Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Passatempo PASSATEMPO - A EXCEPÇÃO E A REGRA

O Blog Cultura de Borla em parceria com  a ARTEVIVA tem bilhetes duplos para a peça A EXCEPÇÃO E A REGRA para os dias 28 e 29 de Abril no TEATRO MUNICIPAL DO BARREIRO aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver A EXCEPÇÃO E A REGRA com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

20333247_sZdmj.jpeg

 

A EXCEPÇÃO E A REGRA, de Bertolt Brecht. Encenação de Rui Quintas.

 

 

E assim começa a nossa viagem...

Um comerciante rico, o seu guia e um carregador vão numa expedição de três dias até Urga, para que o comerciante consiga ser o primeiro a conseguir a concessão de um poço de petróleo. A viagem é longa e tortuosa, terminando com o despedimento do guia e com a morte do carregador.

Na segunda parte da peça assistimos ao julgamento do comerciante e à interessante questão: devemos seguir a regra ou a excepção?

Imagine esta aventura como se as personagens tivessem acabado de sair de um livro de BD.

Imagine esta aventura como se fosse um filme, mas, em teatro. Estranho?!

Pedimo – vos no entanto:

Estranhem o que não for estranho!

Não aceitem o que for normal!

  

Rui Quintas

Cendrev |Nova produção Cendrev | Abril

Abril2017.jpg

 

 

Depois das amêndoas e do chocolate, agora vem o melhor, um novo espectáculo. A nova produção do Cendrev já se ensaia! 


NOVA PRODUÇÃO CENDREV 

“Sozinho”, uma produção do Cendrev

Estamos já a preparar esta nova peça para si! A nova produção, “Sozinho”, da autoria de Börje Lindström, retrata os últimos anos de vida do grande dramaturgo sueco August Strindberg e é uma verdadeira autópsia da sua solidão.

No seu quarto de pensão, o senhor Strindberg, espera com impaciência que soem as dez horas para se ir deitar. Clara, a criada chega para o levar a comer a sandes da ceia. Esta questão tão simples, comer ou não comer, torna-se um dilema da maior importância pois vem pôr em causa todo o funcionamento da vida solitária do muito solitário senhor Strindberg. Quem levará a melhor? A simplicidade humana e calorosa de Clara, ou o humor agreste e gelado pela solidão do senhor Strindberg.

Esta nova produção estreia no dia 11 de Maio, no Teatro Garcia de Resende.

 “Sozinho” 
- De quarta a sábado às 21h30
- Domingos às 16h00 


FICHA TÉCNICA
autor Börje Lindström | versão portuguesa Rosário Gonzaga a partir da tradução francesa de Anne Barlind | encenação Rosário Gonzaga | cenário e figurinos Leonor Serpa Branco | ambiente sonoro Tó Zé Bexiga | iluminação António Rebocho | actores Maria Marrafa e Rui Nuno | direcção técnica António Rebocho | construção e montagem Paulo Carocho, Tomé Baixinho e Tomé Antas | secretariado Ana Duarte | produção Cláudia Silvano | comunicação Alexandra Mariano e José Neto | fotografia Paulo Nuno Silva | design gráfico Milideias.

ESPECTÁCULO EM DIGRESSÃO - III CICLO DE TEATRO PORTUGUÊS

naque.jpg


“ÑAQUE, ou sobre piolhos e actores”, de José Sanchis Sinisterra

Passado um ano desde que estreámos este espectáculo vamos agora apresentá-lo em Espanha. Uma apresentação integrada no III Ciclo de Teatro Português do Circuito Ibérico de Artes Cénicas. 

“ÑAQUE” ou sobre piolhos e actores” é uma obra divertida que gira em torno da temática da condição do actor, da sua posição na sociedade e desenvolve-se na relação que este vai construindo com o público. É essencialmente uma reflexão sobre o teatro desde a própria experiência teatral.

