Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Passatempo - FRAGMENTOS

 

O Blog Cultura de Borla em parceria com o TEATRO CONTRA - SENSO tem bilhetes duplos para a peça FRAGMENTOS para os dias 3 e 4 de Março no AUDITÓRIO FERNANDO PESSA aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver FRAGMENTOS com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

TEATRO  

Fragmentos

de Miguel Mestre | Projecto RevelArte - Teatro Contra-Senso

3 de Março: 11:00, 15:00 e 21:00 + 4 de Março: 15:00 e 21:00

Auditório Fernando Pessa - Lisboa

 

20257943_QHbMU.jpeg

 

 

 

Grupo de jovens apresenta “Fragmentos”,

uma peça sobre a temática dos abusos sexuais

 

 

Se isto fosse televisão, a bolinha vermelha no canto superior direito do ecrã estaria sempre presente. Tal como uma marca, uma cicatriz, que, mais do que permanecer nos corpos, não se extingue da memória de tantos e tantos jovens. Sim, aqui as palavras e as imagens podem ferir a susceptibilidade do espectador. Podem e devem! Mas não irão ferir mais do que já magoaram as próprias vítimas. Tantas! São elas – as personagens-vítimas – que se expõem perante os olhares do público. Contam e revivem, ao pormenor, aqueles momentos que jamais conseguirão esquecer. Abusos. Violência. Sexo pelo sexo. Só pelo corpo. Pela carne. Como um troféu. Sem distinção de idade, género ou orientação sexual. E revelam as consequências destas agressões, impossíveis de apagar.

 

Nunca a temática dos abusos sexuais na adolescência foi abordada de forma tão directa. Sem meias palavras. Sem imagens encriptadas. Porque a realidade é esta: crua e esmagadora! E o que estes actores com idades compreendidas entre os 14 e os 22 anos denunciam é a sua realidade. Nada mais actual e pessoal.

 

Este é o terceiro e último capítulo de uma trilogia – “Revela-te” – que retrata diversas problemáticas dos jovens de hoje. A primeira peça, “Espinhos da Rosa Que Te Ofereço” tinha como tema a violência no namoro. A segunda, “Caixa Negra”, versava o bullying. Agora, e fechando a tríade, “Fragmentos” reflecte sobre os abusos sexuais.

 

O conjunto destas peças é dotado de vários elementos simbólicos que atravessam as três encenações e que perfazem um todo, o que não exclui a possibilidade de cada uma delas contar a sua história isoladamente. Outra característica comum aos três espectáculos é a linguagem directa, não com o intuito de chocar, mas sim, para alertar para as temáticas abordadas. É proibido ficar indiferente! 

 

Este ciclo de espectáculos é o resultado do trabalho do Projecto RevelArte, promovido pelo Teatro Contra-Senso, com o apoio da Junta de Freguesia de Marvila e em parceria com o Agrupamento de Escolas D. Dinis, em Lisboa.

 

O Projecto RevelArte tem como objectivo proporcionar formação teatral a jovens da freguesia de Marvila, em Lisboa, culminando na apresentação de um espectáculo para a comunidade no final do projecto. Note-se que, para a maioria destes adolescentes, este é o primeiro contacto com o universo teatral.

 

O Teatro Contra-Senso é um grupo de teatro amador, sedeado na freguesia de Marvila, em Lisboa, que em 2017 comemora 20 anos. Muitos foram os palcos que o Contra-Senso pisou ao longo deste percurso, nomeadamente, na Grande Lisboa – Teatro Municipal Maria Matos, Teatro Taborda, Teatro A Barraca, Teatro Armando Cortez, Centro Cultural Malaposta –, entre outros, um pouco por todo o País.

 

 

Fragmentos

3 de Março: 11:00, 15:00 e 21:00

4 de Março: 15:00 e 21:00

Auditório Fernando Pessa - Casa dos Direitos Sociais

Rua Ferreira de Castro, s/n

1900-697 Bairro da Flamenga, Marvila - Lisboa

 

Bilhetes: 3€

Reservas: 917897868| reservas.contrasenso@gmail.com

 

Ficha técnica

 

Texto e encenação: Miguel Mestre

Apoio ao Projecto: Gonçalo Henriques

Interpretação: Alexandre Silva, André Ribeiro, Beatriz Duarte, Bruna Antunes, Inês Martins, Jinissi Meggi, Joana Martins, Mariana Pinto, Maria Rosa Tavares, Rui Alexandre, Samuel Pacheco, Tiago Ferro, Ticha Campos, Vanessa Monteiro.

