Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

MORA: Museu Interactivo do Megalitismo prepara Megaventura para as Férias de Verão - 20 de Junho a 12 de Setembro

 

O Museu Interactivo do Megalitismo de Mora tem o prazer de divulgar, para estas Férias de Verão, um conjunto de actividades destinadas a diferentes públicos. Entre 20 de Junho e 12 de Setembro a Câmara Municipal de Mora convida a partilharem, com o Serviço Educativo do Museu Interactivo do Megalitismo, e de forma gratuita, uma fantástica aventura numa viagem ao passado. As actividades em destaque para este Verão:
Deusas Pintadas | Pintura e gravação de placas de xisto e grés com recurso a pigmentos de cores idênticas às encontradas nas originais. Duração: 30 min | Público-alvo: <12 anos | Preço: Gratuito

Pinturas Rupestres | Num ambiente de gruta/anta, recorrendo a corantes alimentares e pigmentos, vamos aprender a produzir tintas. Os visitantes são convidados a procurar diferenciar representações paleolíticas de neolíticas e aprender as diferentes técnicas usadas. Duração: 30 min | Público-alvo: <12 anos | Preço: Gratuito





Quero ser um Arqueólogo | Nesta actividade, vamos aprender os procedimentos inerentes a uma escavação. O antes, o durante e o depois, e ainda a interdisciplinariedade existente dentro dos procedimentos arqueológicos. Duração: 45 min | Público-alvo: <19 anos | Preço: Gratuito




Oficina de Talhe | Além de darmos a conhecer os variados objetos talhados (pontas de seta, lâminas, geométricos, raspadeiras) e a sua utilidade, vamos ainda aprender a fabricar alguns deles. Duração: 45 min | Público-alvo: >7 anos | Preço: Gratuito



Sobre o Museu Interactivo do Megalitismo de Mora: A antiga estação do caminho-de-ferro, em Mora, ganhou uma nova vida e também uma nova cara. Localizado no centro da vila, o Núcleo Regional do Megalitismo, inaugurado a 15 de Setembro do ano passado, contribuiu e tem vindo a contribuir, objectivamente, para a valorização e divulgação do património megalítico do Concelho, fruto dos mais de 100 anos de escavações arqueológicas aqui levadas a cabo, bem como para o enriquecimento social, cultural e económico do Concelho de Mora e, consequentemente, para a sua afirmação enquanto ponto de referência turística nacional e internacional. Em Maio deste ano, recebeu da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo – ERT, o Prémio de Melhor Projecto Público 2016.

 

Horário de Verão 10h-19h (encerra à 2ª Feira) T. (+351) 266 439 074 | (+351) 266 403 054 E. geralmegalitismo@cm-mora.pt W. www.museumegalitismomora.pt

MORA recebe milhares de visitantes este Domingo no 22º Piquenicão Nacional

22 Piquenicao 28Mai17 Cabeção.jpeg

 

O Piquenicão, que irá decorrer entre as 10h e as 18 horas, é organizado anualmente pelo MURPI e nesta 22ª edição conta com a colaboração, essencial, da Câmara Municipal de Mora. Uma acção conjunta onde se valorizam todas as expressões da cultura, canto, música, dança e teatro, e que por esse motivo reunirá, num só espaço, diferentes gerações num ambiente de festa e convívio entre participantes e munícipes.
 

Um evento que trará a Mora milhares de visitantes que contribuirão assim para a divulgação do Concelho que oferece, cada vez mais, múltiplos pontos de interesse nas mais variadas vertentes culturais e pedagógicas.

 

Próximos eventos de destaque acontecem já no próximo mês, destaque para a XXI Concentração Moto Clube de Brotas e a Feira Anual de Pavia, ambas a decorrer de 2 a 4 de Junho.

AUTARQUIA PREVÊ MAIS DE CINCO MIL DOSES DURANTE O MÊS DAS MIGAS

Cartaz migas 2017.jpg

 

4ª edição presente em 11 restaurantes

 

 

 

A 4ª edição do Mês das Migas arranca dia 1 de Fevereiro em 11 restaurantes do concelho de Mora onde esta iguaria vai desfilar nos mais diferentes sabores e feitios.

 

A autarquia morense, que organiza o certame, aposta na projecção do concelho e antevê que o número de doses de migas a servir ultrapasse as cinco mil.

