Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

«365 ALGARVE» CELEBRA VIDA E OBRA DE ÁLVARO DE CAMPOS

Em Tavira, durante dois meses

 

Festa dos Anos de Alvaro de Campos_Perolas do Gila

 

 

 

Até ao final do mês de novembro, Tavira celebra o nascimento e a obra de Álvaro de Campos, uma das figuras mais emblemáticas ligadas à cidade, com um conjunto de iniciativas culturais que integram o programa cultural «365 Algarve». Durante dois meses, artistas, autores e associações convidam o público nacional e internacional a celebrar o talento único de Álvaro de Campos, através de uma programação que contempla declamações de poemas, momentos musicais, exposições e jantares vínicos, entre outras iniciativas.

 

O programa cultural «365 Algarve» celebra assim as raízes algarvias de Fernando Pessoa, que fez nascer na cidade de Tavira, a 15 de outubro de 1890, o seu mais importante heterónimo: Álvaro de Campos.

 

Várias exposições estão planeadas para comemorar o engenheiro naval que se tornou poeta.

Até 30 de novembro, é possível visitar a exposição de pintura Sonhos Incompletos, de Kinga Subicka, no restaurante Gilão; a Exposição de Isabel Macieira & Matthijs Warner, na Casa Álvaro de Campos; a Exposição Fotográfica na Associação de Fotógrafos; a Exposição de Pintura de Fonseca Martins, na Tavira D’Artes; e a Exposição Documental, no Clube de Tavira.

 

As comemorações propõem experiências únicas, como As Noites de Vinhos e Poesia, em que, ao som de poemas de Álvaro de Campos, declamados em português e inglês, será servido um jantar vínico. Os jantares decorrem no Restaurante Álvaro de Campos, nos dias 7, 14, 21 e 28 de outubro.

 

A homenagem a Álvaro de Campos faz-se ainda através de espetáculos musicais: Música Coral Tradicional Portuguesa «Pérolas do Gilão cantam Fernando Pessoa» no dia 8 de outubro, na Igreja da Misericórdia; o Recital de Piano e Poesia na Igreja da Misericórdia (15 de outubro); e a Performance de música e poesia no Mercado da Ribeira (27 e 28 de outubro).

 

Nos dias 20, 21 e 22 de outubro, no Clube de Tavira, Tammy Weis apresentada no Concerto de Jazz composições para poemas, em inglês. Esta é uma oportunidade única para assistir a esta exibição que lotou a Casa Fernanda Pessoa, em Lisboa, e o Pizza Express Jazz Club, em Londres.

 

Com o objetivo de levar a obra de Álvaro de Campos a mais pessoas, será possível assistir a uma Exposição Virtual no site do Arquivo Municipal de Tavira; a sessões de Poesia Online no site do Jornal Postal do Algarve; e de Poesia e Música na página do Facebook do Espaço Cultural Leão da Serra Basília (14 de outubro). A Arte Associação irá promover uma emissão na rádio Gilão 94.8 FM que estará no ar até 15 de outubro.

 

Nestas comemorações, não poderiam faltar os encontros e conferências, organizadas pela Prof.ª Doutora Teresa Rita Lopes, na Casa de Álvaro de Campos, nos dias 14 e 15 de outubro. Será também possível assistir à palestra A Voz da Sereia - Café Filosófico com Maria João Neves, na Casa Álvaro de Campos (no dia 27), e a uma sessão de cinema que inclui a estreia do documentário «Quem é Álvaro de Campos» (no dia 15 de outubro).

 

Álvaro de Campos enalteceu a realidade algarvia em vários dos seus poemas, com referência às quintas e às praias da região e à infância passada próxima do Rio Gilão. Em homenagem, A Festa dos Anos de Álvaro de Campos integra a programação do «365 Algarve» pelo segundo ano consecutivo com mais de duas dezenas de eventos em diferentes espaços da cidade, e recebe o apoio do Município de Tavira, e o apoio de divulgação da Casa Fernando Pessoa em Lisboa.

JÚLIO PEREIRA | AO VIVO

 

25 de Maio - Coimbra,  Auditório do Conservatório de Música, 21h30

27 de Maio - Tavira, Santo Estevão, Largo da Igreja, 21h30

06 Junho – Lisboa, Teatro da Trindade, Gala CISAC (org. SPA)

10 de Junho - Albergaria-a-Velha, Quinta do Torreão (Festival Pão de Portugal)

25 de Junho – Esporão, 18h00

 

view.php.jpg

 

Júlio Pereira revisita, ao vivo, o seu último disco, Cavaquinho.pt. Acompanhado por Miguel Veras na guitarra, Sandra Martins no violoncelo e Pedro Dias na guitarra portuguesa, nestes espectáculos o som da pequena viola de quatro cordas alia-se aos seus parentes madeirenses e americanos, numa criação de contemporânea mestiçagem. Em palco, resulta numa diversificada viagem por múltiplas paragens sonoras, que não dispensa, até, um piscar de olho ao fado.
Júlio Pereira prepara-se para editar um novo trabalho, com data de lançamento prevista para o último trimestre de 2017.
 
Júlio Pereira site Oficial
 

Marafona dá música ao “Verão em Tavira”

03_Marafona_©BS_-1024x683.jpg

 

 

novas cores e ritmos da música tradicional portuguesa


É já no dia 13 de Agosto, pelas 22 horas, que o grupo Marafona vai apresentar o seu primeiro álbum "Está dito" em Tavira, no âmbito da programação de Verão, organizada pelo município e a Associação Baixa de Tavira. Um concerto gratuito em plena Praça da República, que promete muita animação para todas as idades.

Marafona nasceu em Janeiro de 2014 e rapidamente conquistou o seu lugar como um grupo de referência incontornável na world music portuguesa. Inspirando-se na música tradicional, Marafona recria novas personagens e histórias ao som de velhos ritmos, como o corridinho, a chula, o vira, o fado, a marcha ou a valsa.

O ponto de partida é a portugalidade, mas com as influências contemporâneas de cada músico: Artur Serra (voz), Gonçalo Almeida (trancanholas, cavaquinho, guitarra portuguesa e viola campaniça), Ian Carlo Mendoza (percussão), Cláudio Cruz (contrabaixo) e Daniel Sousa