Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"Concerto do Coro Juvenil de Lisboa inaugura Árvore de Natal no Palácio Nacional de Sintra"

ArvoreNATAL_FINAL.jpg

 

- 1 de dezembro | 18h

- Concerto com entrada livre

- Árvore no Terreiro do Palácio: 15 metros e túnel interior

 

O Natal chega a 1 de dezembro ao Palácio Nacional de Sintra com um concerto do Coro Juvenil de Lisboa que assinala a inauguração da árvore de Natal da Parques de Sintra, que permanecerá até dia 6 de janeiro de 2018 no Largo Rainha Dona Amélia.

Sob direção do maestro correpetidor do Teatro Nacional de São Carlos, Nuno Margarido Lopes, o Coro Juvenil de Lisboa apresenta-se no primeiro dia de dezembro, das 18h às 19h, na escadaria do Palácio Nacional de Sintra, com algumas das mais conhecidas canções de Natal do mundo. “Last Christmas”, “Santa Claus is coming to town” ou o tão popular “Jingle Bells” fazem parte do repertório deste grupo coral (com jovens entre os 8 e os 25 anos) que dá assim início à época natalícia da Parques de Sintra.

Decorada com cerca de 200 bolas brancas e vermelhas 3D, a árvore de Natal conta com 15 metros de altura e túnel de passagem no seu interior, onde é possível aceder para tirar fotografias. A árvore será visitável durante todo o mês de dezembro e até ao dia dos Reis, no Largo Rainha Dona Amélia, onde decorrerá também o Mercado de Natal, organizado pela Câmara Municipal de Sintra: de 1 a 23 de dezembro, das 10h às 18h. 

 

– fim –

Sobre a Parques de Sintra - Monte da Lua

A Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A. (PSML) é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade. Não recorre ao Orçamento do Estado, pelo que a recuperação e manutenção do património que gere são asseguradas pelas receitas de bilheteiras, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos.

Em 2016, as áreas sob gestão da PSML (Parque e Palácio Nacional da Pena, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, Chalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre) receberam 2.625.011 visitas, cerca de 83% das quais por parte de estrangeiros. Recebeu, em 2013, 2014, 2015 e 2016, o World Travel Award para Melhor Empresa em Conservação.

São acionistas da PSML a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.

www.parquesdesintra.pt ou www.facebook.com/parquesdesintra

 

REGALEIRA INCLUSIVA

8e101429-fcfa-4f24-a9d8-fddd8715cfcd.jpg

 

 

DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA
3 de DEZEMBRO | 10H

A Fundação Cultursintra assinala o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência com uma apresentação de áudio guias acessíveis para visitantes portadores de deficiências auditivas e/ou visuais, no próximo domingo, dia 03 dezembro no Palácio da Quinta da Regaleira pelas 10:00h.
 

No dia 3 de Dezembro será feita uma demonstração das novas ferramentas de interpretação para públicos com necessidades específicas, nomeadamente um audioguia com audiodescrição para o visitante cego e uma aplicação móvel em língua gestual portuguesa para o visitante surdo.

Estarão presentes alguns elementos da comunidade cega e surda que irão utilizar estas ferramentas pela primeira vez nos espaços da Quinta de Regaleira. 

Serão partilhados os processos de trabalho envolvidos na criação deste tipo de ferramentas. Como trabalha um intérprete de LGP? O que é necessário para fazer a audiodescrição de um objeto ou de um espaço? Qualquer visitante poderá, inclusive, colocar-se na pele de um visitante cego e fazer a visita de olhos vendados.

Este evento assinala o pré-lançamento destes novos serviços inclusivos que estarão disponíveis para o público em geral no início de 2018.

 

Teatro TAPAFUROS encena A TERCEIRA MISÉRIA de Hélia Correia

 

A Terceira Miséria cartaz.JPG

 

Teatro TAPAFUROS encena

A TERCEIRA MISÉRIA de Hélia Correia

24 NOV · 9 DEZ 2017

Sextas e Sábados | 21h30


Mergulho num Egeu que parece todo calma. A Europa aparece, longe, resplandecente e lembrando o berço. Agora esquecido num qualquer canto da grande casa. Nossa? Os deuses desertaram, abandonando os sapatos, homens e mulheres, esqueceram-se. Esqueceram?

A Terceira Miséria desvela-se: poetas que cantam a solene Grécia, desencontro de seres que desejam Beleza, povos do sul que se aquecem ao sol do meio dia. Cigarras e formigas podem viver na mesma prodigiosa Terra?

