Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"Ainda me falta fotografar Donald Trump" - Albert Watson em exposição no NorteShopping

Albert Watson em exposição no NorteShopping

 

“Ainda me falta fotografar Donald Trump”

                    

image005.jpg

 

                                                

O Dia Mundial da Fotografia celebra-se no próximo dia 19 de agosto, e para assinalar a data, o NorteShopping sugere uma visita pelas imagens poderosas captadas pela lente de Albert Watson, um dos mais conceituados fotógrafos do mundo. Michael Jackson, Johny Depp, Jack Nicholson ou David Bowie, são apenas alguns dos artistas fotografados por Watson e que podem ser a sua “companhia” no Dia Mundial da Fotografia. A exposição “KAOS” é uma seleção de 30 fotografias representativas do trabalho de um dos fotógrafos mais influentes de todos os tempos e pode ser vista até 31 de agosto, no NorteShopping, nas duas Praças Centrais, no Piso 0.

 

Na exposição “KAOS” ainda não vai encontrar o retrato de Donald Trump, mas essa fotografia está nos planos de Watson. “Gostaria de fotografar o Donald Trump, por exemplo. Como fotógrafo, penso que ele é uma figura interessante”, comenta. Revela ainda que a foto mais especial para si terá sido o retrato que fez de Steve Jobs, com quem criou empatia de imediato. “No final da sessão pediu-me para lhe mostrar o resultado e disse-me que foi provavelmente a melhor fotografia que alguém lhe tinha tirado Na altura pensei que ele estava só a ser simpático mas mais tarde percebi que ele usou a fotografia na capa do seu livro e que a Apple usou a minha imagem no seu obituário, por isso calculo que tenha gostado realmente do meu trabalho. Foi um momento memorável e especial”, relembra.

 

A exposição oferece uma abordagem caleidoscópica da visão artística de Watson e pretende ser um espelho da diversidade e versatilidade da sua obra. De Alfred Hitchcock a David Bowie, de Marrocos a Las Vegas, este trabalho engloba moda e retratos, nus e dança, bem como paisagens. Pela primeira vez em Portugal, esta exposição é um ponto de referência imprescindível para assinalar a celebração do Dia Mundial da Fotografia.

 

As fotografias que compõem a exposição “KAOS” fazem parte da seleção feita pelo artista para a edição retrospetiva com o mesmo nome que será editada pela Taschen Books no outono de 2017.

 

Sofia Areal Antes, Durante e Depois - Centro Cultural de Lagos

Invite_Lagos.jpg

 

 

R. Lançarote de Freitas 7, 8600-315 Lagos, Portugal
Google Maps

Entrada livre | Free entrance
Patente até dia 14 de Outubro | Showing until the 14th of October

Horário Centro Cultural | Schedule Cultural Centre
Julho e Agosto: 3.ª feira a sábado | 15h - 23h
1 Setembro - 30 Junho: 3.ª feira a sábado | 10h - 18h

 

Encerra à segunda-feira, domingo e feriados: Dia de Ano Novo (1 janeiro), Páscoa, Dia do Trabalhador (1º maio ) e Natal (25 dezembro).

A partir de 22 de agosto ll Exposição "O Mundo Fantástico de Paula Rego" vai ter uma novidade - "Peter Pan"

A partir de 22 de agosto

 

Exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego” vai ter uma novidade – “Peter Pan”

image013.jpg

 

No próximo dia 22 de agosto, a Exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego” – que se encontra patente ao público na Praça Central do Centro Colombo e já recebeu mais de 120.000 visitas – irá contar com 21 novos quadros inspirados na obra literária “Peter Pan.

 

Estas novas obras irão substituir os atuais 26 quadros criados por Paula Rego e que são inspirados na obra literária “Jane Eyre” (em exibição desde 27 de junho até esta data), dando assim a conhecer um novo conjunto de obras da artista, igualmente relevantes, e inspiradas na obra universal “Peter Pan”.

