Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

El Penúltimo Tango | Homenagem a Astor Piazzolla

544_2445_1.jpg

 

TEATRO TIVOLI BBVA
6 Julho às 20h30
Celebração do Dia Nacional da Argentina

Criado por Carla Algeri, ilustre compositora e bandeonista, El Penúltimo Tango é um espectáculo ilustrativo da vida quotidiana argentina, onde a música, a dança, o canto, a poesia e o teatro se entrelaçam numa herança cultural única. Emocionante e emotivo, presta homenagem a diferentes poetas e compositores de tango, destacando-se a obra do mestre Astor Piazzolla. 

Com direcção do maestro Miguel Madaleno, a Orquestra Philarmónica de Lisboa junta-se aos solistas Daniel Flórez e Teresita Estrada, ao clarinete de Mariano Rey e ao bandoneón de Carla Algeri, neste concerto que prova existir um tango para cada  momento das nossas vidas!

M/6

Noite de Pole Dance com Carolina Ramos no Casino Lisboa

Carolina Ramos_Pole Dance.jpg

 

Com noites de animação sempre renovadas, o Casino Lisboa propõe, no próximo Sábado, 17 de Junho, a partir das 23 horas, um original espectáculo de pole dance no palco central do Arena Lounge. Carolina Ramos será a protagonista. A entrada é livre.

 

Carolina Ramos apresenta-se no Arena Lounge com uma singular performance artística de pole dance, unindo a dança com a acrobacia aérea, onde a expressão corporal se alia à música, criando poesia única. 

 

Preso numa gaiola, um pássaro liberta-se! Ele abre as asas graciosamente e voa livre num espaço infinitamente amplo, cheio de possibilidades, cheio de sonhos e vida.

 

 

Com entrada livre, os visitantes do Casino Lisboa poderão assistir ao espectáculo de Pole Dance no Arena Lounge:

- Pole Dance Carolina Ramos: 17 de Junho, a partir das 23 horas.

 

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.

 

 

CCVF | Companhia Nacional de Bailado assinala 40 anos de vida no Centro Cultural Vila Flor (18 junho)

Guimarães recebe programa especial constituído por quatro peças dos coreógrafos Olga Roriz, Vasco Wellenkamp, William Forsythe e Ohad Naharin

 

Atualmente a comemorar 40 anos de existência, a Companhia Nacional de Bailado apresenta no próximo dia 18 de junho, às 21h30, no Centro Cultural Vila Flor, um programa constituído por quatro peças em reposição, cujo êxito de público foi marcante em temporadas recentes. “Treze Gestos de um Corpo”, de Olga Roriz, “Será que é uma Estrela”, de Vasco Wellenkamp, “Herman Schmerman”, de William Forsythe, e “Minus 16”, de Ohad Naharin, são as peças que compõem o programa especial que será apresentado em Guimarães.

 

Treze Gestos de um Corpo” é um clássico e uma das coreografias mais carismáticas de Olga Roriz, onde um elenco masculino alterna com um feminino numa sucessão de solos e num crescendo de intensidade dramática. “Esta peça é sobre o reflexo de uma pessoa em frente de dois espelhos paralelos que formam uma multiplicação de imagens até ao infinito. No entanto em cada um desses espelhos a imagem não é igual. É como se em cada um houvesse uma evolução, uma transformação do movimento, uma continuação do gesto do anterior. Como se cada imagem fosse autónoma da anterior. Com vida própria e independente. Com sentimentos, emoções e estares diferentes. Uma personalidade dividida.”, explica Olga Roriz. Ainda que concebida para um elenco de homens, após a sua estreia em 1987 no Grande Auditório da Gulbenkian, “Treze Gestos de um Corpo” tem sido também frequentemente interpretada por elencos femininos. A peça entrou para o repertório da CNB a 8 de março de 2007, e, tal como nessa altura, volta a ser dançado por treze homens ou por treze mulheres.

 

Será que é uma Estrela?” é uma peça recentemente coreografada por Vasco Wellenkamp, numa sentida homenagem à bailarina Graça Barroso. Vasco Wellenkamp iniciou a sua carreira, quer como bailarino, quer como coreógrafo, no Ballet Gulbenkian, onde obteve muitos dos seus êxitos, tanto em Portugal, como em espetáculos internacionais realizados por esta companhia. Foram muitos os bailarinos com quem trabalhou, mas a sua intérprete inspiradora foi Graça Barroso, uma das primeiras bailarinas desta companhia que cedo se tornou referência na dança em Portugal. Nesta criação, Vasco Wellenkamp coreografou três canções de amor (“Eu sei que vou te amar”, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes; “Eu te amo”, de Tom Jobim e Chico Buarque; e “Beatriz”, de Edu Lobo e Chico Buarque), interpretadas por Maria João e o pianista João Farinha.