Rui Mário, Nov 17

 

FICHA TÉCNICA

Texto: "A Terceira Miséria" 

Autoria: Hélia Correia
Encenação: Rui Mário 
Musica original: Orbes Ir Indo
Músicos: Pedro Hilário, Rui Zilhão
Dizedor: Rui Mário
Cenografia I Adereços: Júlio Almas 
Figurinos: Aida Afonso 
Grafismo: Adriano Lopes
Desenho e Operação de Luz: Yanina Zanier I Irina Apolinário
Montagem Técnica: Ricardo Pereira I Vasco Pereira
Direcção de Produção: Andreia João
Produção: Teatro TapaFuros 
Com: Clara Marchana, Nuno Vicente

Apoio: C.M.S.  I  S.U.S.
Local: S.U.S. - Sociedade União Sintrense
Morada: Rua Maria Eugénia Reis Ferreira Navarro Nº7, Sintra
Classificação: M/12
Duração: 60 minutos
Acesso: € 5

Info I Reservas: 916662816

Agradecimentos: Casa de Teatro de Sintra I CascaisNetRadio.com I Pescadores de Cascais I Luís Bellas I Rosário Pizarro I Jaime Rocha I António Manuel

MIMICAT apresenta "Back In Town" este sábado no C.C.Olga Cadaval em Sintra

837f7fce-00e8-4007-9fa7-b38be0522816.jpg

 

ec9cb713-e67b-46ee-8821-f11a091da878.jpg

 

MIMICAT APRESENTA ESTE SÁBADO O NOVO ÁLBUM "BACK IN TOWN" NO CENTRO CULTURAL OLGA CADAVAL

BILHETES À VENDA NOS LOCAIS HABITUAIS
(Comprar)
 

Depois do lançamento do seu novo álbum, "Back In Town, no passado dia 22 de Setembro, Mimicat prepara-se para apresentá-lo ao vivo pela primeira vez num espetáculo muito especial no Centro Cultural Olga Cadaval no próximo sábado, dia 28 de Outubro. Um concerto intimista que promete captar a atenção de qualquer membro da plateia. 

"Back In Town" marca uma viragem na carreira da artista, agora com uma imagem e sonoridade mais Pop e versátil. Este disco é sobre autoconfiança e autoconhecimento. MIMICAT é agora mais segura, enquanto mulher e enquanto artista, tendo passado por um processo de transformação interior e exterior também.

“Back in Town” é fresco, forte e moderno. Um disco Pop recheado de canções onde se cruzam a alma e carisma inconfundíveis da artista com as influências da música negra  Soul,  Hip-Hop e R&B, tanto na composição e melodias como na produção instrumental, com baladas minimais como “Lord”, temas grandiosos como “Nobody Knows” ou o atrevimento obscuro de “Cold Feet”.
 

Informações:

Centro Cultural Olga Cadaval // Auditório Acácio Barreiros
28 de Outubro // 21:30h
Entrada :: 8€

MIMICAT apresenta "Back In Town" a 28 de Outubro no C.C.Olga Cadaval em Sintra

MIMICAT APRESENTA NOVO ÁLBUM "BACK IN TOWN" NO CENTRO CULTURAL OLGA CADAVAL A 28 DE OUTUBRO

BILHETES À VENDA NOS LOCAIS HABITUAIS
(Comprar)
 

837f7fce-00e8-4007-9fa7-b38be0522816.jpg

 

Depois do lançamento do seu novo álbum, "Back In Town, no passado dia 22 de Setembro, Mimicat prepara-se para apresentá-lo ao vivo pela primeira vez num espetáculo muito especial no Centro Cultural Olga Cadaval no próximo dia 28 de Outubro. Um concerto intimista que promete captar a atenção de qualquer membro da plateia. 

"Back In Town" marca uma viragem na carreira da artista, agora com uma imagem e sonoridade mais Pop e versátil. Este disco é sobre autoconfiança e autoconhecimento. MIMICAT é agora mais segura, enquanto mulher e enquanto artista, tendo passado por um processo de transformação interior e exterior também.

“Back in Town” é fresco, forte e moderno. Um disco Pop recheado de canções onde se cruzam a alma e carisma inconfundíveis da artista com as influências da música negra  Soul,  Hip-Hop e R&B, tanto na composição e melodias como na produção instrumental, com baladas minimais como “Lord”, temas grandiosos como “Nobody Knows” ou o atrevimento obscuro de “Cold Feet”.
 

Informações:

Centro Cultural Olga Cadaval // Auditório Acácio Barreiros
28 de Outubro // 21:30h
Entrada :: 8€

 

O CONSTRUTOR, a partir de Jaime Rocha, estreia na Quinta da Regaleira

4da68c28-f440-4fd3-870f-231cf6d9c949.jpg

 

13 DE OUTUBRO A 16 DE DEZEMBRO DE 2017
SEXTAS E SÁBADOS | 21H30

 

Numa produção teatral da MUSGO, o espectáculo O CONSTRUTOR, a partir da peça homónima de Jaime Rocha, nunca representada em Portugal, estreia no próximo dia 13 de Outubro, na Quinta da Regaleira, em Sintra.

