Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Vinho para o corpo e para a alma

0aaa267d-16fe-466a-bfc0-52d1491a864a.jpg

 

 

Vinho para o corpo
               e para a alma


Festival de música e poesia
Degustação de vinhos



Quinta, 14 de Dezembro 2017 | 19h30


Local: Palácio dos Aciprestes
(Avenida Tomás Ribeiro, 18 - Linda-a-Velha)


- Poesia e dança pelo Grupo de artes Orpheu da Nova Acrópole
- Lenda da origem do vinho
- Gospel e músicas de Natal pelo Coro da Crescendo de Oeiras
- Da embriaguez do vinho da alma, de Orfeu aos sufis do Islão: 
comunicação por Paulo Loução
- Degustação de Vinhos e cocktail
(inclui apresentação do Vinho de Carcavelos)


Participação: 7 €
(Pagamento por trf para a seguinte conta da Nova Acrópole:
NIB: 004554924029116606598)


Actividade realizada em parceria pela Nova Acrópole Oeiras-Cascais e pela Fundação Marquês de Pombal, contando com o apoio do Município de Oeiras



                   


Inscrições prévias para:
oeiras-cascais@nova-acropole.pt
Tel. 963 925 758
 

                          

6ª Sessão da Poesia no Museu | 17 de Maio, pelas 19h | José Carlos Araújo sobre Plínio-o-Moço e a Poesia

 

SINOPSE DA SESSÃO

"Gaio Plínio Cecílio Secundo (62? – ca. 113), que a História da Literatura conhece como Plínio-o-Moço, está presente no imaginário colectivo como autor das cartas sobre a erupção do Vesúvio, em 79 – de que foi testemunha e onde Plínio-o-Velho, seu tio-avô e um dos primeiros mártires da Ciência, morreu –, da história admirável sobre o golfinho africano, das cartas a Trajano sobre os Cristãos, das primeiras cartas de amor conjugal do Mundo Antigo, exemplo de humanitas na preocupação que dispensava aos escravos, no tratamento dos libertos e na generosidade para com todos os que, entre o seu vasto círculo de relações sociais, se encontravam em situação mais frágil, bem como fonte primordial de informações diversificadas sobre a vida da elite senatorial no final do séc. I. Tão numerosos são os aspectos da actividade intelectual e política de Plínio, cuidadosamente apresentados numa persona epistolar ao longo de 247 cartas reunidas em dez livros, que o contexto da sua produção poética – que cultivou intensamente, mas que nos chegou apenas em escassos fragmentos – é objecto de menor atenção.
Plínio, todavia, talvez se reconhecesse com dificuldade na imagem que a voracidade da História – o tempus edax rerum, no dizer ovidiano – dele nos permitiu conceber, pois, se era sobretudo como orador que teve intenção de ser admirado e recordado, a atenção para com a escrita da Poesia no âmbito do otium cum studiis característico da intelectualidade romana está amplamente documentada no epistolário. Dezanove séculos depois da publicação dos Hendecasyllabi de Plínio, é lícito que restituamos também ao grande prosador e ao orador que todos conhecemos um lugar entre os poetas do seu beatissimum saeculum." JCA

José Carlos Araújo licenciou-se pela Universidade de Lisboa, onde estudou Filologia Clássica e onde conclui um Mestrado em Literatura Latina com uma tese sobre as Epístolas de Plínio. É investigador do Centro de Estudos Clássicos da Unversidade de Lisboa desde 2010, onde se tem dedicado ao estudo da Epistolografia Latina e à primeira tradução em português de Plínio, mas também (em parceria) a outros autores da Antiguidade, como Diógenes Laércio (Vitae Philosophorum) e Valério Máximo (Facta et Dicta Memorabilia). Publicou estudos sobre Filologia Clássica e apresentou comunicações a congressos de Estudos Clássicos e Literatura Comparada. Colabora regularmente em Euphrosyne — Revista de Filologia Clássica.

 

plinio o jovem.jpg

 

Legenda: Caio Plínio Cecílio Segundo, na Catedral de Como

POSTER POESIA (1).jpg

 

Poesia no Museu é um ciclo organizado pelo Museu Nacional da Música e comissariado por Helena Miranda e Tomás Castro. Consiste em várias conferências, habitualmente ilustradas com leitura de poemas, sobre poetas ou assuntos relacionados com poesia. As sessões duram aproximadamente 60 minutos e decorrem no Museu Nacional da Música às quartas-feiras, sempre às 19:00 h, com entrada livre. O ciclo vai já no seu quinto ano.
 
