Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Terceira Festa da Coronado

29 de Dezembro

22h

 

Primeiro Andar

Rua das Portas de Santo Antão 110

 

A festa é a terceira, mas não o digas a ninguém (nem a mim), porque a festa seguinte é sempre a primeira de todas e a melhor de muitas. E logo hoje, que se lança a Mixtape da Coronado no Primeiro Andar. A tape junta Ra, Suchi Rukara, Jibóia, Equations, Papaya, Saur, Cangarra, Lydia's Sleep e Spellcrafter. Nomes maiores e menores, uns reconhecidos e outros reconhecíveis, mas todos, todos sem exceção, maravilhosamente etiquetados. A festa é esta, não a passes a outro. / maria ninguém

 

Fonte: Le Cool Magazine

Sounds Like Curry

29 de Dezembro

Da 00h às 6h

 

Faktory Club

Lx Factory

Rua Rodrigues Faria n103

O som tem cheiro e sabor? Se os condimentos incluirem asian underground, drum&bass, dubstep e electro, pode ser mesmo "Sounds Like Curry". Não terá talvez cheiro e sabor, mas cor e toque terá certamente. E por mais que se apurem os sentidos para um repasto devido à cozinha asiática, os culpados desta artimanha geográfica serão os EKA Unity. Benditos! Os ingredientes são um live act pelo Dj Dilen (com vocalização de Danae e Eurica Luz) e com edição ao vivo de vídeo por Guilherme Martins. O resultado? É a ver, mas talvez tenha mesmo sabor e cheiro. / Mariana Henriques

 

Fonte: le cool magazine

Sábado Giródisco

29 de Dezembro

22h

 

Chapitô, R. da Costa do Castelo 1

Agora que o Chapitô é programado pela Zona Franca, gira por aqui muita gente gira a embalar a colina do Castelo de som e de música. Mas senão, senões. Nem a Zona Franca se instalou agora, nem o Chapitô é novato quanto a músicas que lhe chocalham a encosta. Umas das vertentes desta programação concebida a dedo, são os dias dedicados. Como aos sábados, dia do disco e do "giródisco" com rotatividade de convidados na agulha. Hoje contigo, Gonçalo Beira e uma correnteza de reggae, dub step, drum&bass e house. E porque não? / Rafa

Fonte: Le Cool Magazine

Wanda Stuart

 

Lisboa, Casino Lisboa - Alameda dos Oceanos Lote 1.03.01 - Parque das Nações
  • 26-12 a 01-01-2013. Segunda, terça e quinta às 22h00  e 23h20 (no Arena Lounge); Quarta, sexta, sábado e domingo às 20h30  e 23h30 (no Arena Lounge).
    Grátis

Por PÚBLICO

A cantora, actriz e bailarina é protagonista de um espectáculo preenchido por canções da Broadway, "chanson française" e êxitos da pop, entre outros universos.

E! estreia terceira temporada de Ice Loves Coco



Ice T não é o único na família que trabalha arduamente para transformar os seus sonhos em realidade. Com a estreia da linha de moda Licious durante a Fashion Week, à parceria de negócio Club Spartacus até ao papel principal no PeepShow em Las Vegas, Coco é uma estrela em ascensão. Este casal apaixonado volta para a sua terceira temporada do seu programa. Ice Loves Coco, que estreia dia 6 de janeiro às 20h no E!

Nesta temporada o rapper, ator, cineasta e a sua esposa continuam a amar e apoiar-se nas suas novas aventuras profissionais e pessoais. A sua forte ligação mostra o quão unidos são quer seja nas novas formas criativas de trabalho como na construção da sua casa de sonho e como planeiam enchê-la de crianças. Não perca a alegria e gargalhadas que vêm com um dos mais particulares, mas ainda assim tradicionais casais da cultura pop.

No episódio de estreia, a construção da nova casa do casal continua e Coco não consegue perceber o porquê da construção ainda não ter terminado. Ice quer um sistema de elevador para carros na sua nova garagem, explicando então à sua esposa que para ele os carros são tão importantes como é para ela a sua colecção de sapatos.

