Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Photobook Club Barreiro | 9 de Fevereiro



LIVROS EM APRESENTAÇÃO:
:: PÉS NO CHÃO, CABEÇA NO CÉU, de HELENA ALMEIDA

:: PAPEL, de MARTA CASTELO (artista convidado)


MOINHO DO JIM
Avenida Bento Gonçalves
(Avenida da Praia)


GPS
38.663261,-9.083658

ENTRADA LIVRE



SOBRE
O Photobook é um projecto internacional, cuja autoria pertence Wayne Ford Matt Johnston (Inglaterra), um espaço para discussão sobre livros de fotografia, contando em cada sessão mensal, 2º sábado de cada mês, com um livro importante no panorama fotográfico e um fotógrafo convidado (publicado) que virá apresentar o seu projecto.

photobookbarreiro@gmail.com
www.facebook.com/photobookbarreiro

http://photobookclub.org/

BOILER ROOM LISBOA RED BULL MUSIC ACADEMY TAKEOVER

15 de Fevereiro entre as 19H e as 24H

 

 

De Portugal, para o mundo. Essa tem sido a nossa história e no presente um verdadeiro desígnio nacional. A primeira edição do Boiler Room Lisboa Red Bull Music Academy Takeover vai ser exatamente isso: uma apresentação do melhor que a eletrónica portuguesa tem para oferecer ao mundo, uma amostra variada daquilo que por cá se faz com computadores, sintetizadores, caixas de ritmos, samplers, gira-discos e demais ferramentas de investigação rítmica aplicada.

 

O Boiler Room é um conceito que a Red Bull Music Academy abraçou desde o primeiro momento: locais secretos nalgumas das mais cosmopolitas capitais do planeta – Londres, Berlim, Nova Iorque, Los Angeles... – com alguns dos mais inovadores DJs de sempre: de Theo Parrish a Diplo, de Gaslamp Killer a Goldie ou Terror Danjah. Celebração musical sem barreiras, aberta a um número sempre limitado de convidados que se entregam sem reservas à música num local secreto. E depois – importante! – tudo é transmitido via streaming para que seja qual for o local do mundo em que se esteja a música possa invadir os sentidos e fazer aquilo que faz melhor: transportar-nos para outro local e fazer-nos parte de uma comunidade global – uma nação sob um mesmo groove.

 

O Boiler Room estreia-se agora em Lisboa uma vez mais em parceria com a Red Bull Music Academy (http://boilerroom.tv/category/rbma/). Num local secreto da capital, juntando um dos mais incríveis line ups de que há memória por cá. Diferentes sensibilidades, diferentes formas de entender o ritmo e de gerir a pista, diferentes bpms e tempos, mas uma mesma vontade de obrigar o sistema de som a fazer horas extraordinárias.

 

O arranque do Boiler Room Lisboa Red Bull Music Academy Takeover será feito com o psicadelismo eletrónico coisa dos Sensible Soccers que levarão instrumentos e ousadia para cima do palco apostando, como o nome indica na sensibilidade. Musical, pois claro.

Seguem-se os Voxels, dupla portuense que a partir da sua base de trabalho Magical Audio Unicorn tem investido numa abordagem elegante à música de dança tendo produzido num curto espaço de tempo uma série de aplaudidos temas de pista.

IVVVO é outro dos nomes convocados. Este misterioso produtor investe numa eletrónica mais sombria, de ambientes carregados que traduz na perfeição os dias do presente nos sistemas de som mais exigentes, explorando as frequências mais baixas com mestria.

A marcar forte presença neste primeiro Boiler Room em terreno nacional estarão também os Buraka Som Sistema, que representam a vanguarda de um som que veio de Luanda mas ganhou força em Lisboa antes de conquistar o mundo.

DJ Ride, um verdadeiro campeão mundial dos gira-discos que a partir da capital tem assinado uma carreira brilhante entre o hip hop, o dubstep e o que mais se encaixar na sua abordagem original, será o senhor que se segue.

No cartaz há mais uma nova coordenada para a nossa cena eletrónica: SWITCHST(d)ANCE, alter ego de Marco Antão, outro valor a despontar em Lisboa que tem apostado em viagens profundas dirigidas ao cérebro e ao corpo.

A DJ Vibe, referencia maior da história do house nacional, metade dos míticos Underground Sound of Lisbon, pioneiro de uma rave culture que por cá sempre teve o seu próprio sabor, caberá a missão final de levar o Bolier Room ao ponto de ebulição.

 

Diferentes gerações unidas por uma causa, diferentes entendimentos do que significa fazer dançar, fazer vibrar um sistema de som: United Colours of the New Portuguese Underground? Qualquer coisa assim.

