Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Teatro Politécnico do IPS com nova versão de “O Incorruptível”

O incorruptível.JPG

Estreia no Ginásio Atlético Clube da Baixa da Banheira este domingo

O Teatro Politécnico do IPS estreia nova versão da peça “O Incorruptível” já no próximo domingo, 23, pelas 15h30, no Ginásio Atlético Clube da Baixa da Banheira (Moita).

 

Com texto do dramaturgo Hélder Costa, a comédia, de teor satírico e político, narra a “romagem de agravo pessoal” de um cidadão totalmente incompetente nas “artes” da corrupção, apesar dos vários cargos públicos exercidos. Nesta viagem teatral, interpretada por Anabela Pereira e José Caldeira Duarte, com encenação de José Gil, o espetador assistirá a várias tentativas frustradas do político para levar a cabo esta missão, nomeadamente junto de um bispo, do presidente do Partido, da máfia, de uma psicanalista e até de uma bruxa.

 

Recorde-se que o coletivo de teatro do Instituto Politécnico de Setúbal reúne contributos de toda a comunidade académica, entre professores, estudantes e trabalhadores não docentes, cumprindo já oito anos de atividade.

 

A produção tem entrada gratuita mas requer marcação de lugar, através do endereço teatro.politecnico@ips.pt.

Biografia do arquitecto João José de Sousa Araújo editada pela Leya na próxima terça-feira

vida_e_obra_joao (1).jpg

A Leya edita na próxima terça-feira, 25 de janeiro, “Vida e Obra: João José de Sousa Araújo”, de Isabel Sousa Araújo (Texto) e Benedita Teixeira Lopes (Design). Uma viagem pela obra do arquitecto, pintor e ceramista, conhecido pelas suas obras de arte sacra, de grandes dimensões, expostas no Vaticano, no Museu Nacional de Arte Contemporânea, na Capela-Mor do Santuário de Fátima, no Altar-Mor do Santuário do Cristo Rei, em Almada, e que, aos 87 anos, continua a pintar.

João de Sousa Araújo estudou na Escola de Belas Artes de Lisboa, foi aluno de Leopoldo de Almeida, participou em diversas exposições e ganhou vários prémios. Como arquitecto, por exemplo, assinou um dos hotéis mais famosos da ilha da Madeira, o hotel Savoy. Já expôs na Academia Francesa de Belas Artes, no Rio de Janeiro e em Roma. As suas pinturas, quase sempre de granded escala, estão espalhadas em Portugal, Moçambique, EUA e na ilha de Porto Rico. Talvez a sua obra mais conhecida seja a da a parede do altar da capela-mor da Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no Santuário de Fátima. 

Realizou exposições individuais em 1952 e 1962 e participou em diversas exposições coletivas, nomeadamente na Sociedade Nacional de Belas Artes, onde foi premiado em 1947 (Menção Honrosa), 1949 (3.º Prémio), 1951 (1.º Prémio) e 1953 (Menção Honrosa).

Enquanto arquiteto consultor, no Banco de Portugal (1950-1984), desenhou algumas das icónicas notas de escudo que circularam em Portugal nas décadas de 60 a 80.

Neste livro são revisitadas as suas obras em Portugal e além-fronteiras, numa edição cuidada em capa dura e impressão de qualidade.

THE BATMAN | NOVO TRAILER | 3 DE MARÇO NO CINEMA

descarregar.png

 

 

Assista ao novo trailer do tão aguardado filme da DC

"O Morcego e a Gata... Soa bem"

O novo trailer do filme The Batman já está disponível, onde assistimos ao regresso de um dos super-heróis mais icónicos do cinema.

Quando um assassino ataca a elite de Gotham com uma série de máquinas sádicas, um rasto de pistas misteriosas e obscuras levam Batman (Robert Pattinson) a investigar o submundo, onde encontra personagens como Selina Kyle/Catwoman (Zoë Kravitz), Oswald Cobblepot/The Penguin (Colin Farrell), Carmine Falcone (John Turturro), e Edward Nashton/The Riddler (Paul Dano). À medida que as provas o encaminham para mais perto de casa e a grandeza do plano do vilão se torna mais clara, Batman tem de forjar novas relações, desmascarar o culpado, e trazer justiça ao abuso de poder e à corrupção que há muito assolam a Cidade de Gotham.