Ao longo da temporada, a necessidade torna-se a mãe de todas as invenções quando Coco decide que já basta de ter de levar a passear nos dias frios o seu querido cão Spartacus, enquanto estão em Nova Iorque para a rodagens das cenas de Law & Order: Special Victims Unit. Ela tem a brilhante ideia de abrir o Club Spartacus, um sumptuoso parque para cães, onde estes e os seus donos podem ser mimados com o mais requintado conforto. No entanto, encontrar o local perfeito não é tão fácil quanto esperava. Com o sucesso da sua linha de roupa Licious e a sua expansão, Coco está entusiasmada em produzir um desfile de moda a realizar na Fashion Week de Nova Iorque. A empresária sabe também que irá competir com os gurus do mundo da moda, o que a deixa preocupada quanto a ser levada a sério pelo resto dos estilistas.

Também durante a temporada, Ice volta a fazer o que mais gosta: música. Enquanto trabalha em estúdio, Coco dá um novo conceito à apresentação da Meteorologia ao ser convidada por um canal local para apresentar o tempo, e Ice continua a alargar as suas fronteiras criativas ao tentar pela primeira vez experimentar um espetáculo de stand-up comedy.

 

A estreia da terceira temporada de Ice Loves Coco a 6 de janeiro às 20h só no E!

 

Imagens desta série em: http://s666.beta.photobucket.com/user/lewispt/library/E%20Entertainment%20Television/Ice%20Loves%20

 

 

O canal E! pode ser visto em:

 

Cabovisão: E!: Posição 96

Clix: E! Posição 220

MEO: E! HD: Canal 83

          E! Canal 84

ZON: E! Posição 56

          E! HD Posição 82

Vodafone TV: E! Posição 177

 

Mexa-se em Palmela | Janeiro 2013

  Para começar o ano em boa forma, a Câmara Municipal de Palmela convida a participar nas atividades do programa “Mexa-se em Palmela”. De participação gratuita e indicadas para todas as idades, as propostas para janeiro assentam na prática de exercício físico ao ar livre, em contacto com a natureza.

            Participe nas atividades. Não fique parado pela sua saúde. Informações através do telefone 212336636 ou do e-mail desporto@cm-palmela.pt.

 

Dia 10 – 9h30 | Circuito de Manutenção de Quinta do Anjo

MANHÃS ATIVAS

Mini-caminhada e utilização dos equipamentos do ginásio de ar livre

Destinatários: População sénior e/ou adultos inativos/sedentários

Organização: Câmara Municipal de Palmela

 

Dia 16 – 9h30 | Largo José Maria dos Santos, Pinhal Novo

MANHÃS ATIVAS

Caminhada Desportiva - locais de passagem: Pinhal Novo, Terrim, Cascalheira.

Grau de Dificuldade I (I a V): Percurso curto com pouco declive

Destinatários: População sénior e/ou adultos inativos/sedentários

Organização: Câmara Municipal de Palmela

 

Dia 20 – 9h30 | Parque Mário Bento, Poceirão

3.ª MARATONA BTT LAGOA DO CALVO - POCEIRÃO

Distâncias: Nível 1 – 40 Km; Nível 2 - 80 Km

Abertura do secretariado: 7h15

Inscrições limitadas a 500 participantes: http://bttlagoadocalvo.blogspot.com

bttlagoadocalvo@gmail.com / Tlm. 936454637 / 913812762

Organização: Sociedade Recreativa e Instrutiva 1.º Janeiro, Lagoa do Calvo

Apoio: Câmara Municipal de Palmela

 

Dia 27 – 9h00 | Palmela

CAMINHADA DESPORTIVA NA SERRA S. LUÍS

Destinatários: População em geral a partir dos 6 anos

Grau de dificuldade III (I a V): Percurso com grau de dificuldade média

Distância: 9 km; Duração: 3h

A participação na caminhada implica a utilização de equipamento adequado à prática

(calçado com rasto e apoio forte no calcanhar e “mãos livres” – todos os pertences devem ser transportados numa pequena mochila)

Inscrição obrigatória até às 16h de 25 de janeiro - 212336636 ou desporto@cm-palmela.pt

Organização: Câmara Municipal de Palmela

 

Dia 29 – 9h30 | Alameda 25 de Abril, Palmela

MANHÃS ATIVAS

Caminhada na Serra do Louro (Moinhos da Serra do Louro e do Motor, Quinta do Piloto, Palmela)

