Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

EMARP - Atividades culturais agosto 2017

O MUNDO DAS FORMIGAS
Mirmecologia - Rui Mesquita
 
Até 8 de setembro 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30

Até ao próximo dia 8 de setembro na EMARP estão vários formigueiros e tipos de formigas para quem nos visita poder apreciar o modo de vida destes insetos.
Normalmente as formigas são aqueles animais que vivem debaixo dos nossos pés, mas sabia que as formigas têm castas? Que há cerca de 10 mil espécies diferentes? Que podem medir de 1,6 mm a 5 cm? Que são vermelhas, negras, castanhas ou amarelas mas também podem ser verdes ou em azul metálico? Que podem carregar pesos 50 vezes superiores ao do seu corpo? Que o sentido mais desenvolvido é o faro? Que não têm ouvidos mas sentem as vibrações? Que usam as patas para detetar cheiros e sabores? Que todas as formigas do formigueiro são fêmeas? Que os machos só servem para a reprodução - em voo – e depois morrem?
Quem sabe estas coisas todas é o Rui Mesquita, um portimonense nascido em 1968 que há cerca de oito anos descobriu o mundo fascinante das formigas, tecnicamente a mirmecologia - parte da entomologia que estuda os insetos himenópteros, onde se incluem as vespas, abelhas e, claro, as formigas.
Na exposição podemos ver várias espécies autóctones, havendo até uma espécie “portuguesa”, a Messor lusitanicus, e observar as rainhas, os ovos, toda a atividade do formigueiro, com as incansáveis formigas a transportar alimentos de um lado para o outro. Reconhecidas como formando sociedades complexas e perfeitas as formigas têm sido dadas como exemplo de trabalho, perseverança, sabedoria, hierarquia, cooperação e partilha em que todas trabalham para o bem comum.
Por muito estranho que possa parecer, há muitas formigas no espaço público da Empresa Municipal de Águas e Resíduos de Portimão.

Aqua Portimão tem um mês de agosto preenchido de sunsets, sessões de fitness e novos espaços

O Centro Comercial Aqua Portimão vai ter um mês de agosto preenchido de eventos

que tornarão uma tarde de compras num momento cheio de surpresas, desde sunsets a sessões de fitness e novos espaços e conceitos.

image006.jpg

 

De dia 12 a dia 20 de agosto, o Centro Comercial será palco dos Aqua Portimão Sunsets.

 O Deejay Kamala marcou presença logo no dia 14 de agosto.

 

No dia 26 de agosto, o centro receberá uma sessão de fitness e alimentação saudável

que contará com a presença do personal trainer Nilton Bala e da especialista em alimentação saudável Kelly Baron.

 

Durantes os meses de verão, inúmeros espaços temporários com atividades, ofertas e produtos sazonais,

reforçam a oferta habitual do centro e oferecem aos visitantes a oportunidade de conhecer novos conceitos.

 

 

EMARP - Atividades culturais julho 2017

bc114fd7-454f-4a8e-bb33-ecd3adf182b7.jpg

 

 
DIETA MEDITERRÂNICA
Património Cultural Imaterial da Humanidade
 
Até 4 de agosto 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30

Em 4 de dezembro de 2013, a DIETA MEDITERRÂNICA foi declarada a Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, durante a reunião do Comité Intergovernamental, em Baku (Azerbaijão).

Subscreveram esta candidatura transnacional sete estados com culturas mediterrânicas milenares: Portugal (Tavira), Chipre (Agros), Croácia (Hvar e Brac), Grécia (Koroni), Espanha (Soria), Itália (Cilento) e Marrocos (Chefchaouen).
A decisão do Comité em incluir a Dieta Mediterrânica na Lista Representativa da UNESCO deve-se, entre outros, aos seguintes critérios:
. A Dieta Mediterrânica é um conjunto de práticas tradicionais, conhecimentos e habilidades transmitidas de geração em geração e que proporciona um sentimento de pertença e de continuidade para as comunidades envolvidas;
. A inscrição da Dieta Mediterrânica na Lista Representativa poderia dar uma maior visibilidade à diversidade do património cultural imaterial e promove o diálogo intercultural a nível regional e internacional.

O pedido de registo da Dieta Mediterrânica na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da UNESCO foi elaborado e apresentado conjuntamente pelos 7 estados acima mencionados. A preparação técnica e formal dos conteúdos foi realizada na autarquia de Tavira, respondendo a todos os requisitos da UNESCO, um processo partilhado com instituições públicas e privadas, a nível nacional e regional sobretudo com a comunidade local, um trabalho realizado em estreita relação com os Estados e respetivas comunidades.
A dieta mediterrânica é considerada pela Food and Agriculture Organization (FAO) das Nações Unidas uma dieta amiga do ambiente, resiliente às alterações climáticas e indicada como um bom exemplo de dieta sustentável.
 
A World Health Organization – WHO/ Organização Mundial de Saúde considerou a dieta mediterrânica como um padrão alimentar de excelência pela sua qualidade nutricional e importância na prevenção das doenças e promoção da saúde comunitária.