The Batman - 3 de março no cinema e em IMAX.

 

Gimba e Galvão apresentam: Os Imparáveis Tiroliro & Vladimir - Ao vivo dia 28 de Janeiro no Titanic Sur Mer

GIMBA & GALVÃO APRESENTAM:

OS IMPARÁVEIS TIROLIRO & VLADIMIR

NOVO SINGLE "AS PESSOAS DA VILA"

Os Imparáveis Tiroliro & Vladimir é um CD a sair por estes dias, mais precisamente, dia 21 de Janeiro, reunindo um reportório perdido e inédito - anterior ao fenómeno do "rock português" - criado por Gimba e Jorge Galvão ainda nos anos 70, quando ambos eram ainda teenagers. Por volta de 1985, quando se lhes junta o baixista Nuno Faria, o grupo passaria a chamar-se Os Afonsinhos do Condado.

 

Depois do inconfundível “Onde Foste Tu?”, primeiro avanço do álbum, eis que chega o segundo single “As Pessoas da Vila”. Tendo por mote uma das reflexões mais antigas da humanidade - A vida não é só pão! - esta canção é um verdadeiro hino ao lazer. Assim, numa pequena vila, metáfora do mundo inteiro em que andamos sempre a correr, a pobre personagem “João”, que apenas passeia pela praia e, na verdade, não liga a nada, acaba por ver recompensada a sua teimosa mas proveitosa preguiça.

 

Aqui está uma das primeiras canções - se não a primeira - da jovem dupla. Em compasso rápido, com influências da folk acústica de Paul Simon ou Lennon/ McCartney, esta é uma história naïf com final feliz, acabando o mundo (a vila) em clima de paz e amor. É um dos melhores exemplos da ingenuidade contida em algumas letras do álbum, dada a tenra idade dos autores. É também uma das marcas do som acústico do duo, com vozes e assobiadelas misturadas em alegres harmonias, acompanhadas pelas duas guitarras freneticamente dedilhadas. Nesta versão é possível ouvir o contrabaixo do convidado Francisco Silva, bem como as vozes de Inês Santos e Pedro Lopes, replicando um Vai-te embora, vadio! gritado pela populaça ainda enfurecida.

 

Para quem queira ver a rapaziada em acção, eles irão estar noTitanic Sur Mer, em Lisboa, para o concerto de lançamento no dia 28 de Janeiro pelas 22h30m.

 

O vídeoclip, realizado pela dupla neozelandesa G&G, já corre nos écrans habituais, e quem falhar o concerto de lançamento tem ainda a oportunidade de ver a banda ao vivo (em que pontuam o baterista Mário João Santos – baterista de Fausto – e o baixista João San Payo, líder dos Peste & Sida) na FNAC em Lisboa no mês de Fevereiro: no Chiado dia 5, em Cascais dia 19 e no Colombo dia 26. As datas das aparições no Porto serão oportunamente anunciadas.

 

Este disco resulta de um curioso trabalho de arqueologia cerebral, pois não existia nenhum registo destas canções. Todas as cassetes gravadas na altura, entre as quais a do seu primeiro concerto (o “Full Moon Concert”, a 20 de Julho de 1978, em Lagos, abrindo para a Go Graal Blues Band, de Paulo Gonzo) desapareceram com o tempo, bem como quaisquer blocos ou cadernos com letras escritas. A (boa) memória dos dois conseguiu recuperar vinte e duas dessas canções, dezoito das quais integram o CD.

 

Se do lado da composição musical se nota já uma certa maturidade, resultante de várias influências da época (da canção de intervenção ao rock progressivo ou ao punk), é óbvia, do ponto de vista lírico, alguma ingenuidade típica da idade (os rapazes eram ainda teenagers...), com referências a amores de liceu ou a um mundo idílico da paz e amor. Curiosamente, algumas ideias aguentaram bem o hiato temporal, resultando em temáticas super actuais, como a visão de uma ciclovia em pleno Cais do Sodré (Domingo em Bicicleta), o incontornável stress da vida moderna (As Pessoas da Vila), ou este “Onde Foste Tu?”, que acaba sendo uma reflexão ecológica e uma chamada de atenção para a destruição do planeta.