Siga-nos em

instagram/museunacionaldamusica

fb/museunacionaldamusica

twitter/mnacionalmusica

museunacionaldamusica.pt
 
__________________________________________________________________________
MUSEU NACIONAL DA MÚSICA
Estação do Metropolitano Alto dos Moinhos
Rua João de Freitas Branco
1500-359 LISBOA
T. (351) 21 771 09 90 / F. (351) 21 771 09 99

POESIA HOMÓNIMA no Cine Teatro de Estarreja

image004.jpg

 

 

Júlio Resende e Júlio Machado Vaz

 

Multidisciplinar

Sábado, 01 de abril às 21h30

Júlio Machado Vaz disse a Júlio Resende que ele devia compor alguma música da poesia do seu amor literário, Eugénio de Andrade. Júlio Resende disse a Júlio Machado Vaz que só juntava Música a Poesia se fosse o próprio psiquiatra a dizer essa poesia. O sexólogo, não temendo tabus, aceitou. E depois dos ensaios e desconcertos fez-se um disco. E do disco fez-se um concerto.

 

Chama-se "Poesia Homónima" e versa sobre poemas de Eugénio de Andrade e Gonçalo M. Tavares.O (des)Concerto vai explorar dois olhares distintos sobre a Poesia e a Música, que inspiraram o pianista e o psiquiatra com o mesmo nome.

 

Dia Mundial da Poesia - Tributo a Mário Cesariny - CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

25 de março | 10.00 às 19:00 | Vários espaços

 

No CCB o Dia Mundial da Poesia comemora-se a 25 de março. Os espaços vão ser vividos num ambiente de festa com muita poesia, para todas as idades. Neste dia terão lugar várias iniciativas, desde leituras de poesia em voz alta a concertos da Big Band Júnior, dos alunos da Casa Pia e da Orquestra Sinfónica Juvenil, passando por uma maratona de leitura, o concurso de poesia Faça lá um poema, conversas e debates sobre Mário Cesariny, a exibição do documentário Autografia, ou a exposição Mário Cesariny: De cor e salteado.

Dia Mundial da Poesia no CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

25 março | 14:00 às 19:00 | Vários Espaços

Tributo a Mário Cesariny
No CCB o Dia Mundial da Poesia comemora-se a 25 de março. Os espaços vão ser vividos num ambiente de festa com muita poesia, para todas as idades. Neste dia terão lugar várias iniciativas: Feira do Livro de Poesia; Exposição Mário Cesariny: De cor e salteado; Diga lá um poema – espaço aberto para leituras de poesia em voz alta; programação para os mais novos; concertos da Big Band Júnior e da Orquestra Sinfónica Juvenil, num tributo a Mário Cesariny.
Entrada Livre

 

Dia Mundial da Poesia no Barreiro

poema.jpg

 

 

Hoje, 21 de março, o Município do Barreiro comemora o Dia Mundial da Poesia. No âmbito do Concurso de Poesia nas Escolas, promovido pela Câmara Municipal do Barreiro, o Presidente da CMB, Carlos Humberto de Carvalho, a Vice-Presidente Sofia Martins e a Vereadora Regina Janeiro entregaram os prémios aos vencedores. São cheques-brinde da 'Livraria Bertrand', no valor de 40€ (1º prémio), 30€ (2º prémio) e 20€ ( 3º prémio) para aquisição de livros.

Recorde-se que participaram neste Concurso, dedicado aos “80 anos de Abastecimento Público de Água no Barreiro”, alunos das Escolas do 1º, 2º e 3º ciclos e ensino secundário do Concelho.

 

Esta edição envolveu os seguintes estabelecimentos de ensino: do Agrupamento de Escolas Alfredo da Silva:  Escola Básica José Joaquim Rita Seixas; do Agrupamento de Escolas de Santo André: Escola Básica Telha Nova, Escola Básica 2+3 Quinta da Lomba e Escola Secundária de Santo André e do Agrupamento de Escolas de Santo António: a Escola Básica da Vila Chã.

 

Premiados:

Agrupamento Alfredo da Silva: Escola Básica Rita Seixas: 2º A – 1º prémio e 4º B – Menção Honrosa;

Agrupamento de Escolas de santo André: Escola Básica Telha Nova 1 – 2º prémio e 3 menções honrosas

- Escola Básica 2+3 Quinta da Lomba – 1º prémio – Rafael – 6º ano, 2º prémio – Mariana – 6º ano e 3º prémio – Inês – 6º ano;

 

- Escola Secundária de Santo André: 1º prémio – Filipe Fagundo - 12º D e 2º prémio – Marta Silva – 12º D;

Agrupamento de Escolas de Santo António - Escola Básica da Vila Chã – 3º prémio – 4º E. 

Exposição itinerante

A partir de hoje e até ao dia 3 de abril, estará patente ao público a Exposição dos Trabalhos das escolas concorrentes, no Mercado Municipal 1º de Maio.

