Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

100% Lisboa estreia hoje com os sons quentes dos They Must Be Crazy

100% Lisboa estreia hoje
com os sons quentes dos They Must Be Crazy 

Em cena nos dias 1, 2, 3, 8, 9, 10 de fevereiro, na Culturgest

ad3c440a-65da-4c48-8afe-2bd5bd77c842.jpg

 

Foto: Vera Marmelo
 

They Must Be Crazy foi a banda escolhida para fazer a banda sonora em palco do espetáculo 100% Lisboa, da companhia Rimini Protokoll, em cena nos dias 1, 2, 3, 8, 9 e 10 de fevereiro, na Culturgest.

100% Lisboa é um espetáculo que pega nas estatísticas oficiais da cidade e dá-lhes uma cara humana, colocando em palco cem dos seus habitantes que representam a população inteira dividida em categorias como género, idade, nacionalidade, agregado familiar e área de residência. Cada um fala também por si, da sua vida, opiniões, felicidades e mágoas. 100 residentes em Lisboa em palco, onde cada um representa 1% dos habitantes da cidade.

Um espetáculo que existe há mais de 10 anos e já passou por mais de 30 cidades (100% Paris, 100% Berlim 100% Tóquio, 100% São Paulo, 100% Melbourne, recentemente 100% Porto, entre muitas outras). 

Em todas as cidades, existe uma banda de suporte, oriunda da cidade onde é realizado o espetáculo. Em Lisboa, a escolha recaiu sobre os They Must Be Crazy, banda fascinada pelo afrobeat e por toda a cultura musical africana que procura transmitir este calor e estes ritmos por onde passa e que retrata a multiculturalidade que existe em Lisboa.

Fortemente inspirados por Fela Kuti, Tony Allen, Mulatu Astatke, Antibalas, The Budos Band, os They Must Be Crazy são: David Vistas (guitarra), Edgar Valente (voz), Gonçalo Prazeres (sax barítono), Iúri Oliveira (percussão, voz), Ivo Rodrigues (trompeta), João Aguiar (guitarra), João Barreiros (teclados), Pedro Tzigani (baixa), Rui Machado (sax tenor), Sebastião Bergmann (bateria), Yuri Antunes (trombone), Zé Cruz (trompeta) e lançaram o álbum Mother Nature, em 2017.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.