Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Passatempo ALL YOU NEED IS LOVE

O Blog CULTURA DE BORLA tem bilhetes duplos para o espectáculo ALL YOU NEED IS LOVE para os dias 20 e 21 de Outubro na Sociedade Musical Ordem e Progresso aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um e-mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver ALL YOU NEED IS LOVE  com o Cultura de Borla" com nome, BI e contacto;

- partilhem o passatempo no seu perfil pessoal;

- façam like na página do Cultura de Borla no Facebook e façam um like no post do passatempo.

 

all you need cartaz final.JPG

 

Passatempo | TODA A CIDADE ARDIA 15OUT @ Teatro Aberto

O Blog Cultura de Borla em parceria com o TEATRO ABERTO tem bilhetes duplos para a peça TODA A CIDADE ARDIA para o dia 15 de Outubro aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver TODA A CIDADE ARDIA com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

 

20171007135322_F0A18J4311UA6T8W95EI.jpg

 

Toda a Cidade Ardia, texto e encenação de Marta Dias, baseado em poemas de Alice Vieira, e estará em cena até ao dia 29 Outubro.

Estaremos em cena de 4ª a Sábado às 21h30 e Domingo às 16h

SINOPSE
                Quando começamos a dizer “Naquele tempo…”, é porque tudo mudou. O mundo mudou. Somos outros, agora.

E agora? O amor, que um dia nasceu, sobrevive? O que é, ao compasso dos dias e dos anos, dos segundos que suportam a nossa vida? O que é o amor, através da distância, guardado na memória, enquanto se espera (e se tem esperança)?

Ana tem uma história, feita de muitas histórias, que atravessa a História. Ela vai levar-nos através da cidade cinzenta, da cidade em chamas, de revoluções e cantigas de embalar, pelo barulho das rotativas, pelo cheiro a tinta e pelas palavras escolhidas com cuidado. Ela vai abrir todos os livros, dobrar as esquinas de todas as ruas e levar-nos pelo meio dos retratos desfocados do passado, pela alegria e pela serenidade dos dias em família, pela poeira do tempo que escorre, pelo silêncio da noite… vendo os ramos das árvores balouçarem e crescerem.

 

FICHA ARTÍSTICA
Texto de Marta Dias
Baseado em poemas de Alice Vieira
 
Encenação Marta Dias
Cenografia Marisa Fernandes
Desenho de Luz | Vídeo Aurélio Vasques
Figurinos Dino Alves
Coreografia Cláudia Nóvoa 
Desenho de Som Sandro Esperança
COM Ana Guiomar | André Patrício | António Fonseca | Catarina Moreira Pires | Emanuel Rodrigues | Madalena Almeida | Miguel Lopes Rodrigues | Sílvia Filipe | Vítor d’Andrade

 

ESPECTÁCULOS 
4ª a Sábado às 21h30 
Domingo às 16h 

O espectáculo estará em cena até 29 OUT

 

M/12

 
BILHETEIRA
4ª a Sábado das 14h às 22h00; Domingo das 14h às 19h 
Reservas 213 880 089 ou bilheteira@teatroaberto.com  
www.bol.pt | FNAC | ABEP | CTT | El Corte Inglés (Lisboa e Gaia)

  

Passatempo BOEING BOEING - Teatro Armando Cortez

O Blog Cultura de Borla em parceria com  a YELLOW STAR COMPANY tem bilhetes duplos para a peça Boeing Boeing para o dia 18 de Outubro no TEATRO ARMANDO CORTEZ aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver Boeing Boeing com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

20672815_BLFM6.jpeg

 

 

Comédia

Sinopse

Uma hilariante comédia de enganos sobre a trajetória de um Casanova da Era do Jacto, Bernardo um arquiteto que está noivo de três mulheres, Janete, Julietta e Judite, três hospedeiras de bordo, de diferentes países com quem vive sem que saibam a existência uma das outras.

Berta, a fiel empregada doméstica de Bernardo, é cúmplice neste jogo amoroso, trocando as fotografias, roupas de cama e ementas para que nenhuma das noivas desconfie da presença de outras mulheres.

Até que um dia os seus amores vão chegar à sua casa ao mesmo tempo…

Dada a azáfama vivida na casa de Bernardo, Berta está à beira de um ataque de nervos! Um amigo de longa data do arquiteto, Roberto Seguro, veio visitá-lo e vê-se apanhado na maior trama amorosa que alguma vez viu e que terá um fim inesperado...