Grau de Dificuldade I (I a V): Percurso curto com pouco declive

Distância: 4,5 Km; Duração: 1h30

Destinatários: População sénior e/ou adultos inativos/sedentários

Organização: Câmara Municipal de Palmela

 

 

 

CRJ apresenta “Uma Questão de Género – Mostra ODM, cenários de futuro” e Auditório Municipal exibe ciclo de cinema social

Pinhal Novo | 2 a 31 de janeiro

 

O CRJ, Centro de Recursos para a Juventude de Pinhal Novo, apresenta, de 2 a 15 de janeiro, a exposição “Uma Questão de Género – Mostra ODM, cenários de futuro”. Com esta exposição - que aborda, entre outros temas, as migrações, igualdade de género e descriminação, mulheres imigrantes em Portugal, tráfico sexual feminino, violência doméstica, segurança alimentar, e saúde e maternidade - pretende-se alertar a população para as questões de género e a sua relação com o desenvolvimento ao nível global. A mostra é uma produção da Oikos – Cooperação e Desenvolvimento, com o apoio do Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento.

Paralelamente, o Auditório Municipal de Pinhal Novo acolhe o ciclo de cinema social “Terra de Todos” – Objetivos de Desenvolvimento para o Milénio, nos dias 10, 17, 24 e 31 de janeiro, às 21h30, um projeto desenvolvido entre a Oikos e três ONG parceiras em Espanha e Itália. “Sarayaku Kaparik, um grito pela dignidade”, do Equador, “Pantanal: as águas da vida”, do Uruguai (dia 10); “Aberto por falência”, da Argentina (dia 17); “Norró, História de uma Ablação”, da Etiópia (dia 24) e “A Missão”, de Israel e “FUCVAM”, do Uruguai (dia 31) são os documentários que integram este ciclo de cinema.

 

 

10 janeiro

"SARAYAKU KAPARIK, UM GRITO PELA DIGNIDADE”

Duração: 39’

País: Equador

Realizador: ASPA

Classificação: M/12

Público-alvo: Estudantes e Público em geral

Sinopse: O povo de Sarayaku (Equador), um exemplo de luta e resistência indígena contra as empresas petrolíferas. Sarayaku é uma comunidade indígena de origem Quechua, situada na Amazónia equatoriana. A comunidade de Sarayaku é proprietária ancestral deste território, além de que, desde 1992 gozam de títulos de propriedade, dando-lhe toda a legitimidade de proprietária. Contudo, o estado equatoriano tem favorecido e protegido, através de diferentes mecanismos, as empresas petrolíferas, defendendo que o desenvolvimento do país passa necessariamente pela destruição absoluta da Amazónia.

 

“PANTANAL: as águas da vida”

Duração: 56’’

País: Uruguai

Realizador: Hilary Sandison

Classificação: M/12 anos

Público-alvo: Estudantes, Ambientalistas e Público em geral

Sinopse: Um olhar crítico ao projeto Hidrovía Paraguai-Paraná, realizado por Hilary Sandison. Quarenta milhões de seres humanos e inúmeras espécies de flora e fauna dependem destes rios. Os governos dos cinco países da Cuenca (Brasil, Paraguai, Bolívia, Argentina e Uruguai) estão a promover um projeto que implica a modificação dos seus cursos de modo a permitir o transporte fluvial de cereais e outras matérias primas do coração do continente até aos mercados do primeiro mundo. Este documentário segue o trajeto da projetada Hidrovía, desde a nascente do rio Paraguai no Mato Grosso até Nueva Palmira no Uruguai, onde o rio Paraná se junta ao Rio da Prata, através de um percurso de beleza natural e cultural exuberante registada pela fotografia do francês Claude Frison.

 

 

17 de janeiro –  “ABERTO POR FALÊNCIA”

Duração: 53’

País: Argentina

Realizador: Carlos Castro

Classificação: M/16

Público-alvo: Sindicalistas, estudantes e Público em geral

Sinopse: Documentário que põe a público a luta daqueles que resistem à perda da dignidade do trabalho. As tensões, os lucros e o significado da recuperação de fábricas pelos seus trabalhadores.