 

“Os Imparáveis” foi produzido, gravado e misturado pelos dois autores e conta com a participação de alguns amigos - desde logo o próprio Nuno Faria, no contrabaixo - Gui (Xutos e Pontapés), nos saxofones, ou Paulo Marinho (Sétima Legião/Gaiteiros de Lisboa), que toca as inconfundíveis gaitas de foles no início deste single, cujo videoclip foi realizado por Jorge Galvão. Fausto Ferreira (piano eléctrico), Luís Gaspar (Bateria), Nuno Reis (Trompete), Franciso Silva (contrabaixo), Pedro Lopes, Inês Santos e Violeta Galvão (vozes adicionais) completam o naipe de artistas convidados.

 

Disponível em streaming e em CD, o disco Os Imparáveis Tiroliro & Vladimir já está nos escaparates habituais, analógicos ou digitais. Porque esperais?

 

Casino Lisboa recebe DJ’s Pelota, Al, Nery e Luis Leite até ao final do mês

 

As noites de animação musical no Arena Lounge continuam a suscitar o interesse dos visitantes do Casino Lisboa. Na Jukebox, diferentes DJ’s renovam os seus Sets, às Sextas-Feiras e aos Sábados, a partir das 23h15. A entrada é gratuita.

 

O Casino Lisboa propõe, assim, os ritmos ideais para um serão repleto de animação. Em Janeiro, estarão ainda, em destaque: Pelota dia 21 e DJ Al no dia 22 e, posteriormente, Nery no dia 28 e Luis Leite no dia 29.

DJ Pelota - 21 de Janeiro.jpg

Pelota: O que procuramos quando saímos para dançar? Seja qual for o momento, seja qual for a forma, o mais certo é que Señor Pelota tenha encontrado, coleccionado e preparado o disco certo para o momento certo, para a felicidade certa. O percurso de André Soares, aka Señor Pelota, começou em 1998, formado em pleno período dourado de raves e de festas ilegais que ele próprio ajudou a organizar, marcando logo aí a marca que todos lhe reconhecem: ele é um DJ que é também um anfitrião. Adicto do vinil, dono de uma colecção impressionante? e invejável? que abrange territórios verdadeiramente ecléticos, o que o levou a ser responsável pela loja Bloop Vinyl Shop. Podemos esperar sets intensos que viajam sem vergonha pelas diferentes temperaturas rítmicas do House, do Techno, do Funk ou do Disco.

DJ Al - 22 de Janeiro.jpg

Al: Alcides, também conhecido como DJ AL, é um DJ respeitado, com seguidores fiéis que confiam no seu apurado sentido (há discos que só ele tem e há discos que só ele tem coragem de tocar) e o gosto musical livre de preconceitos de estilo. Em actividade desde o início dos anos 90, Alcides passou pelo mítico movimento rave inicial e acompanhou o nascimento e crescimento da cena clubbing portuguesa. Alcides também é produtor em projetos como o Deal e Slight delay.

DJ Nery - 28 de Janeiro.jpg

Nery: Hipnótico. Futurista. Geek. Incansável. Nery sempre foi muitas coisas. Produtor, DJ, Radio Host e Scratch nerd: alguns dos elementos que definem a sua carreira. Os seus sets demonstram uma rara capacidade de gestão de energia e dinâmica, juntamente com a sua sensibilidade em fundir padrões eletrónicos com momentos orgânicos e a sua apurada técnica. Ao desafiar o publico a ser transportado numa viagem única além fronteiras, Nery supera as expectativas de quem é seguro de si mesmo.

DJ Luis Leite - 29 de Janeiro.jpg

Luis Leite: Sem sombra de dúvida, um dos djs que mais contribuiu para a evolução da dance scene em Portugal. Ao seu lado estiveram nomes como Underworld, Danny Tenaglia DJ, Roger Sanchez, Deep Dish, FranÁois K, Carl Cox, Jeff Mills, Dave Clark, Groove Armada, entre tantos outros. Mas mais que os nomes que o acompanharam foram os seus feitos que o destacam perante todos. Com início de carreira nos anos 80 com residência no Plateau (Oficial) e progressão para o mítico Alcântara Mar" acabou por, ele próprio, dar vida ao primeiro álbum a ser gravado por um club em Portugal: The House of Rhythm. Foi com este disco que conseguiu o que nunca antes havia sido conquistado, o primeiro disco de ouro na música eletrónica nacional. A este, juntam-se inúmeros marcos alguns associados a diferentes projectos, como é o caso dos Delicado, Crystal Symphony, LL Project e DarkMountainGroup, um co-projecto com Alex Santos e cujo primeiro single, Lose Control, alcançou o número 1 da revista britânica DJ Magazine.

