Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

O É A VIDA ALVIM da próxima semana


SEXTA-FEIRA, 19

Luciana Abreu e Paulo Vintém, actores

Tanya Ruivo e Rafael Polónia, viajantes do projecto 2nomundo


SEGUNDA-FEIRA, 22

José Prudêncio, autor do livro «Astrologia & Filosofia»

Clara Pinto Correia, escritora e bióloga


TERÇA-FEIRA, 23

Rui Pedro Tendinha, crítico e realizador de cinema

Luísa Sobral, músico

Filipe Lourenço


QUARTA-FEIRA, 24

Nelson 4 Real e Bruno Sky Fly, da Glam Dance (empresa de agenciamento de bailarinos e coreógrafos)

Susana Gomes, autora do livro «Velocidade Colher - Entre Tachos e Bimby»


QUINTA-FEIRA, 25

Marina Caldas, Célia Berbardo e Teresa Gonçaves, autoras e apresentadoras do programa de rádio «Saltos Altos»

Almeno Gonçalves e Maria João Abreu, actores


SEXTA-FEIRA, 26

Miguel Carona e Margarida Pinto, músicos dos Coldfinger

Bruno Antunes, sommelier


-------------------------------------------


É A VIDA ALVIM: de segunda a sexta, no canal +TVI entre as 22 e as 23. Repetição na TVI entre as 04.50 e as 06.00. Também disponível no serviço Iris Zon e na Restart TV da Meo. Emissões disponíveis online em http://www.tvi.iol.pt/programa/4773

BUDDA POWER BLUES e RAMBLERS

 
Lançamento do 4.ª álbum "One In A Million"

"ILL TREAT YOU GOOD IF YOU TREAT ME BAD"
CONCERTOS DE LANÇAMENTO

Dia 26 de Abril - Sexta Feria - GAIA JAZZ & BLUES 2013 - 21H30 no Auditório Municipal de GAIA - Entrada 15€
Dia 27 de Abril no LISBON BLUES FEST - Ás 22H na Sala TMN - LISBOA - Entrada 25€
Nestes dois dias os Budda Power Blues terão o prazer de partilhar o palco com a cantora internacional de blues "Shirley King" (filha do mestre BB.King)
THE RAMBLERS
Em Gaia com CARVIN JONES!

 

Dia 26 de Abril - Sexta Feria - GAIA JAZZ & BLUES 2013 - 21H30 no Auditório Municipal de GAIA - Entrada 15€
Dia 27 de Abril no LISBON BLUES FEST - Ás 22H na Sala TMN - LISBOA - Entrada 25€
Em Gaia os The Ramblers terão o prazer de partilhar o palco com o internacional "Carvin Jones".

Exposição Porto reflectido de Carlos Solano no Gallery Hostel | 20 DE ABRIL

O "Porto Reflectido" é uma revelação do olhar único que a mestria e a sensibilidade rara de Carlos Solano trouxeram ao Gallery Hostel.
O Porto é a pedra, a cinza da pedra ou da água escorrendo, matéria dos minutos de silêncio que, quando abeiramos o rio, nos revelam o tom raramente irado, tantas vezes calmo com que sempre se nos mostra em reflexos mansos, contemplados nas esteira do sonho partilhado de mão dada com a amena realidade de quem nos está próximo.
Tema desta exposição, o "Porto Reflectido" nas noites que o mesmo um rio transporta até às cenas de um mar ou de uma cidade longínqua, ou de uma mesa que nos espera, reflecte também o nosso olhar e o nosso desejo.

39º aniversário do 25 de Abril de 1974

 

Programa comemorativo reúne movimento associativo e instituições locais

 

 

A Câmara Municipal de Palmela, as Juntas de Freguesia e o Movimento Associativo promovem, até ao dia 1 de maio, um conjunto de iniciativas de caráter cultural, desportivo e cívico, que pretendem assinalar, em clima de festa, mas também de reflexão, o 39º aniversário da Revolução. O programa comemorativo do 25 de Abril evoca valores de liberdade e de cidadania, e apresenta várias propostas em todas as freguesias do concelho.

Destaque para a Sessão Solene da Assembleia Municipal, no dia 25, às 11 horas, na Biblioteca Municipal de Palmela, para a exposição “25 de Abril, um Cravo Vivo de Sonho”, para o espetáculo infantil “Os Barrigas e os Magriços” e para a nova proposta do Teatro O Bando “Olhos de Gigante”, e ainda para duas coproduções de grande qualidade, especialmente construídas pelo movimento associativo local para assinalarem a data, em Palmela e no Pinhal Novo – os espetáculos “Tempos de Abril” e “Não Adianta Olhar o Céu”.

 

Destaques de programação:

 

21 abril - 16h00 | Auditório Municipal de Pinhal Novo          

“Os Barrigas e os Magriços” pelo Teatro Extremo

Através de poderosas imagens, Álvaro Cunhal conta às crianças a luta travada pelos Magriços por uma vida liberta da opressão dos Barrigas, pela partilha justa dos meios de produção. A revolta dos Magriços levou ao derrube dos Barrigas em 25 de Abril de 1974. A presente versão cénica evolui em dois discursos complementares: o discurso narrado e o discurso visual pela manipulação de imagens, formas e objetos. Juntos fazem a ponte entre passado, presente e futuro.

Para maiores de 6 anos | Duração: 20m sem intervalo

Entrada gratuita mediante levantamento de bilhete

Org.: Câmara Municipal de Palmela

 

23 a 29 abril | Av.ª da Liberdade (Pinhal Novo) e Largo de São João (Palmela)

Exposição "25 de Abril Um Cravo Vivo de Sonho"

A Exposição da União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP) é constituída por 11 painéis que ilustram o longo período fascista, de 1926 a 25 de Abril de 1974. Esta exposição tem percorrido diferentes espaços do concelho, nos últimos anos, em iniciativas da autarquia ou de agentes locais e comunidade educativa.

