Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

LisbonPOP


Exposição individual de fotografia de Nuno Martinho

LISBOA NUNCA FOI VISTA ASSIM

6 dezembro – 20h45 Centro Cultural Malaposta

 

LisbonPOP, exposição de fotografia de estreia de Nuno Martinho, é uma abordagem aos elementos icónicos de Lisboa, em que a fotografia é a técnica base e as imagens finais resultam da aplicação de processos digitais às fotografias originais com uma estética POP.

 

Da abordagem de Nuno Martinho, sobressaem os elementos, ora isolados em cores vibrantes, ora recortados nas suas linhas mais puras a preto e branco, com pontos de cor que destacam pormenores e apontamentos que escapam à visão comum. LisbonPOP é um mix de tudo isto: da formação de base de Nuno Martinho, da vivência da cidade que é a sua, da estética do movimento pop que nasce nos fifties que foi sempre um apelo ao fotógrafo, da visão depurada que está ao alcance de todos mas que se transforma num elemento vivo e único fruto da perspetiva do fotógrafo: A Torre de Belém migra do século XVI para a atualidade com uma abordagem renovada das referências da cultura pop do século XX. E assim sucessivamente, com desconstruções de imagem que elevam os elétricos de Lisboa, o Padrão dos Descobrimentos, as ruas típicas de Alfama ou os Jerónimos a protagonistas vibrantes de uma abordagem peculiar, experimentalista e atual que consigna o melhor das referências seculares da cidade numa experiência estética apelativa e alegre.

                                                                                                                                                                  

LisbonPOP é o apontar do dedo aos pontos fortes de Lisboa como nunca antes foram vistos.

 

Nota Biográfica

Nuno Martinho nasceu em Lisboa, em 1968, onde viveu até aos sete anos, altura em que migrou para S. Paulo, Brasil, cidade que o acolheu durante cinco anos. Regressou depois a Portugal e, após uma breve passagem por Aveiro, estabiliza em Sesimbra. Nesses anos, frequenta o curso de Fotografia no IPF – Instituto Português de Fotografia, mas a formação final acaba por se realizar no AR.CO

Após dois estágios em estúdios de fotografia, começa a fotografar para várias publicações, especializando-se na fotografia de viagens e, mais tarde, em arquitetura e decoração de interiores, que é o segmento mais forte do seu trabalho desde 1995.

Regressou à cidade de berço em 1997, onde vive desde então num dos mais carismáticos bairros lisboetas, a Ajuda, paredes meias com Belém, seguramente um dos pontos turísticos mais relevantes de Lisboa.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.