Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

CTA comemora o Dia Mundial do Teatro: 2ª feira cheia

image001.jpg

image002.jpg

 

 

André Alves e André Pardal em Os bonecos de luz, de Romeu Correia, com encenação de Rodrigo Francisco

 

 

 

 

 

 

A Companhia de Teatro de Almada comemora este ano o Dia Mundial do Teatro, segunda-feira, dia 27 de Março, com muitas actividades em vários espaços. As comemorações iniciam-se às 17h e são todas de entrada livre.

 

Às 17h, na Sala Experimental do Teatro Municipal Joaquim Benite, haverá uma leitura da peça Migrantes, de Matéi Visniec, próxima produção da Companhia de Teatro de Almada, com encenação de Rodrigo Francisco, e estreia marcada para dia 21 de Abril.

Às 19h, no Foyer do Teatro Municipal Joaquim Benite, realizar-se-á o lançamento do terceiro volume da colecção O sentido dos mestres, desta vez dedicado a Ricardo Pais e intitulado Aprender a esquecer.  

Às 21h30 dois espectáculos de teatro: no Teatro Municipal Joaquim Benite a peça A noite da iguana, de Tennessee Williams, pelos Artistas Unidos, e encenada por Jorge Silva Melo. À mesma hora no Fórum Municipal Romeu Correia será apresentada a peça Bonecos de luz, a partir de Romeu Correia, com encenação de Rodrigo Francisco.

Os bilhetes para o espectáculo A noite da iguana serão distribuídos, dois por pessoa, a partir das 17h, do dia 27 de Março, na bilheteira do TMJB. Para o espectáculo Os bonecos de luz, os bilhetes podem ser levantados a partir do dia 22 de Março, na Bilheteira do Fórum Municipal Romeu Correia. Em ambos os espectáculos a distribuição dos bilhetes está sujeita às lotações das salas.

A tradicional mensagem do Dia Mundial do Teatro, este ano da autoria da actriz francesa Isabelle Huppert, será lida antes do espectáculo A noite da iguana, pelo actor, encenador e realizador Jorge Silva Melo.

 

CTA comemora o Dia Mundial do Teatro: 2ª feira cheia

image001.jpg

image002.jpg

 

 

André Alves e André Pardal em Os bonecos de luz, de Romeu Correia, com encenação de Rodrigo Francisco

 

 

 

 

 

 

A Companhia de Teatro de Almada comemora este ano o Dia Mundial do Teatro, segunda-feira, dia 27 de Março, com muitas actividades em vários espaços. As comemorações iniciam-se às 17h e são todas de entrada livre.

 

Às 17h, na Sala Experimental do Teatro Municipal Joaquim Benite, haverá uma leitura da peça Migrantes, de Matéi Visniec, próxima produção da Companhia de Teatro de Almada, com encenação de Rodrigo Francisco, e estreia marcada para dia 21 de Abril.

Às 19h, no Foyer do Teatro Municipal Joaquim Benite, realizar-se-á o lançamento do terceiro volume da colecção O sentido dos mestres, desta vez dedicado a Ricardo Pais e intitulado Aprender a esquecer.  

Às 21h30 dois espectáculos de teatro: no Teatro Municipal Joaquim Benite a peça A noite da iguana, de Tennessee Williams, pelos Artistas Unidos, e encenada por Jorge Silva Melo. À mesma hora no Fórum Municipal Romeu Correia será apresentada a peça Bonecos de luz, a partir de Romeu Correia, com encenação de Rodrigo Francisco.

Os bilhetes para o espectáculo A noite da iguana serão distribuídos, dois por pessoa, a partir das 17h, do dia 27 de Março, na bilheteira do TMJB. Para o espectáculo Os bonecos de luz, os bilhetes podem ser levantados a partir do dia 22 de Março, na Bilheteira do Fórum Municipal Romeu Correia. Em ambos os espectáculos a distribuição dos bilhetes está sujeita às lotações das salas.

A tradicional mensagem do Dia Mundial do Teatro, este ano da autoria da actriz francesa Isabelle Huppert, será lida antes do espectáculo A noite da iguana, pelo actor, encenador e realizador Jorge Silva Melo.

