Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

ANA RITA CLARA DESAFIA CLIENTES ALEGRO A SEREM O ROSTO DA MARCA

 

Os centros comerciais Alegro procuram pessoas de ambos os sexos e idades para serem os rostos Alegro em 2013. Não existe qualquer requisito relacionado com peso ou altura. Os interessados devem apenas dirigir-se ao Alegro Alfragide, dias 26 e 27 de Janeiro, entre as 11h00 e as 20h00, ou ao Alegro Castelo Branco, dia 2 de Fevereiro, entre as 11h00 e as 18h00, para serem fotografados.

 

Os participantes selecionados ganham 500 euros em cartão oferta Alegro e tem ainda a hipótese de integrar a equipa da Central Models, parceira da marca Alegro nesta ação.

 

A apresentadora Ana Rita Clara foi a cara escolhida para lançar o desafio a todos os clientes Alegro, bem como para ser o mood dos meses de Janeiro e Fevereiro.

 

Recorde-se que, desde a abertura do primeiro centro comercial Alegro, há cinco anos, em Alfragide, foram sempre desenvolvidas produções fotográficas exclusivas com modelos profissionais, que encarnam moods diferentes em cada bimestre. Este casting tem como objetivo dar a possibilidade de serem os próprios clientes a cara da marca Alegro.

 

ABERTO O PERÍODO DE INSCRIÇÃO DE GRUPOS até 18 Fevereiro 2013



Está oficialmente aberto o período de inscrições para os grupos musicais, de todos os géneros, portugueses ou estrangeiros, que pretendam integrar a bolsa de espectáculos da 17ª edição do OuTonalidades, circuito de música ao vivo que vai dar novos tons ao próximo Outono português!


INSCREVE O TEU GRUPO ONLINE:
http://www.dorfeu.pt/outonalidades

INSCRIÇÕES DE GRUPOS |  Para os grupos que se inscrevem pela primeira vez, será necessário criar uma conta de utilizador no portal da d’Orfeu. Os grupos que já se registaram em edições anteriores poderão aceder à plataforma e simplesmente actualizar os dados (receberão, entretanto, um e-mail a relembrar o seu registo de acesso).

EVENTO SUSTENTÁVEL  |  Nesta 17ª edição, o OuTonalidades prossegue a sua sustentabilidade e dá continuidade à filosofia de participação contributiva iniciada na edição anterior. Cada inscrição de grupo terá uma jóia simbólica de 15€, com vista à viabilização deste projecto único e singular no panorama musical nacional. Instruções no decorrer da inscrição online.

NOVAS PARCERIAS |  O circuito continua consolidado na geografia nacional, com espaços de música ao vivo de norte a sul.
A novidade mais recente foi o estabelecimento de parceria com circuito congénere em França, para intercâmbio de grupos portugueses, tal como aconteceu nos últimos anos com a Galiza. As oportunidades continuam a surgir.

GRUPOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS | O OuTonalidades continua também aberto a grupos não portugueses, desde que assegurem directamente as suas deslocações a Portugal. Uma vez programados, o circuito assegura iguais condições a grupos portugueses ou estrangeiros: cachet consoante escalão (máx 700€/concerto), jantares, alojamento e rider técnico.


Junta o teu grupo ao OuTonalidades 2013!
http://www.dorfeu.pt/outonalidades

Perante quaisquer dúvidas que surjam, contactar <outonalidades@dorfeu.pt> ou utilizar o formulário de esclarecimentos existente na plataforma online.

Cerimónia de encerramento decorre dia 2 de fevereiro no Cineteatro S. João

O Cineteatro S. João, em Palmela, recebe, no dia 2 de fevereiro, às 21h00, a Cerimónia de Encerramento da Cidade Europeia do Vinho 2012,  distinção atribuída a Palmela pela RECEVIN – Rede Europeia de Cidades do Vinho.

Além das intervenções institucionais dos municípios de Palmela e Vidigueira, Associação de Municípios Portugueses do Vinho e RECEVIN, a cerimónia integrará a passagem de testemunho do título ao município italiano de Marsala, momentos musicais, com Pedro Fonseca - jovem natural de Palmela cujo talento e trabalho tem vindo a ser reconhecido ao longo de 2012, nomeadamente, com o Prémio Jovens Músicos RTP – o Grupo Coral Os Vindimadores da Vidigueira e a apresentação multimédia Palmela Cidade Europeia do Vinho 2012.

