Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Governador do Banco de Portugal dá aula no ISEGI

22 de Fevereiro de 2011
18h
Auditório B da Reitoria da Universidade Nova de Lisboa
Lisboa
© Mundo Universitário
Hoje, dia 22 de Fevereiro, às 18h, o Auditório B da Reitoria da Universidade Nova de Lisboa recebe uma palestra sobre ‘O papel da educação no Sistema Nacional de Inovação e no desenvolvimento sustentado do país’. O Governador do Banco de Portugal é o orador convidado.
Carlos Costa, o Governador de Portugal é o convidado de honra da Sessão Solene de entrega de Prémios e Diplomas do ano 2010/2011 do Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação (ISEGI), da Universidade Nova de Lisboa. A cerimónia está marcada para dia 22 de Fevereiro, às 18h00, no Auditório B da Reitoria e durane o evento o Dr. irá proferir uma lição subordinada ao tema ‘O papel da educação no Sistema Nacional de Inovação e no desenvolvimento sustentado do país’.
O evento tem entrada livre.
Por Graziela Costa | gcosta@mundouniversitario.pt

Competitividade e Performance

1 de Março de 2011

17:15

 

O tema da próxima sessão será:

Competitividade e Performance

 

Um dos grandes desafios das organizações é encontrar e monitorizar a performance de forma a ajudar os colaboradores a orientar as suas acções do dia-a-dia e validar as orientações estratégicas tomadas em função dos resultados que a par e passo vão sendo alcançados. Venha discutir connosco como tornar a sua organização mais competitiva e aumentar o seu nível de performance. Apresentação do membro Qualidar: O membro Luís Costa, Gerente da Qualidar, irá ter a oportunidade de apresentar com detalhe a sua empresa, que presta serviços na área da Engenharia do Ambiente. Esta será seguramente uma excelente reunião inscreva-se já! Local: Eurostars Hotel das Letras - Rua Castilho, nº 6, Lisboa Nota: O Hotel tem parque de estacionamento gratuito até este se encontrar lotado.

 

Participação gratuita, mas sujeita a inscrição prévia.

 

Inscreva-se já através do e-mail: performanceclub@feed.pt porque os lugares são limitados.

Feedback Passatempo Teatro dos Aloés "Demónios de MacBeth" no Teatro da Trindade

 

"Olá,

ontem fui ver "Os Demónios de MacBeth". Gostei muito do espectáculo. O pormenor do chá que "aquece a alma" preparando-nos para uma análise sobre a culpa, a musica no palco, a tela transparente onde se projectam os medos... tudo muito bom!"

 

Por isso vão ver a peça, o passatempo já acabou mas a peça continua em cena até dia 27 de Fevereiro.

 
 
DEMÓNIOS DE MACBETH
 
Em cena no Teatro da Trindade (Sala Estúdio) até 27 de Fevereiro.
 
4ª a Sábado ás 21h45  e Domingos às 17h.
 
Reservas e Informações: 213420000
 
www.teatrodosaloes.pt

  

 

Teatro dos Aloés

Sinopse

Em 2009, numa visita à prisão de Tires, ouvimos a frase "o cão era raivoso, mas as laranjas eram docinhas como mel" a propósito de uma ex-presidiária que tinha morto o marido e o tinha enterrado no quintal, semeando uma laranjeira em cima da sepultura. Foi o ponto de partida para uma investigação sobre a culpa e o remorso.
Que factores se conjugam para que seja cometido o crime? Como se faz o caminho do sentir para o pensar, para o executar... Como se vive após o crime? É o inferno a má consciência? Cruzamos excertos da peça Macbeth de William Shekspeare como suporte para a nossa investigação e assim nasceu Demónios de Macbeth

Sofia de Portugal e Elsa Valentim

Ficha Artística

Encenação
Sofia de Portugal Interpretação Elsa Valentim Direcção de Arte Aurélio Vasques Figurinos Paulo Guimarães Música Rui Rebelo Grafismo João Rodrigues Produção Executiva Gislaine Tadwald e Joana Paes Produção Teatro dos Aloés

Maiores de 16 anos

...

"Olá,

ontem fui ver "Os Demónios de MacBeth". Gostei muito do espectáculo. O pormenor do chá que "aquece a alma" preparando-nos para uma análise sobre a culpa, a musica no palco, a tela transparente onde se projectam os medos... tudo muito bom!"

 

Por isso vão ver, o passatempo já acabou mas a peça continua em cena até dia 27 de Fevereiro.

 

 

Lo Mejor de Mí

22 de Fevereiro de 2011
18h30
Instituto Cervantes
Rua de Sta Marta 43 FR RC
Lisboa
Desde pequena que Raquel não entendia porque é que se falava de amor em todo o lado. Um Roser Aguilar, de 2007, a fechar o ciclo. O Cervantes costuma dar a ver o cinema do país vizinho que estes vizinhos daqui costumam desprezar. Ou militantemente ignorar. Nada de novo... Roser Aguilar nasceu e trabalha em Barcelona. Lo mejor de mi foi galardoado com múltiplos prémios internacionais, entre eles o Leopardo de Prata, em Locarno. Venga. / Pedro Ventura