 

O programa reserva, ainda, duas peças de criadores internacionais. “Herman Schmerman”, dueto do coreógrafo norte-americano William Forsythe, cujo título não pretende ter qualquer significado, mostra-nos o encontro de um casal que, através de uma execução técnica quase impossível – como são, aliás, todas as obras de reportório deste coreógrafo – não deixa de nos sugerir uma narrativa de humor muito subtil. “Herman Schmerman” estreou em 1992 no Ballet da cidade de Nova Iorque, coreografado para cinco bailarinos. Quatro meses mais tarde, para o Ballet de Frankfurt, Forsythe criou um dueto adicional a este bailado. Desde então é apresentado em diversas companhias no mundo, tanto a versão completa como apenas o dueto. Esta é uma aparente competição homem-mulher. Para o coreógrafo é uma simples peça sobre dança.

 

A fechar o espetáculo sobe ao palco “Minus 16” do israelita Ohad Naharin, um dos mais reconhecidos coreógrafos contemporâneos a nível mundial. Sobre “Minus 16”, o atual diretor artístico da companhia israelita Batsheva diz “não é um novo trabalho, é mais uma reconstrução: gosto de pegar em peças ou secções de peças minhas e trabalhá-las de novo, reorganizá-las criando a possibilidade de as ver sobre um outro ângulo. Isso ensina-me sempre algo novo sobre o meu trabalho e a composição. Nesta peça eu peguei em diferentes secções de diferentes trabalhos meus. Foi como se eu estivesse apenas a contar o princípio ou o meio, ou o fim de várias histórias os quais depois de organizados resultam num trabalho tão ou mais coerente do que o original.”. Com “Minus 16”, confirma-se, sem dúvida, a habilidade de Ohad Naharin em saber como fazer o público dançar.

 

Quatro obras icónicas, de quatro coreógrafos consagrados, são a garantia de uma grande celebração no palco do Centro Cultural Vila Flor que, ao comemorar o 40º aniversário da Companhia Nacional de Bailado, comemora também a dança e a sua história.

 

image003.jpg

 

Também para assinalar os 40 anos da Companhia Nacional de Bailado, o Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor apresenta no dia 13, às 15h00, um filme da realizadora Cláudia Varejão e da sua assistente de som Adriana Bolito. “No escuro do cinema descalço os sapatos” é um documentário que resulta da recolha de imagens do quotidiano da companhia, ao longo de doze meses. Dançar, mais do que uma profissão, é um modo de vida, e o título do filme, um poema de Adília Lopes, gentilmente cedido pela autora, remete-nos para a vulnerabilidade dessas vidas. Este filme acompanha, por um lado, as criações, estreias e digressões da companhia de dança mais antiga do país e, por outro, o trabalho silencioso e estrutural de cada bailarino. A projeção do filme “No escuro do cinema descalço os sapatos” tem entrada livre.

 

Os bilhetes para o espetáculo encontram-se à venda nas bilheteiras do Centro Cultural Vila Flor e da Plataforma das Artes e da Criatividade, bem como nas lojas Fnac e El Corte Inglês, entre outros pontos de vendas, e na internet em www.ccvf.pt e oficina.bol.pt.

Terra Chã no CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

23 e 24 de junho | Pequeno Auditório | 21:00

Companhia de Dança de Évora
Os diferentes percursos entre as vozes do cante alentejano e os ambientes do Alentejo são desenhados pela coreógrafa Nélia Pinheiro na sua nova criação, Terra Chã, com a Companhia de Dança de Évora, espetáculo que conta ainda com a música do islandês Ólafur Arnalds.
Comprar

Mês da Dança do Barreiro até 28 de maio

 

Uma Aula Aberta para Avós e Netos (17 de maio, no Quartel dos Bombeiros Voluntários do Barreiro – Corpo de Salvação Pública), Dancehall  Oficina de Danças Urbanas e Workshop de Ballet para Bebés (ambas dia 21, no AMAC - Auditório Municipal Augusto Cabrita), além de Aulas Abertas de Biodanza (todas as segundas-feiras do mês de maio, Inst. Politécnico – ESTBarreiro/IPS), são algumas das propostas para os próximos dias no âmbito do Mês da Dança, que se prolonga até 28 de maio, e, ainda, tem agendada a grande coprodução, de flamenco tradicional de Sevilha, “Sencillo”, dia 27, às 21h30, também no AMAC.