 

"Biblioteca Apaixonada" regressa aos palcos

Cartaz Biblioteca.jpg

 

VOLUME II

espectáculo de Frederico Corado

Centro Cultural do Cartaxo

inserido nas comemorações do Dia Mundial da Poesia 

 

26 de MARÇO às 17.00h

Entrada Livre

 

Em 1998, o actor Camacho Costa estreava, com grande sucesso, o recital “Biblioteca Apaixonada”, com o qual percorreu todo o país (continente e ilhas) levando a poesia portuguesa das páginas dos livros à voz viva de um grande actor. 

Em 2017 um segundo volume desta Biblioteca volta à estrada pela mão de Frederico Corado, numa homenagem a Camacho Costa, a quem tanto todos devemos, não só como actor, mas neste trabalho de divulgador de poesia.

E é já, dia 26 de Março, que estreia este novo volume da Biblioteca, com estreia absoluta no Centro Cultural do Cartaxo antes de se fazer à estrada para percorrer o país.

O objectivo deste projecto é tornar vivas as palavras dos poetas portugueses, desde as cantigas de amigo à poesia contemporânea, e contribuir para o estabelecimento de uma relação mais íntima entre o público e a poesia, numa teia de cumplicidades entre quem diz e quem ouve.

 

Selecção, Encenação e Interpretação: Frederico Corado | Cenografia: Frederico Corado e Mário Júlio | Apoio técnico e dj: Miguel Sena  | Produção da Área de Serviço: Frederico Corado, Mário Júlio, Florbela Silva e Vânia Calado com a assistência de Carolina Seia Viana e Sara Margarida |  Assistente de Encenação: Vânia Calado | Desenho de Luz: Bruno Santos | Montagem: Mário Júlio | Uma Produção da Área de Serviço com o Centro Cultural do Cartaxo e a Câmara Municipal do Cartaxo 

Parceiros Institucionais: Câmara Municipal do Cartaxo | Centro Cultural do Cartaxo | 

Apoios: Casa das Peles | J.M.Fernandes - Vidreira e Alumínio | Negócio de Família | Central de Cervejas| Água do Luso | E.Nove | Tejo Rádio Jornal | Revista Dada | Jornal de Cá | Valor Local | Guia dos Teatros

Facebook: https://www.facebook.com/AreaDeServico

Centro Cultural do Cartaxo

Rua 5 de Outubro | 2070-059 Cartaxo, Portugal

Teatro . M/4

Bilhetes: Entrada Livre

Infoormações:

CCC - 243 701 600 

Área de Serviço - 914 338 893 

ou

 centroculturalcartaxo@gmail.com | areacartaxoreservas@gmail.com

--------------------

Passatempo - A CORES - Territórios Dramáticos

O Blog Cultura de Borla em parceria com o TEATRO DA DIDASCÁLIA tem bilhetes duplos para o espectáculo A CORES para o dia 26 de Março no AUDITÓRIO CCJJ (ATC) aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver o espectáculo A CORES com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

17522533_1316864221725068_5891817654771628384_n.jp

 

PERIPÉCIA TEATRO

VILA REAL

dom 26

16h00

Auditório CCJJ (ATC)

aprox. 45 min / M6

Espetáculo para Famílias

 

Ficha Artística

Ideia / Criação e Interpretação: Ángel Fragua,

Noelia Domínguez e Sérgio Agostinho

Cocriação / Direção / Dramaturgia:

José Carlos Garcia

Fotografia / Vídeo / Assistência de Direção:

Nádia Santos

Música / Ambiente Sonoro: Fernando Mota

Iluminação: Paulo Neto

Montagem / Operação de Luz / Som: Paulo Alves

Adereços / Design Gráfico: Zetavares

Produção Executiva: Sara Casal

 

Sinopse:

A protagonista desta criação será a tinta. Ou

as cores. Também os atores, mas com fatos de

pintores. E o papel. E o plástico (daquele que

se usa para não sujar o chão). Um espetáculo

onde os atores pintam, e se pintam, com muita

tinta e alguma pinta.

Desenhos dos corpos sobre o papel. Pintura

dos pincéis sobre os corpos, da tinta sobre

o chão, do corpo sobre a tinta, da tinta sobre

as caras, da boca sobre a pintura… Ternura e

alegria.

Azul-bebé. Verde Água. Branco Sujo...

