Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição de ilustração de Olga Neves na Biblioteca Municipal do Barreiro

cartaz.jpg

 

A exposição de ilustração de Olga Neves encontra-se patente ao público até ao mês de julho, na Biblioteca Municipal do Barreiro. 

 

A exposição

As ilustrações apresentadas referem-se a momentos distintos, sendo que a ilustração um caminho paralelo do conto, dá forma visual à mensagem escrita.

As ilustrações “O Quebra Nozes” foram criadas para a instalação/exposição “O Pequeno Grande Quebra Nozes”, instalação essa que explora o mundo dos contos/romances, através da instalação de marionetas. O visitante entra no quarto da pequena Maria e é confrontado por ratos gigantes, brinquedos que se espalham pelas paredes e pelos personagens principais do romance, Maria e o Príncipe Quebra Nozes. As ilustrações aludem aos momentos da narrativa sugerindo um percurso pela história de E.T.A. Hoffmann.

As ilustrações são realizadas a lápis de cor sobre papel fantasia… tenho especial interesse por encontrar materiais descontextualizados e adaptá-los ao meu trabalho, neste caso, trabalho sobre papel fantasia que é usado para decorar paredes.

Todas as outras ilustrações são resultado de projetos que desenvolvi com escritores, ou projetos pessoais.

 

Olga Neves

Licenciada em Artes Plásticas/Escultura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

Tem realizado várias exposições no domínio da escultura, instalação, cerâmica e medalha contemporânea. Expôs em Portugal, Finlândia, EUA, França, Bulgária e Alemanha.

Está representada: British Museum, Londres; Simons Galery, Londres; Medialia... Rack & Hamper Galery, New York; Wellington; Villenave d Órnon; Lillebone; Immenstadt; Seeheim-Jugenheim, Associação ASSIM; Saint Caprais de Bordeaux; Câmara Municipal de Lagos; Câmara Municipal de Torres Vedras.

 

CMB

EXPOSIÇÃO DE EUGÉNIO SILVA

Até 29 de Maio

 

Galeria Municipal de Arte do Barreiro


Eugénio Silva nasceu no Barreiro em 1937 e estudou na Escola Industrial e Comercial Alfredo da Silva, tendo posteriormente ingressado na Escola de Artes Decorativas António Arroio. Nesta escola, de 1950 a 1954, frequentou e concluiu o curso de Desenhador-Gravador Litógrafo, tendo como mestres Abel Manta, no Desenho, Pedro Jorge Pinto, na Aguarela, e Rodrigues Alves, na Banda Desenhada.

A sua vida profissional iniciou-se como desenhador profissional na “Litografia Amorim” passando depois para a extinta CUF em 1957, como desenhador de carpetes.

Em 1965 passou ainda pelas agências de publicidade “Forma” e “Espiral Publicis” tornando-se free lancer a partir de 1968, que mantém até hoje.

Iniciou-se na Banda Desenhada ainda como estudante da António Arroio. Autor de texto e desenho, tem mais de uma dezena de obras, onde se incluem colaborações em publicações no estrangeiro. Desde 1966 que realiza exposições em Portugal e Espanha.

Além de Aguarelista e autor de Banda desenhada, colaborou como ilustrador em livros didácticos, romances juvenis de autores de renome como Emílio Salgari, Enid Blyton ou Alfred Hitchcok, jogos infantis, mapas e outros.

Começou no teatro como actor, cenógrafo e figurinista no grupo de teatro da SIRB “Os Penicheiros”. Fez parte também do TAB – Teatro de Amadores do Barreiro, no Clube 22 de Novembro. Há duas décadas ingressou no ARTEVIVA – Companhia de Teatro do Barreiro, onde ainda se encontra.

Em 2004 foi distinguido pela Câmara Municipal do Barreiro pelo seu percurso artístico com a atribuição da medalha “Barreiro Reconhecido”.