O QUE É A DIETA MEDITERRÂNICA?
A dieta mediterrânea é um conjunto de competências, conhecimentos, práticas e tradições relacionadas com a alimentação humana, que vão da terra à mesa, abarcando as culturas, as colheitas e a pesca, assim como a conservação, transformação e preparação dos alimentos e, em particular, o seu consumo.
O modelo nutricional desta dieta, permaneceu constante através do tempo e do espaço, os ingredientes principais são o azeite da oliveira, os cereais, as frutas e verduras frescas ou secas, uma proporção moderada de carne, peixe e produtos lácteos, abundantes condimentos e cujo consumo à mesa é acompanhado de vinho ou infusões, respeitando sempre as crenças de cada comunidade.
A dieta mediterrânica - cujo nome deriva da palavra grega díaita, que quer dizer modo de vida - não compreende apenas a alimentação, pois é um elemento cultural que propicia a interação social, verificando-se que as refeições em comum são uma pedra angular dos costumes sociais e da celebração de acontecimentos festivos. A dieta mediterrânica originou também um conjunto considerável de conhecimentos, cânticos, refrões, contos e lendas.
Assim, permanece uma atitude de respeito pela terra e a biodiversidade e garante a conservação e o desenvolvimento de atividades tradicionais e artesanais ligadas à agricultura e às pescas em muitas comunidades dos países do Mediterrâneo. As mulheres desempenham um papel fundamental tanto na transmissão de práticas e conhecimentos específicos sobre rituais, gestos e celebrações tradicionais, como na salvaguarda de técnicas.

TOUR NICKLODEON 2017 - A Patrulha Pata está a chegar ao Aqua Portimão

Tour Nickelodeon Aqua Portimão.jpg

 

 

ENTRE 19 E 23 DE JULHO

UNIVERSO NICKELODEON ANIMA AQUA PORTIMÃO

 

A partir de dia 19 de Julho o Centro Comercial Aqua Portimão recebe o Nickelodeon Tour Portugal 2017, com a Patrulha Pata a prometer fazer as delícias dos mais novos.

De 19 a 23 de Julho as personagens mais emblemáticas do canal Nickelodeon vão animar o Aqua Portimão com inúmeras atividades gratuitas que prometem proporcionar momentos inesquecíveis a todas as crianças que visitem o Centro Comercial.

Marshall e Chase da Patrulha Pata, Dora Exploradora, Bob Esponja e as Tartarugas Ninja vão surgir em tamanho real, cheios de energia e com muitas surpresas para as crianças. Os mais novos vão ter a oportunidade de viver uma experiência de realidade virtual com as Tartarugas Ninja ao longo de todo o dia e de assistir, em horários predefinidos, a desfiles e mini shows  musicais das suas personagens preferidas.

EMARP - Atividades culturais junho 2017

 
 


Pintura de MIGUEL PONCEANO
 
Até 30 de junho de 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30

380ed31a-6fe7-4dce-91df-42f9bbb4ed41.jpg

 


A exposição “Reflexos” de Miguel Ponceano, continua patente na EMARP até dia 30 de Junho.

O artista nasceu em dezembro de 1989 em Portimão e a apetência pelas artes já é antiga, pois confessa que “Desde que me lembro sempre desenhei com regularidade”.

Prosseguindo a sua vocação, após terminar em 2007 o curso de artes na Escola Secundária Poeta António Aleixo, aos 17 anos Miguel Ponceano partiu para Lisboa onde foi estudar Design no Instituto de Arte, Design e Empresa (IADE). Nesta universidade, em 2010 iniciou a frequência do Mestrado em Design e Comunicação Visual, tendo terminado o curso dois anos mais tarde.

Continuando muito focado em projetos pessoais na área da ilustração e das artes plásticas, Miguel Ponceano trabalha atualmente na promoção de produtos algarvios.

A exposição disponível no Atendimento da EMARP aborda o conceito de identidade, como nos vemos, as facetas que temos e o que compõe cada ser humano, uma reflexão (“Reflexos”) da pessoa sobre a pessoa, enquadrada numa história onde se reconhecem algumas paisagens do algarve, desde o castelo de Aljezur até à própria Praia da Rocha.

EMARP - Atividades Culturais Maio 2017 - Portimão

 
EX-VOTOS
Obras de JOÃO MARQUES
 
Até 26 de maio de 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30Deus

a1fa7bfa-b91c-4fc3-a23d-2674224d23ac.jpg

 


Charitas et Hilaritas est
Sem a intenção de me considerar pintor, até porque não é essa a minha área académica, apenas quero divulgar uma antiga tradição Religiosa de Graças recebida através de pinturas populares de ex-votos religiosos da minha autoria ou encomendados a outros.
Como os originais, na sua maioria pintados a óleo sobre madeira, já foram oferecidos a diversas paróquias e ao Vaticano, disponho apenas de algumas cópias, tendo-se perdido outras. Esta exposição é uma possibilidade de dar a conhecer em vida que Deus é Amor e Humor, na perspetiva deste humilde pecador que, apesar da idade e já perto dos 70, usando uma expressão de S. Exª Revª D. Manuel Quintas, Bispo do Algarve, “com sessenta ainda se tenta mas aos setenta só se senta", mas continua a tentar propagar as tradições regiliosas.
JOÃO MARQUES