 

Os visitantes podem degustar nos restaurantes locais variados pratos de migas para todos os gostos, que vão desde as de espargos às de batata, passando pelas de coentros, de ovas, de enchidos, de couve-flor e migas de tomate, entre muitas outras.

 

Participam no festival os restaurantes de Brotas, “O Poço”; de Cabeção, “A Palmeira”, “Os Arcos”, “O Fluviário” e o “Solar da Vila”; da freguesia de Mora, o “Afonso”, “Morense”, “Quinta do Espanhol”, “O António” e “Solar dos Lilases”; de Pavia e “O Forno”.

Dia dos Namorados no Fluviário de Mora

_DSC0159 c+¦pia.jpg

 

De 11 a 14 de Fevereiro, o Fluviário de Mora tem presente diversas actividades temáticas que assinalam o “Dia de Darwin” e o “Dia dos Namorados”, na Sala de Aula e nas galerias expositivas.

A actividade “Barbatana Comigo” este ano traz algumas surpresas. Ele ou ela devem trazer sua cara-metade e descobrirem que casal curioso e enamorado formam. Para tal, basta responderem a algumas questões muito simples, que se encontram romanticamente distribuídas ao longo das exposições, e assinalar as suas respostas no folheto a solicitar no início da visita, à entrada do Fluviário de Mora. No final da visita, peça os resultados na recepção do Fluviário de Mora e descubra qual a dinâmica amorosa dos habitantes do Fluviário de Mora que mais se identifica com a vossa.

Não se entristeça se estiver só, pois aqui não lhe faltará boa companhia, entre lontras, rãs, cágados, pimpões, bordalos, e participe na actividade para descobrir qual deles poderia ser o seu melhor amigo. Claro que pode trazer os seus amigos e família para passarem momentos divertidos visitando o Fluviário de Mora, participar nestas actividades temáticas, almoçar no restaurante do Fluviário de Mora umas deliciosas migas de espargos, e, no final da tarde, passear no Parque Ecológico do Gameiro – a área envolvente do Fluviário de Mora.

E por falar em “Dia dos Namorados”, o Fluviário de Mora não esquece os cientistas bem-amados, celebrando um dos mais famosos de todos os tempos – Charles Darwin - com a actividade EVO/DEVO”. Mas antes de mais, quem foi Charles Darwin e porque é ainda hoje em dia tão importante a sua obra?


Charles Darwin (12 Fevereiro 1809 – 19 Abril 1882) foi um naturalista britânico que provocou um severo impacto científico, de grande agitação filosófica, social, cultural, académica e religiosa, em plena época vitoriana, quando publicou, em 1859, a sua famosa obra A Origem das Espécies / On the Origin of Species by means of Natural Selection. Nessa obra, expôs as suas ideias em como todas as formas de vida tinham um ancestral em comum, e que viriam a dar origem à teoria da evolução através da selecção natural, apresentando numerosos exemplos. Com o tempo, viria a ganhar apoiantes e defensores tão famosos como T. H. Huxley, e ver a sua tese aceite como um facto. Charles Darwin registou então que morfologias semelhantes de diversos embriões implicavam haver um ancestral comum, mas só a partir de 1970 com o advento das técnicas de genética molecular foi possível desenvolver um novo ramo da ciência, a biologia evolutiva do desenvolvimento, informalmente conhecida por evo-devo.

 

Na visita ao Fluviário de Mora, fica-se a saber mais sobre Charles Darwin, na Sala de Aula, a sua vida e obra, a teoria da evolução através da selecção natural, e sobre biologia evolutiva do desenvolvimento com a actividade EVO/DEVO, pois a ciência não pára e é tempo de apresentar a mais nova descendente da evo-devo, a Eco-evo-devo.

Visite o Fluviário de Mora e participe nas actividades temáticas de 11 a 14 de Fevereiro , e, já agora, ficam outras sugestões: adquira um bilhete de visita conjunta ao Fluviário de Mora e ao novíssimo Museu Interactivo do Megalitismo, conheça a Anta de Pavia ou outros dos monumentos megalíticos do concelho de Mora. E como o mês de Fevereiro é o “Mês das Migas”, não deixe de saborear os mais diversos pratos de migas nos restaurantes aderentes do concelho de Mora.