 

Para a realização desta nova série de quadros, Paula Rego recuou à sua infância e às memórias desse seu tempo mágico, de aventuras e mistérios, e à época em que leu, pela primeira vez, o livro “Peter Pan”, oferecido pela sua ama. A artista distancia-se propositadamente das descrições pormenorizadas que fazem parte da obra literária e apresenta-nos, nesta série de 21 quadros, a sua interpretação pessoal da história e das personagens que a integram.

 

Os seus quadros refletem, assim, alguns episódios assustadores e de extrema crueldade, conforme explica a artista: “Sabia que Peter Pan era verdadeira magia, foi essa magia que tentei captar, e ela também inclui o sofrimento das crianças. Não acho que o livro de Peter Pan trate de assuntos encantadores. É como as cores bonitas das gravuras que servem para atrair o olhar do espetador. Na verdade, a história leva-nos a um mundo subterrâneo que tem um mar dentro de si, um Inferno para crianças. A doçura de Wendy maternal é um veneno e o Capitão Gancho é tolo, mas perigoso. Tem tudo a ver com magia e medo”.

 

“The Neverland”, “Learning to Fly”, “Wendy’s Song” e “Peter in the Bird’s Nest” são alguns dos quadros que integram esta nova série de obras da artista e que podem ser conhecidos, já a partir de 22 de agosto, na Exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego”. A mostra – que assinala este ano a 7ª edição do projeto “A Arte chegou ao Colombo” – integra um total de 59 obras, expostas pela primeira vez num espaço comercial, que englobam uma diversidade artística muito grande - gravuras, pintura, pastel (pintura) e litografias.

 

Catarina Alfaro, Curadora da Exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego”, salienta a propósito da nova série de quadros que irá estar patente ao público, no Centro Colombo, que “é, sem dúvida, uma oportunidade única para poder apreciar a riqueza e diversidade artística de Paula Rego, num espaço que é acessível a todos. Estes 21 quadros inspirados na obra Peter Pan mostram-nos um lado diferente da história, introduzindo-nos magicamente nesta aventura do “Rapaz que não queria crescer” e das crianças que o acompanham até à Terra do Nunca. Paula Rego mostra-nos também o lado terrífico desta história, as lutas com os piratas, um mundo subterrâneo, que corresponde a um confronto entre adultos e crianças, entre a realidade e a fantasia”.

 

Desenvolvida em parceria com a Casa das Histórias Paula Rego, com a Fundação D. Luís I e com a Câmara Municipal de Cascais, a Exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego” pode ser visitada até ao dia 27 de setembro, todos os dias, das 10H00 às 24H00.

 

Histórias desvendadas em "Patrimónios Submersos de Cascais"

De 18 de agosto a 3 de setembro no CascaisShopping

 

Histórias desvendadas em “Patrimónios Submersos de Cascais”

 

Em parceria com a Câmara Municipal de Cascais, o CascaiShopping recebe a exposição itinerante “Patrimónios Submersos de Cascais” que dá a conhecer a riqueza dos bens culturais subaquáticos e a biodiversidade das águas.

 

De 18 de agosto a 3 de setembro na Praça Central do Piso 0 do CascaiShopping, próximo da entrada B, os visitantes têm a oportunidade de ficar a conhecer com mais detalhe a paisagem subaquática na costa entre o Bugio e o Cabo da Roca e os trabalhos de pesquisa desenvolvidos por arqueólogos, historiadores, conservadores e biólogos na exposição “Patrimónios Submersos de Cascais”.

 

Sabia que o navio Patrão Lopes é hoje considerado o exemplar português mais bem conservado da I Guerra Mundial, constituindo um importante instrumento para o projeto educativo da UNESCO – Património para a Paz e Reconciliação? Nesta mostra pretende-se dar a conhecer a herança cultural e natural submersas na costa entre o Bugio e o Cabo da Roca. Através da identificação submersa dos naufrágios e da vida marinha que, entretanto, se formou, estes recifes artificiais são locais dinamizadores da biodiversidade. 