 

ÑAQUE… Dois homens que apenas trazem consigo uma barba de samarra, que tocam tamborim e cobram meio-vintém… Que vivem satisfeitos, dormem vestidos, caminham nus, comem esfomeados, despiolham-se no verão nas searas, e no inverno, com o frio, nem sentem os piolhos…

“ÑAQUE, ou sobre piolhos e actores”
 Teatro La Fundición de Sevilha 
 Dia 28 de Abril –  às 20h30 

FICHA TÉCNICA 
autor José Sanchis Sinisterra | tradução José Carlos González | interpretação e encenação José Russo e Jorge Baião | cenografia e guarda-roupa Helena Calvet | desenho musical Domingos Galésio | iluminação António Rebocho | construção Tomé Baixinho e Paulo Carocho | secretariado Ana Duarte | produção Cláudia Silvano | fotografia Paulo Nuno Silva | comunicação Alexandra Mariano e José Neto | design gráfico Milideias | duração 75 min. | classificação etária M/12
 

 


BILHETEIRA
Informações e Reservas: 266 703 112 | Email: geral@cendrev.com

"As Criadas" de Marco Martins sobem à arena da Plataforma das Artes em Guimarães (29 abril)

 

image001.jpg

 

Beatriz Batarda, Sara Carinhas e Luísa Cruz interpretam magistralmente o texto de Jean Genet

No dia 29 de abril, às 22h00, a Black Box da Plataforma das Artes e da Criatividade, em Guimarães, transforma-se num ringue claustrofóbico para receber a incontornável peça de Jean Genet, “As Criadas”. Com encenação de Marco Martins e um elenco de luxo que conta com Beatriz Batarda, Sara Carinhas e Luísa Cruz, esta peça é um escalar de tensões, com um texto inesgotável sobre a condição humana e os efeitos do poder e da subjugação. O público é obrigado a lidar com uma série de emoções com uma proximidade, por vezes, perturbadora. Uma peça que esmaga todos, sem redenção ou piedade.

 

O cenário é claustrofóbico. As personagens que dão vida à peça de Jean Genet encontram-se fechadas numa arena limitada pelo público, onde se digladiam e expõem todas as perversidades da condição humana. Marco Martins pega na genialidade da escrita de Genet e oferece-nos esta peça crua, sem esconderijos, nem eufemismos. Sim, fala-se aqui do mais vil do ser humano. O mundo não tem piedade e Genet confirmou-o com este texto a que Marco Martins dá vida puxando os fios a três soberbas interpretações de Beatriz Batarda, Sara Carinhas e Luísa Cruz. Ao público, pede-se coragem para não se tolher nas cadeiras que circundam as atrizes, animais na história e no palco, a quem ouvirão a respiração sôfrega.

 

Genet escreveu “As Criadas” numa das suas incursões pela prisão, fascinado por um crime cometido por duas irmãs, em 1933, que mataram de forma violenta a patroa e a sua filha. Genet, ele próprio um pária da sociedade, revela aqui o seu fascínio pelos malditos. Porque no fundo, todos nós temos um certo encantamento pelo hediondo e somos também capazes de revelar a nossa animalidade em certos momentos ou circunstâncias.

 

Na peça, as duas irmãs, as criadas, alimentam o ódio através de fantasias de uma vida que não é a delas. Mais do que o crime importa o escalar da tensão, o delírio crescente que acontece naquele espaço confinado. “A representação das criadas é metafórica. Genet dizia que para as defender havia os sindicatos. O que importa, aqui, é falar da natureza do teatro enquanto cerimónia, da relação do indivíduo com o poder e dos indivíduos uns com os outros”, explica Marco Martins. 

 

O encenador refere que o ódio crescente destas criadas é “como numa cerimónia que leva a uma galvanização. Quando começas a trabalhar os textos do Genet, descobres que existe mesmo uma moral sobre o crime e, principalmente nestas duas personagens, sobre o crime como uma forma de redenção, ou mesmo de salvação”.

