Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Milhares de peças LEGO em exposição dedicada à 7.ª Arte

 

 

Alegro Alfragide e Alegro Castelo Branco

 


 

De 25 de Maio a 3 de Junho, os centros comerciais Alegro Alfragide e Alegro Castelo Branco recebem a primeira exposição oficial da LEGO em Portugal dedicada ao cinema. A entrada é gratuita e permite a crianças e adultos explorar o imaginário através do famoso brinquedo que atravessou gerações. Será ainda sorteada uma viagem à Legolândia, em parceria com a agência Abreu.

 

A 7.ª Arte revisitada através de um dos brinquedos mais famosos do mundo é o desafio que os centros comerciais Alegro lançam aos seus visitantes. “Star Wars”, “Harry Potter” ou “Indianas Jones” são apenas alguns exemplos.

 

A iniciativa conta também com workshops de construções onde as crianças podem largar à imaginação e criar diferentes combinações com as famosas peças de plástico. Dia 2 de Junho, no Alegro Alfragide, Pedro Nascimento, um fã incondicional da marca, estará presente durante todo o sábado a fazer construções, às 15h00, realiza-se um workshop.

 

Fabricado desde meados da década de 50, o LEGO tornou-se popular em todo o mundo, permitindo a miúdos e graúdos construir com imaginação inúmeros cenários diferentes.

 

Exposição LEGO CINEMA

25 de Maio a 3 de Junho

Alegro Alfragide e Alegro Castelo Branco

 

Alfragide: de 2.ª a 6.ª :: 17h as 21h, fim‑de‑semana :: 11h as 21h

Castelo Branco: fim‑de‑semana :: 15h as 18h

 

Entrada gratuita

Apresentação de livro e DVD, dia 2 às 11h00, na Basílica do Palácio Nacional de Mafra

 

"OS SEIS ÓRGÃOS DA BASÍLICA DE MAFRA"


No próximo dia 2 de junho, em concerto de entrada livre integrado no Congresso Europa Nostra, será apresentado ao público o livro com DVD «Os Seis Órgãos da Basílica de Mafra», uma edição da “Althum.com” em parceria com a RTP e o IMC (Instituto dos Museus e Conservação).  

O livro conta com textos do musicólogo Rui Vieira Nery, presidente da Comissão Científica de acompanhamento, do organista João Vaz, consultor permanente do restauro e de Mário Pereira, atual diretor do Palácio Nacional de Mafra, assim como imagens dos instrumentos e explicações detalhadas sobre os mesmos. Todos os textos são apresentados em inglês e português.  

O DVD disponibiliza o registo do concerto inaugural do restauro do monumental conjunto, que teve lugar no dia 15 de maio de 2010. Nesse dia, os seis órgãos voltaram a soar juntos pela primeira vez em 200 anos, um acontecimento há muito aguardado e possibilitado por um processo de mais de uma década de recuperação. O exemplar restauro de que foram alvo foi galardoado, este ano, com o Prémio Europeu para o Património – Europa Nostra, na categoria Conservação.  

Para além do registo do concerto, o DVD inclui o programa «Câmara Clara», da RTP2, de 9 de maio do mesmo ano, inteiramente dedicado aos órgãos de Mafra: «Os Seis Órgãos da Basílica de Mafra».      

Lançamento
Concerto no dia 2 de junho, entre as 11h00 e as 11h30, na Basílica do Palácio Nacional de Mafra. Entrada livre mediante marcação através do 261 817 550.  
 

V FESTIVAL DAS COMPANHIAS DA DESCENTRALIZAÇÃO

 

DE 5 a 9 de JUNHO

TEATRO GARCIA DE RESENDE

ÉVORA

 

 

O Cendrev – Centro Dramático de Évora, acolhe este ano, a 5.ª edição do Festival das Companhias da Descentralização, que irá decorrer de 5 a 9 de Junho, no Teatro Garcia de Resende.

 

 

Enviamos em anexo a apresentação do espectáculo de abertura e poderá consultar todo o Programa do Festival no link que se segue:

http://issuu.com/cendrev/docs/prog_issue?mode=window&backgroundColor=%23222222

 

ou através do nosso site:

www.cendrev.com

 

 

A organização do Festival, reúne em Évora espectáculos de seis companhias sediadas fora dos principais centros urbanos do país: A Escola da Noite de Coimbra; Teatro das Beiras da Covilhã; Teatro do Montemuro de Campo Benfeito, Castro Daire; ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve; Companhia de Teatro de Braga e Centro Dramático de Évora - Cendrev.

 

Estes encontros anuais já decorreram em Faro (2005), Braga (2008), Montemuro (2009), Coimbra (2010) e agora em Évora. As suas duas últimas edições, Évora e Coimbra, integram a rede CULTURBE, um projecto de programação organizado a partir de um quadro de relação que se foi estruturando ao longo dos anos entre o Teatro Circo em Braga, O Teatro da Cerca de São Bernardo em Coimbra e o Teatro Garcia de Resende em Évora, espaços de residência de três companhias. Este projecto, que integra também a circulação de produções internacionais nos três teatros, foi acolhido positivamente no âmbito do QREN através de um financiamento estabelecido pelas CCDR do Norte, Centro e Alentejo. 