 

Luís Vilhena de Mendonça, diretor do CascaiShopping, realça a importância de receber esta exposição, afirmando que “os trabalhos realizados pelos profissionais dos vários ramos, nomeadamente arqueólogos, biólogos, historiadores, entre outros, é de louvar porque dão a conhecer à população um espólio incrível da paisagem marítima da costa de Cascais”.

 

A exposição “Patrimónios Submersos de Cascais” está patente ao público entre 18 de agosto e 3 de setembro, podendo ser visitada de segunda-feira a domingo, das 10h00 às 23h00.

 

Casino Estoril acolhe XXXVII Salão Internacional de Pintura Naif até 12 de Setembro

A.Barbosa.jpg

 

 

Em destaque na Galeria de Arte, o XXXVII Salão Internacional de Pintura Naïf poderá ser observado, até ao próximo dia 12 de Setembro, pelos visitantes do Casino Estoril. Trata-se de mais uma edição deste emblemático Salão Internacional que, este ano, presta homenagem a Conceição Lopes. A entrada é livre.

 

Conceição Lopes, artista nascida em 1942, em Panoias, Ourique, é uma referência nacional desta modalidade. No seu currículo constam exposições individuais e colectivas realizadas, além de, obviamente, em Portugal, em Espanha, Brasil, Bélgica, Turquia e Luxemburgo. 

 

Foi distinguida com numerosos prémios, em grandes exposições internacionais e está representada em exigentes coleções particulares portuguesas e estrangeiras. O quadro “Migrantes”, é um perfeito exemplo da Pintura Naïf no seu estado puro, trabalho que retrata o fenómeno dos fluxos migratórios, utilizando cores primárias, falta de perspectiva e a atenção dispensada aos pormenores, tudo características fundamentais desta modalidade pictórica.

 

“O XXXVII Salão Internacional de Pintura Naïf é um dos melhores desde a sua criação em 1980, e vem provar-nos que esta modalidade evoluiu e que está bem viva”, sublinha Nuno Lima de Carvalho, Director da Galeria de Arte.

 

“É inquestionável que se deve à Galeria de Arte do Casino Estoril a exclusividade da divulgação da valia e da importância da linguagem Naïf no contexto da nossa Arte Contemporânea. Os números são deveras significativos. Nas 36 edições realizadas participaram 558 artistas, que apresentaram cerca de 4700 obras”, conclui.

 

 

O XXXVII Salão Internacional de Pintura Naïf está patente ao público, até 12 de Setembro, todos os dias, das 15 às 24 horas, na Galeria de Arte do Casino Estoril.

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Estoril é reservado a maiores de 18 anos. 

 

 

 

EMARP - Exposição O Mundo das Formigas - Mirmecologia de Rui Mesquita

O MUNDO DAS FORMIGAS
Mirmecologia - Rui Mesquita
 
7 de agosto a 8 de setembro 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30

119b1950-d8ff-4df0-b7cc-99a8db2aa3ea.jpg

 

A exposição patente no Atendimento da EMARP apresenta vários formigueiros onde se podem ver, ao vivo, formigas, as suas rainhas, os ovos e todo o complexo mundo destes animais.
O mirmecologista que dá a conhecer este mundo chama-se Rui Mesquita e nasceu no ano de 1968 em Portimão.
Desde miúdo que os animais e a tecnologia o fascinam e, escolhida a segunda para profissão, ficou a primeira reservada para os tempos livres.
Há cerca de oito anos, descobriu o mundo fantástico das formigas, a mirmecologia, parte da entomologia que tem por objetivo o estudo das formigas.

Incluindo-se na ordem dos insetos himenópteros, que inclui as vespas, abelhas e formigas, estas últimas pertencem à família dos formicídeos e possuem várias denominações populares: formiga do jardim, argentina, formiga preta, vermelha, da madeira, da cortiça…
Enquanto umas espécies de formigas criam túneis que permitem a circulação de ar, que no caso do subsolo torna a terra mais produtiva e beneficia a agricultura, ajudando a cuidar das plantações, afastando insetos prejudiciais, outras espécies são nocivas pois invadem casas e armazéns à procura de comida e podem destruir plantas, chegando inclusive a dizimar plantações.
O estudo das formigas atrai os naturalistas desde a antiguidade e as crianças muitas vezes mantêm formigueiros para observar suas atividades.

