Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Museu do Oriente mostra-se no Porto | 19 de Agosto a 4 de Setembro | Cooperativa ÁRVORE

Poster_Nós veneramos o Presidente Mao.jpg

 

 

“Cartazes de Propaganda Chinesa” e “Omocha. Brinquedos Rituais Japoneses” são as duas exposições que o Museu do Oriente dá a conhecer, de 19 de Agosto a 4 de Setembro, no Porto, no âmbito do programa Oriente nas Virtudes, organizado pela Cooperativa ÁRVORE.

 

Pertencentes à colecção Kwok On da Fundação Oriente, quer os cartazes de propaganda chinesa, quer os brinquedos japoneses, oferecem duas perspectivas singulares sobre a sociedade e cultura dos respectivos países – China e Japão –, a sua história recente e tradições, ritos e valores intemporais.

 

Produzidos entre 1959 e 1981, os cartazes de propaganda chinesa constituem um documento histórico do período que vai do Grande Salto em Frente e da criação das Comunas Populares ao fim da Revolução Cultural. Seleccionados de um total de 200, os 33 cartazes expostos ilustram os temas mais correntemente abordados à época, como a glorificação do presidente Mao e dos heróis comunistas, a prosperidade da economia, a luta contra o imperialismo, a felicidade do povo e o poder do exército.

 

Com tiragens de dezenas de milhares de exemplares, estes cartazes, cujo objectivo era o de mostrar ao povo o caminho a seguir, viam-se em todo o lado e faziam parte do quotidiano dos chineses. Na sua maioria, anteviam o futuro radioso da China comunista, com o super-herói Mao a conduzir o país à felicidade e à glória. Paradigmáticos do design da época, apresentam também um interesse estético que a função de propaganda política não pode, naturalmente, escamotear.

 

A apresentação está organizada em núcleos alusivos às diversas temáticas utilizadas na propaganda política deste período: Mao Zedong e os Heróis da Revolução Comunista; a Luta de Classes; as Políticas do Partido Comunista Chinês; as Pinturas de Ano Novo; Cultura popular e diversidade étnica da China e as Lutas Revolucionárias Internacionais.     

 

A segunda exposição é dedicada aos omocha, os brinquedos rituais japoneses. Não existe, nas línguas ocidentais, tradução exacta da palavra “omocha”, que quase sempre traduzimos por brinquedo. A tradução é, contudo, enganadora. Estes objectos destinam-se a crianças, mas também a adultos. Omocha também significa “objecto tradicional” que, embora com uma função lúdica, representa divindades, monstros, seres lendários, homens ou animais, saídos do folclore, dos rituais e da arte populares e está, sobretudo, ligado a crenças religiosas, de origem xintoísta e budista.

 

São usados para a brincadeira, mas também como amuletos da sorte, objectos que protegem crianças e adultos de maleitas, recordação de peregrinações e símbolos de festividades anuais e locais, muito vendidas em santuários e templos, e amplamente conhecidas e adquiridas. Concebidos a partir de materiais tão diversos como a madeira, argila, pedra, papel, palha ou tecido, reúnem tradições estéticas e técnicas, e revelam-nos as identidades social e religiosa dos japoneses.

 

Os omocha existem desde tempos remotos, havendo mesmo documentos do período Heian (794-1185), que comprovam que, por exemplo, o jogo de sugoroku (uma espécie de Jogo da Glória), era já muito popular. Todavia, os brinquedos que hoje encontramos são, na sua maioria, do período Edo (1603-1867) ou réplicas destes. A sua produção é gigantesca e representa um recurso económico que não pode ser menosprezado. Alguns são fabricados indiferentemente na totalidade do território japonês, outros originários de regiões ou lugarejos específicos. O Ano Novo é a época em que se compra o maior número de omocha. A raridade dos omocha mais antigos não se deve, única e exclusivamente, à fragilidade dos seus materiais, mas antes, ao facto de grande parte destes ser queimada ou lançada aos rios todos os anos, para levarem com eles os malefícios que visam combater, atingindo assim, plenamente, a sua função protectora. Um simples sininho pode trazer boa sorte, divertir uma criança, representar um herói e atrair o interesse de um coleccionador.