Passatempo A Última Noite do Capitão - Teatro Armando Cortez

O Blog Cultura de Borla em parceria com  a YELLOW STAR COMPANY tem bilhetes duplos para a peça A Última Noite do Capitão para o dia 8 de Outubro no TEATRO ARMANDO CORTEZ aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver A Última Noite do Capitão com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

thumbs.web.sapo.io.jpg

 

 

Sinopse

O retrato da vida de Francesco Andreini, cómico dell'arte, afastado das tábuas do palco e nostálgico dos anos de glória da comédia italiana dos finais do sec. XVI. Uma carta que escreve ao seu antigo mecenas é a chave que abre o álbum de recordações dos sucessos obtidos há mais de 400 anos. Num estilo muito próximo do "Canto do Cisne" de Tchecov, e do "El Canto de la Rana" de Sinisterra, de carácter histórico, mas, neste caso, passada nos inícios do sec. XVII em Itália, utilizando as máscaras de couro da Commedia  e salvando do esquecimento monólogos exultantes e barrocos ditos pelo Capitão, recopiados do  texto original de 1619 "Le Bravure di Capitano Spavento" criando deste modo uma adaptação de um dos livros mais sugestivos da Commedia dell'arte, livro que foi motivo de inspiração, plágio e veneração, entre os comediantes desde 1600 até hoje. A encenação é austera, sem recurso à música ou a efeitos de luz, transitando entre a tragédia e a comédia, entre a alegoria e a crua realidade, num registo de teatro intimista onde sobressai o relato pungente de Andreini, e a fantasia do Capitão, personagem que, segundo Julio Vélez-Sainz, seria o gérmen inspirador de Don Quixote de Cervantes.

 

Filipe Crawford é o intérprete desta versão portuguesa da peça de Cabezas, também ele comediante especialista na Commedia dell’Arte, que, com 60 anos assume a personagem de um velho ator que já foi famoso e se encontra agora esquecido e na miséria. Para além do interesse histórico e teatral da peça, que é uma lição de teatro, pretende-se com a sua temática alertar também para a precaridade trágica da vida dos artistas, muitas vezes condenados a um fim de vida votado ao esquecimento.

Passatempo BOEING BOEING - Teatro Armando Cortez

O Blog Cultura de Borla em parceria com  a YELLOW STAR COMPANY tem bilhetes duplos para a peça Boeing Boeing para o dia 8 de Outubro no TEATRO ARMANDO CORTEZ aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver Boeing Boeing com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

thumbs.web.sapo.io.jpg

 

 

Comédia

Sinopse

Uma hilariante comédia de enganos sobre a trajetória de um Casanova da Era do Jacto, Bernardo um arquiteto que está noivo de três mulheres, Janete, Julietta e Judite, três hospedeiras de bordo, de diferentes países com quem vive sem que saibam a existência uma das outras.

Berta, a fiel empregada doméstica de Bernardo, é cúmplice neste jogo amoroso, trocando as fotografias, roupas de cama e ementas para que nenhuma das noivas desconfie da presença de outras mulheres.

Até que um dia os seus amores vão chegar à sua casa ao mesmo tempo…

Dada a azáfama vivida na casa de Bernardo, Berta está à beira de um ataque de nervos! Um amigo de longa data do arquiteto, Roberto Seguro, veio visitá-lo e vê-se apanhado na maior trama amorosa que alguma vez viu e que terá um fim inesperado...

Passatempo LET THE SUNSHINE IN - Casino do Estoril

O Blog Cultura de Borla em parceria com ARTEFEIST tem bilhetes duplos para o espectáculo "LET THE SUNSHINE IN" no CASINO DO ESTRORIL para o dia 6 de Outubro aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver  "LET THE SUNSHINE IN"  com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e sessão pretendida.

 

20658015_8t4CI.jpeg

 

Há quem lhes chame "baby boomers". Essa geração dos anos 60, os anos que mudaram e moldaram o mundo. Foi na música que os anos 60 encontraram a sua maior expressão. Cantava-se de tudo, sobre tudo e às vezes contra tudo...

 

O novo espectáculo de Henrique Feist “Let The Sun Shine In” convida, assim, o público a divertir-se, a cantar composições intemporais, recordando uma época memorável.

 

 

Ficha Artística: 

Autor e encenador Henrique Feist | Direcção musical Nuno Feist | Interpretação Henrique Feist, Vanessa Silva, Diogo Leite, Daniel Galvão e Valter Mira.