 

 

Programa até ao final de Janeiro:

21 - Pelota

22 – DJ Al

28 - Nery

29 - Luis Leite

 

O Casino Lisboa foi distinguido com o certificado “Clean & Safe” do Turismo de Portugal e aderiu ao serviço COVID OUT, Selo de Confiança, Clean Surfaces Safe Places, emitido pelo ISQ.

 

O Casino Lisboa abre, de Domingo a Quinta-Feira, das 15h00 às 03h00; e às Sextas-Feiras, Sábados e vésperas de Feriados, das 16h00 às 04h00. O acesso é livre, sendo que a partir das 22 horas, é para maiores de 14 anos, e maiores de 10 anos acompanhados pelos pais. Nas áreas de Jogo é para maiores de 18 anos.

 

BEH Trio no Casino Estoril na próxima sexta-feira, 28 de Janeiro

Casino Estoril recebe Beh Trio  2.jpg

As BEH Trio actuam na próxima Sexta-Feira, 28 de Janeiro, a partir das 22h30, no Casino Estoril. Com um estilo muito próprio, as três artistas brasileiras interpretam alguns temas originais e recriam, ainda, vários êxitos internacionais que marcaram a música pop. A entrada é gratuita.

 

Bia Souza, Ester Cerqueira e Hozana Matias tinham uma carreira a solo mas, ao conhecerem-se em Lisboa, iniciaram este projecto musical que se distingue pela qualidade interpretativa.

 

Os visitantes do Casino Estoril poderão, assim, acompanhar vários temas originais deste trio, bem como diferentes covers de canções que marcaram muitas gerações. O concerto das BEH Trio cria uma atmosfera envolvente e inesquecível para o público.

 

 

O Casino Estoril foi distinguido com o certificado “Clean & Safe” do Turismo de Portugal e aderiu ao serviço COVID OUT, Selo de Confiança, Clean Surfaces Safe Places, emitido pelo ISQ.

 

O Casino Estoril abre às 15h00 e encerra às 03h00. O acesso é livre, sendo que a partir das 22 horas, é para maiores de 14 anos, e maiores de 10 anos acompanhados pelos pais. Nas áreas de Jogo é para maiores de 18 anos.

Ciclo "Café com Filmes" - 1.º trimestre de 2022

descarregar (21).jpg

 

O ciclo “Café com Filmes”, produzido pela Câmara Municipal de Torres Vedras em parceria com o Académico de Torres Vedras, prossegue.

Recorde-se que este ciclo parte da tradição de Torres Vedras na área do cinema, nomeadamente de um passado cineclubista. É objetivo da iniciativa dinamizar um conjunto de atividades à volta do mundo do cinema e vídeo, sobretudo mediante a exibição de filmes que contribuam para a formação de olhares sobre o mundo e a sociedade, para a descodificação da linguagem e para a formação de novos públicos.

As próximas sessões a realizar no âmbito do ciclo “Café com Filmes” acontecerão no Teatro-Cine de Torres Vedras, sempre pelas 21h00. Nelas será exibido: o filme Mais uma rodada, de Thomas Vinterberg (13/1); o filme Gunda, de Victor Kossakovsky (27/1); o filme Shoplifters – Uma família de pequenos ladrões, de Hirokazu Kore-eda (3/2); os filmes Janela, de Patrícia Sobreiro, e A metamorfose dos pássaros, de Catarina Vasconcelos (17/2); o filme A candidata perfeita, de Haifaa Al-Mansour (10/3); e o filme Os sete samurais, de Akira Kurosawa (31/3).

A participação nas sessões do ciclo “Café com Filmes” são gratuitas.

Mais informação sobre o ciclo “Café com Filmes” pode ser obtida na área de agenda do site da Câmara Municipal de Torres Vedras ou no Facebook da iniciativa.