Histórias de cores e com cores contadas pelas

pinceladas, pelas manchas, pelas gotas, pelos

desenhos.

Histórias mais ou menos simples. Mais ou menos

abstratas. Mais ou menos divertidas. Mas

todas muito coloridas.

 

Historial:

HISTORIAL

A Peripécia Teatro colabora de forma regular

com instituições locais na promoção do Teatro,

através de ateliês com a comunidade e da programação

de espetáculos próprios e de companhias

convidadas.

Este trabalho foi desenvolvido na última década

no concelho de Vila Real, onde se encontra estabelecida

numa antiga escola primária da aldeia

de Coêdo. Desde 2014 desenvolve nesta

aldeia o ciclo de programação “Lua Cheia, Arte

na Aldeia”, onde se apresentam espetáculos,

workshops e tertúlias de várias disciplinas

artísticas.

Palmela promove Fórum Permanente de Teatro | 24 a 26 de março

Palmela promove Fórum Permanente de Teatro

Formação e reflexão sobre o teatro amador em Portugal dão o mote à iniciativa

 

Fórum de Teatro Permanente.jpg

 

 

Nos dias 24, 25 e 26 de março, o Cine-teatro S. João, em Palmela, acolhe o 18.º Fórum Permanente de Teatro, numa organização da Federação Portuguesa de Teatro, da Associação Teatro Sem Dono e da Câmara Municipal de Palmela.É esperada a participação de cerca de três dezenas de grupos de teatro e três centenas de participantes de todo o pais, bem como membros da Confederación de Teatro Amateur Escenamateur.

Com esta iniciativa, que integra o programa de comemorações do Dia Mundial do Teatro no concelho de Palmela, pretende-se a partilha de experiências e a formação, bem como uma reflexão sobre o estado do teatro amador em Portugal.Com o propósito de discutir o caminho da Federação e o associativismo, dirigentes de todos os grupos associados na Federação Portuguesa de Teatro irão, também, estar reunidos durante o fim de semana.

O programa do Fórum contempla, ainda, espetáculos de entrada livre, no Cine-teatro S. João, nos dias 24 (“Arlequim”) e 25 (“Alucinações”), e a apresentação dos resultados das formações no dia 26. A pensar no teatro feito pelos mais jovens, será dinamizado um painel dedicado às crianças entre os 6 e os 12 anos.

No total, serão 14 painéis temáticos de formação, orientados por um conjunto de profissionais, alguns bem conhecidos do grande público, como a atriz Io Appolonni, o cenógrafo do Teatro Politeama, João Barros, o professor na Escola Superior de Teatro e Cinema, Miguel Cruz e o dramaturgo Tiago Rodrigues.

 

                Espetáculos:

 

            Dia 24 de março | 21h45

            “Arlequim” – Teatro Sem Dono

 

            Dia 25 de março | 22h00

            “Alucinações” – Palco na Linha

 

Palmela promove Fórum Permanente de Teatro | 24 a 26 de março

Palmela promove Fórum Permanente de Teatro

Formação e reflexão sobre o teatro amador em Portugal dão o mote à iniciativa

 

Fórum de Teatro Permanente.jpg

 

 

Nos dias 24, 25 e 26 de março, o Cine-teatro S. João, em Palmela, acolhe o 18.º Fórum Permanente de Teatro, numa organização da Federação Portuguesa de Teatro, da Associação Teatro Sem Dono e da Câmara Municipal de Palmela.É esperada a participação de cerca de três dezenas de grupos de teatro e três centenas de participantes de todo o pais, bem como membros da Confederación de Teatro Amateur Escenamateur.

Com esta iniciativa, que integra o programa de comemorações do Dia Mundial do Teatro no concelho de Palmela, pretende-se a partilha de experiências e a formação, bem como uma reflexão sobre o estado do teatro amador em Portugal.Com o propósito de discutir o caminho da Federação e o associativismo, dirigentes de todos os grupos associados na Federação Portuguesa de Teatro irão, também, estar reunidos durante o fim de semana.

O programa do Fórum contempla, ainda, espetáculos de entrada livre, no Cine-teatro S. João, nos dias 24 (“Arlequim”) e 25 (“Alucinações”), e a apresentação dos resultados das formações no dia 26. A pensar no teatro feito pelos mais jovens, será dinamizado um painel dedicado às crianças entre os 6 e os 12 anos.