 

O Auditório do Casino Estoril estreia, no próximo dia 12 de Julho, o musical “Let The Sun Shine In”. Ciclo de representações às Sextas-Feiras e aos Sábados, a partir das 21h45. M/12

Preço: 15€ por pessoa.

 

Bilhetes à venda & reservas: 

Lojas FNAC / www.bilheteiraonline.pt / Bilheteira do Casino Estoril / Tel.: 21 466 77 08 / Email: reservas@artfeist.

Passatempo LET THE SUNSHINE IN - Casino do Estoril

O Blog Cultura de Borla em parceria com ARTEFEIST tem bilhetes duplos para o espectáculo "LET THE SUNSHINE IN" no CASINO DO ESTRORIL para o dia 28 de Setembro aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver  "LET THE SUNSHINE IN"  com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e sessão pretendida.

 

 

20649020_OSGbq.jpeg

 

Há quem lhes chame "baby boomers". Essa geração dos anos 60, os anos que mudaram e moldaram o mundo. Foi na música que os anos 60 encontraram a sua maior expressão. Cantava-se de tudo, sobre tudo e às vezes contra tudo...

 

O novo espectáculo de Henrique Feist “Let The Sun Shine In” convida, assim, o público a divertir-se, a cantar composições intemporais, recordando uma época memorável.

 

 

Ficha Artística: 

Autor e encenador Henrique Feist | Direcção musical Nuno Feist | Interpretação Henrique Feist, Vanessa Silva, Diogo Leite, Daniel Galvão e Valter Mira.

 

O Auditório do Casino Estoril estreia, no próximo dia 12 de Julho, o musical “Let The Sun Shine In”. Ciclo de representações às Sextas-Feiras e aos Sábados, a partir das 21h45. M/12

Preço: 15€ por pessoa.

 

Bilhetes à venda & reservas: 

Lojas FNAC / www.bilheteiraonline.pt / Bilheteira do Casino Estoril / Tel.: 21 466 77 08 / Email: reservas@artfeist.pt

 

Passatempo SIMONE, O MUSICAL

O Blog Cultura de Borla em parceria com UAU tem bilhetes para o musical "SIMONE, O MUSICAL" no TEATRO TIVOLI BBVA para o dia 24 de Setembro aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver "SIMONE, O MUSICAL" com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e sessão pretendida.

 

21730801_1918888074792949_311715880552562301_n.png

 

simone, o musical
 
Teatro Tivoli BBVA | Coliseu Porto | CAE Figueira da Foz
 

Estreia dia 23 Setembro

Amada por todos, Simone de Oliveira é sinónimo de força, autenticidade e coragem. Artista completa, na sua carreira abraçou mais de sete ofícios, fazendo sempre frente aos desafios que a vida lhe lançou. Sem temer, ou temendo muito, desbravou caminhos e fez-se ouvir numa sociedade adversa às mulheres com voz.
Foi jornalista, locutora de continuidade, apresentadora de concursos e programas de televisão e rádio quando a voz, possante e enérgica, a fintou. Lutou e sobreviveu; regressou às canções que a notabilizaram, aos poetas controversos a cuja obra cedeu a alma, aos palcos que a amavam como cantora e actriz, ao público que aplaudia a Artista e a Mulher.
Aos 79 anos, Simone de Oliveira ainda tem sonhos por concretizar e muitas memórias para partilhar. A partir de temas icónicos como “Desfolhada”, “Sol de Inverno”, “Esta Palavra Saudade” e “Tango Ribeirinho”, Simone vai desvendar-se e, mais uma vez, entregar-se publicamente pelo que acredita, pelo que sente como destino, pelo que a torna um exemplo acarinhado por todos os portugueses.
Mas, SIMONE, O MUSICAL é muito mais que um musical em nome próprio, onde a sua história, recheada de personagens como Varela Silva, Ary dos Santos, Carlos do Carmo e David Mourão Ferreira, é pautada pela música e humor.
Ao lado de FF, José Raposo, Maria João Abreu, Marta Andrino, Pedro Pernas, Ruben Madureira, Salvador Nery, Sissi Martins e Soraia Tavares, Simone tem encontro marcado com todos nós nos Teatro Tivoli BBVA e Coliseu Porto, a partir de Setembro.