 

Mes da Danca 2017-08_n.jpg

 

O Pássaro de Fogo Re-Imaginado, pela Companhia de Dança Marina Popova, o Workshop de Dança Contemporânea para Crianças "Era Uma Vez Um Corpo: Eu, Tu, Nós", com Rafael Alvarez, e o Workshop “Samba no Pé”, no AMAC, foram as “ofertas” deste fim-de-semana do evento.

 

Até 28 de maio ainda muito há para experimentar, fazer, assistir:

Auditório Municipal Augusto Cabrita

DANCEHALL  OFICINA DE DANÇAS URBANAS

21 Maio | Domingo | 10h00 às 11h00 | Sala de ensaios

Formador: Cíntia Duarte

M/6 anos

Ingressos: 3,00€

Informações/reservas: 212 068 230

 

 

 

“SENCILLO” ESPETÁCULO FLAMENCO TRADICIONAL – SEVILHA

27 Maio | Sábado | 21h30

Projeto em Coprodução com a Câmara Municipal do Barreiro

Quando pensamos em flamenco inevitavelmente somos transportados para um mundo onde imperam os sentidos, o espontâneo, as emoções e as diferentes formas que esta Arte se propõe a expressá-las.

Há um diálogo constante entre cante, toque e baile, impulsionando uma necessidade de ouvir, de respirar, de estar conectado, para que a comunicação se possa sentir fluida e em harmonia... Quase como que uma metáfora para com o pulsar natural da Vida!

“Sencillo” despe-se assim de pretensões e referencia-se num flamenco simples, sensível, sentido, que encontra nos sentimentos comuns a todos os seres humanos, a matéria-prima para contar esta história!

 

Baile - Marta Chasqueira e Marta Manzano
Cante - Rosi Navarro "La Divi"
Guitarra - Jesus Rodriguez
Palmas - Patrícia Lozano

 

M/6 anos

Duração: Aprox. 75 min.

Ingressos: 10,00€

Informações: 212 068 230

 

FESTA DA DANÇA DA UNIVERSIDADE DA TERCEIRA IDADE DO BARREIRO

28 Maio | Domingo | 16h00 às 18h00

Entrada livre

Informações: 212 068 230

 

OUTROS LOCAIS

AULAS ABERTAS DE BIODANZA

Todas as 2ªs feiras de Maio | 20h15 | Inst. Politécnico – ESTBarreiro/IPS

Facilitadora: Neusa Tobias

Adultos | biodanza.do.ser@gmail.com | biodanza-do-ser.webnode.pt/ | facebook.com/NeusaTobias/

 

AULA ABERTA PARA AVÓS E NETOS

17 Maio | Quarta-feira | 11h00 às 12h00 | Quartel dos Bombeiros Voluntários do Barreiro – Corpo de Salvação Pública

Professora: Inês Nunes | Entrada livre

 

WORKSHOP DE INICIAÇÃO AO POLE DANCE

24 Maio | Quarta-feira | 20h00 às 21h30 | Yoga Spot Barreiro

Professora: Miss Jasmin

M/16 anos

Nº máximo de participantes: 6 (só para mulheres)

Entrada livre | Informações/Inscrições: 932 337 557

Morada: Avenida Bento Gonçalves (Avenida da Praia), 124

 

AULA ABERTA DE HIP HOP | DANCE COOLTURE

27 Maio | Sábado | 10h30 às 12h30 | Ginásio Bóia

Inauguração da Academia dos Dance Coolture, no Ginásio Bóia

Professor: Sérgio Alegria

M/5 anos

 

SHOWCASE VI  DANCE FIRST, THINK LATER | COMPANHIA DE DANÇA INFORMAL EFFECTIVE CREW

27 de Maio | Sábado | 14h30 e 19h30 | SDUB "Os Franceses"

Público em geral

Ingressos – 3,00€

Informações/reservas: 212 073 237

 

A reprodução textual da informação implica a referência da sua autoria: CMB

 

CMB

Encontro Concelhio de Folclore de Palmela reúne onze ranchos e cerca de 400 participantes | 27 de maio - Parque Venâncio Ribeiro da Costa

Encontro Concelhio de Folclore reúne 400 participantes

no Parque Venâncio Ribeiro da Costa

 

FOLCLORE.jpg

 

No dia 27 de maio, às 16h00, o Parque Venâncio Ribeiro da Costa, em Palmela, recebe o Encontro Concelhio de Folclore. Trata-se de uma iniciativa da Câmara Municipal com os Ranchos Folclóricos concelhios e o apoio da Popular FM, que reunirá onze ranchos e cerca de quatro centenas de participantes.