Existem vários países em que as escolas mantêm ou levam os alunos a observar os formigueiros para que aprendam com elas: Trabalho… Perseverança… Sabedoria… Hierarquia... Cooperação... Partilha. Reconhecidas como formando sociedades complexas e perfeitas em que todas trabalham para o bem comum, as formigas são mencionadas como símbolo de parcimônia e de esforço, porque muitas espécies parecem exercer uma atividade incansável e porque armazenam grandes quantidades de alimento.
Em Portugal, a atividade de criação de formigueiros não tem um significado relevante, pelo que as redes sociais dão uma ajuda nas dúvidas do dia a dia, juntando-se os criadores às comunidades a nível mundial para partilhar experiências.

Existem cerca de 10 mil espécies de formigas, por isso, não surpreende que as formigas, como milhões de outros insetos sociais, vivam por todo o lado em todo o mundo com a exceção das regiões mais frias, os polos.
O comprimento das formigas pode variar entre os 1,6 mm e quase 5 cm e a maioria das espécies são vermelhas, negras, castanhas ou amarelas, mas existem também verdes e em azul metálico. Como outros insetos, têm seis patas e o seu corpo divide-se em três segmentos distintos: cabeça, tórax e abdómen.

Sendo animais bastante fortes, capazes até de erguer pesos 50 vezes superiores aos dos seus corpos, as formigas alimentam-se de frutas, flores e sementes, embora algumas delas comam qualquer coisa que encontrem pelo caminho, como pequenos animais.
O sentido mais desenvolvido da formiga é o do “faro”. As formigas dispõem de glândulas abdominais que segregam diversas feromonas, substâncias químicas que causam reações específicas noutros indivíduos. Estas feromonas atuam como alarme, como forma de atração sexual e como marcadores dos caminhos, ajudando no reconhecimento de indivíduos. As formigas de um mesmo formigueiro têm um odor especial que as distingue das forasteiras ou inimigas.

Como não têm ouvidos as formigas “ouvem” as vibrações por meio de seus órgãos sensórios, o mais importante doa quais são as antenas utilizadas para cheirar, tocar, saborear e ouvir. É fácil compreender por que as antenas de uma formiga estão constantemente a mexer-se, pois ajudam-nas a descobrir e a provar comida, a encontrar o caminho que procuram e reconhecer de outras formigas por toque.
Com um paladar extremamente bem desenvolvido são capazes de distinguir entre sabores amargos, doces, azedos e salgados. Além das antenas, as formigas também têm recetores táteis localizados nos pés e nos pelos das pernas, usados para determinar cheiro e sabor.

As formigas são animais sociais, que vivem em formigueiros, estratificados por castas, com as rainhas (fêmeas reprodutoras), os machos e as formigas trabalhadoras (fêmeas não reprodutoras). Aqui, alimentam-se e protegem-se umas às outras, criam e cuidam dos filhos numa sociedade altamente organizada, onde cada membro tem uma determinada função a cumprir, de colocar ovos a reunir alimentos ou lutar.

Exposição Lisboa-Pequim-Lisboa, Música ao Vivo e Novo Circo em destaque no Casino Lisboa em Agosto

Galeria de Arte - Exposição “Lisboa-Pequim-Lisboa”

Exposição Lisboa-Pequim-Lisboa em destaque no Ca

 

Em destaque na programação cultural do Casino Lisboa, a exposição fotográfica “Lisboa-Pequim-Lisboa”, da autoria de Pepe Brix, poderá ser visitada, até 31 de Agosto, na Galeria de Arte. A entrada é livre.

 

Os visitantes do Casino Lisboa podem observar duas dezenas de fotografias que ilustram uma memorável expedição de moto “Lisboa-Pequim-Lisboa” protagonizada, por Nuno Pires, Pedro Roque, Hélder Serôdio e Pepe Brix, o autor desta exposição fotográfica.