Ficha técnica:
Texto e encenação Tiago Torres da Silva Direcção Musical Renato Júnior Cenografia Catarina Amaro Figurinos Dino Alves Desenho de Luz Paulo Sabino Coreografia Paulo Jesus Vocal Coach Carlos Coincas Foto do Cartaz Rui Figueiredo Assistente de Encenação Salvador Nery

Elenco Simone de Oliveira, FF, José Raposo, Maria João Abreu, Marta Andrino, Pedro Pernas, Ruben Madureira, Salvador Nery, Sissi Martins, Soraia Tavares

Banda Helder Godinho (ass. dir. musical/piano), Miguel Amado (baixo/contrabaixo), Ricardo Barriga (guitarra), David Jerónimo (bateria)
Produção UAU
 

Teatro Tivoli BBVA
Estreia 23 Setembro

5ª a Sábado às 21h30 | Domingos às 16h30
Preço: entre 12,5€ e 27,5€

Coliseu Porto
10 Novembro às 21h30 e 11 Nov às 16h30
Preço: entre 12€ e 27,50€

CAE Figueira da Foz
17 Nov às 21h
18 Nov às 16h30 e 21h30
Preço: 22,50€ e 17,50€

M/6

#Simoneomusical

 

 

 

Passatempo LET THE SUNSHINE IN - Casino do Estoril

O Blog Cultura de Borla em parceria com ARTEFEIST tem bilhetes duplos para o espectáculo "LET THE SUNSHINE IN" no CASINO DO ESTRORIL para os dias 22 e 23 de Setembro aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver  "LET THE SUNSHINE IN"  com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e sessão pretendida.

 

20631319_3ZdP1.jpeg

 

Há quem lhes chame "baby boomers". Essa geração dos anos 60, os anos que mudaram e moldaram o mundo. Foi na música que os anos 60 encontraram a sua maior expressão. Cantava-se de tudo, sobre tudo e às vezes contra tudo...

 

O novo espectáculo de Henrique Feist “Let The Sun Shine In” convida, assim, o público a divertir-se, a cantar composições intemporais, recordando uma época memorável.

 

 

Ficha Artística: 

Autor e encenador Henrique Feist | Direcção musical Nuno Feist | Interpretação Henrique Feist, Vanessa Silva, Diogo Leite, Daniel Galvão e Valter Mira.

 

O Auditório do Casino Estoril estreia, no próximo dia 12 de Julho, o musical “Let The Sun Shine In”. Ciclo de representações às Sextas-Feiras e aos Sábados, a partir das 21h45. M/12

Preço: 15€ por pessoa.

 

Bilhetes à venda & reservas: 

Lojas FNAC / www.bilheteiraonline.pt / Bilheteira do Casino Estoril / Tel.: 21 466 77 08 / Email: reservas@artfeist.pt

 

Passatempo A PASSAGEM DAS HORAS

O Blog Cultura de Borla em parceria com a BUZICO tem bilhetes duplos para o espectáculo "A PASSAGEM DAS HORAS" no Villlage Underground Lisboa para o dia 10 de Setembro aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver "A PASSAGEM DAS HORAS"  com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e sessão pretendida.

 

 

 

 

20605091_YsCBK.jpeg

 

Fui a uma apresentação do poema de Álvaro de Campos - “A Passagem das Horas” - dito por um rapaz que eu não conhecia. Gostei a sério. [...] Um ambiente intimista, com os bancos da igreja dispostos em círculo, todo o espaço do centro livre para o ator se movimentar. Tocavam a 1a Sinfonia de Mahler. Luz de velas, que cria sempre um ambiente recolhido e vai buscar coisas ao fundo da gente. E foi sobretudo o ator no seu solilóquio, a encarnar Álvaro de Campos num misto de fascínios e angústias face às maravilhas e aos pavores da época moderna. Gostei muito dele, na sua entrega que conseguiu arrebatar o público. Absolutamente!

In “Um Punhado de Areia nas Mãos”, Maria João Ruivo – Ed. Letras Lavadas. 

 

Foi em Junho de 2015 que o actor Nelson Cabral estreou no Teatro Micaelense, nos Açores, o espectáculo “A Passagem das Horas”, de Álvaro de Campos, uma das pessoas de Pessoa.; a qual, segundo o próprio poeta, – “É o personagem de uma peça, o que falta é a peça”. 

Pois bem, é isso que o tal rapaz actor de que fala a escritora açoreana Maria João Ruivo retraz agora no devolver à cena a dramaturgia, a encenação e a interpretação que fez da inacabada ode pessoana “A Passagem das Horas”. Recuperando as palavras do Prof. Luiz Fagundes Duarte da FCSH da Universidade Nova de Lisboa - “Eis a peça em que actua Álvaro de Campos”, maneira outra de dizer que Nelson Cabral  se empresta em pessoa ao autor como possibilidade de restituição dessa incerta orfandade de palco de que padece, segundo Pessoa. Fê-lo nessa auspiciosa estreia e, muito justamente, repetida e repercutida nos vários palcos do público do arquipélago, de que é natural.  

