Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Programação Bartô - Zona Franca | 22 a 31 de Maio 2012

 
 

22 Terça-feira 22h
Fado é bondage

Júlia Lopes

dia 22 julia lopes
Verdadeira defensora do fado tradicional, canta com uma garra e força inigualáveis. Esta voz decana tão genuína regressa ao Bartô para nos encher dos sentimentos intensos que recheiam o imaginário do Fado português.

 

23 Quarta-feira 22h
conversas bravias

Magia - no feminino, singular

dia 23 de maio 2012

O ilusionismo é uma arte tradicionalmente masculina... mas "a tradição já não é o que era"! A prová-lo está Francisca Marques Vidal que trará ao Bartô um espectáculo informal com versões magicas de temas do dia-a-dia. Num estilo muito próprio e obrigatoriamente feminino o Bartô vai encher-se de magia.

Produção: Cartola Mágica com o apoio da Associação Portuguesa de Ilusionismo

 

 

24 Quinta-feira quintas dimensões 22h

Flip Grater

flip carter
Dizem que a melhor arte nasce do sofrimento. Pode ser verdade, mas seja como for para Flip Grater, a sua arte é também o antídoto para qualquer dor. A cantora da Nova Zelândia faz música há 7 anos, com três discos bem recebidos, sendo o último ‘While I'm Awake I'm at War' , foi editado em Portugal em Março de 2011. Flip tem sido chamada, na Nova Zelândia, de "brunette Stevie Nicks", referência à vocalista dos Fleetwood Mac, cujo single "Careful", de cariz mais country, faz talvez lembrar. Um pouco. Mas o reportório é variado e por vezes aproxima-se de um indie-folk perfumado com melodias delicadas.

Entrado 3 euros

 

 

25 sexta Especial noites femininas 22h

Especial África concerto dj

Gingongo

gigongo


As duas irmãs gémeas Tatiana e Tânia Araújo são as Gingongo. Nascidas em Lisboa, filhas de pais angolanos, partilham desde sempre uma enorme paixão pela música. Participaram em diversos projectos musicais e agora decidem apostar num estilo world music. Apresentam os seus originais produzidos e editados pelas mesmas, oferecendo um espectáculo cheio de paixão e magia onde só os sentidos serão os nossos guias.
Renato - baixo; Gerson Marta - guitarra e vozes; Nir Paris - bateria; Tatiana e Tânia Araújo - vocalistas.
http://www.myspace.com/gingongo/music

 

Lady GBrown

lady g brown
LadyGold&Brown A.K.A LadyGBrown nasce em 2003 quando quis partilhar essa paixão com mais gente. Por influência de amigos como Selekta Lexo (Raska), Dr Bastard entre outros, começou por tocar no Bob Rasta na altura o único bar de reggae no Bairro Alto. Foi residente no bar do Colectivo Club Naval; Mexe Café; Velvet; Mesquita bar; Espaço Groove Art; Summer Echo-Costa da Caparica; Bar L; Groove bar; Maxime; Mood; Souk; Left; Bacalhoeiro; MusicBox; Jamica; Club Europa; Lisboa Festival África/Lisboa Mistura/Festival de Cinema Africano com Colectivo AfroBlu; Club Ferroviario; Bar do Cais; Pensão Amor; Arte & Manha. Faz parte do Colectivo AfroBlu Dj's com João Gomes- Cool Hipnoise, Johny- Cooltrain Crew e Dj Lucky. É um projecto de Música Negra onde fazemos uma viagem desde os anos 60 até aos dias de hoje, MiriamMakeba; Cesária Evora; Salif Keita; Pantera; Jorge Ben Jor; Miles Davis; Elias dia Kimuezo; PauloFlores; Bezzera da Silva; Nigga Poisson e muitos outros. O ritmo saí do continente negro, cruza o Atlântico rumo às Caraíbas e recarrega as baterias em Portugal.

 

 

26 Sábado, Especial noites femininas 22h

Swinging Sisters


A música pode mudar (e muda mesmo) do Soul para o Rock, e depois do Electro para o Ska, e ainda do Yé Yé para o Pós Punk, e voltar ao início, mas o que não muda é a boa disposição e performance informal das três DJ´s que dão pelo nome de Swinging Sisters. A Twiggy, a Lady Brighton e a Miss Parsley. Enquanto colocam as músicas dançam, saltam, fazem que cantam, enganam-se a carregar nos botões, tudo o que nós, humilde público, por vezes temos pudor de fazer. Mas com elas ao vivo o vírus pega-se e somos levados a swingar em uníssono.

 

27 Domingo 22h

Congo Stars

congo stars
Uma banda com sons e ritmos quentes de origem africana. Desde os sukus do Congo Kinshasa, ao semba, rumba, salsa, kilapanga, kizomba, sem esquecer a nova dança lele lele. Não faltem a este espectáculo de prazer musical.

 

29 Terça-feira 22h
Fado é bondage

Esmeralda Amoedo

esmeralda amoedo
Nasceu em Lisboa no bairro da Mouraria. Cantou em quase todas as sociedades de recreio lisboetas, integrou o elenco de várias casas de fado em Lisboa e no Porto e figurou nos cartazes de várias revistas, ao lado de Ivone Silva, Camilo de Oliveira, António Feyo, Francisco Nicholson, Irene Cruz, Manuela Maria, Helena Isabel e Camacho Costa. Presença regular no estrangeiro, ao longo de mais de cinquenta anos de carreira, recebeu vários, entre os quais a Primeira Grande Noite do Fado (1953), o Prémio Carreira pelo Jornal de Notícias e o Prémio Neves Sousa pela Casa da Imprensa.