 

Além de exposições, o programa Oriente nas Virtudes integra música e workshops, bem como a realização de um mercado oriental, entre outras atividades desenvolvidas com as comunidades japonesa e chinesa, com o objetivo de promover um maior conhecimento da cultura oriental nas suas mais variadas representações.

                   

A ÁRVORE - Cooperativa de Actividades Artísticas é uma Instituição de Utilidade Pública da cidade do Porto, sem fins lucrativos que, desde 1963, tem vindo a afirmar-se no panorama cultural nacional pelos relevantes serviços prestados no apoio e dinamização da Cultura e das Artes, contando no seu historial com uma série de iniciativas nacionais e internacionais.

 

Oriente nas Virtudes

19 Agosto a 4 Setembro

Programa detalhado arvorecoop.pt

Segunda-feira a sábado | 11h00-20h00

 

Cooperativa ÁRVORE

(Rua Azevedo de Albuquerque, N.º 1 - 4050-076 Porto)

 

 

 

Cinema ao ar livre em agosto na Solar - Galeria de Arte Cinemática

Sessões de Cinema ao Ar Livre na Solar

transferir (21).jpg

 

Nas sextas-feiras de agosto, às 21:30, o  Cineclube de Vila do Conde irá promover, no espaço exterior da Solar - Galeria de Arte Cinemática, uma programação dedicada ao cinema documental musical. Quatro obras onde a música e a sétima arte se cruzam, e onde será possível ver (e ouvir) na tela nomes como João Gilberto, P.J. Harvey ou The Stooges.
Esta programação especial tem o apoio do Programa Cultura Vila do Conde 2021, da Câmara Municipal de Vila do Conde. A entrada é livre.            
 
Por sua vez, no sábado, 28 de agosto, às 21:30, a Curtas Metragens CRL apresenta a sessão "Best of Curtas", com alguns dos filmes premiados na 29ª edição do Curtas Vila do Conde - Festival Internacional de Cinema.

Programa completo:
Sexta-feira, 6 de agosto, 21:30    
 "P.J. Harvey- A Dog Called Money", de Seamus Murphy            
 
Sexta-feira, 13 de agosto, 21:30      
"Onde está você, João Gilberto?", de Georges Gachot            
 
Sexta-feira, 20 de agosto, 21:30      
"Gimme Danger", de Jim Jarmusch            
 
Sexta-feira, 27 de agosto, 21:30      
"Buena Vista Social Club", de Wim Wenders            
 
Sábado, 28 de agosto, 21:30   
"Best of Curtas"

Atualização - “Vindimas 2021” assinala tradição da Festa das Vindimas

Vindimas 2021.jpg

 

Nos dois primeiros fins de semana de setembro (dias 2 a 5 e 9 a 12), a Associação das Festas de Palmela - Festa das Vindimas volta a cumprir o desafio de manter viva esta emblemática Festa, com o evento “Vindimas 2021”. A iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal de Palmela.

Na impossibilidade de realização da Festa das Vindimas nos seus moldes habituais devido à pandemia, à semelhança do que aconteceu em 2020, o programa do “Vindimas 2021” apresenta um conjunto de espetáculos musicais, animação e atividades desportivas, em vários espaços da vila de Palmela, que vão decorrer de acordo com as regras da DGS - Direção-Geral da Saúde em vigor. Neste novo formato, mantêm-se momentos emblemáticos, como a Eleição da Rainha das Vindimas e a Pisa da Uva e Bênção do Primeiro Mosto.

O Município atribui um apoio financeiro no valor de 40.000€, para além de apoio logístico, estimado em 2.500€, e em utilização do Cine-Teatro S. João e outros equipamentos municipais, calculado em 2.050€. A Autarquia sublinha a importância local da realização do “Vindimas 2021”, num ano especialmente atípico, em que as associações são impedidas de desenvolver a sua atividade de forma regular, e destaca o esforço e resiliência da Associação.