 

“As Criadas” é uma peça sobre o que de mais perverso habita em cada um de nós, porque todos podemos ser vítimas ou carrascos. Com a plateia confinada ao espaço onde se desenrola toda a raiva, Marco Martins e o seu elenco lançam-nos os ingredientes de uma peça que vai deixar o público desconfortável na cadeira e dificultar o sono na chegada a casa.

 

Os bilhetes encontram-se à venda nas bilheteiras da Plataforma das Artes e da Criatividade e do Centro Cultural Vila Flor, bem como nas lojas Fnac e El Corte Inglês, entre outros pontos de vendas, e na internet em www.ccvf.pt e oficina.bol.pt.

 

Peça de Teatro Storni-Quiroga de Ricardo Cabaça na Casa da América Latina

17807476_1314625665257181_7052021187098654655_o.jp

 

A Passado e Presente – Lisboa Capital Ibero-americana de Cultura 2017 apresenta, na Casa da América Latina (Av. da Índia 110, Lisboa), a 21 de abril, pelas 21h30, a peça de teatro do encenador Ricardo Cabaça Storni-Quiroga, inspirada na vida e universo literário de Alfonsina Storni (Argentina) e Horacio Quiroga (Uruguai).

Este espetáculo concebido para a Capital Ibero-Americana da Cultura é “uma abordagem, colagem, viagem e poetização da vida e obra” destes dois escritores protagonistas do modernismo sul-americano, em particular o argentino.“Um poema sobre poetas” é a proposta de Ricardo Cabaça, num projeto da companhia 33 Ânimos em que a linguagem segue o sentido poético das vidas destas personagens e flui num diálogo composto por poemas em forma de respostas e questionamentos. Storni-Quiroga é um resgate simultâneo destas duas figuras importantíssimas e uma homenagem à sua obra.

A entrada é livre, sujeita à lotação da sala.

Passatempo AVENTURAS DE PAPELÃO

O Blog Cultura de Borla tem bilhetes duplos para AVENTURAS DE PAPELÃO para a sessão de sábado, dia 22 de Abril às 16h no Palácio dos Aciprestres em Linda-a-Velha primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver AVENTURAS DE PAPELÃO com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone:

 

image002.jpg

 

AVENTURAS DE PAPELÃO

 

O Novo Espectáculo Infantil dos Improvio Armandi

 

 

“E se os teus pais fossem super-heróis?” Esta é a premissa de “Aventuras de Papelão”, a nova peça infantil de improviso dos Improvio Armandi, que promete transformar alguns dos espectadores em Super-Heróis por um espectáculo! Em cena no Palácio dos Aciprestes, em Linda-a-Velha, de 22 de Abril a 27 de Maio, aos sábados, às 16h00.

 

Aventuras de Papelão é o novo espectáculo infantil de improviso do grupo Improvio Armandi, que surge como uma evolução das “Histórias de Papelão”, mas ainda mais desafiante para o público, envolvendo miúdos e graúdos. Os actores vão continuar sem guião, cenários ou efeitos especiais, mas vão contar com os super-poderes do público, pois alguns pais serão “transformados” em super-heróis durante a peça.

 

Mas as surpresas não ficam por aí, as crianças vão ter ainda mais poder de decisão e vão definir o rumo da história, em tempo real, influenciando o percurso do herói e até do vilão. Para relacionar tudo isto, em palco, os actores dependem apenas da sua imaginação e da ajuda de adereços feitos em cartão, inspirados no equipamento de super-heróis e vilões do nosso imaginário. 

 

 

O espectáculo tem cerca de 45 minutos, nos quais será improvisada – com a ajuda indispensável do público – a história de um Super-Herói, desde a descoberta dos seus poderes ao seu confronto final com o vilão e estará em cena nos dias 22 e 29 de Abril, 7, 13, 20 e 27 de Maio, sempre às 16h00, no Palácio dos Aciprestes, em Linda-a-Velha. 