Ao longo do ano, a autarquia partilhou o título – um importante contributo para o prestígio e projeção dos vinhos de Palmela e da região – com todos os produtores locais e instituições públicas, associativas e privadas que têm feito de Palmela o símbolo de uma região vitivinícola rica e diversificada, em que o vinho constitui um eixo importante de desenvolvimento e de qualidade de vida.

O Festival Queijo, Pão e Vinho, a Mostra de Vinhos  de Marateca e Poceirão em Fernando Pó, o Festival do Moscatel, o Dia do Vinho, a 50ª Festa das Vindimas, o Dia Europeu do Enoturismo, as Experiências com Sabor, os Jantares Vínicos, os Sons do Vinho e os Cruzeiros Enoturísticos foram algumas das iniciativas que integraram o programa CEV 2012, além de diversos eventos de caráter técnico, que, no seu conjunto, atraíram milhares de visitantes ao município e fizeram desta distinção um sucesso coletivo.

“O CERCO DE LENINEGRADO”

27 de Janeiro (sexta, sábado às 21h30 e domingo às 16h)

Recreios da Amadora | Av. Santos Mattos, 2, 2700-748 Amadora


Este espectáculo é uma criação baseada no olhar, na acção e nas memórias de duas mulheres que vivem encerradas num velho teatro, lutando e nunca se rendendo, contra a sua demolição anunciada. “Teatro” como metáfora para tudo o que se desmorona e que tem o fim anunciado por imposições tecnocratas e economicistas.


 

Sobre a Encenação

 

Na intencionalidade da envolvência da partilha e da aproximação de todos nós aos tempos perigosos e difíceis que atravessamos, em que se desmorona o estado social e tentam apagar as memórias e desfazer os sonhos e as utopias, o Teatro Estúdio Fontenova apelou à comunidade em geral a participar no processo criativo de um espectáculo.

 

Essa participação consistiu na angariação e cedência de um objecto (ele mesmo memória ou símbolo de uma memória), que foi o ponto de partida para o ambiente cénico do espectáculo.

 

Será uma criação baseada nas memórias de todos nós, através do olhar destas mulheres face às injustiças, não permitindo que derrubem os nossos sonhos, utopias e as nossas memórias. Explorando em cena abordagens criativas, reveladoras e poéticas.

 

José Maria Dias

 

 

 

Lista de Entidades e Pessoas Individuais na cedência de memórias. Objectos esses que fazem parte integrante da cenografia do espectáculo.

 

Câmara Municipal de Setúbal | Junta de Freguesia de Gambia Pontes e Alto da Guerra

 

Junta de Freguesia de S. Julião | INATEL | Escola Secundária Sebastião da Gama | Academia Luísa Todi | Coral Luísa Todi | Experimentáculo | ARTISET | Capricho Setubalense | Teatro Espelho Mágico | Teatro Animação de Setúbal | Teatro O Bando |Outubrus Bar | Jornal Diário da Região | Jornal O SUL | Setúbal na Rede | Viva Setúbal | António Galrrinho | Fernando Guerreiro |Luísa Antunes e Fernando Carvalho | José Manuel Cadimas e Fátima Cadimas

 

 

 

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA:

 

Texto: José Sanchis Sinisterra | Encenação, Dramaturgia e Desenho de Luz: José Maria Dias | Interpretação: Graziela Dias e Sara Costa | Banda Sonora: Hugo Moreira | Design Gráfico: Maria Ramos | Fotografia: Pedro Soares | Direcção de Produção: Graziela Dias | Montagem e Assistência Técnica: Júlio Mendão | Fotos: Pedro Soares

 

 

 

65ª Produção | Teatro Estúdio Fontenova / 2012

 

Companhia Subsidiada | Câmara Municipal de Setúbal

 

Apoios | O Setubalense; Semmais Jornal; Diário da Região; O Sul; Setúbal na Rede; Viva Setúbal; Rádio Azul; Setúbal TV.

 

Agradecimentos: A todos os apoiantes com as suas memórias para este projecto.

 

Manuel Ernesto e Samuel Simão.