 

Este processo de trabalho, cujo primeiro ciclo concluiremos na Covilhã, tem como objectivo: «valorizar a criação artística no desenvolvimento das cidades médias e das suas regiões (dando consistência prática ao desenvolvimento integrado de todo o território nacional) e valorizar a figura da companhia de teatro como elemento essencial à estruturação e à sustentabilidade do sector artístico em Portugal».

 

O Centro Dramático de Évora – Cendrev, enquanto companhia anfitriã da 5ª edição do Festival das Companhias da Descentralização, deixa mais este desafio ao estimado público, porque acreditamos que o teatro é, pela sua natureza, uma actividade profundamente ligada à vida dos homens. Apesar dos dias difíceis que vivemos, o teatro continuará a representar a sua importante função na vida dos povos. Contamos convosco para fazer deste encontro também uma festa de celebração do teatro.

 

“Hamlet da Silva” de Miguel Morrilo


em cena no Teatro-Estúdio Mário Viegas

em Junho passa das Segundas para os Sábados

 

Buzico! vem por este meio comunicar que a comédia “Hamlet da Silva” de Miguel Morillo, que está em cena no Teatro Estúdio Mário Viegas (ao Chiado, em Lisboa), desde 27 de Fevereiro, passará a partir de Junho das Segundas para os Sábados às 21h00.


A peça apresenta-se como “uma comédia negra adaptada ao quotidiano Português", encenada por Eduardo Condorcet. Alexandra Sargento, Augusto Portela, Catarina Matos e Marco Costa, interpretam com humor e inteligência este inquietante quanto humorado acto teatral, onde ficção e realidade são elementos convergentes para o resultado inovador desta comédia urbana.  O ditado popular castelhano “hoje é um dia perfeito, mas espera um bocado que já vem aí um gajo e lixa-te” ilustra sobremaneira este acutilante espectáculo. São quatro histórias de quatro pessoas comuns, carregadas de humor e ironia, que insinuam a impossibilidade de comunicação e a solidão a que se está sujeito. O espectador acaba por rever-se nas peripécias montadas, ao mesmo tempo que participa na comédia e ajuda a desvendar o final.

O Blog Cultura de Borla aconselha:

 
 
 

 
 
 

PENÉLOPE de Enda Walsh

Tradução
Joana Frazão Com Joana Barros, João Vaz, José Neves(*), Pedro Carraca, Pedro Luzindro Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves Fotografia João Tuna Luz Pedro Domingos Encenação Jorge Silva Melo M16
(*) Gentilmente cedido pelo TNDM II

No Teatro da Politécnica de 30 de Maio a 30 de Junho
4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | sáb às 16h00 e às 21h00
Reservas | 961960281 | 213916750 (dias úteis 10h às 18h)
Entrada livre (no limite dos lugares disponíveis) na 4ªf30, 5ªf31 e 6ªf1 de Junho.

Quinn Estivéssemos nós sentados na Mongólia a tiritar no meio de um rebanho de iaques e eu a agarrar esta salsicha… Havia de olhar cada um de vocês nos olhos e sorrir… “Meus senhores, é uma salsicha quente! A derradeira salsicha, aquecida! E agora o que acham disto, rapazes?”
Fitz Temos inveja. E frio.

Enda Walsh, Penélope

Cinema no Sofá

Sou, Rua Maria nº73 (à Forno do Tijolo)

às 22h todas as 3ªfs

 

Quando comecei a escrever para a Le Cool, ambicioso por falta de melhor termo, queria sempre escrever mais e mais. Queria ser crítico de cinema, arrivista de imprensa, conhecedor imortal dos poemas que definem a cidade que semanalmente publicitamos em apoteose. Queria poder escrever sobre o fazer e estar, mas também o estar sem nada fazer. Queria escrever sobre esse máximo prazer que é ficar sentado no sofá a assistir a um bom filmeMandrião com o copo de refresco e taça de pipocas salgadas nas mãos, sentado no conforto cúbico e algo egoísta do meu sofá. Por preguiça não fazer parte do vocabulário le cooliano por excelência, vi-me negada a tentação. Isto até receber notícias de fumo branco no horizonte. Afinal o posso anunciar, com a chancela fidedigna e ambiciosa do Sou, um ciclo de cinema no sofá, caseiro e intimista, nas poltronas mais confortáveis dos Anjos. É que na verdade, viva Lisboa como viva, Sou daqueles do cinema no sofá. / Von Rau Pipiska

Fonte: LeCool

O Azeite: De um Passo Milenário às Aplicações dos Tempos Modernos

31 mai/12:19h


Instituto Francês de Portugal

Avenida Luís Bívar, 91

 

O azeite é um alimento incontornável que oferece vários benefícios em termos de saúde e bem-estar. A sua origem evoluiu e hoje podemos encontrar vários tipos comerciais assim como diversas denominações de origem. Este Bar das Ciências propõe uma abordagem cultural, científica e gastronómica do azeite nas suas várias aplicações e dá ainda a oportunidade de realizar uma prova comentada de azeites. Conferência-debate em francês com José Gouveia.

Cem Anos de Música Chinesa - Conferência

30 mai: 18h30

 

Centro Científico e Cultural de Macau

Rua da Junqueira, 30

Imagem:

A proferir por Chen Xiaoguang, vice-presidente da Federação de Círculos Literários e Artísticos da China.

A conferência aborda o percurso da música chinesa nos últimos cem anos, desde o início do século XX até aos nossos dias, ao longo de vários períodos históricos da China, como a Guerra Civil, a Guerra Sino-Japonesa e a Revolução Cultural.