 

Mais uma rodada



Sinopse: Martin (Mads Mikkelsen) e três dos seus amigos decidem aplicar à sua monótona vida de professores do ensino secundário a teoria de que o ser humano precisa de uma pequena quantidade de álcool no sangue para diminuir os problemas da vida e aumentar a criatividade. O que começa como um estudo académico promissor acaba por trazer consequências para as suas vidas a nível pessoal e profissional.

 

Mais Uma Rodada diverte e traz à tona uma discussão pertinente sobre os efeitos de usar o álcool para fugir da realidade. Você não precisa estar bêbado para rir, ou chorar, com o grupo de professores, e entender o motivo do filme ganhar o Oscar de Melhor Filme Internacional.” Rolling Stone

 

Vencedor do Oscar na categoria de “Melhor Filme Internacional”

BAFTA de "Melhor Filme não falado em Inglês"

Festival de Cannes – Seleção Oficial

Festival Internacional de Toronto – Seleção Oficial

 

Dinamarca, Suécia, Holanda, 2020
Realização: Thomas Vinterberg
Género: Drama
Duração: 1h57 min

 

 

Gunda 

 

Sinopse: Na vastidão do mundo vivo, partilhamos o nosso planeta com biliões dos chamados animais de quinta. Contudo, nas sociedades industrializadas, somos amiúde condicionados para os considerar animais sem senciência, meros recursos passivos. Em Gunda, o realizador Victor Kossakovsky propõe-nos um universo moral radicalmente recalibrado, onde o encontro com uma mãe porca (a epónima Gunda), duas vacas astuciosas e uma galinha perneta e exuberante nos recorda o valor inerente da vida de todos os seres.

 

“Um filme marcante de um cineasta original” The Hollywood Reporter

“Comovente e deslumbrante” The Film Stage

 

Noruega, EUA, Reino Unido, 2020
Realização: Victor Kossakovsky
Género: Documentário
Duração: 96 min

 

 

Shoplifters – Uma família de pequenos ladrões

 

Sinopse: Nas margens de Tóquio, uma família que pratica pequenos furtos para sobreviver, decide abrigar uma menina que encontram na rua. Apesar das dificuldades, parecem uma família feliz - até que um acidente revela segredos escondidos, colocando os seus laços à prova.

 

Shoplifters é um retrato “classista” do Japão, a contrapor conforto material e calor emocional, a perguntar o que é, realmente, uma família.” Público

 

Festival de Cannes – Vencedor da "Palma de Ouro"

Festival de Munique – Prêmio ARRI / OSRAM de Melhor Filme Internacional

 

Japão, 2018
Realização: Hirokazu Kore-eda
Género: Drama
Duração: 2h01min




Janela (exibição integrada em “Sessão Dupla”)



Neste ensaio autobiográfico, Patrícia Sobreiro explora uma visão pessoal e íntima de uma janela, que se funde com a memória de uma avó.

 

Portugal, 2019
Realização: Patrícia Sobreiro
Duração: 6m48s
Género: Fotofilme documental

 

 

A metamorfose dos pássaros (exibição integrada em “Sessão Dupla”)



Sinopse: O falecimento da sua avó faz com que a realizadora e seu pai se encontrem em um lugar emocional diferente daquele que muitos pais e filhas conhecem. Ao longo deste “diário polifónico” ambos exploram a intimidade, as relações familiares, a ausência materna e a passagem do tempo, enquanto encaram a perda como algo impulsionador de novos recomeços.

 

Portugal, 2020
Realização: Catarina Vasconcelos
Duração: 1h41min
Género: Documentário

 

 

A sessão dupla em que serão exibidos os filmes Janela e A metamorfose dos pássaros contará com a presença das respetivas realizadoras.

 

 

A candidata perfeita


Sinopse: Maryam é uma jovem médica ambiciosa que trabalha numa clínica de uma pequena cidade na Arábia Saudita. Apesar das suas qualificações, Maryam tem de conquistar diariamente o respeito dos colegas homens e a aceitação dos seus pacientes.

Impedida de viajar para o Dubai, na tentativa de procurar um emprego melhor, uma confusão burocrática leva-a a deparar-se com os formulários para as eleições municipais da cidade e decide concorrer. Com o pai músico ausente numa tour de primeiros concertos públicos permitidos no Reino em décadas, Maryam convoca as suas duas irmãs mais novas para começar a arrecadar fundos e organizar eventos de campanha. Enquanto enfrentam as restrições dos papéis tradicionais da mulher, a audaciosa candidatura de Maryam começa a ganhar impulso e a desafiar a sua comunidade conservadora. À medida que cresce uma luta renhida com o seu oponente homem, Maryam e a sua família mobilizam a sua determinação e criatividade para fazer avançar a sua sociedade tradicional.

