Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Instalação Casa-Poema

16 de Setembro

19h30

 

Casa Fernando Pessoa

R. Coelho da Rocha, 16-18

Lisboa

 

“Amemo-nos tranquilamente, pensando que podíamos, Se quiséssemos, trocar beijos e abraços e carícias, Mas que mais vale estarmos sentados ao pé um do outro Ouvindo correr o rio e vendo-o.”Estes versos podem vir a figurar na fachada da Casa Fernando Pessoa. É que a dita cuja vai ser transformada num poema por dentro e por fora. A fachada e as paredes vão ter várias versões de uma ode de Ricardo Reis, o heterónimo portuense de Pessoa. O dia da transformação terá também um espectáculo de Flak Ensemble e a exibição de uma peça de teatro, intitulada “Todos os Casados do Mundo são Mal Casados”. Não sendo grande fã de poesia, sou menino para ir. Agrada-me a serenidade e racionalidade de Ricardo Reis perante o mundo. E a coisa promete!

Ricardo Quintela

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.