Turismo Religioso tem roteiro inédito em Portugal

"Percursos de São Roque: itinerários de peregrinação e devoção" é uma aposta inédita, à escala nacional, por parte da Irmandade da Misericórdia e de São Roque de Lisboa. Esta iniciativa tem duas vertentes: a difusão electrónica dos Percursos na página oficial da Irmandade (http://www.irmandadesaoroque.pt/) e, com base em sinergias com as comunidades locais e autárquicas do Continente e das Regiões Autónomas, a futura visitação programada por todo o País e a participação nas manifestações festivas regulares.

 

A concepção e a coordenação desta iniciativa pertencem à historiadora Helena Gonçalves Pinto, que identificou e estruturou uma rota de peregrinação a partir dos locais de devoção a São Roque. O projecto contou, igualmente, com o contributo de investigadores, párocos e entidades autárquicas, que forneceram elementos documentais e iconográficos para o registo dos locais associados à devoção de São Roque.

 

Em "Percursos de São Roque: itinerários de peregrinação e devoção" são identificadas ermidas, capelas, igrejas dedicadas, atestando os primórdios das manifestações devocionais no território nacional, em lugares que Roque (nascido em Montpellier entre 1345/1350 e falecido em Voghera, entre 1376/1379) não terá conhecido, mas que foram percorridos pelas suas Sagradas Relíquias e pela fama dos seus milagres, libertando da peste, santificando, protegendo e convertendo com a força e do seu exemplo de vida.

 

Os Percursos estão estruturados num levantamento geohistórico, no qual são igualmente identificados outros locais de interesse, associados às manifestações populares, comunidades de devotos, confrarias, irmandades e comissões fabriqueiras, que, desde 1506 – chegada das Sagradas Relíquias de São Roque a Lisboa, construção da Ermida e instituição da Irmandade – até à actualidade, se colocaram sob a protecção do Santo.

 

Dando uma nova expressão ao culto de São Roque, considera-se que a devoção não tem fronteiras, sendo que as comunidades estão unidas em torno de um património material e imaterial e de uma matriz identitária em comum. Assim se dão a conhecer a amplitude da devoção e o fenómeno da popularidade de São Roque em Portugal, concretizadas na diversidade das festas e dos momentos celebrativos, da materialidade dos objectos ligados às procissões, confrarias e irmandades e da simbologia e rituais (litúrgicos, processionais e festivos) dos fiéis e dos peregrinos.

 

Esta iniciativa portuguesa, de âmbito nacional mas com ligações internacionais, é um passo decisivo para a definição de um Roteiro Internacional de São Roque, com o objectivo de se criar uma nova dinâmica ligada ao Turismo Cultural e Religioso, com acções que poderão favorecer o diálogo intercultural que cada uma das comunidades realiza. Este Roteiro e respectivos itinerários divulgam a viagem aos lugares, às instituições associadas a Roque (as relações espirituais e os milagres que concretizou), como peregrino de Montpellier ao lugar sagrado (Roma).

Este mês de Fevereiro o E! conta-lhe todos os segredos de uma das actuais figuras mais influentes da pop a nível mundial: a excêntrica Nicki Minaj!



“Starships” é um hit que que faz sucesso em todo o mundo e o grande responsável pelo sucesso de Nicki Minaj. E não é preciso muito para perceber que esta é uma artista única e ousada... Numa série de três programa especiais, o E! mostra-lhe a cantora do momento como nunca a viu! A partir de 3 de Fevereiro às 20h30 só no E!

Nicki Minaj é reconhecida nos meios de comunicação pela sua imagem extravagante também pelo seu estilo animado de fazer rap, bem como pelas rimas distintivas que a diferenciam de outras rappers femininas. Saiba tudo sobre a agitada vida desta artista aos Domingos, a partir de dia 3 de Fevereiro, às 20h30.

Reveja estes programas especiais também numa maratona especial, com emissão marcada o dia 24 de fevereiro, a partir das 20h30!

Museu da Música: Concerto de kora por Braima Galissá (domingo)

Domingo, 27, pelas 18h00



O Museu da Música abrirá excepcionalmente as suas portas no Domingo, 27 de Janeiro, para acolher o Músico e tocador de kora de origem guineense, Braima Galissá.
É um dos mais destacados músicos do seu país e considerado um mestre da kora, instrumento que domina com grande virtuosismo. 
Estará no Museu da Música para um concerto a solo. Bilhetes: 7,00 Euros.