Os ex-votos são ofertas votivas a um santo ou divindade, que tanto podem acompanhar um pedido de feliz desenlace, como constituir já o pagamento da promessa relacionada com tal pedido. Podem ser quadros, imagens ou inscrições que personificam uma intervenção miraculosa ou o recebimento de uma grande graça e, geralmente, são colocados em igrejas, capelas, estátuas, cemitérios ou cruzeiros.
A designação ex-voto vem precisamente da expressão latina ex voto suscepto, que significa “pela promessa realizada” ou “em resultado da promessa realizada”. A origem cristã do ex-voto remonta ao século IV, tendo-se generalizado na orla norte do Mediterrâneo no século XVII.
Sendo uma forma de arte popular muito genuína, na maioria dos casos o que motiva o pedido é uma situação de doença, a proteção da gravidez ou das colheitas a cura de alguma dependência, o sucesso de determinado projeto ou o encontro de alguém ou alguma coisa que tenha desaparecido. Sair ileso de algum acidente, catástrofe ou acontecimento violento constitui também motivo para os ex-votos.
De acordo com a doutrina católica, o ex-voto é uma manifestação de fé, sendo a exposição presente na EMARP constituída por réplicas, uma vez que os originais foram oferecidos a instituições religiosas, nomeadamente ao Vaticano e ao Papa.

Exposição "Água é vida e memória" - Pintura de Manuela Caneco

ÁGUA É VIDA E MEMÓRIA
Pintura de Manuela Caneco
 
20 de março a 21 de abril de 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30

ac0a5958-047d-4927-9d68-e90e1ca18fd7.jpg

 

Manuela Caneco, nasceu em Barão de São Miguel, Vila do Bispo em 1951.

Artista plástica, vive atualmente onde nasceu, dá aulas particulares de pintura e trabalha exclusivamente com materiais reciclados.

Nos anos de 1973 e 1974 esteve fortemente envolvida na ambiência política e cultural lisboeta, devido à sua frequência da Escola Superior de Belas Artes, em Lisboa, e à ligação estreita que manteve com a Galeria "Opinião" e o Jornal "República", locais de referência cultural à época. 
É nesta altura que trabalha e convive com o crítico de arte contemporânea José Ernesto de Sousa, com o pintor "naif" Hipólito Clemente e com o musicólogo Madeira Luís. 

e624fdf4-cf68-4327-b361-c9a1968a8a1e.jpg

 

 

 

EMARP - Atividades Culturais Março 2017

29742be9-873e-425c-b471-666d8b213dc6.jpg

 

MAR OCEANO
Exposição de Fotografia de SEBASTIÃO PERNES
 
Até 17 de março de 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30
 
Até ao próximo dia 17 continua patente no espaço público de Atendimento da EMARP a exposição de fotografia “MAR OCEANO”, de autoria de Sebastião Pernes. O fotógrafo vive e trabalha da zona de Sagres há mais de trinta anos, como guia da natureza e capitão de uma embarcação e, geralmente, anda sempre de binóculos e máquina fotográfica na mochila.

Este hábito permite-lhe, em qualquer altura, registar a grandiosidade da paisagem quando o momento acontece e, conhecendo o mar, saber quando vem aí algo que deve ser fotografado. Um desses momentos em que se sabia que algo de grande iria acontecer foi em 2014, quando a tempestade Hércules empurrou o Atlântico contra as arribas de Sagres. O fotógrafo estava lá e algumas das imagens estão patentes na exposição.

Por opção estética Sebastião Pernes fotografa a preto e branco, o que se justifica plenamente quando se olha para as fotografias do “MAR OCEANO”.

EMARP - Exposição de Fotografia de Sebastião Pernes


MAR OCEANO
Fotografia de Sebastião Pernes
 
13 de fevereiro a 17 de março de 2017
Dias úteis das 8h30 às 17h30

bfc26df3-bae1-46f0-a3a7-afc05dc0996d.jpg

 

40 anos de convívio íntimo com os mares das Cíclades e de Sagres, mais de 30 a caminhar pelas arribas do Sudoeste português, quase sempre com uma máquina fotográfica na mochila - um costume “a preto e branco” desde a juventude - resultaram neste desejo de partilhar, com estas fotografias, a minha paixão pelo mar. Partilhar, acima de tudo, o meu mais que respeitoso fascínio pelo Mar Oceano, seus tremendos vendavais, seus mares revoltos, sua poderosa vaga atlântica…
Procurando conjugar o olhar do marinheiro atento às voltas de mar e o olhar do fotógrafo à espreita da luz reveladora, aqui fica este apontamento do magnífico e assombroso encontro do Atlântico com o promontório vicentino.
Sebastião Pernes


Fotografias tiradas entre 2008 e 2015 na Costa Vicentina
Tiragens em papel Epson com montagem “Diasec” ®