Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Martin Zimmermann traz "Hallo" ao Centro Cultural Vila Flor (18 março)

Artista suíço, génio do novo circo, com 20 anos de carreira, apresenta

em Guimarães o seu primeiro espetáculo a solo

image001.jpg

 

O extraordinário universo surreal de Martin Zimmermann chega ao palco do Centro Cultural Vila Flor este sábado, dia 18 de março, às 22h00. Com assinatura do reputado criador de novo circo, “Hallo” é o único projeto em que se apresenta a solo na sua já longa carreira. A contar mais de 20 anos em cima dos palcos, o artista suíço cria uma linguagem única para exprimir o seu mundo interior, com uma forte carga surrealista a partir da qual cria universos fascinantes. Dança, teatro e magia fundem-se num espetáculo incrível, que promete deixar a plateia siderada.

 

Martin Zimmermann é um artista do movimento, um brincalhão fervoroso, um palhaço frenético. Contando com uma extensa carreira de 20 anos, ao longo da qual trabalhou em colaboração com Dimitri de Perrot, o artista criou, em 2014, o seu primeiro (e até agora único) espetáculo a solo, com o qual tem percorrido o mundo com grande sucesso. “Hallo” é um espetáculo fascinante, cheio de imprevistos, capaz de fazer a plateia suster a respiração ou rir às gargalhadas. Uma tentativa de purgar os pensamentos absurdos que carregamos, na esperança de obter algum controlo sobre os aspetos mais bizarros que nos assaltam.

 

“Hallo” é uma sequência de acidentes à espera de acontecer. Uma peça em que o cenário ganha vida expondo a personagem às situações mais inusitadas. Nesta criação, Zimmermann brinca com as várias personalidades que habitam dentro de nós e reflete sobre isso num espetáculo cheio de humor e inteligência. Porque às vezes não nos devemos levar demasiado a sério.

 

Como base criativa para este espetáculo, Martin Zimmermann escolheu uma estrutura quadrada, que pode parecer uma vitrina que nos exibe esta figura tragicómica. A vitrina como uma alusão à aparência, ao duelo interior entre o que parecemos e o que somos. A estrutura, aparentemente estática, revela-se bastante mais dinâmica e muito mais frágil do que aparenta. O artista tenta adaptar-se a um mundo de aparências cada vez mais fora do controlo. Os objetos ganham vida e voam sobre a sua cabeça, a magia flutua pelo espaço, esbatendo a fronteira entre ficção e realidade.

 

Apesar da longa carreira de Martin Zimmermann, sentimos em “Hallo” que o amor pela interpretação é o mesmo dos primeiros trabalhos. A entrega e a precisão são totais. Neste enigma de caos que é “Hallo”, Zimmermann continua a tentar desbravar caminhos novos e explorar circunstâncias surreais. Ele perde o tato com a realidade, confunde-se com o seu próprio reflexo projetado num espelho, desdobra-se para se transformar em mais um adereço no palco. O corpo desgastado de Zimmermann desenvolve uma linguagem diferente, mais urgente. O artista, preso ao seu próprio feitiço e à sua paixão desenfreada, quase surta e é salvo apenas pelo seu humor fora da caixa.

 

Os bilhetes para o espetáculo podem ser adquiridos nas bilheteiras do Centro Cultural Vila Flor e da Plataforma das Artes e da Criatividade, bem como nas lojas Fnac e El Corte Inglês, entre outros pontos de vendas, e na internet em www.ccvf.pt e oficina.bol.pt.