JOSÉ BRAIMA GALISSÁ nasceu em 1964 em Gabú (Guiné-Bissau).

Foi compositor do Ballet Nacional da Guiné-Bissau, responsável Instrumental do mini Ballet Nacional e professor de Korá na Escola Nacional de Música José Carlos Schwarz durante 11 anos. Já participou em actividades culturais em vários países.

Fez três viagens a Portugal, mas fixou-se numa altura em que eclodia a Guerra Civil (1998), sobretudo pelos projectos culturais para os quais passou a ser solicitado.

Em 1999 trabalhou com o Teatro São João do Porto e no ano em que Coimbra foi a capital da cultura, foi contratado pela a companhia de teatro Tetrão.

Realizou concertos com o músico português Gil Nave, participou em programas de rádio e televisão (Antena 2, RTP Internacional, Rádio Renascença, RTA – Rádio Televisão de Angola, no programa Kandando – e RDP África, entre outros), participou em concertos realizados por iniciativa da EXPO98, e Porto 2001, e em trabalhos discográficos de João Afonso, Amélia Muje, Herménio Meno, na colectânea “Mon na mon”, Blasted Mechanism, Chac, Sara Tavares entre tantos outros.

Diabolando no Vox Café n’A Voz do Operário

26 de Janeiro – Sábado -, às 23 horas, os Diabolando, banda da Praia da Areia Branca, irão atuar no Vox Café n’A Voz do Operário, sito na Rua da Voz do Operário, nº 13, Lisboa.

Na origem da formação, e ao longo da última década, está um grupo de músicos que foi amadurecendo influências e sonoridades diversas, através de longas sessões de improviso e experimentação. Há quatro anos, juntaram alguns instrumentistas e algumas ideias, e começaram a compor.

Este sexteto com raízes folclóricas e populares vai buscar aos blues, folk, rock, funk, bossa nova, jazz e fado, a sua inspiração e matriz. Atualmente, o grupo é composto por Paulo Martins (Meirelles) na voz, guitarra e harmónicas, Rui Pedro Martins na bateria, cajón e percussões, Miguel Carvalho na voz e na guitarra, Rita Sousa na voz, Diogo Picão no saxofone e Simão Cardoso no baixo.

Espera-se um concerto cheio de energia no qual serão apresentados os mais recentes temas originais. As entradas terão o preço de €3,00 por pessoa.

 

 

https://www.facebook.com/pages/DIABOLANDO/100283370013951?ref=tn_tnmn

http://www.myspace.com/diabolando

http://soundcloud.com/diabolando

Alguns Dedos... e Outros Tantos Segredos


Alguns Dedos... e Outros Tantos Segredos são histórias contadas, encenadas e imaginadas a partir do livro "Dez Dedos Dez Segredos” de Maria Alberta Menéres, aconselhado pelo Plano Nacional de Leitura.
“Era uma vez duas mãos que sabiam contar muitas histórias. Às vezes a mão esquerda começava uma e a mão direita acabava-a. Outras vezes era precisamente o contrário… Isto de as mãos gostarem de contar histórias não é caso de causar admiração! Não é verdade que, quando se conta uma história, as mãos explicam à sua maneira o que se vai contando?” in Dez Dedos Dez Segredos de Maria Alberta Menéres.
É uma actividade pensada para Jardins de Infância, Escolas, Bibliotecas, e também para as famílias: os contadores de histórias da ArteViva podem apresentar-se em qualquer sala de aula e até na sala da sua casa.

Para mais informações e reservas:
Contacte: arteviva.geral@gmail.com || tel. 962 322 205
Aceitamos marcações para os dias de semana de manhã e Fins-de-semana.
É uma óptima surpresa para animar os aniversários das crianças!
A marcação das sessões (dia e horário) deve ser confirmada pela equipa.

Equipa:
Ana Lúcia Santos, Ana Samora, Sara Santinho, Susana Marques, Vanda Robalo.
Coordenação de Paula Magalhães 

Fotografias: veja aqui

Notícias
http://www.cm-barreiro.pt/pt/conteudos/noticias+e+eventos/noticias/QuinzenaEducacao_Teatro2012.htm