Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“Um Livro para um Novo Leitor”

Novos leitores das Bibliotecas Municipais recebem livros

 

No âmbito das Comemorações do Dia Internacional do Livro Infantil e do Dia Mundial do Livro, a Câmara de Palmela promove a iniciativa “Um Livro para um Novo Leitor” e oferece, entre 16 e 30 de abril, um livro aos novos leitores das Bibliotecas Municipais, com o apoio da Ronda dos Livros. Nesse período, será oferecido um livro aos primeiros dois utentes que se inscrevam, de  acordo com os seguintes escalões etários: 0-6| 7-12| 13-17| mais de 17 anos.

O Dia Internacional do Livro Infantil, assinalado a 2 de abril, foi instituído pelo Conselho Internacional sobre Literatura para Jovens (IBBY), em 1967, em homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. O Dia Mundial do Livro é comemorado desde 1996, por decisão da UNESCO, a 23 de abril.

 

 

E se o Lobo Mau usasse Facebook?

 

Apresentação do Núcleo de Teatro da d’Orfeu,
em parceria com a Escola Secundária Marques de Castilho.
15 Abril 2013 | 21h | Entrada livre.

Depois de três meses de d'Formação, uma vez mais o Núcleo de Teatro da d’Orfeu apresenta um exercício criativo.
Desta vez vamos questionar tudo o que pensávamos saber desde a infância...

E se o Lobo Mau usasse Facebook? Como seriam as suas publicações?
E se o Pinóquio se dedicasse à construção? Usaria madeira ou outros elementos?
E se a Moral da História não fosse afinal importante?
E se no final trocarmos o "Felizes para Sempre" dos protagonistas por uma gargalhada do público?

As histórias infantis já não são o que eram!

Uma criação colectiva com encenação de Ana Lúcia Xavier e com a participação de:
Ana Breda,
Filipa Costa,
Helena Briga Nogueira,
Sílvia Fernandes,
Susana Santos,
Rita Barbeito e Wilmer Silva.

 

AS LINHAS DE TORRES - Último Episódio

Domingo, às 22H30, na RTP1


 

"As Linhas de Torres" retrata um dos mais dramáticos e determinantes acontecimentos da História portuguesa e europeia, as Invasões Francesas.

Com argumento original de Carlos Saboga, "As Linhas de Torres" conta com um leque fascinante de atores, onde se destaca um elenco português de luxo e a participação especial de grandes figuras do cinema internacional.

No último episódio:
As tropas francesas alcançam as Linhas de Torres, onde se irá travar a batalha final. A estratégia de Wellington, aguardando os franceses em território mais favorável, vai ser posta à prova. Ao largo da costa, a frota inglesa aguarda, pronta para repatriar as tropas britânicas em caso de derrota.


Título Original: As Linhas de Torres
Com: Nuno Lopes; Soraia Chaves; Marisa Paredes; John Malkovich; Carloto Cotta; Victória Guerra; Afonso Pimentel; Filipe Vargas; Adriano Luz; João Luís Arrais; Albano Jerónimo; Gonçalo Waddington; Catherine Deneuve; Maria João Bastos; Paulo Pires.

Realização: Valeria Sarmiento
Produção: Marginalfilmes
Autoria: Carlos Saboga
Ano: 2012
 

URBAN MARKET & OS TASCOS DO PORTO



Participação Especial “Grupo dos Amigos das Adegas e Tascos do Porto”

Convidado “A Tasca Do Ti Chico”, Francisco Mendes

Palácio de Cristal | 20 de Abril das 12h as 19h30
Integrado com as Inaugurações Bombarda
ENTRADA LIVRE


 

 

 

Missão Primavera

 

Se cá fora o Sol brilhar, é também dia de feira criativa - uma excelente oportunidade para os pais disfrutarem de um momento de lazer bem merecido:-)
Lá dentro, quer faça chuva, sol ou vento, o SOL brilha sempre nos sorrisos de satisfação dos mais pequenos ( e nos nossos sorrisos babados ao olhá-los:-)
Inscrições para: afabricacriativa@gmail.com  ou 93 659 95 08

Exposição "Perigo! Humanos a Bordo" | Palmela - 19 de abril a 22 de junho

Arte sensibiliza para preservação do planeta

 

A Galeria da Biblioteca Municipal de Palmela recebe, entre 19 de abril e 22 de junho, a exposição “Perigo! Humanos a Bordo”, com Fotografia e Instalação de Nuno Branco e Vídeo de Pedro Ramos.

Nesta exposição, com objetivos de sensibilização ambiental, cada imagem corresponde a uma peça, de modo a criar uma relação entre o observador e o planeta. As peças estabelecem ligações com atos que consideramos banais, mas que, de alguma forma, são perigosos para outros seres vivos, podendo, até, coloca-los sob ameaça de extinção.

“Perigo! Humanos a Bordo” é uma organização da Câmara Municipal de Palmela, com o apoio do Jardim Zoológico de Lisboa. Entrada livre.