Passatempo QUASE NORMAL - Casino Estoril

O Blog Cultura de Borla em parceria com a ARTEFEIST tem bilhetes duplos para o espectáculo QUASE NORMAL para o dias 25 de Fevereiro no CASINO DO ESTORIL aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver QUASE NORMAL com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

20253583_73rJd.jpeg

 

Passatempo - COMPOTA DE POESIA - Teatro da Malaposta

O Blog Cultura de Borla em parceria com a LÍNGUA DE TRAPO tem bilhetes duplos para o espectáculo COMPOTA DE POESIA para o dia 23 de Fevereiro no TEATRO DA MALAPOSTA aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver COMPOTA DE POESIA com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

compota_de_poesia_300x300.jpg

 

 COMPOTA DE POESIA
Produção LÍNGUA DE TRAPO

TEATRO

FEV 16 a 26

QUI e SEX – 14H30 [PARA ESCOLAS POR MARCAÇÃO]
QUI a SÁB – 21H45 | DOM – 16H15

CAFÉ TEATRO

7€ | 5€ [DESCONTO PARA ESTUDANTES] 

 

 

Devido ao elevado teor emocional, aconselha-se uma compota de poesia, 3 a 4 vezes por semana.
Um consumidor assíduo descobrirá o sentido oculto das palavras e perceberá que a poesia pode tomar a forma de teatro, dança, canto…
Não tem efeitos secundários perniciosos, mas atenção: causa habituação. Venha experimentar esta compota, sem qualquer compromisso!


"Em cada espetáculo 2 actores dramatizam as várias pessoas de Pessoa"


Ficha Técnica

Texto - Poesia de Fernando Pessoa e heterónimos
Encenação - Paula Antunes
Elenco - Ana Videira, Francisco Gomes, Hugo Baptista, Natacha de Noronha e Pedro A. Rodrigues
Direção Musical e Sonoplastia - Hugo Baptista
Desenho de Luz e Operação técnica - Ricardo Ladeira e João Rocha
Cartaz - Pedro Miguel Sousa
Produção e Comunicação - Bruna Pereira
Direção Artística - Teatro Língua de Trapo


45 MINUTOS

M/12

Passatempo A IMPORTÂNCIA DE SER desNECESSÁRIO - Rua das Gaivotas 6

O Blog Cultura de Borla em parceria com a Rua das Gaivotas 6 tem um bilhete duplo para A IMPORTÂNCIA DE SER desNECESSÁRIO

  para o dia 18 de Fevereiro às 21h30 ao primeiro leitor que:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver A IMPORTÂNCIA DE SER desNECESSÁRIO com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone:

 

A IMPORTÂNCIA DE SER desNECESSÁRIO António Torres e Ana Jezabel

20233880_ZmKrA.jpeg

 

17-19 fev | sex-dom | 21h30
7€ [bilhete normal]
​5€ [descontos] 

 

Nascemos sozinhos e, por isso, precisamos fazer o luto. O tempo de nos encontrarmos e apreciarmos, de nos precipitarmos e assim abandonar algo no passado. A luta de uma identidade. O luto enquanto decorre a luta.

 

Passatempo GAPURA - Fábrica de Braço de Prata

O Blog Cultura de Borla em parceria com os GAPURA tem bilhetes duplos para o concerto de apresentação do seu novo álbum "Pela Rua", no dia 18 de Fevereiro, na Fábrica de Braço de Prata aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ao concerto dos GAPURA com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

 

GAPURA
 1º álbum "PELA RUA"
Apresentação dia 18 de Fevereiro, Fábrica de Braço de Prata, 23h30
 

16508287_1358131540875349_417752866570537966_n.jpg

 

 
Gapura é um projecto fortemente enraizado na música do mundo. A sua sonoridade tem muito a dever à música Balcânica e ao Flamenco, passando pontualmente pelo Reggae, Ska, Jazz Manouche, Afrobeat e Trance Orgânico.

