

Vamos fazer teatro durante o mês de julho? Vamos aprender coisas novas? 

Luzes, cenário, roupas? Comédia, drama, musical? O que se esconde por detrás das cortinas do teatro? Vem descobrir! E no final... o pano vai abrir!

Duas quinzenas e muita diversão!

 


Mais informações em arteviva.geral@gmail.com e/ou 910 093 886

 

 

CMB

Música, colagem, ilustração e ópera animam o Verão no Museu do Oriente | Oficinas para crianças dos 6 aos 12 anos

 

Oficinas para crianças dos 6 aos 12 anos

 

Música, colagem, ilustração e ópera animam o Verão no Museu do Oriente

 

Inspirando-se nas suas colecções, o Museu do Oriente criou um programa de oficinas de férias multi-disciplinar que se estende desde o final de Junho até meados de Agosto, para crianças dos 6 aos 12 anos. As propostas são diversas, unidas pelo elo comum do Oriente e pelo forte estímulo criativo e artístico.

 

O programa começa em finais de Junho (26 a 28), com a “Oficina de Teatro de Sombras”, onde crianças dos 6 aos 8 anos vão descobrir a cultura japonesa através do conto A Árvore, criar pequenas encenações em teatro de sombras e serão responsáveis por construir as suas próprias marionetas e interpretar personagens. A oficina repete de 28 a 30 de Junho, desta feita para participantes dos 9 aos 12 anos.

 

Julho traz o desafio de explorar as várias facetas do espectáculo surpreente que é a ópera chinesa, através da exposição com o mesmo nome, que dá o mote a três oficinas matinais:

 

“Shou, Dan, Sheng ou Jing? Qual deles serás tu?” que decorre de 3 a 7 de Julho, com repetição de 31 de Julho a 4 de Agosto. Os participantes (dos 6 aos 10 anos) vão aprender a reconhecer os quatro tipos de personagens da Ópera de Pequim, bem como a importância dos figurinos, pinturas faciais e caracterização dos actores para, no final da semana, serem verdadeiros especialistas nesta arte classificada de Património Cultural da Humanidade.

 

“Silêncio, o espectáculo vai começar!” é a oficina que se realiza de 10 a 14 de Julho, com repetição de 7 a 11 de Agosto. Do cenário ao guião, do traje à encenação, e tendo por inspiração os enredos e figurinos da Ópera Chinesa, cada criança vai descobrir o actor que há em si para, em conjunto com os colegas, criar e montar todo um espectáculo para apresentar no final da semana.

 

Em directo da Ásia é como os enviados especiais do Museu do Oriente se vão sentir durante a oficina “Reportagem pelo Oriente”, na semana de 17 a 21 de Julho e repetição de 14 a 18 de Agosto. Uma entrevista ao imperador que mandou erigir o Taj Mahal, um dia na companhia do construtor da Grande Muralha da China, e muitas outras notícias em primeira mão, sem sensacionalismos e o máximo de isenção, são os trabalhos em agenda para os pequenos repórteres por terras do Oriente.

 

dic_ilustrado_oficinailust.jpg

 

Da parte da tarde, e sob os mesmos temas, realizam-se também nestas semanas oficinas de colagem. Desenvolvidas por Margarida Girão, designer e ilustradora, estas oficinas pretendem sensibilizar para o processo criativo e de interpretação da realidade, através da colagem. As peças criadas durante as Oficinas de Longa Duração serão únicas e cada criança ficará com a sua, como lembrança da semana divertida e lúdica assim como da aprendizagem cultural do Oriente e das técnicas criativas de interpretar o mundo. As actividades propostas desenvolvem a criatividade e a interpretação da realidade.

 

O lado mais artístico das crianças dos 6 aos 10 anos será, mais uma vez, estimulado através da oficina de ilustração “Entre Palavras e Caras” que se desenrola nas manhãs de 24 a 28 de Julho, sob orientação da ilustradora Rafaela Rodrigues. Nesta oficina, vamos brincar com as formas e expressividade das caras e seus elementos (boca, nariz, olhos, orelhas), bem como das palavras. Exploraremos as nossas semelhanças e o que nos distingue uns dos outros. Palavras soltas, Retratos e um Dicionário Ilustrado serão algumas das composições a construir ao longo desta semana.

 

O workshop intensivo de violino “Para quem nunca tocou violino!”, indicado para crianças dos 7 aos 12 anos regressa com as férias. Os pequenos aprendizes vão ter a oportunidade de contactar de perto com este instrumento, que se pensa ter ‘nascido’ na China, através de uma introdução lúdica a pedagogicamente estruturada ao violino que se prevê para as semanas de 10 a 14 de Julho, 24 a 28 de Julho e 31 de Julho a 4 de Agosto. No final de cada oficina de 5 sessões, os participantes apresentam-se em concerto.