 

Programa

 

3 a 12 de setembro (sextas, sábados e domingos) | 16h00-24h00 | Largo de S. João, Palmela

Mercado de Vinhos*

Venda de vinhos e produtos regionais

Provas Comentadas, Cursos de Vinhos, Tertúlias, Pôr do Sol n' Adega, Showcookings e Harmonizações.

A utilização do espaço obedecerá a um conjunto de regras e restrições, de acordo com as indicações da DGS em vigor no período do evento.

 

2 setembro

 

21h30 | Cine-Teatro S. João, Palmela

Eleição da Rainha das Vindimas 2021

Espetáculo de eleição da Rainha e Damas de Honor, com entrevistas e momentos musicais

Com Herman José

Lotação: 300 pessoas ou outra permitida à data do evento

Bilhete: 15€ (plateia); 12,50€ (balcão)

À venda em www.bol.pt e na bilheteira do Cine-Teatro S. João

 

3 de setembro

 

18h00 | Kartódromo Internacional de Palmela

Troféu de Kart Vindimas 2021

Valor: 30€/pessoa

Info.: desporto.festadasvindimas@gmail.com

Org.: AFP - Festa das Vindimas e KIP

 

20h00 | Largo de S. João, Palmela

Inauguração do Mercado dos Vinhos*

 

21h00 | Adegas Wine Lounge

Animação no Mercado*

 

4 de setembro

 

10h00 | Campo Cornélio Palma

Mini Torneio de Futebol Vindimas 2021*

Org.: Palmelense Futebol Clube

 

16h00

5.ª Rampa das Vindimas

Valor: 4€/pessoa (atletas federados: 2€)

Info.: ciclomaniaeventos@gmail.com

Org.: AFP - Festa das Vindimas e Ciclomania

 

18h00 | Adegas Wine Lounge

Animação no Mercado*

 

21h00

Prova Noturna de Orientação

Info.: oriespalmela@blogspot.com

Org.: AFP - Festa das Vindimas e Escolas Secundárias de Palmela e Pinhal Novo

 

21h30 |  Largo de S. João, Palmela

S.F. Humanitária convida Rui Drumond

Lotação: 200 pessoas

Valor: gratuito

Bilhetes em www.bol.pt e na bilheteira do Cine-Teatro S. João

 

5 de setembro

 

11h00 | Largo do Município, Palmela

Pisa da Uva e Bênção do 1.º Mosto

 

12h00 | Igreja Matriz de São Pedro, Palmela

Missa de Ação de Graças

 

15h00 | Vila de Palmela

1.º Aquatlo Vindimas 2021

Org.: AFP - Festa das Vindimas e Palmela Desporto

 

17h00 | Parque Venâncio Ribeiro da Costa, Palmela

Corrida de Carrinhos de Rolamentos

Org.: AFP - Festa das Vindimas e Associação dos Escoteiros de Portugal (Grupo 40 de Palmela)

 

20h00 | Adegas Wine Lounge

Animação no Mercado*

 

9 de setembro

 

20h00 | Quinta do Alcube

Jantar Vínico

Animação musical, valor e lotação a definir

 

10 de setembro

 

18h00 | Adegas Wine Lounge

Animação no Mercado*

 

21h30 | Largo de S. João, Palmela

Vento do Norte

Lotação: 300 pessoas ou outra permitida à data do evento

Valor: gratuito

Bilhetes em www.bol.pt e na bilheteira do Cine-Teatro S. João

 

11 de setembro

 

15h00 | Piscina Municipal de Palmela

Festival de Natação Vindimas 2021

Org.: AFP - Festa das Vindimas e Palmela Desporto

 

18h00 | Adegas Wine Lounge

Animação no Mercado*

 

20h00

Rally Paper Vindimas 2021

Valor: 10€/carro

Info./Insc.: desporto.festadasvindimas@gmail.com

 

21h30 | Largo de S. João, Palmela

Banda da S.F.P. “LOUREIROS” convida The Peakles

Lotação: 200 pessoas

Valor: gratuito

Bilhetes em www.bol.pt e na bilheteira do Cine-Teatro S. João

 

12 de setembro

 

9h00 | Biblioteca Municipal de Palmela

Formação Suporte Básico de Vida (acreditação INEM)

 

18h00 | Adegas Wine Lounge

Animação no Mercado*

 

21h30 | Largo de S. João, Palmela

Monda

Lotação: 300 pessoas ou outra permitida à data do evento

Valor: 3€/pessoa

Bilhetes à venda em www.bol.pt e na bilheteira do Cine-Teatro S. João

 

*A confirmar

 

Lady Gaga, Billie Eilish e Bruno Mars à luz das velas no Porto

O próximo concerto Candlelight da Fever irá levar até ao icónico espaço da cidade do Porto a interpretação de músicas de conceituados artistas da música pop.