Para a MUSGO, montar o espectáculo O CONSTRUTOR resulta da mesma vontade de cruzar a dramaturgia do texto de Jaime Rocha com o “espirito” da Regaleira. O “encontro dramatúrgico” com a Quinta, decorre por contraste: fala-se da falência da Europa justamente no lugar onde o seu património cultural é exaltado.

A visão desapaixonada (a um tempo cómica e absurdamente trágica) da peça de Jaime Rocha, escrita em 1998, mantém intacta a sua actualidade, numa Europa a tentar reerguer-se da recessão dos mercados financeiros, do desemprego jovem galopante, do recrudescimento do terrorismo ou, a debater-se com uma crise humanitária sem precedentes, decorrentes do fluxo migratório resultante da chamada Primavera Árabe.

O texto de Jaime Rocha aborda, metaforicamente, todos estes tópicos, que se materializam no espectáculo dirigido por Paulo Campos dos Reis. O resultado é uma “comédia séria”, capaz de conquistar o riso e a reflexão do público. Revisita-se o discurso linguístico e cénico do teatro do Absurdo, sendo o espectador confrontado com um “exemplo extremo”, perante o qual a possibilidade de indiferença é estrategicamente anulada.

Em O CONSTRUTOR , a Europa constrói-se com ossos humanos. Em fundo, lobos, sirenes, raids, apitos. Alex e Judite, ex-emigrantes portugueses, desesperam pela vinda do subsídio e remédios procedentes da Alemanha e Holanda. A chegada destes paliativos é premeditamente retardada pelo vizinho do casal, o Barão de Auvernay, comissário civil destacado para Portugal com o intuito de recolher e enviar ossos de cidadãos para a Europa. O CONSTRUTOR é uma peça de grande crueza e mordacidade, cujas personagens se movem num quotidiano absurdo, lutando pelo poder, pela felicidade, pela fama, pelo consumo. Escravas de uma sobrevivência precária, num mundo em ruína, engendram intrigas, punições, desejos utópicos, assassinatos, num ambiente manchado de abjecção e de malevolência.
 
O CONSTRUTOR é um espectáculo classificado para maiores de 12 anos e está em cena até 16 de Dezembro às sextas e sábados, às 21.30h. Os bilhetes estão à venda na bilheteira da Quinta da Regaleira e nos postos de venda da TicketLine, pelo preço de 10 euros.
 
FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA
Texto e dramaturgia: Jaime Rocha 
Direcção: Paulo Campos dos Reis 
Interpretação: Filipe Araújo, João Brás, Miguel Moisés, Patrícia Cairrão, Ricardo G. Santos, Suzana Branco e Virgínia Brito
Cenografia: Paula Hespanha e Manuel Pedro Ferreira Chaves 
Figurinos: Nuno Barracas
Costureira: Carina Galvão
Fotografia: Nuno Gomes 
Direcção técnica: Carlos Arroja
Produção executiva: Rute Xavier 
Direcção de produção: Ricardo Soares 
Coordenação de projecto: Paulo Campos dos Reis e Ricardo Soares 
Produção: MUSGO Produção Cultural
 

Them Flying Monkeys - "When Pigs Had Wings" é o terceiro single do álbum "Golden Cap"

 

3126debe-af29-414e-b976-afbf2cc3f223.jpg

 

THEM FLYING MONKEYS

 

"When Pigs Had Wings" é o terceiro avanço do álbum "Golden Cap"

O tema que vem acompanhado por um novo vídeo surge depois de um verão recheado de concertos e antecede a participação no MUSCARIUM, no Sábado, no
Centro Cultural Olga Cadaval.

 
Depois de "Molly" e "Halos" os dois primeiros singles de "Golden Cap" e de um 2017 com mais de 40 datas de onde se destacam os concertos no Indie Music Fest ou no Musicbox, os Them Flying Monkeys lançam agora o terceiro single do álbum que saiu em Fevereiro. "When Pigs Had Wings" vem acompanhado de um novo videoclip, realizado por Francisco Mineiro.

No video, o tempo parou, mas não para todos. Enquanto alguns contemplam desnorteadamente os céus, outros reencontram-se por trilhos familiares. "When Pigs Had Wings" é uma viagem incerta às lembranças de quem não parou no tempo. 

O tema está já disponível no youtube no VEVO dos Them Flying Monkeys 
 

 

Júlio Pereira | concerto 15 de Setembro, C.C. Olga Cadaval | Novo disco "Praça do Comércio"

JÚLIO PEREIRA
 
Novo disco "PRAÇA DO COMÉRCIO" | 22 de Setembro
 
15 DE SETEMBRO | C.C. OLGA CADAVAL, 22h00

view.php.jpg

 

 

"Praça do Comércio" é o 22º disco de autor, de Júlio Pereira. Trata-se de um disco instrumental – enérgico e livre, urbano e sem fronteiras – tendo como solista o Cavaquinho e também, pela primeira vez, o Braguinha onde a voz humana inesperadamente emerge em vários momentos.