 

Estarão, ainda, em destaque quatro filmes que testemunham a emocionante aventura e o itinerário único e inesquecível que foi percorrido, ao longo de 20 países, por este grupo de quatro amigos portugueses. 

 

Recorde-se que, após percorrerem, em 60 dias, cerca de 30 mil quilómetros, em três motos, Nuno Pires, Pedro Roque, Hélder Serôdio e Pepe Brix terminaram, a 3 de Julho de 2015, esta inesquecível expedição, precisamente, no Casino Lisboa.

 

O portfólio fotográfico, agora, exposto revela, assim, alguns dos momentos mais marcantes desta expedição que permitiu aos quatro motociclistas terem a oportunidade de conhecer outros povos, assimilando várias realidades sociais e diferenças culturais. 

 

O Casino Lisboa acolhe, até 31 de Agosto, a exposição fotográfica “Lisboa-Pequim-Lisboa”, da autoria de Pepe Brix. De Domingo a Quinta-Feira, das 15h00 às 03h00, e às Sextas-Feiras, Sábados e vésperas de Feriados das 16h00 às 04h00, na Galeria de Arte do Casino Lisboa.

 

 

Arena Lounge - Novo Circo e música ao vivo

As noites de Verão do Casino Lisboa continuam a suscitar o interesse do público. Trata-se de um festivo programa de animação, que culmina com a acção promocional “Bingo”. O público poderá acompanhar, de Quarta-Feira a Sábado, diferentes sets de música ao vivo e performances de Novo Circo, tendo, ainda, a oportunidade de ganhar, todas as noites, fantásticos prémios.

 

A animação será reforçada, ainda, de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite, com as actuações conhecidos Dj’s que selecionam os ritmos ideais pela noite dentro. A entrada é livre.

 

 

Arena Lounge - Palco central: Novo Circo

Foto Bruno e Daniela.jpg

 

Bruno & Daniela juntam-se, durante o mês de Agosto, no Arena Lounge do Casino Lisboa e prometem tornar este Verão inesquecível. O Duo Dream nasce do sonho de voar mais alto numa completa linguagem corporal de harmonia e desafios. A arte e a sensualidade são quem comanda as duas performances deste duo que é parte da companhia de circo Les Farfadais. A entrada é livre.

 

Na primeira quinzena de Agosto, Bruno & Daniela trazem uma apresentação de Straps e na segunda quinzena vão voar mais alto numa proposta de Rock&Roll. Com um prestígio consolidado, o Duo Dream protagoniza, assim, de Quarta-Feira a Sábado, a partir das 23 horas, exercícios de elevado grau de dificuldade que prometem surpreender os visitantes do Casino Lisboa.

 

Com entrada livre, a arte do Novo Circo estará em destaque, de Quarta-Feira a Sábado, a partir das 23 horas, no Arena Lounge do Casino Lisboa:

Duo Dream - Straps: De 2 a 5 e, posteriormente, de 9 a 12 de Agosto.

Duo Dream - Aerial Rock & Roll: De 16 a 19, seguindo-se de 23 a 26 e, posteriormente, a 30 e 31 de Agosto.

 

 

Arena Lounge - Palco-multiusos: Música ao vivo

Num ambiente festivo, o Casino Lisboa reservou para o mês de Agosto um extenso programa de música ao vivo. Um novo elenco de bandas estará em destaque, de Quarta-Feira a Sábado, no Arena Lounge. São aguardados ainda, de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite, alguns dos melhores DJ’s nacionais. Com entrada livre, a animação prolonga-se até de madrugada.

 

É já na próxima Quarta-Feira, 2 de Agosto, que os Supreme Sounk se reencontram com os visitantes do Casino Lisboa, antecipando, desde já, que pretendem “manifestar os afectos da alma através da música”. A banda inspira-se em nomes conceituados como, por exemplo, Stevie Wonder, The Supremes, Cesária Évora, Aretha Franklyn, Alicia Keys, Sara Tavares, Amy Winehouse, HMB, Joss Stone, Wild Cherrie, James Brown, Bob Marley, Chuck Berry ou Mayra Andrade. Trata-se de um curto ciclo de actuações que se estende até dia 5.