 

Ao fim de nove anos, por onde passaram mais de 750 mil visitantes, crianças, famílias, escolas e outros grupos, o Fluviário de Mora continua a inovar e a renovar-se como a maior e mais reconhecida instituição em Portugal, e também na Europa, de divulgação do maravilhoso mundo dos Rios e dos Lagos.

 

Com mais de 500 exemplares de 55 espécies, continua a valer a pena visitar e revisitar o Fluviário de Mora.

 

MÊS DAS MIGAS EM MORA REGRESSA EM FEVEREIRO

4ª edição presente em 11 restaurantes

No ano passado foram servidas mais de cinco mil doses

002.JPG

 

A 4ª edição do Mês das Migas regressa ao concelho de Mora já em Fevereiro onde 11 restaurantes locais apresentam esta iguaria com os mais diferentes sabores e feitios.

 

Os visitantes podem degustar nos restaurantes locais variados pratos de migas para todos os gostos, que vão desde as de espargos às de batata, passando pelas de coentros, de ovas, de enchidos, de couve-flor e migas de tomate, entre muitas outras.

 

A autarquia local promove esta iniciativa, apostando na projecção de Mora, uma vez que se mostra o que de melhor se faz no concelho em termos gastronómicos, sendo que só o ano passado, o número de pratos de migas servidos ultrapassou os cinco mil.

 

Participam no festival os restaurantes de Brotas, “O Poço”; de Cabeção, “A Palmeira”, “Os Arcos”, “O Fluviário” e o “Solar da Vila”; da freguesia de Mora, o “Afonso”, “Morense”, “Quinta do Espanhol”, “O António” e “Solar dos Lilases”;  e de Pavia “O Forno”.

Grupos de Cantares entoam Músicas de Natal nas Igrejas de Mora

musicasnatal.jpg

 

No próximo fim-de-semana, dias 17 e 18 de Dezembro, grupos de cantares vão encher as igrejas de Mora com cânticos de Natal, no final de cada missa nas freguesias do concelho.

Dia 17, na Igreja de S. Francisco em Pavia, às 18h00, os grupos de Cantares da Santa Casa da Misericórdia local e da Associação de reformados de pavia – As Cachopas – cantam temas de natal.

Dia 18, o Santuário de Nossa Senhora de Brotas, às 10h00, é palco para o Grupo de Cantares Alentejanos, enquanto em Mora, na Igreja Matriz, às 11h30, actua o Grupo de Cantares  “Cantar Alentejo” da ARPI Mora.

Ainda no dia 18, às 12h30, a Igreja Matriz de Cabeção é cenário para temas de Natal do Grupo de Cantares local.

Um Natal diferente nas freguesias do concelho de Mora.

 

Grupos de Cantares entoam Músicas de Natal nas Igrejas de Mora

musicasnatal.jpg

 

No próximo fim-de-semana, dias 17 e 18 de Dezembro, grupos de cantares vão encher as igrejas de Mora com cânticos de Natal, no final de cada missa nas freguesias do concelho.

Dia 17, na Igreja de S. Francisco em Pavia, às 18h00, os grupos de Cantares da Santa Casa da Misericórdia local e da Associação de reformados de pavia – As Cachopas – cantam temas de natal.

Dia 18, o Santuário de Nossa Senhora de Brotas, às 10h00, é palco para o Grupo de Cantares Alentejanos, enquanto em Mora, na Igreja Matriz, às 11h30, actua o Grupo de Cantares  “Cantar Alentejo” da ARPI Mora.

Ainda no dia 18, às 12h30, a Igreja Matriz de Cabeção é cenário para temas de Natal do Grupo de Cantares local.

Um Natal diferente nas freguesias do concelho de Mora.

 

Natal no Museu do Megalitismo de Mora

DSC_5670.JPG

 

O Museu Interactivo do Megalitismo planeou um programa de actividades de Natal que vai fazer sonhar os mais novos e entreter os mais velhos num dia que se pretende de magia no mais recente museu de Portugal.

 

De 19 de Dezembro de 2016 a 2 de Janeiro de 2016, eis as propostas de actividades:

 

- Peça a uma Estrela*
O céu nocturno exerce sobre o Homem um fascínio especial desde os primórdios dos tempos. Diz uma crença antiga que basta pedir a uma estrela, para um desejo se realizar.Nesta actividade divertida e pedagógica poderá ficar a saber um pouco mais sobre algumas estrelas conhecidas desde a antiguidade e, se pedir, talvez o seu desejo se concretize.