 

Música, ilustração, colagem e muito mais, são as propostas do Museu do Oriente para explorar criativamente o Oriente, este Verão, nas oficinas de férias.

 

Museu do Oriente - Férias de Verão 2017

 

Oficinas de Teatro de Sombras

26 - 28 Junho

Segunda a Quarta-feira

14.30-17.30

Público-alvo: 9-12 anos

Preço: € 36/3 tardes

Participantes: mín. 5, máx. 10

 

28- 30 Junho

Quarta a Sexta-feira

10.00-13.00

Público-alvo: 6 - 8 anos

Preço: € 36/3 manhãs

Participantes: mín. 5, máx. 10

 

Oficinas de Ópera Chinesa e de Colagem

Oficina Colagem.jpg

 

3 de Julho – 18 Agosto

Segunda a sexta-feira

09.30-12.30 e das 14.30-17.30

Público-alvo: 6-10 anos

Preço: € 12/ manhã ou tarde

Participantes: mín. 4, máx. 10

 

3 - 7 Julho | 31 Julho - 4 Agosto

“Shou, Dan, Sheng ou Jing? Qual deles serás tu?”

 

10 - 14 Julho | 7 - 11 Agosto

“Silêncio, o espectáculo vai começar!”

 

17- 21 Julho | 14 - 18 Agosto

“Reportagem pelo Oriente”

 

Oficina de Ilustração

Entre Palavras e Caras

24 a 28 Julho

Horário: 9.30 -12.30

Público-alvo: 6-10 anos

Preço: € 12/ tarde

 

Workshop Intensivo de Violino

“Para quem nunca tocou violino!”*

10 a 14 Julho

24 a 28 Julho

31 Julho a 4 Agosto

Horário: 14.30-17.30

Público-alvo: 7-12 anos

Preço: € 80/ 5 tardes

*Os violinos são fornecidos no workshop

 

Museu do Oriente antecipa os Santos Populares com oficinas para famílias

 

 

sapatos mágicos.jpg

 

Os Santos Populares celebram-se mais cedo no Museu do Oriente, durante o fim-de-semana de 10 e 11 de Junho, com as actividades “Não é trono, é oratório! Em honra de Santo António”, “Sapatos Mágicos!” e “Papagaios Mensageiros”.

 

Por ocasião do dia dedicado ao santo tão querido da cidade de Lisboa, o Museu do Oriente dá a conhecer os oratórios pertencentes à sua colecção para que sirvam de inspiração na construção de um modelo original, criado pelas famílias participantes na oficina “Não é trono, é oratório! Em honra de Santo António” (11 de Junho, às 11.00). Menino Jesus, arco, balão, manjerico ou mesmo uma sardinha, cada família escolherá os elementos com quer decorar o seu oratório de Santo António.

 

A partir dos magníficos exemplares em exposição n’”A Ópera Chinesa”, a oficina “Sapatos Mágicos” mergulha num universo de cores e personagens – guerreiros, princesas, bailarinas ou feiticeiros. A partir de um par de sapatos muito especial, os participantes (bebés de 1 e 2 anos, acompanhados pelos pais), poderão viver uma ou várias aventuras, numa oficina que se realiza sábado, 10 de Junho, em dois horários, 10.00 e 11.00.

Também no sábado, desta feita para crianças dos 6 aos 12 anos, o desafio é construir os seus próprios “Papagaios Mensageiros”. Retrocedendo à China de há 2.000 anos atrás, a oficina traça a história dos papagaios de papel e suas utilizações, na origem ligadas a operações militares, para sinalizar ou comunicar. Com forma de animal – real ou mitológico, do peixe ao dragão – e muita cor, os participantes vão conhecer peças e histórias da Ásia para depois imaginarem e construírem o seu próprio papagaio.

 

“Oficina Sapatos Mágicos!”