 

24 de janeiro –  “ NORRÓ, HISTÓRIA DE UMA ABLAÇÃO”

Duração: 56’

País: Etiópia

Realizador: Pere Herms/ Marcel Brau

Classificação: M/16

Público-alvo: Estudantes e público em geral

Sinopse: Este documentário explica a história de Norró e Nohode, duas irmãs Dassanetch que foram submetidas à ablação. Com elas e com a sua família convivemos nos dias anteriores à celebração deste ritual. Através das suas palavras e dos seus gestos, soubemos o que pensam e porque é que se pratica esta tradição tão arreigada na sua cultura.

 

31 de janeiro – “A MISSÃO”

Duração: 42’

País: Israel

Realizador: Shiri Wilk

Classificação: M/16

Público-alvo: Publico em geral

Sinopse: Israel, Abril 2004. Um grupo da União de Ativistas visita Israel respondendo ao convite do Workers Advice Center (WAC). Pretende estudar a situação dos trabalhadores árabes provenientes dos territórios ocupados, cidadãos árabes de Israel assim como os trabalhadores imigrantes. O sistema de estudo empregue pressupõe uma viagem ao centro de trabalho, reuniões com especialistas e altos cargos da empresa e, sobretudo, entrevistar pessoas relacionadas mas centrando-se em especial nos trabalhadores. A delegação enviada a Israel revela-nos - numa sucursal a este do Médio Oriente, um lugar onde tudo é excessivo e extremo - ocupação, globalização, exploração, racismo e relações laborais totalmente viciadas pelo ambiente de trabalho. Um microcosmos de como o capitalismo afeta o mundo.

 

"FUCVAM”

Duração: 25’

País: Uruguai

Realizador: Víctor Burgos Barreiro

Classificação: M/16

Público-alvo: Público em geral

Sinopse: Conta-se a história da luta do movimento cooperativo de habitação através da ajuda mútua no Uruguai. Tem por base a propriedade coletiva, a autogestão e a ajuda mútua no Uruguai. Os trabalhadores organizados construíram uma experiência organizativa que foi capaz de resistir à ditadura e ao modelo neoliberal. 15.000 famílias vivem em bairros cooperativos, auto construídos e autogeridos. Desde há 35 anos que a organização FUCVAM trabalha em toda a América Latina apoiando projetos autogeridos de construção social de um habitat solidário que transcende a habitação.

 

 

Cineteatro S. João e Igreja da Misericórdia de Palmela classificados como Monumento de Interesse Público

 

 

Foram publicadas em Diário da República, a 24 de dezembro, as Portarias que classificam como Monumento de Interesse Público o Cineteatro S. João e a Igreja da Misericórdia de Palmela. Foi, também, fixada a Zona Especial de Proteção do Cineteatro, que visa salvaguardar o seu enquadramento arquitetónico e a sua ligação visual com o tecido urbano próximo e, em especial, com o Largo de S. João. A classificação dos dois imóveis, inseridos no Centro Histórico da vila, defende e valoriza o património histórico e cultural do concelho.

Sala de espetáculos por excelência do concelho e da região, o Cineteatro foi mandado erigir por Humberto da Silva Cardoso e abriu portas a 26 de julho de 1952. O arquiteto Wily Braun, o engenheiro Pedro Cavalleri e o encarregado da construção, António Ventura, deram corpo a um edifício harmonioso, sóbrio, com amplos espaços interiores e uma sala recheada de pormenores decorativos. Encerrado em 1981 e reaberto em 1991, depois da aquisição pela Câmara Municipal, o equipamento cultural foi alvo de uma intervenção profunda de recuperação entre o final de 2009 e o primeiro trimestre de 2010. A intervenção incidiu no restauro e conservação dos elementos de interesse artístico e patrimonial do edifício e na realização de um conjunto de obras e infraestruturas fundamentais para a qualidade, segurança e modernização do edifício, de acordo com os novos usos e valências que, atualmente, comporta.

            A Igreja da Misericórdia de Palmela é testemunho simbólico e religioso da Irmandade da Misericórdia, fundada na vila, em 1529. As obras de edificação da sua sede, que incluiu igreja e hospital, perduraram até 1566. Situado na Praça Duque de Palmela, o tempo apresenta linhas arquitetónicas austeras, com nave única, e um interior ricamente decorado com azulejos de manufatura anterior a 1640, painéis azulejares do início do século XVIII e altares-urna de talha dourada, em Estilo Nacional.