 

A Candidata Perfeita dá uma visão sincera da sociedade da Arábia Saudita que despertará a curiosidade do público ocidental.” The Hollywood Reporter

“Um filme com mensagem admirável pela sua sutileza e também pela sua execução, A Candidata Perfeita enfrenta a opressão e defende fortemente a mudança.” Rotten Tomatoes

 

Arábia Saudita | Alemanha, 2019
Realização: Haifaa Al-Mansour
Género: Drama
Duração: 1h44 min

 

 

Os sete samurais (exibição integrada na rúbrica “Lugar ao Clássico”)

 

Sinopse: No Japão do séc. XVI, uma aldeia farta de ser saqueada por grupos de bandidos, que lhe roubam as colheitas e as mulheres, decide pedir auxílio para a sua defesa a um grupo de Samurais. Seis guerreiros, chefiados por Kambei (Takashi Shimura) e pelo filho de um camponês, preparam os moradores da aldeia para resistirem a um novo e iminente ataque.

 

"Os Sete Samurais não apenas é uma nova forma de filme de ação, mas também criou um subgênero no cinema: os filmes que falam sobre um grupo de heróis inesperados numa missão impossível que lutam para salvar suas almas." Ana Maria Bahiana

“Kurosawa oferece-nos beleza no meio da razão, uma espécie de garantia quando tudo o resto é posto em causa. Ao mesmo tempo que questiona ações, esperanças, pensamentos, joga deliberadamente com as nossas emoções e também nós nos abrimos e regressamos à infância. Numa sequência final profundamente subtil e misteriosa, Kurosawa anuncia a esperança. No final de contas, somos todos humanos; todos sentimos o mesmo - no fundo, todos somos camponeses.” Donald Richie, The Films of Akira Kurosawa

 

Festival Internacional de Veneza de 1954 – Vencedor do "Leão de Prata"

Óscares de 1954 – Nomeado na Categoria de "Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino"

 

Japão, 1954
Realização: Akira Kurosawa
Género: Ação/Drama
Duração: 3h27 min

Porto de Lisboa apoia ciclo de palestras sobre Almada Negreiros_ próxima palestra dia 22 de janeiro, às 17h00, via ZOOM

 

No próximo dia 22 de janeiro (sábado) realiza-se a sétima palestra do ciclo de nove palestras mensais dedicadas à vida artística e obras de pintura mural de Almada Negreiros, uma iniciativa que será transmitida gratuitamente pela Internet e conta com o apoio da Administração do Porto de Lisboa (APL).

 

Recorde-se que este ciclo sobre a vida e obra de Almada inclui seis palestras já realizadas em 2021 e três palestras a realizar em 2022 (6+3), sempre às 17h00 (GMT), via ZOOM, que decorrem no âmbito do Projeto “ALMADA NEGREIROS - O desvendar da Arte da Pintura Mural de Almada Negreiros (1938-1956)”.

 

Esta sétima palestra será apresentada pela investigadora Mercedes Sánchez Pons, abordando o tema “What about Spanish murals of the 20th century? Needs and opportunities”, podendo ser acompanhada via ZOOM, através desta ligação.

Recorde-se que o Projeto “ALMADA NEGREIROS - O desvendar da Arte da Pintura Mural de Almada Negreiros (1938-1956)” é uma iniciativa transdisciplinar apoiada pela APL, que resulta da colaboração entre o laboratório HERCULES da Universidade de Évora, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC-IJF e DEPOF), e o Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (IHA-FCSH / UNL).

 

O projeto pretende estudar pela primeira vez com técnicas de imagem e de análise o legado de pintura mural de Almada Negreiros, uma das figuras-chave da vanguarda e do modernismo em Portugal.

Em destaque estão os cinco núcleos de pinturas murais encomendados na cidade de Lisboa entre 1938 e 1956, que são as Gares Marítimas da APL (de Alcântara e Rocha do Conde de Óbidos), Igreja de Nossa Sr.ª do Rosário de Fátima, Edifício DN e o Liceu EB Patrício Prazeres.