Indo por um caminho do qual a música se está a afastar cada vez mais, a formação é essencialmente acústica, sendo o baixo, o único instrumento eléctrico presente nalguns temas. É clara a opção tomada pelo universo dos instrumentos puramente acústicos. Bateria, guitarras acústicas, saxofones, trompete, flauta, percussão de muitos géneros, e tantos outros instrumentos tradicionais de variadas partes do mundo, dão um toque especial que já se torna raro, num universo preenchido por guitarras eléctricas, sintetizadores e "beats" electrónicos.

Todos os aspectos da música de Gapura são relevantes e recheados de pequenos pormenores. As letras não são excepção. Não querendo passar ao lado do que é a realidade da sociedade portuguesa, Gapura transmite mensagens muito pertinentes ao longo da sua música.
 
O primeiro álbum da carreira do Gapura - "Pela Rua" - uma edição possível graças a uma bem sucedida campanha de crowdfunding que ultrapassou as expectativas iniciais, será apresentado ao vivo, no dia 18 de Fevereiro, na Fábrica de Braço de Prata, pelas 23h30h.
 
 
Gapura Formação:
Carlos Rodrigues (Kabeção) - Bateria, Percussões, Didgeridoo
Sebastião Bergmann - Bateria, Percussões
Pedro Pereira - Baixo Eléctrico
João Nunes (Mariachi) - Guitarra Clássica, Flauta Transversal, Saxofone Alto, Kalimba
Zé Cruz - Trompete, Guitarra Clássica, Percussões
Francisco Menezes - Saxofone (Tenor, Soprano)
Isabel Mesquita - Voz

 

Passatempo QUASE NORMAL - Casino Estoril

O Blog Cultura de Borla em parceria com a ARTEFEIST tem bilhetes duplos para o espectáculo QUASE NORMAL para o dias 16 de Fevereiro no CASINO DO ESTORIL aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver QUASE NORMAL com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

20237171_n3u0Z.jpeg

 

Passatempo CATCH MY SOUL - Teatro de Carnide

 

O Blog Cultura de Borla em parceria com o TEATRO DE CARNIDE tem bilhetes duplos para a peça CATCH MY SOUL para o dia 24 de Fevereiro no TEATRO DE CARNIDE aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver CATCH MY SOUL com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

16487669_1463371747017601_2733302503379994706_o.jp

 

 

 
O espectáculo CATCH MY SOUL de Rui Neto é a próxima produção do Teatro de Carnide.
 
Teatro de Carnide tem acolhido e produzido o trabalho de novos encenadores, a 10 de Fevereiro estreia CATCH MY SOUL do encenador e actor Rui Neto.
 
CATCH MY SOUL de Rui Neto
Texto e Encenação Rui Neto Interpretação Sofia Ângelo e Tiago Costa Design de cena Rita Carrilho Sonoplastia Sérgio Delgado Desenho de Luz/ Operação técnica/Fotografia Roger Madureira Design gráfico Catherine Boutaud Carpintaria António Silva Assessoria de Imprensa Mafalda Simões Produção Executiva Roger Madureira Direção de Produção Rita Martins Uma Produção Teatro de Carnide M12 
 
TEATRO DE CARNIDE, de 10 de Fevereiro a 11 de Março
Sextas-feiras e Sábados às 21h30
 
Reservas | 910 789 764 |  producao.tcarnide@gmail.com
Preços | 8 Eur. normal | 6 Eur. Descontos - estudantes, profissionais do espectáculo, >65 e desempregados 
Duração | 60 minutos

Passatempo - CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS - Recreios da Amadora

 
 
 
 

 

O Blog Cultura de Borla em parceria com TEATRO DOS ALOÉS tem bilhetes duplos para a peça  "CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS"  para os dias 18 e 19 de Fevereiro nos Cineteatro D. João V  aos leitores que de 5 em 5 participações:

  

- enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e a sessão que pretende.