No total, serão 14 painéis temáticos de formação, orientados por um conjunto de profissionais, alguns bem conhecidos do grande público, como a atriz Io Appolonni, o cenógrafo do Teatro Politeama, João Barros, o professor na Escola Superior de Teatro e Cinema, Miguel Cruz e o dramaturgo Tiago Rodrigues.

 

                Espetáculos:

 

            Dia 24 de março | 21h45

            “Arlequim” – Teatro Sem Dono

 

            Dia 25 de março | 22h00

            “Alucinações” – Palco na Linha

 

Comemorações do Dia Mundial do Teatro | Muitas propostas para ver nos palcos do concelho de Palmela até abril

 

As novas produções dos grupos de teatro de amadores do concelho de Palmela continuam a subir aos palcos dos equipamentos municipais e das coletividades, nas cinco freguesias, no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Teatro. Promovido pelo Município e pelos grupos de teatro, o programa tem, ainda, várias propostas para ver até abril, que dão a conhecer o profícuo trabalho desenvolvido pelos parceiros locais

Entre 26 e 28 de março, o Cine-teatro S. João, em Palmela, acolhe o XVIII Fórum Permanente Teatro, iniciativa do Teatro Sem Dono com a Federação Portuguesa de Teatro e o apoio do Município, que contemplará espetáculos e componente formativa.

 

 

Programa:

 

 

24 a 26 março | Cine-teatro S. João -Palmela

XVIII Fórum Permanente Teatro

Espetáculos e formação de teatro

Mais informações: teatrosemdono@gmail.com

Org: Teatro Sem Dono com Federação Portuguesa de Teatro

Apoio: Câmara Municipal de Palmela

 

 

8 abril | 21h30 | Auditório Municipal Pinhal Novo

Teatro Sem Dono (A) mostra

Que Avó Inconveniente

Avó Inconveniente.jpg

 

Pelo "TELA – Teatro Extremamente Louco e Absurdo"

Classificação: M/12 anos

Bilheteira : 3€

Org: Teatro Sem Dono 

Apoio: Câmara Municipal de Palmela, Junta de Freguesia de Pinhal Novo, Federação Portuguesa de Teatro, Churrasqueira O Forno, ASL Tomé

 

 

Casino Lisboa estreia Mais Respeito Que Sou Tua Mãe a 29 de Março

Mais Respeito Que Sou Tua Mãe 2.jpg

 

O Casino Lisboa estreia, na próxima Quarta-Feira, 29 de Março, às 21h30, uma nova versão da comédia “Mais Respeito Que Sou Tua Mãe”. Joaquim Monchique é o grande protagonista desta hilariante série de representações que promete divertir os espectadores no Auditório dos Oceanos.

 

A mãe de família e dona de casa mais desesperada da Baixa da Banheira e de Portugal está de volta nesta nova versão de “Mais Respeito Que Sou Tua Mãe”. Esmeralda Bartolomeu contínua a sua luta pela sobrevivência no caos de um seio familiar onde tem de lidar com um marido desempregado que só tem apego a futebol; um sogro de 80 anos tão ou mais adicto à marijuana que o seu filho mais novo; uma filha adolescente com um comportamento sexual mais desenvolvido (e desenvolto) que o seu; e um filho mais velho que é gay, e depois deixa de ser… e depois volta a ser… e depois deixa de ser outra vez!

 

Joaquim Monchique é Esmeralda Bartolomeu e assina, também, a encenação e adaptação de uma das peças de maior sucesso na Argentina, de autoria de Hernán Casciari. Aquando da sua estreia em 2010, “Mais Respeito Que Sou Tua Mãe”, foi um êxito de bilheteira em Portugal e foi visto por mais de 35 mil espectadores.

 

Ficha Técnica: Texto: Hernán Casciari | Encenação, Adaptação: Joaquim Monchique |  Cenografia: Joaquim Monchique e Rui Filipe Lopes | Desenho de Luz: Luís Duarte | Assistente de Encenação: Ana Brito e Cunha | Interpretação: Joaquim Monchique, Luís Mascarenhas, Joel Branco, Tiago aldeia, Rita Tristão da Silva, Rui Andrade, Diogo Mesquita, Bruna Andrade e Leonor Biscaia.