Vão estar presentes, nesta celebração da cultura popular e do mundo rural, o Rancho Folclórico “Os Fazendeiros” das Lagameças, o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Pinhal Novo, o Rancho da Sociedade de Recreio e Desporto da Lagoinha, o Rancho Folclórico Regional de Fernando Pó, o Rancho Folclórico Cultural Danças e Cantares da Região do Forninho, o Grupo Folclórico Danças e Cânticos de Olhos de Água, o Rancho Folclórico Regional da Palhota/ Venda do Alcaide, o Rancho Folclórico do Bairro Margaça, o Rancho Folclórico “os Rurais” da Lagoa da Palha e Arredores, o Rancho Folclórico de Poceirão e o Rancho Folclórico da Herdade de Rio Frio, este último, a retomar a sua atividade.

Com entrada livre, o Encontro Concelhio de Folclore constitui um momento privilegiado de partilha de experiências, convívio e promoção das tradições locais, contribuindo para uma maior visibilidade deste património.

 

 

Casino Lisboa recebe espectáculo de Pole Dance “Exótika” a 31 de Maio

Casino Lisboa recebe Exótica.jpg

 

O Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa recebe, na próxima Quarta-Feira, 31 de Maio, a partir das 21h30, o espectáculo de Pole Dance “Exótika”. Referência do Pole Dance a nível mundial, a ucraniana Anastasia Sokolova será a grande protagonista de um espectáculo que concilia originais momentos de dança com registos de pura sensualidade.

 

Único e extravagante, “Exótika” é um espectáculo de Pole Dance que se distingue pela participação de Anastasia Sokolova, conhecida internacionalmente pela sua participação no programa de televisão Got Talent Ucrânia, onde chegou a finalista.

 

Sinónimo de erotismo e sensualidade, “Exótika” remete-nos para o imaginário dos clubes nocturnos, contando-nos diferentes histórias, através do movimento de personagens tão variadas como show girls, strippers, contorcionistas.

 

Provocante e perturbador, “Exótika” é imperdível!

 

 

O Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa recebe no próximo dia 31 de Maio, a partir das 21h30, o espectáculo de Pole Dance “Exótika”.

M/18

 

Bilhetes à venda:

Ticketline: www.tiketline.pt

Informações e reservas: Info & Reservas ligue 1820 (24h).

Preços: 1ª Plateia 22,5€ / 2ª Plateia 20€

 

Ai!aDança em Festa no Centro Cultural Olga Cadaval

image004.jpg

 

24 junho 2017 | 15h, 18h e 21h30

 

É já no próximo dia 24 de junho de 2017, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, que cerca de 800 alunos das Academias Ai!aDança sobem a palco para transmitir a sua paixão pela dança. Ai!aDança em Festa  é o título do espetáculo que assinala os 16 anos das Academias Ai!aDança e que celebra tanto o caminho percorrido como os momentos que ainda estão por vir.

 

Ballet Clássico, Dança Espanhola, Dança Contemporânea, Hip Hop, Dança Oriental, Ritmos Latinos são algumas das técnicas que entrarão em cena. Interpretadas por bailarinos amadores, mas com a “raça” de grandes profissionais, os alunos das Academias Ai!aDança irão exprimir-se com toda a sua essência.

 

As Academias pertencem à produtora Ai!aDança, cujo principal objetivo é massificar e democratizar a arte em geral e a dança em particular. Na área do Ensino Contínuo, o Ai!aDança tem sob a sua responsabilidade as Academias de Sintra I, II, Loures I, II, Santa Iria I, II e Pontinha.

 

O espetáculo Ai!aDança em Festa será apresentado em três sessões: 15h, 18h e 21h30.

Os bilhetes podem ser adquiridos a partir do dia 24 de maio na Ticketline (www.ticketline.sapo.pt), Fnac, Worten e na Bilheteira do Centro Cultural Olga Cadaval.

 

Informações | Reservas: 219 107 110 (Centro Cultural Olga Cadaval)

 

 

 

 

Giselle | Dezembro no CCB

GISELLE
CCB | 7 e 8 Dezembro

513_2335_1.jpg

 

Com história assinada pelo poeta parisiense Théophile Gautier e composto pelo francês Adolphe Adam, GISELLE é um dos raros bailados românticos que ainda se apresentam na actualidade. De elevada exigência técnica, mas enorme graciosidade lírica, GISELLE é um dos papéis mais importante na carreira de qualquer bailarina. Este Natal, pela Russian National Ballet.

M/6