 


30 Quarta-feira conversas bravias 22h

O mal-estar com o acordo ortográfico

Debate com Teresa Salema e convidados

dia 30 de maio 2012
O Bartô vai receber Teresa Salema, presidente do Pen Club, para um debate sobre o Acordo Ortográfico. Acordistas e anti-acordistas sentam-se à mesa para esclarecer o nosso público e comunidade escolar, num evento em que a participação de todos é essencial. O que sentem? Como o Acordo afecta o vosso dia-a-dia? Responderemos a estas e muitas outras questões nesta noite em que investigaremos o "desacordo em relação ao acordo".

 

31 quintas dimensões 22h

Sérgio Godinho

sergio godinho
Lançamento de dois livros de Sérgio Godinho e conversa entre o autor e João Paulo Cotrim que percorrerá algumas das suas canções.
"Sérgio Godinho e as 40 ilustrações" e livro de crónicas, editora Abysmo.

"Sou um músico. E na música englobo as palavras - nesse aspecto, sou um poeta; englobo o estar em palco - e nesse aspecto, sou um cantor; e sou também um compositor, porque também faço melodias e ritmos. " Sérgio Godinho

 

 

 

 

As Relações Culturais da Europa com o Exterior. Apresentação do Anuário da EUNIC 2011


Quinta-feira, dia 24 de Maio às 14.30 horas
Fundação Calouste Gulbenkian - Auditório III

Como pode a Europa deixar uma imagem clara daquilo que representa e mostrar que não fala apenas, mas que também age?
Quais são as vantagens de uma política cultural externa comum a toda a Europa?
E como pode a Europa aproveitar da melhor maneira o seu potencial único?
As respostas de 30 autores provenientes da Europa e de outras regiões do mundo, estão reunidas no Anuário da EUNIC 2011, que será apresentado na quinta-feira, dia 24 de Maio às 14.30 horas na Fundação Calouste Gulbenkian. Três dos autores, nomeadamente Gottfried Wagner, Julie Chénot e Olaf Gerlach-Hansen irão estar presentes na apresentação e irão debater, juntamente com especialistas portugueses, as formas possíveis de construir um projecto comum europeu, sobretudo a nível cultural, e as perspectivas de desenvolvimento de uma diplomacia cultural europeia.
São também apresentados, neste âmbito, os projectos internacionais para as Capitais Europeias da Cultura em 2012 e em 2013.

PROGRAMA

14h30 Abertura
Intervenção sobre a política cultural da e na Europa
Eduardo Marçal Grilo
(Administrador da Fundação Calouste Gulbenkian)
Ana Paula Laborinho (Presidente do Instituto Camões/Presidente da rede EUNIC)
Gillian Galldicot (Directora do British Council Lisboa/Presidente do núcleo da EUNIC em Portugal)
Ronald Grätz (Secretário-Geral do IFA)

15h30 Quais os caminhos para uma diplomacia cultural europeia?
Gottfried Wagner (
Consultor do Ministério da Educação e da Cultura da Áustria)
Paulo Sande (Director do Gabinete do Parlamento Europeu em Portugal)

16h15 Debate
Moderação: Ronald Grätz

16h30 Pausa para café

16h45 A cultura como ingrediente essencial do desenvolvimento sustentável
Olaf Gerlach-Hansen
(Consultor e Director do programa "Culture/Future", no Instituto Cultural Dinamarquês)
Sofia Guedes Vaz (Adjunta para o Ambiente - Gabinete da Ministra da Agricultura do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território)

17h30 Debate
Moderação: Ronald Grätz

17h45 Capitais Europeias de Cultura - Janelas para o exterior
Julie Chénot
(Gerente de projectos internacionais para a Capital Europeia da Cultura em 2013: Marselha-Provença)
Carlos Martins (Director Executivo de Guimarães - Capital Europeia da Cultura em 2012

18h30 Debate
Moderação: Ronald Grätz

18h45 Fim

A conferência é coorganizada pelo Instituto Camões, pelo IFA (Institut fur Auslandesbeziehungen), pelo núcleo da EUNIC em Portugal e pela Fundação Calouste Gulbenkian e conta com o apoio do Goethe-Institut.
A referida edição do Anuário, também publicada em língua portuguesa, resultou da iniciativa conjunta do IFA e de outros membros da EUNIC, em cooperação com a Fundação Robert Bosch e com a Fundação Calouste Gulbenkian.

www.goethe.de/lisboa

Exposição Galeria Câmara Lenta

23 de Maio de 2012

4ª-sáb das 15h às 19h | Até 26 maio

Galeria Câmara Lenta , Rua da Quintinha 31, Espaço 1

 

A Galeria Câmara Lenta é um daqueles espaços que Lisboa traz escondida no seu âmago e na qual os incautos não tropeçariam facilmente. Tal como um negativo que se vai desvendando passo a passo, emergindo do líquido revelador, o projeto dá-se a conhecer, dando lugar a uma programação expositiva e formativa onde a fotografia ocupa um lugar central ou não fosse essa a paixão que une os mentores deste projeto.O espaço expositivo co-habita com um pátio de árvores frondosas que convida o visitante a deixar-se ficar e a apreciar os recantos misteriosos desta Lisboa sempre cheia de surpresas. A exposição: "Agosto 2011 - As melhores férias de sempre” de Marina Ramos, relembra um verão que este mês de maio antecipa e é a desculpa perfeita para descobrir o local. / Francisca Carvalho

Fonte: LeCool