Os objetivos são a identificação e caracterização das técnicas pictóricas, constituintes dos suportes e das camadas cromáticas, e suas implicações nos processos de deterioração para sua conservação futura.

 

Os resultados obtidos ao longo dos três anos serão um passo vital no conhecimento, valorização e conservação da arte da pintura mural de Almada Negreiros.

 

 

 

Mais informações em: https://www.portodelisboa.pt/

- Sétima Palestra: 22 de janeiro de 2022 às 17h00 GMT – Assistir aqui!

- Programa completo das nove palestras

- Vídeo Promocional sobre o Projeto Almada

- Saiba mais sobre o projeto: Almada Negreiros – O desvendar da arte da pintura mural de Almada Negreiros (1938-1956) (uevora.pt)

 

 

DJ Nuno Costa em destaque no Casino Estoril a 22 e 29 de Janeiro

As noites de animação musical no Lounge D continuam a suscitar o interesse dos visitantes do Casino Estoril. O DJ Nuno Costa será o protagonista, nos próximos Sábados, 22 e 29 de Janeiro, a partir das 22h30. A entrada é gratuita.

 

O DJ Nuno Costa reencontra-se com os visitantes do Casino Estoril para apresentar os seus sets que “viajam pelo tempo”, passando clássicos misturados com os mais recentes sons da Dance Music.

 

Com uma programação muito diversificada, o Casino Estoril acolhe noites de animação musical às Sextas-Feiras e aos Sábados, assegurando um ambiente dinâmico e informal.

 

Rui Faria & Sandra Gonçalves 2.jpg

O Casino Estoril foi distinguido com o certificado “Clean & Safe” do Turismo de Portugal e aderiu ao serviço COVID OUT, Selo de Confiança, Clean Surfaces Safe Places, emitido pelo ISQ.

 

O Casino Estoril abre às 15h00 e encerra às 03h00. O acesso é livre, sendo que a partir das 22 horas, é para maiores de 14 anos, e maiores de 10 anos acompanhados pelos pais. Nas áreas de Jogo é para maiores de 18 anos.

 

NICOLÁS FARRUGGIA apresenta novo tema "Quarto de Espelhos"

descarregar (15).jpg

Nicolás Farruggia revela mais um single do seu novo disco "Poema Livre", o quarto da sua carreira a solo, a ser editado a 8 de Abril e que conta com a participação especial de Chico Buarque.

O primeiro single "S.O.S" está disponível desde Dezembro passado e a partir da próxima sexta-feira, dia 28 de Janeiro, ficará disponível em todas as plataformas digitais o segundo single "Quarto de Espelhos". A estreia do videoclipe está agendada para a semana seguinte, dia 4 de Fevereiro, nas redes sociais do músico italo-argentino, que reside em Portugal desde 2016.

 

Este novo tema "QUARTO DE ESPELHOS" é uma canção que retrata a dança íntima de dois corpos, num voo subtil e sensual de subidas e descidas, que culmina num ápice de intensa leveza "onde a lua se molha".  Os versos declamados são da autoria da poetisa brasileira Piera Schnaider (Maringá, 1989), que enaltecem o amor pela mulher amada. Nicolás Farruggia interpreta magistralmente as imagens amorosas que o texto evoca, com a sua composição, voz e violão, adoptando recursos de inspiração trovadoresca e madrigalista.

A implícita tensão erótica do texto, com suas subidas e descidas, espelha-se no desenho da canção, que é estruturada em duas partes. A primeira (ainda insegura, por isso em tom menor) cresce até um primeiro ápice e volta a descer; a segunda parte (já agora num mais confiante tom maior), sobe até o clímax final, onde eventualmente a canção "acabará", na nota mais aguda da canção, num ponto de não retorno e de suspensão harmónica.

"QUARTO DE ESPELHOS" confirma, uma vez mais, as palavras de Chico Buarque em relação a Nicolás Farruggia: "Esse Nico é um craque: belíssima música vestindo uma letra que é um prodígio para quem escreve num idioma que não é o seu."

A edição e distribuição está a cargo da Cantores del Mundo, editora fundada por Tita Parra (neta da folclorista chilena Violeta Parra) e que mantém um foco especial sobre a nova geração de cantautores lusófonos e hispanos.