A maioria dos arranjos foi criada a partir dos instrumentos tocados por Júlio Pereira: Cavaquinho, Braguinha, Viola Braguesa e Bouzouki contracenando com o Violoncelo e a Viola (Sandra Martins e Miguel Veras, músicos que habitualmente o acompanham) a que se juntaram outros instrumentistas e cantores convidados entre os quais: António Zambujo, James Hill (Canadá), Olga Cerpa (Espanha), Cheny Wa Gume (Moçambique), Pedro Jóia, José Manuel Neto, Norberto Gonçalves da Cruz e ainda com as participações nos coros de Luanda Cozetti, Mariana Abrunheiro e Teresa Melo Campos.

De realçar a participação de um dos mais prestigiados tocadores de Ukulele – o canadiano James Hill decorrente do concerto conjunto com Júlio Pereira em Newark – New Jersey Performing Arts Center, no ano passado, onde o Cavaquinho e o Ukulele tocaram juntos.

Será o primeiro disco profissional que deixará o registo do encontro destes dois instrumentos constituindo o arranque para eventos futuros no estrangeiro.

Mais um passo na longa vida do Cavaquinho e do seu autor naquele que na opinião do seu editor se trata do melhor disco de Júlio Pereira.

Ah…boa nova! Todos os temas serão ilustrados por Carlos Zíngaro!

"Praça do Comércio" estará à venda a partir de 22 de Setembro e conta, também, com uma edição especial, de 1000 exemplares em vinyl, numerada e autografada pelo autor, que inclui capa em formato de gatefold - um objecto de arte, sem texto, apenas contendo as ilustrações originais que Carlos Zíngaro criou para todos os temas do álbum. Uma edição limitada em pré-venda até dia 23 de Setembro no site da Tradisom.

Dia 15 de Setembro, Júlio Pereira apresenta "Praça do Comércio" no Centro Cultural Olga Cadaval, pelas 22h00.

Bilhetes à venda em Ticketline.

Mais sobre Júlio Pereira no site oficial

teatromosca | festival MUSCARIUM#3 | 18 set - 1 out

 

 

47d93480-910b-4346-b167-1d6b487bbf9b.jpg

 

O MUSCARIUM#3 arranca já no dia 18 de setembro com um concerto singular de B Fachada no jardim de uma casa privada em Cabriz (Sintra). Uma casa de família. Um jardim de 30 ou 40 m2. Ambiente descontraído, registo informal, autêntico. A campainha tocará várias vezes, os convidados serão recebidos por entre bebidas frescas e petiscos. Fumam um cigarro no alpendre virado para a Serra de Sintra. Dirigem-se ao quintal e assistem a um concerto. Um fim de tarde diferente… entre amigos.

Após o sucesso das duas primeiras edições deste festival de artes performativas organizado pelo teatromosca em Agualva-Cacém-Sintra, a edição de 2017 manterá o critério de programar espetáculos, os quais, em conjunto com as suas estruturas e criadores, possam estabelecer um diálogo com a linha de criação ou de produção da companhia. Alguns destes espetáculos são mesmo resultado de afinidades artísticas, as quais têm resultado, por exemplo, em permutas e intercâmbios. Por último, o objetivo do teatromosca enquanto promotor do festival, em conjunto com outras estruturas artísticas locais e a Câmara Municipal de Sintra, é de dotar o concelho de uma oferta de qualidade, diversificada e intensa, tentando criar um fluxo de espetadores locais e regionais que reconheçam a marca MUSCARIUM.

Na primeira semana serão apresentados espetáculos de teatro (Instantâneos, Dobrar Núcleo Artístico e Um Coletivo) e dança (a mais recente coreografia de Elson Marlon Ferreira e Bruno Duarte), para além dos concertos de B Fachada, Homem em Catarse e Them Flying Monkeys. A segunda semana do festival começa com um Workshop de Teatro Físico (25 a 29 de setembro), ministrado pelas encenadoras britânicas Lowri Jenkins e Jennifer Fletcher, continua com espetáculos de teatro do teatromosca e da companhia britânica/espanhola NOVA e concertos de First Breath After Coma (29 setembro, às 23.30h no MU.SA - Museu das Artes de Sintra) e Pupilos do Kuduro (a encerrar o festival no dia 1 de outubro, às 17.30h, no Anfiteatro do Jardim da Anta de Agualva).

 

festival de artes performativas em agualva.cacém.sintra

MUSCARIUM#3