 

Os Supreme Sounk reúnem em palco músicos experientes, dinâmicos e versáteis, conhecidos por proporcionar momentos intimistas com o público. A vocalista Rute Lopes será acompanhada por Zé Costa na guitarra, Paulo Capelas no baixo, e Vasco Gomes na bateria.

 

Com a música portuguesa e brasileira em destaque, o Dueto Luz apresenta-se, de 9 a 12 de Agosto, no Arena Lounge, assegurando um ciclo de actuações intimista, de vozes e viola. Patricia e Cláudio Alves fundem o fado e a Música Popular Brasileira, num repertório pessoal, onde as obras de Djavan, Paulinho da Viola, António Carlos Jobim, Paulo de Carvalho, Alberto Janes, Amália Rodrigues, entre outras, se combinam numa harmonia perfeita.

 

No Stress.JPG

 

Com uma matriz revivalista, os No Stress regressam, de 16 a 19 de Agosto, ao Casino Lisboa. A banda promete recuperar, “grandes êxitos que marcaram, sobretudo, as décadas de oitenta e noventa”, sublinha a vocalista Joana França. Com um versátil elenco de composições, Joana França será acompanhada por Pedro Brito na guitarra, Luís Rosa no baixo e contrabaixo, Nuno Pires nos teclados e Rui Carvalho na bateria.

A banda Os Miúdos apresenta-se, de 23 a 26 de Agosto, no palco multiusos do Arena Lounge para recuperar alguns dos principais êxitos que marcaram diferentes épocas do rock e pop britânicos. Estarão em destaque composições de bandas consagradas como são os casos dos Depeche Mode, Rolling Stones, The Killers, The Strokes, Kaiser Chiefs, Oasis ou Blur. Num registo mais intimista, o vocalista Francisco Mathias partilha o palco com Nuno Silva na guitarra, Ricardo Veloso no baixo, e João Nuno Barros na bateria.

 

Hearts & Bones.jpg

 

Os Hearts and Bones actuam, de 30 de Agosto a 2 de Setembro, no Arena Lounge. Voz, guitarra e histórias em canção constituem o mote para a banda prestar homenagem às suas referências musicais, não esquecendo os seus próprios temas, escritos ao longo de mais de uma década de parceria.

 

Com um estilo muito próprio, os Hearts and Bones partilham o amor à música num formato intimista e cru, em que vagueiam tanto os fantasmas do Mississipi como os do Tejo que os viu crescer. O repertório inclui registos de Robert Johnson a Patsy Cline, de Paul Simon a Neil Young, Os Hearts and Bones são Petra Pais (voz) e Luís Ferreira (guitarra), fundadores de uma das mais reconhecidas bandas de blues nacionais, a Nobody´s Bizzness, juntos em dueto e em visita ao blues e à folk norte americana. 

 

Arena Lounge - Jukebox

O programa de animação musical propõe, ainda, de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite, diferentes Dj’s que seleccionam os registos ideais para prolongar o ambiente festivo até de madrugada. Com entrada livre, o elenco é o seguinte:

 

Programa de Agosto

03 - Mário Valente

04 - Dj Al

05 - Bruno Safara

 

10 - Nery

11 - Cherry Bass

12 - Luís Patraquim

 

17 - Yugo Dee

18 - John Holmes

19 - Diogo Pires

 

24 - Pan Sorbe

25 - Luis Leite

26 - Johnny Deep

 

31 - Pelota

 

Acção promocional “Bingo”

Com uma nova proposta, o Casino Lisboa oferece, ainda, numerosos prémios aos seus frequentadores. Durante o período em que decorrer a acção promocional “Bingo”, ou seja até 31 de Agosto, os visitantes do Casino Lisboa que estiverem sentados numa das mesas do Arena Lounge podem participar e ganhar prémios como bilhetes para espectáculos no Auditório dos Oceanos, créditos para jogar nas máquinas automáticas do Casino Lisboa, entre outras surpresas.