Porto, 5 de agosto de 2021 – O Candlelight, concerto intimista à luz das velas que já conquistou milhares de portugueses, anuncia uma nova edição no Porto dedicada à musica pop. No próximo dia 18 de agosto, pelas 19h30 e 21h15, o Ateneu Comercial do Porto será palco de dois concertos à luz das velas que incluirão a interpretação de algumas das mais icónicas músicas pop dos últimos tempos.

‘Bad Guy’ de Billie Eilish, ‘I’m Yours’ de Jason Mraz e ‘Yellow’ de Coldplay são alguma das músicas que fazem parte do programa que será interpretado por um Quarteto de Cordas, no imponente espaço do Ateneu Comercial do Porto. Cada concerto tem a duração de uma hora, com a abertura das portas a decorrer 30 minutos antes do início do espetáculo. Os bilhetes podem ser adquiridos no site ou app da Fever a partir de 15,00€ por pessoa, valor que varia consoante o tipo de bilhete selecionado. 

A atmosfera mágica do espaço aliada à delicadeza da interpretação do Quarteto de Cordas torna estes espetáculos na sugestão ideal para as noites deste verão. Esta é uma experiência totalmente segura que segue todas as normas de distanciamento social. 

Os Candlelight são concertos instrumentais de música clássica, apresentando peças icónicas a um preço acessível, ao mesmo tempo que abrem à comunidade espaços únicos do património cultural de cada cidade, uma vez que não são realizados em salas de espetáculos comuns. Este conceito original da Fever conseguiu levar a música clássica a um público totalmente novo, com 70% dos participantes com menos de 40 anos em mais de 40 cidades em todo o mundo.

 

Candlelight: O melhor da música pop à luz das velas

Local: Ateneu Comercial do Porto

Data: 18 de agosto

Horário: 19h30 e 21h15

Preço: 1 bilhete – a partir de 15,00€

Idade: A partir dos 8 anos (menores de 16 anos deverão ser acompanhados por um adulto)

Artistas: Quarteto de Cordas - Quarteto Intempus

 

Sobre a Fever: 

A Fever é a principal plataforma de descoberta de entretenimento, que ajuda mais de 40 milhões de pessoas a cada mês a descobrir e desfrutar das melhores experiências nas suas cidades.

Graças à sua tecnologia, a Fever também ajuda organizadores, promotores e marcas a criar experiências únicas e originais.

Atualmente, está presente em mais de 40 cidades com escritórios em Madrid, Londres, Lisboa, Paris, Broadway e Hollywood.

 

Mais informações em https://feverup.com

"Contos de um Verão Negro" de Fabio e Damiano D'Innocenzo chega hoje às salas de cinema.

transferir (14).jpg

 

"CONTOS DE UM VERÃO NEGRO"

de Fabio e Damiano D'Innocenzo nos cinemas.

 




Vencedor de um Urso de Prata no Festival de Berlim
, na categoria de melhor argumento, "Contos de Um Verão Negro", o filme dos irmãos D’Innocenzo, assinala a descoberta de dois novos autores do cinema italiano, dotados de linguagem própria e visceral.

 

Um filme que espelha o presente vazio existencial da sociedade contemporânea, tendo como pano de fundo as dinâmicas disfuncionais, de poder e submissão, entre pais e filhos.

 

 

Sinopse: 

Era uma vez, o calor sufocante do verão num subúrbio de Roma.

Nas casas, pátios e jardins impera o silêncio e a inércia dos adultos, frustrados ou indiferentes. As crianças absorvem esta fachada monótona de alienação, cristalizados num limbo de revolta dormente. Mas não por muito tempo.