 

O Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa estreia, no próximo dia 29 de Março, um ciclo de representações de uma nova versão da comédia “Mais Respeito Que Sou Tua Mãe”. Os espectáculos decorrem às Quintas, Sextas e Sábados, a partir das 21h30, enquanto aos Domingos estão agendados para as 16h30. M/6

 

Bilhetes à venda:

Ticketline: www.tiketline.pt

Informações e reservas: Info & Reservas ligue 1820 (24h).

Preços: De 12€ a 16€

 

Ensaio solidário de “Mais Respeito Que Sou Tua Mãe” na próxima Terça-Feira, 28 de Março

Na véspera, Terça-Feira, 28 de Março, às 21h30, o Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa acolhe um ensaio solidário com público da comédia “Mais Respeito Que Sou Tua Mãe”, cuja receita reverte a favor da Casa do Artista.

 

O Ensaio Solidário da comédia “Mais Respeito Que Sou Tua Mãe” tem um preço simbólico de 8€ e a totalidade da receita reverte a favor da Casa do Artista, cuja missão visa apoiar e dignificar aqueles que exercem ou tenham exercido funções relacionadas com a actividade do espectáculo.

Mês do Teatro | Restantes iniciativas

A programação do Mês do Teatro 2017 termina no final de março. As restantes iniciativas são as seguintes:

AUDITÓRIO MUNICIPAL AUGUSTO CABRITA

 

25 março | 16h00 | A GOTA D’ÁGUA | Teatro de Sombras e Ateliê

No âmbito das Comemorações dos 80 anos do abastecimento de água pública do Barreiro 

Este é um espetáculo de sombras chinesas enriquecido com transparências coloridas e sons e que pretende criar uma interação com o público.

O Pipas, personagem do folheto “A grande aventura da água, H2O – Única, Água Património Mundial, Barreiro”, aparece em cena para explicar as regras de poupança da Água no seu consumo.

De volta ao ciclo da Água a “Gota” vai numa bola de sabão ao encontro das suas amigas “Gotinhas”, transformando-se em chuva e tudo volta a acontecer. No final é demonstrada a técnica das sombras chinesas, para que em casa possa construir um teatrinho de sombras. No âmbito das Comemorações dos 80 anos do abastecimento de água pública do Barreiro.  

 

Público-alvo: Familiar

Duração: 30 min.

Lotação máxima 20 pessoas (crianças e adultos)

Técnico CMB: João Gomes

Entrada Livre

Informações e reservas: 212 068 230 ou bilheteira@cm-barreiro.pt

 

26 de março | 16h00 | Água Vai! Água Vem!

Espetáculo de teatro para crianças

 

Atualmente, a água é um bem fundamental acessível a todos nós, mas nem sempre foi assim na nossa cidade. Se agora abrimos a torneira sempre que nos apetece um copo de água, antigamente ter sede era sinónimo de ir até ao fontanário mais próximo, encher o cântaro ou esperar que passasse o aguadeiro. Assim, com este espetáculo pretendemos sensibilizar os mais novos para a importância da água através de uma viagem no tempo que envolverá várias gerações, recorrendo a arquivos do concelho e testemunhos de quem conhece a realidade da época. No âmbito das comemorações dos 80 anos do abastecimento público de água no Barreiro, propomos uma criação coletiva baseada no percurso histórico da chegada da água às habitações do município.

No âmbito das Comemorações dos 80 anos do abastecimento de água pública do Barreiro.

 

Público Familiar

M/6 anos

Duração: 40 min.

Ingressos: 3,00 €

 

Ficha técnica

Criação coletiva

Adaptação e Encenação – Ana Samora, Carina Silva e Joana Pimpista

Atores – Alunos da Escola de Teatro da Arteviva

Figurinos e adereços – Ana Pimpista

Cenografia - João Pimenta

Desenho de luz – João Oliveira Jr.

Design gráfico – João Pimenta

Produção Executiva – Catarina Santana

 

RESERVAS/INFORMAÇÕES: AMAC (212 068 230) e Posto de Turismo do Barreiro (212 068 287).