 

«Cada vez mais, o ser humano destrói e constrói um mundo só seu, cheio de luxo, extravagâncias e cortesias desnecessárias.

Um mundo cada vez menos natural, em que quase todos são presas e só existe um predador. »

 

PEDRO FERNANDES RECEBE GARY DOURDAN E RICARDINHO



O "5 para a meia-noite" anda muito internacional...

Esta quinta-feira, Pedro Fernandes vai receber no seu programa Gary Dourdan, antigo CSI que vem a Portugal dar a conhecer a sua veia de DJ.

E para promover o que há de bom em Portugal, Pedro Fernandes recebe Ricardinho, o grande talento do futsal português, que em 2010 foi considerado o melhor do mundo!

"5 Para a Meia-Noite" - Quinta, às 23h30, na RTP1
 

CENDREV ACOLHE COMPANHIA DE TEATRO DE BRAGA

“CONVERSA COM O HOMEM ROUPEIRO”, Ian McEwan

Dias 11 e 12 de Abril, às 21h30

TEATRO GARCIA DE RESENDE EM ÉVora

 

Após a sua deslocação a Braga com o espectáculo “Vou ou não vou esta noite ao Teatro?”, de Karl Valentin, o Cendrev acolhe a Companhia de Teatro de Braga no Teatro Garcia de Resende com o espectáculo “Conversa com o Homem Roupeiro”, de Ian McEwan, nos próximos dias 11 e 12, às 21h30.

Este programa de itinerância decorre no âmbito do CULTURBE, projecto que implica três cidades: Évora, Braga e Coimbra e é financiado pelo QREN através das Comissões de Coordenação do Alentejo, Centro e Norte.

 

Segundo o Director artístico da Companhia, Rui Madeira, em “Conversa com o Homem Roupeiro” estamos quase no fim ou no fim mesmo do caminho. A disponibilidade para a Luta já terminou. A conversa inicia-se depois da batalha perdida e com o personagem assumidamente derrotado. Exausto. Já não come, não se veste, não paga a renda, não ousa sair… bate punhetas. É um número. Cabe num qualquer ficheiro, em qualquer armário. Está disponível para se entregar e ser manipulado. A quem e por quem? Ao e pelo Estado, claro!

 

Através dum humor requintadamente negro, McEwan instala o personagem numa perspectiva paradigmática e perversa. A máxima responsabilização do Estado no momento exacto em que esse mesmo Estado se demite das suas funções perante o cidadão. O personagem/cidadão diz: estou aqui, fiz tudo o que estava humanamente ao meu alcance para ser normal. Acreditei no vosso discurso. Não funcionou. ok! Eu já não aguento mais. Agora a responsabilidade é totalmente vossa. Estou consciente e disponível. Matem-me! Não preciso da vossa liberdade, não me governo com ela, “ na verdade, lembro-me agora de por vezes ter desejado menos liberdade. A liberdade condicional não me paga a comida e a renda. Quero ser pequeno, não quero este barulho e estas pessoas à minha volta. Quero estar longe disso tudo, no escuro”. Esqueçam-se de mim.

 

 

“CONVERSA COM O HOMEM ROUPEIRO”

autor Ian McEwan

adaptação Luísa Santos Costa

elenco André Laires, Rui Madeira

instalação teatral Alberto Péssimo, Rui Madeira

figurinos Sílvia Alves

desenho de luz Fred Rompante

criação de ambiente sonoro Pedro Pinto

design gráfico Carlos Sampaio

fotografia Paulo Nogueira

Classificação Etária: M/16

 

Reservas através do telefone 266 703 112

Espetáculo O Incorruptível sobe ao palco da SOIR no dia 12 de Abril

Corrupção sobe ao palco em Évora

 

 

O Incorruptível de Hélder Costa, uma corrosiva sátira sobre um dos maiores problemas da atualidade, a corrupção, chega a Évora no próximo dia 12 de abril. O espetáculo integra o programa das comemorações do 25 de Abril da Sociedade Operária de Instrução e Recreio Joaquim António D’Aguiar.

 

Muitos acreditam que o Estado está corrupto, afirma-se que o Governo está corrupto. Pelos jornais, acompanhamos os mesmos factos, sempre os mesmos esquemas, e ultimamente até os atores desta novela permanecem os mesmos. O desfecho já todos nós conhecemos. O que fazer? Rir continua a ser melhor remédio.

 

O Incorruptível é uma comédia hilariante que conta as desventuras de um político incapaz de concretizar o seu maior desejo – ser corrupto. Com encenação do próprio Hélder Costa – diretor e fundador d ‘A Barraca - e interpretação dos atores Jan Gomes e Jozé Sabugo, a peça dá-nos a conhecer : Anthôunio, um político que ninguém quer corromper, transformando-se assim num incorruptível.