 

 

Estreia "RETRATO CLANDESTINO" com 16 sessões esgotadas em Lisboa e no Porto

CAMPEÃO MUNDIAL DE MAGIA

HELDER GUIMARÃES

 

14ff310f-4c1b-4124-96f1-0499d4566343.jpg

 

Helder Guimarães, Campeão Mundial de Magia
estreia "Retrato Clandestino" hoje à noite, no Teatro do Bairro, em Lisboa
 

Helder Guimarães, o português Campeão Mundial de Magia com Cartas, estreia "Retrato Clandestino" esta quinta-feira, dia 9 de Fevereiro, no Teatro do Bairro, em Lisboa com sala esgotada. A todo, entre Lisboa e Porto, são 16 as sessões esgotadas para a apresentação do novo espetáculo de Helder Guimarães, que conta já com uma data extra no Teatro do Bolhão, dia 26 às 21h30. "Retrato Clandestino" será apresentado, também em Coimbra, dias 11 e 12 de Março, no Teatrão. Os bilhetes já estão à venda.
 
Helder Guimarães, que aos 33 anos já arrecadou dois Óscares da Magia, é o único português com o título de campeão mundial, em mais de 70 anos de história da Federação Internacional de Sociedades Mágicas.

“Retrato Clandestino” reflete acontecimentos dos últimos anos da vida do mágico, em que, além das suas atuações como performer, desempenhou também funções de consultor, a nível mundial, nas mais diversas áreas.
 
Um espetáculo onde as histórias se misturam, indubitavelmente, com a destreza manual de Helder Guimarães que aborda, entre outras coisas, a sua participação numa investigação policial. O enigma envolve o roubo de uma obra de arte desaparecida em segundos, sem deixar rasto, e constitui um episódio peculiar integrado no centro desta narrativa multidisciplinar, onde o engano psicológico e as ilusões de ótica se fundem para criar uma experiência única em palco.
É nesta experiência que o público é convidado a participar ativamente e a navegar pelos bastidores das ilusões e da mente humana.
 
De produções cinematográficas de Hollywood, a jogos ilegais em Hong Kong, muito será revelado, pela primeira vez, em “Retrato Clandestino”.
 

LISBOA |  TEATRO DO BAIRRO - 9 a 12 e 16 a 19 de Fevereiro 
Quinta e Sextas às 21h30 | Sábado às 18h00 e às 21h30| Domingo às 18h00

PORTO | TEATRO DO BOLHÃO - 22 a 26 de Fevereiro
Quarta a Sábado às 21h30 | Domingo às 18h00 e às 21h30


*Bilhetes à venda nos locais habituais


 

“Luís de Matos CHAOS” o novo “one man show” no Teatro Armando Cortez

image009.jpg

 

Não deixe de assistir, participar e guardar na sua memória as recordações de uma celeberação mágica absolutamente inesquecivel! Uma jornada inesquecível, plena de interacção e mistério, repleta de feitos inexplicáveis que perduram na memória de cada espectador que os vive,  onde os mais estranhos elementos interagem de forma mágica e  surpreendente. Saramago disse um dia que o “caos” é uma ordem por decifrar. Neste espetáculo, o “decifrar” não é uma opção. Os noventa minutos de espectáculo são uma combinação única da imaginação colectiva de todos  que nele participam. É uma experiência mágica sem precedentes, uma colecção de mistérios tornados realidade em cada representação, constituindo uma viagem mágica pessoal, intransmissível  e memorável. Ilusão ou realidade? A escolha é sua… Venha assistir, é um espectáculo para TODA a família!

 

La Grosse Collection

30 de Julho a 1 de Agosto de 2010

18H30: Sexta; 16H00: Sábado; 15H00: Domingo

Centro Cultural de Belém

Praça do Império

1449-003 Lisboa

Lisboa

3H | 2H no dia 30 de Julho

Encenação: Eric Burba

Interpretação:William Eston

 

 

Evento inserido no CCB Fora de si 2010.



Escolham a vossa carta!

Desde pequeno que William Eston colecciona truques de magia e o resultado é um enorme arquivo em que as cartas revelam o nome de um truque, do seu autor e do ano da sua invenção.

La Grosse Collection (A Grande Colecção) são 576 espectáculos em três horas de magia – é o privilégio de uma grande colecção!