OUTROS LOCAIS DE VENDA: www.ticketline.sapo.pt, Fnac, Worten, El Corte Inglés, C. C. Dolce Vita, Casino Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Ag. Abreu, A.B.E.P., MMM Ticket e C.C. Mundicenter, Fórum Aveiro, U-Ticketline, CCB, Time Out Mercado da Ribeira, Shopping Cidade do Porto, Lojas NOTE, SuperCor – Supermercados e ASK ME Lisboa.

 

30 março | 21h30 | EMBARCAÇÃO DO INFERNO de Gil Vicente | A Escola da Noite /CENDREV -  Centro Dramático de Évora

No âmbito das Comemorações da 1ª apresentação do Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente

A obra de Gil Vicente é uma marca incontornável nos reportórios d’A Escola da Noite e do Cendrev, que partilham o gosto por trabalharem sempre o texto original, ainda que através de abordagens cénicas contemporâneas. No ano em que se comemoram os 500 anos da primeira apresentação do “Auto de Moralidade da Embarcação do Inferno”, também conhecido como “Auto da Barca do Inferno”, os dois grupos decidiram montar o mais estudado e mais emblemático texto vicentino. As companhias assumem a vontade de celebrar com o público este momento fundador do Teatro português: Gil Vicente não é “apenas” o nosso maior dramaturgo, ele é uma das figuras cimeiras da nossa literatura e da nossa cultura, pese embora o insistente esquecimento a que tem sido votado. À falta de datas precisas de nascimento e morte, é a sua obra que pode e deve ser comemorada, em particular o “Auto da Barca do Inferno”, obra maios da Idade Média europeia. As duas companhias convidam assim os espectadores a voltarem a olhar para a peça e a confrontarem-se com tudo o que ela continua a ter para nos oferecer, cinco séculos depois. No texto que escreveu para o programa do espetáculo, o consultor científico do projeto, José Augusto Cardoso Bernardes, salienta: “pela mão qualificada, segura e inventiva da Escola da Noite e do Centro Dramático de Évora, ficamos em condições de problematizar temas de sempre: Morte e Vida, Mal e Bem, Ter e Poder. E, para tal, nem sequer precisamos de sair completamente do século XXI. Com os pés assentes no nosso tempo, bastará alongar o ouvido e apurar a visão para escutar a sensibilidade e a moral de um outro tempo que, afinal, não está ainda tão afastado de nós como pode parecer.”

O espetáculo é co-encenado pelos diretores artísticos das duas companhias – António Augusto Barros e José Russo – e conta com um elenco misto: Ana Meira, Jorge Baião, José Russo, Rosário Gonzaga e Rui Nuno (Cendrev) e de Igor Lebreaud, Maria João Robalo e Miguel Magalhães (A Escola da Noite). A equipa inclui ainda Ana Rosa Assunção (figurinos e bonecos), João Mendes Ribeiro e Luísa Bebiano (cenografia), António Rebocho (iluminação) e Luís Pedro Madeira (música).

Texto Gil Vicente; encenação: António Augusto Barros e José Russo; interpretação: Ana Meira, Igor Lebreaud, Jorge Baião, José Russo, Maria João Robalo, Miguel Magalhães, Rosário Gonzaga, Rui Nuno; figurinos e bonecos: Ana Rosa Assunção; cenografia: João Mendes Ribeiro e Luísa Bebiano; luz: António Rebocho; música: Luís Pedro Madeira; consultadoria: científico José Augusto Cardoso Bernardes.

 

Público-alvo:  Familiar Duração 60 min.

Ingresso: 5,00€

Informações e reservas: 212 068 230 ou bilheteira@cm-barreiro.pt

 

 

A ESCOLA VEM AO AMAC

 

29 (15h00) e 30 março (11h00) | EMBARCAÇÃO DO INFERNO de Gil Vicente | A Escola da Noite /CENDREV -  Centro Dramático de Évora 

No âmbito das Comemorações da 1ª apresentação do Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente

Público-alvo: 8º e 9º ano do 2º ciclo

Ingresso: 3,00€ 

Inscrições/Informações: 212 068 230 ou bilheteira@cm-barreiro.pt

 

TEATRO MUNICIPAL DO BARREIRO

 

27 março | 21h30 | TERTÚLIA SOBRE TEATRO COM A ATRIZ LUÍSA ORTIGOSO 

DIA MUNDIAL DO TEATRO

Natural do Barreiro, e com um vasto currículo como atriz, iniciou a sua atividade no Grupo de Teatro de Amadores da Sociedade Guilherme Cossul. Estreia-se como profissional em abril de 1979, na Companhia de Teatro de Almada. Durante este período trabalhou com os encenadores Joaquim Benite, Fernando Gusmão, Peter Shrott e Peter Kleinert. Dá aulas de oficina teatral desde 1999. 