Ateliês Primeiros Passos

10 ou 24 Junho

Horário: 10.00-10.30 ou 11.00-11h30

Público-alvo: bebés de 1 e 2 anos, acompanhados por um adulto

Preço: € 4/participante [adulto ou criança]

Participantes: mín. 10, máx. 20

 

Oficina “Papagaios Mensageiros”

Sábados em Oficina

10 ou 24 Junho

Horário: 15.00-17.00

6-12 anos

€5,00

Participantes: mín. 8, máx. 15

 

“Não é trono, é oratório! Em honra de Santo António”

11 ou 25 de Junho
Horário: 11.00-12.30 
Público-alvo: Famílias (crianças a partir dos 5 anos)
Preço: € 4/participante (adulto ou criança)

Participantes: mín. 10,  máx. 24

Pinturas, jogos e muita diversão: a Milaneza alimenta a imaginação dos mais novos!

image005.jpg

 

Desde 2014 que a Milaneza alimenta a imaginação dos mais novos no NOS Primavera Sound e, este ano, não é exceção! A primeira e única marca presente neste Festival com uma ativação dirigida às crianças, volta ao Parque da Cidade, no Porto, entre os dias 8 e 10 de junho com a Aldeia Milaneza, o local onde a diversão é garantida.

 

Criar esculturas e mandalas com os mais diversos tipos de massa, brincar aos jogos tradicionais e fazer pinturas faciais são apenas algumas das atividades que a Milaneza proporciona aos mais novos. Neste espaço, as crianças podem ainda tirar fotografias originais e divertidas num painel colorido criado especialmente para este momento. Neste festival tipicamente familiar, a Milaneza volta a ser a única marca a proporcionar às crianças momentos inesquecíveis e aos pais o seu merecido descanso.

 

E que tal alimentar a imaginação da sua família com a Milaneza no NOS Primavera Sound?

Casa do Coreto - Junho / Julho 2017

Junho

image004.jpg

 

OFICINA DE PERCUSSÃO VEM TOCAR BATERIAS

24  junho

sábado 15h00 às 18h00


Para todas as idades  Oficina Percussão

 


Vem transformar lixo em instrumentos de percussão e fazer parte de uma mini-orquestra bem divertida!

vemtocarbaterias.webnode.pt

Com Nuno Sarafa
about.me/nunosarafa

 

 

julho

image010.jpg

A BOTA VELHA

15 julho

sábado 21h30

 

M/6 Teatro

50m

Sobre
Parti desafiando um amigo, um ilustrador que à revelia deixava escorrer lúcidos, absurdos e estimulantes escritos. Encantou-me a forma como desencadeava humor nas anormalidades do dia-a-dia, ora envergando nós, estrutura Animateatro, uma especial estimação pelo tratar a seriedade de forma estranha, instiguei-o, acedeu gentilmente e de tecla em punho presenteou-nos com uma viagem que tanto veste absurdo, melancolia como comicidade.
No processo dramatúrgico, o que mais se demarcou foi a intenção em explanarmos a disparidade entre o ficcional e o real, entre gerações, entre o brincar e o estagnar. Saberá quem nos lê que, muitas vezes, por nos considerarmos vetustos, não nos permitimos à ação de foliar, não deixamos fruir a diferença que nos circunda, fechamos janelas, inibimos experiências de entrar.  Na solitude da maturidade, frequentemente resgatamos imagens a uma memória imberbe, vestida de uma beleza inócua que se dilui lentamente, mas à qual inconscientemente persistimos em ancorar. Lá, questionamos de forma labiríntica os momentos, existe a dificuldade em discernir o real ou fabricado, entre a ilustração ou fotografia, mas é crucial registar o pormenor, pois sem ele o que seria do beco, da bicicleta ou até da vizinha.
Tratamos uma viagem recheada de passados possíveis. (Lina Ramos)

Sinopse
Quantos queres? Sim é aquele jogo em que podemos escolher, onde pequenas pintas com cores nos instigam, revelando estreitas janelas, potenciando vastas possibilidades. Quantos pormenores queres? Há Vermelho que traz uma vizinha com sete chapéus, o verde que carrega a bicicleta velha do carteiro novo, o amarelo que imponentemente revela o par de pombas nas suas assembleias gerais.
Se abrirmos um buraco, se puxarmos um fio, o que acontecerá? Uma memória fabricada, um futuro aberto, um presente intemporal, uma bota que é velha? Pode até não acontecer nada, pode até ser tudo uma brincadeira.