 

 

- façam like na página do Teatro dos Aloés no Facebook;

 

 

 

 

1bfc0b89-71ce-4f36-8032-7d4ddeeb2ac2.jpg

 

 

CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS 
18 e 19 de Fevereiro no Cineteatro D. João V
(Sábado às 21h30, Domingo às 16h)

CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS é uma das obras mais populares de Mário de Carvalho, um conjunto de contos que têm como cenário comum um Beco que "…uns dizem que é Alfama, outros que já é Mouraria...”. Neste beco acontecem as coisas mais mirabolantes ... desde o homem que num bocejo engole a lua; aos turistas que estando num bar do Cais do Sodré, sem saber como, vão parar ao marco do correio lá do Beco!

A forma como estas personagens vão aceitado este estranho quotidiano e simultaneamente o alimentam, tendo sempre como fundo a Lisboa dos bairros populares, dos eléctricos, das coscuvilhices entre vizinhos, que ora são uma família, ora estão às avessas, dá à obra uma qualidade teatral insuperável.

Mário de Carvalho é um dos mais conceituados autores portugueses contemporâneos, esta não é a primeira vez que levamos à cena uma obra do autor mas é a primeira que nos atrevemos a pegar numa obra não dramática.

As suas personagens em CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS são tão reais que acreditamos que nos podemos cruzar com elas ao virar de qualquer esquina em Alfama .... ou talvez na Mouraria ...  e parecem pedir-nos que lhes demos vida não só na imaginação do leitor mas também em carne e osso.

Desta vez não resistimos a fazer-lhes a vontade!

Ficha Artística: Texto: Mário de Carvalho; Encenação: Elsa Valentim; Interpretação: André Nunes, Elsa Valentim, Jorge Silva, José Peixoto, Estagiários ACT: Carolina Serrão; Carolina Campanela, Cláudia Alfaiate, Rui Ferreira Macedo; Estagiários Escola Secundária D. Pedro V: Beatriz Sirgado, Tânia Cruz; Participação Especial na Voz do Autor: Luís Caetano; Concepção Plástica: Ana Rocha de Sousa e João Rodrigues; Música: Miguel Tapadas; Assistência à Encenação: Rui Ferreira Macedo; Operação Técnica: Pedro Figueirinha, Rafael Ribeiro, Tasso Adamopoulos; Produção Executiva: Daniela Sampaio; Produção: Teatro dos Aloés. M/12.

 
Cineteatro D. João V - Largo Igreja 6C, 2720-166 Damaia
Informações e Reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações emwww.facebook.com/teatro.dosaloes

Passatempo TENHO UM MARIACHI DEBAIXO DA CAMA - Teatro Villaret

O Blog CULTURA DE BORLA tem bilhetes duplos para o espectáculo TENHO UM MARIACHI DEBAIXO DA CAMA para o dia 11 de Fevereiro no TEATRO VILLARET aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um e-mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver TENHO UM MARIACHI DEBAIXO DA CAMA   com o Cultura de Borla" com nome, BI e contacto;

 

 

 

cartaz mariachi janeiro.JPG

Depois do espectáculo “All you need is love, uma comédia quase romântica”, que esteve em cena durante quatro meses no Teatro Villaret, João Carracedo regressa com um espectáculo que brinca com as situações do dia-a-dia de uma forma subversiva e que é para rir até às lágrimas.

A extraordinária história de um bombeiro que vende catástrofes para fidelizar os clientes, de um serviço insólito de apoio ao cliente, de uma mulher surda que leva o assaltante de um banco ao desespero, pronto para aceitar alguns trocos para pagar a multa de estacionamento à EMEL e de mais umas quantas personagens singulares.

Uma comédia hilariante e contemporânea, «Tenho Um Mariachi Debaixo da Cama» é um espectáculo que não pode perder! No Teatro Villaret

Texto e encenação de João Carracedo
Com:
João Carracedo
Rita Simões
Francisca Abrunhosaatempo.

Passatempo QUASE NORMAL - Casino Estoril

O Blog Cultura de Borla em parceria com a ARTEFEIST tem bilhetes duplos para o espectáculo QUASE NORMAL para os dias 9 e 11 de Fevereiro no CASINO DO ESTORIL aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver QUASE NORMAL com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

20220053_lNOsS.jpeg