 

A total e frustrante inépcia de Anthôunio leva-o a ter que recorrer ao psicanalista e a pedir ajuda ao bispo e até de uma bruxa. Tudo inutilmente. A família e os amigos viram-lhe as costas e este político, cuja maior ambição é ser corrupto, acaba por ser demitido do Governo e expulso do partido, em consequência da sua flagrante incompetência.

 

Com cerca de 60 minutos de duração e classificação etária M16  a peça é uma sátira sobre os meandros da política. Ao falar sobre corrupção e corruptos, o autor e encenador Hélder Costa explora o humor como o caminho mais eficaz para desmascarar enganos e hipocrisias. No final do espetáculo, o público é convidado a participar na salvação do infeliz incorruptível, transformado em Santo Padroeiro dos Corruptos.

 

12 de Abril

Sexta-feira às 21h30
5€ (preço único)
60 minutos
M/16

S.O.I.R Joaquim António D'Aguiar
Pateo do Salema 7ª - Évora

Palmela dá continuidade a estudos sobre Ordens Militares

“Homens de Oração e Homens de Ação: Mestres e Freires”


 

A Câmara Municipal de Palmela, em parceria com a Faculdade de Letras da Universidade do Porto e o Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade, organiza, nos dias 20 e 21 de abril, o 12º Curso sobre Ordens Militares, subordinado, este ano, ao tema “Homens de Oração e Homens de Ação: Mestres e Freires”.

A iniciativa, com Consultoria Científica a cargo da Prof.ª Doutora Paula Pinto Costa (FLUP e CEPESE), pretende reunir, num encontro científico, alguns dos principais especialistas das áreas da História e da Literatura sobre as Ordens Religioso-Militares, para refletir sobre certas dinâmicas sociológicas presentes no interior das Ordens e a sua articulação com a nobreza portuguesa. Os participantes terão oportunidade de conhecer, de forma mais aprofundada, personagens incontornáveis da nossa História, como Gualdim Pais, Vasco da Gama ou D. Jorge. O programa integra um dia de sessões teóricas no Auditório da Biblioteca Municipal de Palmela e uma visita de estudo ao Palácio Nacional de Sintra, com especial enfoque na Sala dos Brasões.

         As inscrições têm o valor de 10 euros (5 euros para sócios do Grupo de Amigos do Concelho de Palmela, estudantes e professores de fora do concelho/ gratuito para professores que lecionem no concelho e alunos que estudem ou residam no concelho) e devem ser efetuadas até 18 de abril, junto do Gabinete de Estudos sobre a Ordem de Santiago (GEsOS) da Câmara Municipal de Palmela, através do telefone 212336640, fax 212336641 ou email patrimonio.cultural@cm-palmela.pt). Serão entregues Certificados de Participação.

Palmela, sede histórica da Ordem de Santiago até à sua extinção no séc. XIX, continua a afirmar-se enquanto ponto internacional de confluência de investigadores. Além dos Cursos, a Câmara Municipal tem promovido, desde 1989, um vasto conjunto de encontros, simpósios e conferências, dos quais tem resultado uma riquíssima produção bibliográfica. Através do GEsOS - Gabinete de Estudos sobre a Ordem de Santiago, a autarquia continua a promover o incremento e a divulgação da pesquisa das Ordens Militares, profundamente enraizadas na historiografia portuguesa.

 

 

Programa

 

Sábado, 20 de Abril

 

10h00 Receção aos participantes

10h30 Sessão de Abertura

 

11h00 Maria de Lurdes Rosa (FCSH - Universidade Nova de Lisboa)

Bernardo de Claraval

 

11h30 Saúl Gomes (Fac. Letras da Universidade de Coimbra)

Gualdim Pais

 

12h00 Isabel Morgado (CEPESE)

Lopo Dias de Sousa

 

12h30 Debate

 

13h00 Pausa para almoço

 

14h45 Paula Pinto Costa (Fac. Letras da Universidade do Porto e CEPESE)

Álvaro Gonçalves Pereira

 

15h15 Cristina Pimenta (CEPESE)

D. Jorge

 

15h45 Luís Adão da Fonseca (Fac. Letras da Universidade do Porto e CEPESE)

Vasco da Gama

 

16h15 José Carlos Miranda (Fac. Letras da Universidade do Porto e IF)

D. Pedro, Conde de Barcelos

 

 

16h45 Pausa

 

17h15 José Augusto Sotto-Mayor Pizarro (Fac. Letras da Universidade do Porto)

As famílias ligadas às Ordens Militares representadas no teto da sala dos Brasões do Palácio Nacional de Sintra

 

 

17h45 Debate

 

18h15 Apresentação de projetos relacionados com o estudo das Ordens Militares (2012).

 

 

Domingo, 21 de Abril

 

Visita de Estudo ao Palácio Nacional de Sintra (Sala dos Brasões)

 

09h00 Partida de Palmela (junto ao Cineteatro S. João)

 

15h00 Partida de Sintra para Palmela