 

Com o apoio do Instituto Italiano di Cultura di Lisbona.

 

JÁ NOS CINEMAS:


 Cinema Medeia NimasCinema TrindadeCinema NOS AmoreirasCinema NOS Alma Shopping (Coimbra)Cinema NOS Alameda Shop & SpotCinema NOS Oeiras ParqueUCI Cinemas El Corte Inglés (Lisboa) e UCI Cinemas Arrábida 20 (Porto).

 

 

 

 

EDITORIAL PRESENÇA E JACARANDÁ EDITORA APRESENTAM NOVIDADES

Nas livrarias a 4 de agosto

 

EDITORIAL PRESENÇA E JACARANDÁ EDITORA APRESENTAM NOVIDADES

 

 

Deixa-te Levar, de Sarah Dessen | Romance Contemporâneo | PVP - 17,90€

A Música dos Ossos, de David Almond | Infantojuvenil | PVP – 11,90€

A Minha Mala de Fada | Autocolantes | PVP – 8,90€

Flamingos – Livro de autocolantes | Autocolantes | PVP – 7,90€

Verão Cintilante – Livro de autocolantes | Autocolantes | PVP – 7,90€

O Livro Pop-up Animais | 4-6 anos | Pop-up | PVP – 12,95€

 

 

Editorial Presença publica, a 4 de agosto, o romance Deixa-te Levar, de Sarah Dessen, e A Música dos Ossos, de David Almond. Prestes a chegar à Netflix, Deixa-te Levar aborda a passagem à idade adulta. «Um livro absolutamente notável. Vai tornar-se um clássico da literatura.» escreve o jornal The Irish Times sobre o novo livro do aclamado autor britânico David Almond.

Pela Jacarandá Editora, chegam às livrarias três livros de autocolantes e um livro pop-up para crianças até aos 6 anos.

 

 

Deixa-te Levar, um retrato da passagem à idade adulta numa história enternecedora. Brevemente um filme Netflix

Auden sempre se sentiu uma estranha. Quando os pais se divorciaram, afastou-se do mundo, dedicou-se inteiramente à escola e deixou de fazer o que quer que fosse. Mas agora, com a mudança para casa do pai, um mundo totalmente novo abre-se para Auden e, sem mais nem menos, tudo muda.

À medida que começa a encontrar-se a si mesma - além de conhecer um misterioso rapaz de olhos escuros e inquietantes - conseguirá Auden deixar o passado para trás e, finalmente, ter a sensação de verdadeira pertença?

Deixa-te Levar chega às livrarias portuguesas a 4 de agosto pela Editorial Presença com um PVP de 17,90€.

 

 

A Música dos Ossos, o regresso de um dos melhores contadores de história da atualidade

«Um livro que não tem uma única página aborrecida.»

The Times Children's Book of the Week

Ela acordou durante a noite. Que música era aquela? Que coisas selvagens e estranhas existiam ali?

Sylvia, corajosa e rebelde, muda-se da cidade de Newcastle para a agreste Northumberland. Sente-se uma estranha naquela paisagem imensa, silenciosa, aparentemente vazia, mas depois encontra Gabriel, um rapaz desconhecido mas que lhe parece muito familiar. Enquanto percorrem juntos as florestas e as zonas montanhosas, Sylvia vê a natureza com novos olhos. Toma consciência de que o passado se encontra a toda a sua volta e profundamente enraizado no seu interior. Da asa de um milhafre morto, a dupla cria um osso oco - o tipo de flauta que era usado em rituais, no passado distante. Sozinha, e no decorrer de uma noite mágica, Sylvia descobre o seu eu antigo e reencontra-se com o mundo pré-histórico. Volta ao estado primitivo, transformada numa versão mais intensa de si própria. Regressa à cidade pronta para enfrentar as oportunidades e os desafios do mundo moderno.

Este é um romance fascinante que explora a ligação entre o nosso passado antigo e as lutas contemporâneas, e o poder da natureza para nos renovar e incentivar.

Publicado a 4 de agosto pela Editorial Presença com um PVP de 11,90€.