O que é certo é que o mundo inteiro vai ouvir Lisboa.

 

Cada computador será um sound system se apontarem os browsers para http://boilerroom.tv/live  a partir das 19h00 do dia 15 de Fevereiro.

PASSATEMPO ZORRA@

 

 

O Blog Cultura de Borla em parceria com NATAS tem bilhetes duplos para  o concerto dos ZORRA no Auditório Lopes Graça- Parque de Palmela (6ª feira, 1 de Fevereiro às 21:30) aos primeiros leitores que:

 

 

 

- enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver ir ao concerto dos ZORRA com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone;

 

 

 

e que:

 

 

 

- sejam amigos do Cultura de Borla no Facebook e fazem like no post do passatempo.!

 





1  Fevereiro às 21:30

Auditório Lopes Graça - Parque Palmela

Cascais

 

Os ZORRA são um quarteto eléctrico acústico e instrumental que reúne as linguagens musicais mais diversas. Percorrem espaços e épocas distintos, desde a música jazz ao rock, do tonal ao atonal, do intimismo absoluto a canções popularizadas. Estruturas harmónicas doces ao ouvido, secções improvisadas, partes explosivas e outras nem tanto são a natureza deste quarteto... Resultando numa mescla que assenta numa postura contemporânea próxima do nu jazz. Derivam de influências como Jaga Jazzist, Carlos Bica, Esbjorn Svensson Trio, Deerhoof, Holy Fuck, entre outros.

Procuram de uma forma única e singular levar o ouvinte numa viagem de sensações, oferecendo-lhes um corpo, uma voz.

 

Pedro Silva – Bateria

Diogo Duque - Trompete, metalofone

Marco Pereira - Guitarras

Miguel Menezes - Contrabaixo

 

Vídeo: http://youtu.be/-AJPCEXgY-g

Ouvir: http://www.reverbnation.com/c./poni/171349626

 

Bilhete a preço único: 5€

Reservar bilhete aqui: http://www.cm-cascais.pt/evento/ciclo-novos-talentos-zorra

 

Auditório Lopes Graça -

Parque Palmela, Av. Marginal, 2750 Cascais, Portugal

 +351 214 825 447 

cm-cascais.pt

PASSATEMPO We Trust e Best Youth

 O Blog Cultura de Borla em parceria com o CINE-TEATRO DE ESTARREJA tem 5 bilhetes simples para o concertos dos WE TRUST and BEST YOUTH para o dia 2 de Fevereiro às 22h aos primeiros leitores que enviarem um e-mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase EU QUERO IR AO CONCERTO DOS WE TRUST AND BEST YOUTH COM O CULTURA DE BORLA  e nome, BI e contacto.



 

SAB 02 FEV 22H00
There Must Be a Place

Andre Tentúgal guitarra e voz
Eduardo Rocha Gonçalves guitarra e voz
Catarina Salinas voz
Nuno Sarafa bateria
Sofia Ribeiro teclas
Fernando Sousa baixo
[MUSICA] AUDITORIO CTE 8€
20% desconto com CARTÃO AMIGO

Depois dos We Trust estarem entre as melhores bandas de 2011; depois dos Best Youth terem sido referidos pela revista francesa Les Inrockuptibles como música obrigatória; depois do tema Time (Better not Stop) dos We Trust ser selecionado pelo britânico The Guardian como o melhor do mês de janeiro de 2012; depois das duas bandas dominarem o airplay nacional durante meses a fio e depois de quebrarem a parede que as dividia formando o projeto There Must Be a Place… os We Trust e os Best Youth apresentam-se ao Cine-Teatro de Estarreja num concerto inserido na tour de lançamento desta fusão de música refrescante.

A juventude, a morada, as sonoridades e a categoria de banda portuguesa revelação são algumas das características comuns aos We Trust e aos Best Youth. Semelhanças que, quando somadas, só podiam dar um número inteiro e um contributo inegável ao que de bom se faz em Portugal. There Must Be a Place é o resultado físico de tudo isto: músicas das duas bandas, tocadas por todos e com arranjos que condizem com a nova formação. Um registo suave, íntimo e acústico onde Catarina Salinas é a senhora da voz.

Ao inserir-se na caminhada partilhada destas duas bandas, o Cine-Teatro de Estarreja abre a programação de fevereiro, prosseguindo com a política de acolhimento de nomes pertencentes à música portuguesa contemporânea surgidos no contexto de sociedade moderna, aberta ao mundo. There Must Be a Place: pop novo, jovem e um concerto obrigatório no próximo sábado, dia 2 de fevereiro às 22 horas.

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



Pág. 12/12