- Sobre o Natal, eu sei…* Descubra algumas curiosidades sobre diversas tradições de Natal, e, quem sabe, poderá obter resposta a algumas dúvidas que tinha sobre esta quadra natalícia.

- Um anjinho vou criar…* Uma pinha eu vou pintar e num anjinho a vou transformar. Cria o teu enfeite de Natal para a tua sala enfeitar.

- Um postal para o Pai Natal* A noite de Natal está quase a chegar e com o Pai Natal queres falar. No Museu podes criar um postal para lhe enviar.

- O Pai Natal está no Museu – 22 de Dezembro* O Pai Natal está a chegar e contigo vai querer estar. Dia 22 de Dezembro, vem ao Museu Interactivo do Megalitismo ver o Pai Natal. Ele vai estar à tua espera com muitas surpresas. Horário: das 10h às 12h e das 14h às 17h

- Uma história de encantar…* Vou-te contar uma história de encantar. Noite de Natal de Sophia de Mello Breyner é a história que te vai fazer sonhar.

 

*Actividade livre e gratuita para todos os visitantes que decorre nos vários espaços do Museu.

 

O Museu Interactivo do Megalitismo de Mora inclui mais de 100 peças megalíticas recolhidas no concelho e cedidas por outros municípios e toda uma tecnologia que vai permitir a interactividade com o visitante, nomeadamente filmes em 3D, hologramas e vitrinas interactivas que o farão regressar no tempo.

 

O museu possui um espólio que representa os períodos mais antigos do Neolítico, ou seja, cerca de 6500 anos, altura em que as primeiras  comunidades de agricultores se estavam a desenvolver e a estabelecer no interior alentejano, até ao período visigótico.

 

  

Mora: Cabeção aguarda milhares para provar vinho novo | XXI Mostra Gastronómica de Caça de Mora: mais de 2.500 doses de caça

Vinho produzido em talhas de barro é uma tradição secular e é candidato a Património Imaterial da Humanidade

 

MILHARES NA XXII PROVA DO VINHO NOVO EM CABEÇÃO (MORA)

 

A Prova do Vinho Novo de Cabeção, no concelho de Mora, acontece há 22 anos, acolhendo em todas as edições milhares de “provadores” e amantes de petisco.

 

Muitos dos produtores locais ainda fazem vinho em talhas de barro e, este ano, a festa sucede à Declaração de Intenção de Classificação do vinho produzido segundo aquele método a Património Imaterial da Humanidade

 

A 10 de Dezembro, as ruas daquela vila alentejana enchem-se de gente para um verdadeiro rally pelas tascas ao som da música e da boa disposição que passeia pelas ruas. O evento começa às 11h15 com a actuação do Grupo de Cantares de Cabeção e inaugura-se a exposição “22 anos de Provas de Vinho Novo de Cabeção”

 

No pavilhão gimnodesportivo local, às 12h00, tem lugar a cerimónia de abertura do evento para, às 14h00, ser dado o tiro de partida para o Circuito das Tascas e Adegas na Casa, ou seja, o povo sai à rua para degustar petiscos e provar os vinhos nos cafés, restaurantes e adegas da vila. A animação de rua cabe à banda Fazendeiros del Pop

 

A festa termina como começou, com grande animação, ao som da banda “Toca e Foge”, no Largo do Ribeiro.

 

Com mais uma edição deste evento, eis uma óptima oportunidade para se conhecer Cabeção, ao mesmo tempo em que se prova o que a vila tem de melhor dentro da gastronomia e do vinho.

 

image006.jpg

 

Iniciativa decorre até domingo, 11 Dezembro

 

MAIS DE 2.500 DOSES DE CAÇA SERVIDAS EM MORA

 

Mora, 6 Dezembro - A XXI Mostra Gastronómica de Caça de Mora deu a provar mais de 2.500 doses só na primeira semana da iniciativa.

 

Segundo a autarquia, que organiza o evento, o número de refeições servidas superou as expectativas, o que “atesta o sucesso da nossa gastronomia que traz gente ao concelho e movimenta a economia local”.

 

A decorrer até ao dia 11 de Dezembro em 11 restaurantes, a Mostra apresenta mais de 40 receitas de caça, como Coelho Bravo Assado na Brasa, Patê de Coelho, Patê de Javali, Lombos de Veado; Pombos Bravos c/ Toucinho; Canja de Pombo; Ensopado de Veado; Sopa da Panela; Javali no Forno; Lebre c/ Feijão Branco; Coelho de Vinagrete; Faisão à Solar dos Lilases; Peito de Pato Bravo c/ Molho de Mostarda à Antiga e Perdiz à Dona Bia, entre muitos outros.