 

De referir que a exposição dos trabalhos será itinerante e estará, ainda, nos seguintes mercados municipais:

Mercado Municipal do Lavradio» de 4 a 14 de abril;

Mercado Municipal de Santo André» de 18 de abril a 29 de abril;

Mercado Municipal de Coina» de 2 de maio a 13 de maio. 

 

Consulte as fotos em: https://www.facebook.com/pg/municipio.barreiro/photos/?tab=album&album_id=1859932114257706

 

 

CMB

Concurso de Poesia | Entrega de Prémios

poema.jpg

 

Hoje, 21 de março, o Município do Barreiro comemora o Dia Mundial da Poesia. No âmbito do Concurso de Poesia nas Escolas, promovido pela Câmara Municipal do Barreiro, o Presidente da CMB, Carlos Humberto de Carvalho, a Vice-Presidente Sofia Martins e a Vereadora Regina Janeiro entregaram os prémios aos vencedores. São cheques-brinde da 'Livraria Bertrand', no valor de 40€ (1º prémio), 30€ (2º prémio) e 20€ ( 3º prémio) para aquisição de livros.

Recorde-se que participaram neste Concurso, dedicado aos “80 anos de Abastecimento Público de Água no Barreiro”, alunos das Escolas do 1º, 2º e 3º ciclos e ensino secundário do Concelho.

 

Esta edição envolveu os seguintes estabelecimentos de ensino: do Agrupamento de Escolas Alfredo da Silva:  Escola Básica José Joaquim Rita Seixas; do Agrupamento de Escolas de Santo André: Escola Básica Telha Nova, Escola Básica 2+3 Quinta da Lomba e Escola Secundária de Santo André e do Agrupamento de Escolas de Santo António: a Escola Básica da Vila Chã.

 

Premiados:

Agrupamento Alfredo da Silva: Escola Básica Rita Seixas: 2º A – 1º prémio e 4º B – Menção Honrosa;

Agrupamento de Escolas de santo André: Escola Básica Telha Nova 1 – 2º prémio e 3 menções honrosas

- Escola Básica 2+3 Quinta da Lomba – 1º prémio – Rafael – 6º ano, 2º prémio – Mariana – 6º ano e 3º prémio – Inês – 6º ano;

 

- Escola Secundária de Santo André: 1º prémio – Filipe Fagundo - 12º D e 2º prémio – Marta Silva – 12º D;

Agrupamento de Escolas de Santo António - Escola Básica da Vila Chã – 3º prémio – 4º E. 

Exposição itinerante

A partir de hoje e até ao dia 3 de abril, estará patente ao público a Exposição dos Trabalhos das escolas concorrentes, no Mercado Municipal 1º de Maio.

 

De referir que a exposição dos trabalhos será itinerante e estará, ainda, nos seguintes mercados municipais:

Mercado Municipal do Lavradio» de 4 a 14 de abril;

Mercado Municipal de Santo André» de 18 de abril a 29 de abril;

Mercado Municipal de Coina» de 2 de maio a 13 de maio. 

 

Consulte as fotos em: https://www.facebook.com/pg/municipio.barreiro/photos/?tab=album&album_id=1859932114257706

 

 

CMB

Maratona da Palavra assinala Dia Mundial da Poesia no concelho de Palmela | 21 de março - Biblioteca Municipal de Pinhal Novo

maratona da poesia.jpg

 

A Câmara Municipal de Palmela assinala o Dia Mundial da Poesia no dia 21 de março, entre as 10h00 e as 24h00, na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo, com a Maratona de Poesia.

No período da manhã, entre as 10h00 e as 12h00, a festa da palavra poética conta com as participações do Bardoada – Grupo do Sarrafo, da poetisa Alexandrina Pereira, do rapper Edy Shine e das/os alunas/os da ESE, Escola Superior de Educação de Setúbal.

A tarde juvenil decorre entre as 14h00 e as 18h00 e integra participações da Escola Secundária de Pinhal Novo, da Escola Básica José Maria dos Santos e de Io Appolloni, a realização do ateliê de escrita criativa “O Meu País é o Meu Corpo” pelo professor José Gil, com alunos da ESE, e a atuação do rapper Edy Shine.

A Noite dos Poetas, com início às 21h00, será um encontro com as/os poetisas/poetas Fernando Pinto, Maria do Rosário Pedreira, Gastão Cruz e Isabel Ruth.

Esta iniciativa, com entrada livre, é aberta à participação de quem quiser juntar-se à festa, dizendo um poema, e integra, ainda, a realização de uma Feira do Livro de Poesia, entre os dias 21 e 25 de março.