 

 

 

OS DOMINGOS DE AGOSTO PROMETEM MÚSICA E ANIMAÇÃO NO SOMERSBY OUT JAZZ

image002 (12).jpg

 

Com lugar marcado no Jardim Botânico Tropical de Belém durante o mês de agosto, entre as 17h00 até ao anoitecer, o Somersby Out Jazz está de regresso à capital para proporcionar tardes de domingo inesquecíveis ao som do melhor do jazz, soul, funk e hip-hop.

Com uma lotação máxima de 230 pessoas em lugares sentados, durante aquele que para muitos é o melhor mês do verão será possível sentir o ritmo de Leote, Komet, Lady G Brown e Fabrizio Reinolds, entre muitas outras bandas e DJ’s nacionais.

Resultado do apoio da Câmara Municipal de Lisboa, do Programa Garantir Cultura e da parceria com a Universidade de Lisboa, nesta nova edição do festival de música os jardins botânicos da cidade irão encher-se de boas vibrações, energia e Somersby’s geladas, ideais para refrescar as tardes quentes de verão, uma vez que a marca voltará, uma vez mais, a ser main sponsor.

Adicionalmente, face aos constrangimentos atuais, o Somersby Out Jazz irá adotar um novo formato com lugares sentados com bilhete de ingresso no valor de 3€ – que reverte na íntegra para a União Audiovisual. Assim, a See Tickets Portugal será a nova patrocinadora do evento e a sua bilheteira oficial e promete sortear todas as semanas, em giveaway na sua conta de Instagram, dois lugares “Best Seat” para o evento.


PROGRAMAÇÃO DE AGOSTO:

8 de agosto:

  • Leote
  • The Analog Music Project
  • Señor Pelota

15 de agosto:

  • Soulsista
  • Komet
  • Camboja Selecta

22 de agosto:

  • Lady G Brown
  • Milton Gulli – Quatidiano
  • Johny

29 de agosto:

  • Dedy Dread
  • Ricardo Pinheiro / Miguel Amado – LAB
  • Fabrizio Reinolds

 

“MÚSICA DAS FONTES” DE ALTE ANIMA TERRITÓRIO DO ASPIRANTE GEOPARQUE ALGARVENSIS LOULÉ-SILVES-ALBUFEIRA

A programação do Geopalcos Arte.Ciência.Natureza, inserida na programação cultural em rede Bezaranha, vai passar pela aldeia de Alte, no próximo fim de semana, dias 7 e 8 de agosto, com o Festival “Música das Fontes”, protagonizado pelos artistas Daniel Vieira e Renata Violetta e convidados.

A iniciativa, que se desenrola nas emblemáticas fontes de Alte, das 10h00 às 22h30, abrange dois dias dos concertos ao ar livre, algumas oficinas com os artistas locais (danças tradicionais, contos, plantas, ioga) e uma palestra sobre os instrumentos tradicionais do Algarve.

A água é o elemento aglutinador deste encontro. Água que, além de ser indispensável no nosso dia a dia, vai servir de cenário aos concertos mas também de inspiração quer para músicas, quer para a imagem visual do evento.

Será igualmente apresentado o folclore local - tocado, cantado e dançado -, como parte importante do património imaterial deste território, como forma de sensibilização dos espetadores e visitantes para a sua beleza e o perigo real do seu desaparecimento.

No seio da natureza, através dos sons e das cores da água, da beleza da poesia, com instrumentário da voz, guitarra portuguesa, viola, harpa e alaúde, pretende-se criar uma harmonia emocional com o ambiente natural.

Todas as iniciativas são de entrada livre e o programa completo pode ser consultado em www.geoparquealgarvensis.pt

Recorde-se que o Geopalcos Arte.Ciência.Natureza constitui um programa de intervenção cultural no território do aspirante Geoparque Algarvensis Loulé-Silves-Albufeira, que visa vai criar eventos inovadores nesses concelhos, marcando o cruzamento de várias disciplinas artísticas, mas também a comunicação entre os agentes culturais, as gentes locais e a população que habitualmente visita o Algarve durante o verão.

 

 

CML/GAP /RP