 

Os palcos em Mora são os restaurantes o Solar da Vila, A Palmeira, o Fluviário e Arcos, todos em Cabeção; O Poço, na freguesia de Brotas; O Afonso, O António, O Morense e O Solar dos Lilases, na freguesia de Mora; e o Solar de São Dinis e O Forno, ambos em Pavia.

 

Há mais de 20 anos que Mora oferece a oportunidade única de provar caça de todos as formas e feitios, num evento que já entrou nas tradições gastronómicas da região e do Alentejo.

 

 

NATAL NO FLUVIÁRIO DE MORA

_IGP8539.JPG

 

O Fluviário de Mora celebra as férias de Natal com diversas actividades de 19 de Dezembro de 2016 a 2 de Janeiro de 2017, na sua grande maioria livres e gratuitas e que decorrem na Sala de Aula do Fluviário de Mora.


Ao longo das galerias expositivas do Fluviário de Mora pode-se encontrar a actividade “Olhei para o Rio e estava Estrelado”. Através dela descobrem-se algumas curiosidades sobre seres microscópicos que vivem na água doce dos rios e parecem ter sido feitos à imagem das estrelas. Fantástico, não é? Basta descobri-los!


Ao passar pela Sala de Aula do Fluviário de Mora, entre, conheça e explore as diversas actividades de férias de Natal – livres, gratuitas e que não requerem marcação prévia - que encontrará ao seu dispor:

 

  • Se o céu nocturno exerce sobre si um fascínio especial, participe na actividade “Peça a uma Estrela”. Diz uma crença antiga que basta pedir a uma estrela e o desejo torna-se realidade. Poderá também ficar a saber um pouco mais sobre algumas estrelas conhecidas desde a antiguidade;
  • Quem não gostaria de brincar na neve? Até as lontras quando têm essa oportunidade o fazem. Com a actividade “Avalanche” será necessário ter alguma pontaria pois irá atirar “bolas de neve” e tentar acertar nos objectos com maior pontuação para ser o vencedor. Terá apenas de ter alguma moderação para não provocar uma “avalanche”;
  • Fique a conhecer algumas curiosidades sobre diversas tradições de Natal, e, quem sabe, poderá obter resposta a algumas dúvidas que tinha sobre esta quadra natalícia com a actividade “Sobre o Natal, eu sei…”;
  • E porque Natal também é partilha;  com a família, amigos e todos aqueles que trazemos no coração, com a actividade “Partilhar a Poesia”leve um dos poemas que colocamos à sua disposição e partilhe-o também, seja durante a ceia de Natal,  seja para celebrar o novo ano que se aproxima,  com um pouco de poesia.

 

Uma Aventura Ambiental no Natal” espera por si com as actividades “Aquarista por uma Hora”. Através dela poderá ficar a saber mais sobre a alimentação de algumas das espécies do Fluviário de Mora e participar na mesma, e “Visita aos Bastidores” para ficar a conhecer um pouco melhor o funcionamento técnico do Fluviário de Mora. Estas actividades não são gratuitas e requerem marcação prévia. Contacte o Fluviário de Mora via telefone ou e-mail para mais informações sobre horários, condições e disponibilidade.

 

O Fluviário de Mora encontra-se em horário de Inverno com abertura às 10H00 e encerramento às 17H00.Quem visitar o Fluviário de Mora poderá optar pela visita conjunta ao Fluviário de Mora e ao Museu Interactivo do Megalitismo. O Fluviário de Mora e o Museu Interactivo do Megalitismo estão encerrados ao público, no dia 25 de Dezembro. No dia 1 de Janeiro de 2017, das 13H00 às 17H00, tanto o Fluviário de Mora como o Museu estarão abertos.

 

Ao fim de nove anos, e com mais de 500 exemplares de 65 espécies por onde passaram mais de 750 mil visitantes, crianças, famílias, escolas e outros grupos, o Fluviário de Mora continua a inovar e a renovar-se como a maior e mais reconhecida instituição em Portugal, e também na Europa, de divulgação do maravilhoso mundo dos Rios e dos Lagos