 

Público-alvo: Geral 

Entrada Gratuita 

Informações: 212 068 230 ou bilheteira@cm-barreiro.pt  

 

BIBLIOTECA MUNICIPAL DO BARREIRO

 

25 março | 21h00 | CAPUCHINHO VERMELHO. O REGRESSO: A REVOLTA DA AVÓ | Clube de Teatro Augusto Cabrita 

 

Era uma vez um rei.

Era uma vez a mulher do rei.

Era uma vez a filha do rei.

E a partir daqui, tudo muda… 

A revolta da avó é uma engraçada recriação da tradicional história do Capuchinho Vermelho em que a Floresta do Lobo Mau e a casa da Avozinha ficam em plena cidade, onde os lobos são muitos e nem tudo o que parece é.

 

A produção do 12º G da ESAC de há uma década é agora revisitada e adaptada pelo Clube de Teatro Augusto Cabrita.

 

Capuchinho Vermelho. O regresso: a revolta da avó pretende refletir de uma forma divertida sobre os tempos modernos.

 

Apresentação do CTAC:

O Clube de Teatro Augusto Cabrita é um projeto da APESAC - Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas Augusto Cabrita, do próprio Agrupamento de Escolas Augusto Cabrita e conta com o apoio da EDUGEP.

Este Clube é dirigido a todos os que fazem parte deste Agrupamento: alunos e suas famílias, docentes e não docentes. É um convívio em comunidade para todas as idades.

 

Público-alvo:  Familiar

Entrada livre sujeita à lotação da sala 

 

PALCOS DO CONCELHO

 

COM OS FANTASMAS NÃO SE BRINCA | TEB - Teatro de Ensaio do Barreiro 

25 março (estreia) | 21h30 | Oficina de Teatro Mário Pereira 

Exibições: Todos os sábados até junho 2017

Público-alvo: M/6

Ingresso: 5,00 € 

Informações e reservas: 919 250 550 | teb.barreiro@gmail.com 

 

Um casarão secular isolado num descampado, no interior do país, é cenário de brincadeiras fantasmagóricas à custa dos viajantes que pretendem lá pernoitar. Estes pequenos e grandes sustos são o deleite do proprietário que, num sítio como este, é o único divertimento a que tem acesso, até que os fantasmas, os verdadeiros, aqueles que vivem em cada um de nós, resolvem pregar uma partida com terríveis consequências, como que avisando que com os fantasmas não se brinca.

 

O SOLÁRIO | Associação Projéctor – Companhia de Teatro do Barreiro 

25 março (sábados) | 27 de março (segunda-feira) 

21h30 | Auditório da Freguesia da Verderena

Público-alvo: M/12

Duração: 60 min.

Ingresso: 3,00€ (exceto no dia 27 de março, Dia Mundial do Teatro a entrada é gratuita)

Informações e reservas: 936 410 429 |projector.grupo.teatro@gmail.com 

 

Início dos anos 70 do século XX. Clínica de luxo na zona de Sintra. 

Um Solário quase sempre nevoento como é normal naquela região, mas onde se respira o ar puro do mar e da serra. Para ali eram depositados os filhos ou familiares, gente de uma gama social superior. Uns com traumas da guerra, outros de doença do foro psíquico.

Quatro personagens cheios de tiques, birras, medos e preconceitos, uma denúncia angustiada de uma enorme hipocrisia social que os vitimou. Cada um tenta desvalorizar o motivo que os levou para aquele lugar. Com histórias, agressões, de família, de guerra, que desabafam com mais ou menos violência como se a confissão fosse o tratamento adequado. Acaba sempre violência. E ali estava a enfermeira, no fundo também ela vítima dos mesmos males, mas que se impõe e tenta esconder a sua sensibilidade como se uma pedra de gela se tratasse.

Esta peça recorda-me o filme “Voando sobre um ninho de cucos”.