Ficha Técnica e Artística
TEXTO: Rodolfo Bispo | CO CRIAÇÃO: Cláudio Pereira e Lina Ramos | INTERPRETAÇÃO: Cláudio Pereira e Lina Ramos | SONOPLASTIA: Cláudio Pereira | DESENHO DE LUZ, FIGURINOS E CENÁRIO: Cláudio Pereira e Lina Ramos I EXECUÇÃO DE FIGURINOS: Maria Teresa Beirão e Lina Ramos | SERRALHEIRO: José Galego | ILUSTRAÇÃO; GRAFISMO: Rodolfo Bispo | FOTOGRAFIA: Patrícia Ricardo

PRODUÇÃO: Animateatro

 

image012.jpg

 

OFICINA DE DANÇA

“Há mar e mar, há ir e voltar”

21 e 22 julho

sexta e sábado 17h30 às 18h30

 

M/6 aos 10  Oficina Dança

 

Vamos Mergulhar e Descobrir o que as ondas do Mar nos Contam, nos Cantam e nos fazem Dançar. 

 

Telma Jesus Pereira

Danseuse Chorégraphe

Cie Asylum 

http://amlete.wixsite.com/telmapereira

image013.jpg

TÉTE Á TÉTE

21 e 22 julho

sexta e sábado 19h00

 

M/6  Dança

25' 

 

Sinopse:

Duas lavadeiras encontram-se no final da tarde para um piquenique que cedo se transforma num belo passeio pelo imaginário insano, delirante e caricato de um sonho em comum: o Amor.

 

Criação e interpretação Telma Jesus Pereira

Voz e interpretação Dora Fidalgo

 

image015.png

 

OFICINA de clown com SILVIA LEBLON (Spirulina)

Corpo, estado e criação no jogo do palhaço

24 a 28 julho

segunda a sexta 18h00 às 22h00

 

M/15 Oficina Clwon

20h 

 

Palhaço é jogo cênico que envolve tradição, expressão e arte.

O palhaço espelha a imperfeição, a fragilidade e a perplexidade humanas diante da vida.

Esta oficina trabalhará, a partir de jogos e exercícios corporais específicos, o estado de vulnerabilidade próprio do palhaço, algumas regras básicas desse jogo, e a exploração de recursos pessoais para a criação da cena.

 

Objetivos

Palhaço é corpo, palhaço é estado, palhaço é jogo. Arte é criação e técnica. Jogo tem regras.

Vamos treinar o corpo, descobrir e desenvolver estados de ser, reconhecer e ampliar os recursos pessoais para a cena, conhecer um pouco das regras do jogo.

 

Público Alvo

Atores, palhaços, artistas cênicos em geral, pessoas interessadas na arte do palhaço, com disponibilidade para atividade física.

 

Preço

100 euros (50 % deve ser pago até 2 de Julho)

 

Formadora

Silvia Leblon

Palhaça Spirulina, fundadora do núcleo NaCompanhiaDosAnjos, da Cooperativa Paulista de Teatro, iniciou o estudo do clown no LUME - Núcleo  Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da Unicamp, em 1995, com Carlos Simioni e Ricardo Puccetti; fez aulas com Philippe Gaulier, Ângela de Castro, Sue Morrison, Cristiane Paoli Quito, Leo Bassi, Leris Colombaioni, Moshe Cohen, Hilary Chaplain, e outros. Dirigiu Devidas Pílulas com os alunos da ECA-USP, em 2000. Em 2007 foi contemplada com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz para montagem do espetáculo solo Spirulina em SPATHÓDEA, sob a direção de Ricardo Puccetti (do Lume Teatro). Dedica-se ao estudo e treinamento da arte do palhaço-ator-dançarino, atuando, dirigindo, produzindo espetáculos, ministrando oficinas e treinamentos em sede própria na cidade de São Paulo desde 1999, tendo levado seu trabalho para outras regiões do Brasil.

 

 

image018.jpg

 

LOVE

29 julho

sábado 21h30

domingo 19h00

 

M/12  Clown

45m

 

LOVE é um solo sobre a espera - a Palhaça Valquíria Mascarenhas prepara-se para um encontro romântico com o amor de sua vida. Valquíria arruma-se construindo uma atmosfera de amor perfeita e espera, o público acompanha todas as etapas de construção do ambiente: o vestir-se da palhaça, a arrumação dos objectos e o tempo que passa em vários relógios.  

 

 

FICHA TÉCNICA

Direção de Produção: Pagu Produções

Direção: Karla Concá

Atuação: Fernanda Paixão

Direção de Arte: Raísa Curty

Figurino: Fernanda Paixão e Raísa Curty

Roteiro: Fernanda Paixão e Karla Concá

Iluminação: Samitri Bará

Arte Gráfica: Pauline Qui

Colaboração na Criação: Aline de Oliveira

Operação de Som: Nívea Santana

Operação de Luz: Samitri Bará

Pesquisa de Som e Música: Fernanda Paixão

Apoio: Transbordo Discos, Susane Sabino Fotografia e Casa Gira Mundo