 

Em cada acção promocional será aleatoriamente extraído um conjunto de números, sendo os mesmos exibidos no ecrã panorâmico do Arena Lounge, que poderão constar no cartão de bingo existente em cada mesa.

 

Serão contemplados os visitantes que estiverem sentados na mesa identificada com o cartão que seja preenchido com "Linha" e/ou “Bingo”.

 

Os visitantes do Casino Lisboa podem ganhar os seguintes prémios:

Para “Linha”: São oferecidos brindes exclusivos e créditos para jogar nos espaços de Jogo do Casino Lisboa.

- Para “Bingo”: São oferecidos bilhetes para espectáculos no Auditório dos Oceanos, brindes exclusivos e créditos para jogar nos espaços de Jogo do Casino Lisboa.

        

Acção Promocional “Bingo”:

1º momento da acção

- De Segunda-Feira a Domingo: A partir das 23h00 

 

2º momento da acção

- De Segunda-Feira a Domingo: A partir das 00h00

 

A acção Promocional “Bingo” distribui fantásticos prémios pelos visitantes do Casino Lisboa.

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.

Espaço Amoreiras recebe exposição viva de Joana BC

A exposição de escultura e pintura é habitada por criaturas animadas a 25 de julho


 

A exposição “aqueles que ouvem os sons (e os mutos gritos) do mundo”, promovida pelo Edge Arts, ganha vida hoje, dia 25 de julho, pelas 18 horas, no Espaço Amoreiras, em Lisboa. O conjunto de esculturas insólitas recebe a visita de criaturas animadas e personagens desconhecidas que vão contar histórias. A artista portuguesa Joana BC também estará presente vestida de uma personagem.

Joana BC, jovem artista contemporânea, transforma materiais comuns e objetos estranhos, inúteis e quebrados em obras de escultura. Coleciona peças que encontra em feiras de velharias e lojas antigas e manipula-as para construir algo extraordinário.

As personagens e histórias de “aqueles que ouvem os sons (e os muitos gritos) do mundo” são construídas através de cabeças de manequim, conchas, abajures e de uma variedade de tecidos. Vivem num templo, constituído por 13 pinturas de grande escala, e revelam-se de uma forma no exterior e de outra diferente no interior, uma vez que é no interior do templo que ganham a sua forma verdadeira e mostram os seus poderes totais.

A exposição de Joana BC é gratuita e pode ser visitada até dia 31 de agosto, no Espaço Amoreiras.



Joana BC (Porto)

Vive e trabalha no Porto.

Estudou Pintura na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, instituição na qual é agora docente, e na Slade School of Fine Art, em Londres. Recebeu recentemente a bolsa Künstlerhaus Schloss Balmoral como artista residente em Bad Ems, Alemanha. Em 2016 e 2017 o seu trabalho fez parte da exposição Seepferdchen und flugfische / Seahorses and flying fish que foi apresentada, entre outros museus, no Arp Museum Banhof Rolandseck, na Alemanha. O seu trabalho já foi mostrado em Portugal, Reino Unido, França, Alemanha e Suíça.

Exposição “aqueles que ouvem os sons (e os muitos gritos) do mundo”

22 de junho 2017 – 31 de agosto 2017

 
Horário

Espaço Amoreiras

2ª a 6ª feira 7h – 23h

sábados 9h - 21h

domingos e feriados 9h – 18h

MÁRCIO VILELA | Exposição "Estudo cromático sobre o azul"

marcio vilela_burst.jpg

 

Inaugura no próximo dia 14 de setembro, às 19 horas, a exposição Estudo Cromático sobre o Azul, de MÁRCIO VILELA.

 

A exposição, com produção da Ocupart, vai estar patente no Espaço Camões da Livraria Sá da Costa, de 15 de setembro a 13 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19 horas.

O Espaço Camões está localizado na Praça Luís de Camões, 22, no 4º andar, em Lisboa.