Em entrevista ao jornalista Xavier Pereira para o blog da Buzico!, o actor refere a propósito dos propósitos da feitura do espectáculo que o mesmo “(...) reflecte muito sobre as sensações; sobre aquilo que o ser humano almeja, aquilo que passa para ter uma condição de vida nesta esfera global que não pára.” Fotografia cénica dos contrários duma humanidade face aos ditames duma modernidade obsidiante e cujo permanente devir o poema trágico mantém pleno de actualidade e de futuro e talvez nisso resida a ‘modernidade' do modernismo conceptual e epocal do texto; talvez não por acaso inacabável.

Convenhamos que são razões mais do que sobejas para a Buzico! Produções Artísticas se sentir feliz por assumir a produção da apresentação d’ “A Passagem das Horas” em seis datas em Lisboa (25, 26 e 27 de Agosto e 1, 2 e 3 de Setembro, às 22h00), proporcionando ao público da cidade assistir a este feliz acontecimento de palco o qual, simbolicamente, marca o regresso do actor à residência artística continental permanente, depois de dez anos de plena vivência artística insular. 

E a Buzico! fá-lo em conjunto com o Village Underground Lisboa, que vê assim assinalada da melhor forma a estreia do acolhimento de espectáculos de Artes Performativas no seu recinto de festas e de eventos, recentemente inaugurado. E de maior sentido festivo se reveste esta estreia em Lisboa porque o actor Nelson Cabral, generoso, associa o seu espectáculo à celebração do sexto aniversário da produtora (dia 25 de Agosto) como pedra de fecho da programação.

Os bilhetes ainda esta semana serão colocados à venda na BOL e demais locais habituais e com suporte de informação poderá consultar o sitio da Buzico! na internet e bem assim as suas páginas no Facebook e na BOL.   

 

 

Agenda 

 

A Passagem das Horas / Álvaro de Campos [Fernando Pessoa]

Village Underground Lisboa / Museu da Carris – Rua 1.º de Maio (Alcântara)

Dias 25, 26 e 27 de Agosto, às 22h00;

Dias 01, 02 e 03 de Setembro, às 22h00

Transportes: E15, 714, 720, 727, 732, 738, 760 (Carris) Estação Alcântara-Mar (CP) 

 

 

Sinopse: 

 

FERNANDO PESSOA disse um dia que “Álvaro de Campos é o personagem de uma peça; o que falta é a peça” – o que se pode aplicar à ode “A Passagem das Horas” que o poeta deixou inacabada e a que Nelson Cabral vem agora dar corpo. 

Poema trágico por natureza, “A Passagem das Horas” é a expressão do homem moderno que procura encontrar-se, que quer saber de si, que deseja acompanhar o louco movimento do mundo, para, no final, concluir que tudo é nada: Álvaro de Campos deseja para si toda a experiência do mundo e, como uma esponja informe, absorver todos os tipos de pessoas, sentir a vida dos outros, seguir o movimento dos corpos, habitar em todos os lugares, comungar de todos os costumes – enfim, captar todos os sentidos do seu tempo.

Mas, dividido entre a paralisia em que se encontra e a velocidade a que aspira, entre tudo querer e em tudo falhar, entre a renúncia e a integração, entre o êxtase e o enjoo, entre o trágico e o esperançoso, o poeta assiste ao tempo que se esvai, assume a sua relatividade, e acaba por se reconhecer como saudade.
É esta a personagem da peça. E agora, encenada pela voz e pelo corpo de Nelson Cabral, eis a peça em que actua Álvaro de Campos – o poeta que se esvaía entre o sentir de mais e o sentir
de menos.

 

 

 

Ficha Técnica e Artística:

Autor: Fernando Pessoa | Álvaro de Campos

Dramaturgia: Nelson Cabral

Encenador: Nelson Cabral 

Interpretação: Nelson Cabral

Multimédia: Luís Andrade

Operação Técnica: Paulo Santos

Espaço Cénico: Mira Correia e Nelson Cabral

Fotografia Cartaz: Fernando Resendes

Fotografia de Cena: Fernando Resendes

Produtor: Duarte Nuno Vasconcellos

Produtor Executivo: Luís de Macedo e Ruy Malheiro

Assistente de Produção: Ulisses Almeida

Produção: Buzico! Produções Artísticas