O final é trágico, como trágico é o mundo de mentiras em que vivemos quase nunca reagindo contra os falsos valores impostos pela sociedade decadente.

Organização: União de Freguesias do Alto Seixalinho, Santo André e Verderena

 

 

CONFERÊNCIA

 

29 março | quarta-feira | 18h30 | Gil Vicente no seu tempo e no nosso tempo | Auditório Municipal Augusto Cabrita

 

Paralelamente à carreira do espetáculo “Embarcação do Inferno”, A Escola da Noite e o CENDREV organizam o Ciclo de Conferências “Gil Vicente no seu tempo e no nosso tempo”, sobre a vida e a obra do primeiro dramaturgo português.

A iniciativa é coordenada José Augusto Cardoso Bernardes, um dois maiores especialistas em Gil Vicente e consultor científico deste projeto, que assinala os 500 anos da primeira apresentação do “Auto da Barca do Inferno”. Com a extraordinária capacidade de comunicação que o caracteriza, Bernardes tem ajudado a iluminar, junto de todos os tipos de público, o sentido que continua a fazer visitar a obra vicentina 500 anos depois de ela ter sido escrita.

 

Público- alvo: Público em Geral

Duração: 1h30

Entrada Gratuita

Informações: 212 068 230 ou  bilheteira@cm-barreiro.pt 

 

Consulte a programação completa em http://www.cm-barreiro.pt/frontoffice/pages/792?news_id=6165

 

CMB 2017-03-20

Portugal, Brasil, Colômbia, Espanha, EUA, França e Reino Unido na 6ª edição do Espontâneo 2017 | 20 a 23 de Abril

FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE IMPROVISO

 

ESPONTÂNEO 2017
20 A 23 DE ABRIL | Centro Cultural Olga Cadaval 

 

Portugal, Brasil, Colômbia, Espanha, EUA, França e Reino Unido na 6ª edição do Espontâneo 2017 | 20 a 23 de Abril

24e8ef24-9637-4cce-bf3f-39dfda3e4152.jpg

 

ESPONTÂNEO 2017 - O  Festival Internacional de Teatro de Improviso, está de regresso ao Centro Cultural Olga Cadaval, de 20 a 23 de Abril.


Portugal, Brasil, Colômbia, Estados Unidos, Espanha, França e Reino Unido, são os países representados nesta  6ª edição de ESPONTÂNEO, o único festival internacional em Portugal, dedicado em exclusivo à arte da improvisação teatral, que acontece de 20 a 23 de Abril, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

De entre os convidados internacionais de luxo, destacam-se Gustavo Miranda e André Giraldo do elenco do famoso espetáculo PORTÁTIL, do grupo de comédia brasileiro PORTA DOS FUNDOS; e a lendária improvisadora norte-americana Susan Messing.

Todas as noites, para além do espetáculo principal, o público terá ainda a oportunidade de assistir a ensembles improvisados com a participação de todos improvisadores que participam no festival, e de frequentar diversos workshops de improvisação, lecionados pelos convidados internacionais.

O ESPONTÂNEO abre também as portas aos novos valores da improvisação, com o espetáculo Mistr Impro, um campeonato improvisadamente cómico, no qual o público elegerá o melhor improvisador da noite.

De 20 a 23 de Abril, no Centro Cultural Olga Cadaval, o melhor improviso do universo, acontece aqui.

ESPONTÂNEO é uma co-produção Instantâneos e Câmara Municipal de Sintra.

3e53f8d7-4451-480f-bf25-e483a4de5ded.jpg

PROGRAMA ESPONTÂNEO 2017

20 Abril - Quinta-Feira
21h30
Maria Peters & Rhiannon Vivian (UK) – WARM LEGGERS
22h45 – Mr. Impro

21 Abril - Sexta-Feira
21h30
– Impro Ensemble (Elenco Internacional)
22h30 – Susan Messing (USA) - MESSING WITH A FRIEND

22 Abril - Sábado
21h30
– Impro Ensemble (Elenco Internacional)
22h30 - Gustavo Miranda (COL), César Gouvea (BR) e Andrés Giraldo (BR) - PASSAGEIRO

23 Abril - Domingo
21h30
- Franck Buzz, Thomas Ury (FR) e elenco internacional – IMPROLIGHT BOX


Bilhetes à venda nos locais habituais