 

Ficha Técnica:

Aventuras de Papelão
M/6 anos

Com: André Sobral, João Cruz e Ricardo Karitsis
Bilhetes: 5€/criança; 6€/adulto
Duração: 45 minutos

Datas:
22 e 29 de Abril às 16h00
7, 13, 20 e 27 de Maio às 16h00

Local:

Salão Nobre do Palácio dos Aciprestes
Av. Tomás Ribeiro, n.º 18
2795-183 Linda-a-Velha 

Red Light Circus

red light v3.jpg

 

 

A bYfurcação teatro, aposta numa nova vertente dos seus espetáculos com RED LIGHT CIRCUS, dias 5 e 6 de Maio no Teatro da Luz, em Carnide.
 
Red Light Circus é um espetáculo para adultos que explora tabus escondidos atrás do desejos sexuais. É um espetáculo sem barreiras. É uma explosão de sexualidade e sensualidade. É algo que despertará o seu ímpeto erótico com dança e acrobacia através de corpos esbeltos e ardentes. Tudo estará presente... os corpos sedentos de desejo, o toque de uma líbido desperta, a mestria da acrobacia, a sensualidade da pele, a voz sedutora que guiará o público nesta viagem. Aquilo que queremos é que enfrente os seus medos e preconceitos sexuais, através de um espetáculo arrojado que o leve ao limite. Red Light Circus transporta o mundo sensual do circo para o palco de um teatro. Seis performers serão os condutores deste enigmático e fascinante espetáculo. Instale-se na cadeira e venha connosco até ao afrodisíaco mundo do circo.
 

Passatempo Los Negros e os Deuses do Norte - Teatro Ibérico

O Blog Cultura de Borla em parceria com a COMPANHIA JOÃO GARCIA MIGUEL tem bilhetes duplos para o espectáculo Los Negros e os Deuses do Norte para o dia 19 de Abril no Teatro Ibérico aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver Los Negros e os Deuses do Norte com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

NEGROS.jpg

 

Los Negros e os Deuses do Norte
19 a 21 de Abril | 21h30 | Teatro Ibérico
 
Bilhete Normal: 10€
Bilhetes c/ Descontos para Profissionais Espetáculo; Estudantes; +65 anos: 5€

A Revolução dos Cravos também é para os mais novos!

cravo 2.jpg

 

Continua em cena!
No mês em que se celebra o 43.º Aniversário do 25 de Abril - a Revolução dos Cravos
Portugal por Miúdos não perde a oportunidade para explicar aos mais novos um pouco mais da História de Portugal.
 
DIA 29 de ABRIL venham divertir-se com a nossa História e venham celebrar a Liberdade. 
Portugal por Miúdos, de José Jorge Letria
Centro Cultural de Cascais 
SÁBADO, 29 ABRIL, 16h

O INFERNO do Bando está a chegar!

titulo_exp3_site.jpg

 

Abril, Maio e Junho são meses de INFERNO.
O Teatro O Bando, em co-produção com o Teatro Nacional D. Maria II (Lisboa), o Teatro Nacional São João (Porto) e o Convento São Francisco (Coimbra), enfrenta esta quimérica missão de levar à cena INFERNO, primeira estação de A Divina Comédia, poema épico da literatura mundial, obra maior do italiano Dante Alighieri.

Abril é mês de ensaios que podem ir acompanhando via facebook
No site podem encontrar mais informações e fotografias.
Maio é mês de estreia na Sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II no dia 11. Em cena até dia 4 de Junho de 4ª a Domingo e os bilhetes já estão disponíveis clicando aqui.
Junho é mês de encontrar públicos do resto do país. A primeira paragem confirmada é no Teatro Carlos Alberto no Porto de 15 a 18  para 4 sessões apresentadas no âmbito do FITEI - Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica.
Os bilhetes já estão dispon íveis aqui.
No dia 24 de Junho viajamos até Coimbra para um espectáculo único no Convento de São Francisco.

Guiados por Dante, Beatriz e Virgílio, figuras de proa do universo de Dante Alighieri, este INFERNO espera por vós!