Org.: Câmara Municipal de Palmela

Apoio: URAP

 

24 abril - 21h30 | Jardim José Maria dos Santos, Pinhal Novo

Espetáculo Comemorativo em Pinhal Novo - “Tempos de Abril”

Participantes: Bardoada o Grupo do Sarrafo, BOONC, Orquestra Nova de Guitarras, ATA, Ensaiarte, Rancho Folclórico de Pinhal Novo

NOTA: Em caso de condições climatéricas adversas, o espetáculo terá lugar nos Bombeiros Voluntários de Pinhal Novo.

Org.: Câmara Municipal de Palmela

 

25 abril - 11h15 | Vale de Barris, Palmela

“Olhos de Gigante” pelo Teatro O Bando

“Não tenhas medo de estares a ver a tua cabeça a ir diretamente para a loucura, não tenhas medo! Deixa-a ir até à loucura! Ajuda-a a ir até à loucura. Vai tu também, pessoalmente, com a tua cabeça até à loucura!”.

Poemas: Almada Negreiros e Miguel Jesus; Encenação: João Brites e Miguel Jesus; Cenografia Nuno Melo e Rui Francisco; Direção musical: Jorge Salgueiro; Oralidade: Teresa Lima; Figurinos e adereços: Clara Bento e Fátima Santos com Ana Brandão e Raúl Atalaia; Criação Teatro O Bando, coprodução TNDMII.

Entrada livre para menores de 18 anos

Com transporte do Largo de São João às 10H30

Informação e reservas: 212 336 850

Org.: Teatro O Bando

 

25 abril - 11h00 | Biblioteca Municipal de Palmela

Sessão solene da Assembleia Municipal de Palmela

Org.: Assembleia Municipal de Palmela

 

25 abril - 21h30 | Cineteatro São João, Palmela

Espetáculo Comemorativo em Palmela- “Não adianta olhar o céu”

Participantes: DançArte, Sociedade Filarmónica Humanitária, Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”, FIAR, “As Avozinhas”, DRACA, Grupo Coral “Ausentes do Alentejo”

Org.: Câmara Municipal de Palmela

Indústria da Moda com ‘Tendências Verdes’

No Dia Mundial da Terra, que se comemora da próxima segunda-feira, dia 22 de Abril, Idilza Santos aponta o mercado orgânico como tendência deste sector.

A Feel and Dress, empresa especializada em consultoria de imagem, assinala o Dia Mundial da Terra destacando a existência desta preocupação também na Fashion Industrie.

 “A relação do homem com a terra está a mudar. As pessoas estão mais preocupadas com o resultado das suas ações, o que tem levado à evolução do chamado movimento verde. Achamos que é muito importante relembrar isto num dia em que o mundo comeora o seu compromisso na preservação do ambiente, como é o caso deste Dia Mundial da Terra” refere Idilza Santos, fundadora e Personal Stylist da empresa.

Que tendências não nos devem então passar despercebidas? A Feel and Dress deixa algumas dicas sobre como se pode respeitar o planeta sem sacrificar o estilo:

  • Procurar coleções orgânicas – várias marcas acompanham a tendência, como por exemplo a H&M com a sua Conscious Collection, uma coleção a pensar num futuro sustentável e que está a dar os primeiros passos;

  • Preferir jeans sustentáveis – a Levis criou as WaterLess Jeans, uma coleção com um método de fabrico que permite um consumo reduzido de água. Também a Pepe Jeans detém uma linha de jeans orgânicos que, respeitando as últimas tendências, são elaborado com recursos a tintas naturais, fechos reciclados e fibras orgânicas;

  • Escolher peças recicladas – outra opção original foi a ideia que os irmãos Freitag tiveram com as suas malas fabricadas com lonas dos camiões. Além de absorver o desperdício, a linha de acessória representa uma alternative original e com uma outra vantage muito peculiar: são 100% impermeáveis!

Lembremo-nos que a holandesa Li Edelkoort, pioneira em tendências globais, apontou recentemente o movimento verde como uma das tendências de consumo e de retalho para os próximos anos, com popularidade crescente.

A moda sustentável não só preserva o meio ambiente, como traz recompensas a quem a usa: mais conforto e resistência. O desafio é criar roupas e acessórios sustentáveis, sem sacrificar o estilo de quem os compra, cabendo às marcas continuar a pesquisa e desenvolvimento nesta área que tem ganho cada vez mais fãs.

Mais informações:

http://www.feelanddress.com/

http://feelanddress.blogspot.pt/

https://www.facebook.com/feelandress

https://twitter.com/FeelandDress

...

 

LINDA MARTINI AO VIVO EM VILA REAL ESTA 6ª FEIRA…

…. E EM LISBOA NO SÁBADO!

 

 

O regresso aos palcos dos Linda Martini em 2013 aconteceu no Porto, no passado sábado, no âmbito do Warm-up Paredes de Coura, e não podia ter corrido melhor, como podemos ler nalgumas das reportagens que saíram (Blitz, Diário de Notícias, Imagem do Som, Público).

 

Estava dado o pontapé de saída para um ano que se espera memorável com a comemoração dos 10 anos de carreira. Estão reservadas muitas surpresas mas, até lá, é matar as saudades já nos próximos concertos:

 

- 19 Abril: Semana Académica UTAD (Vila Real)

- 20 Abril: Indie by Night @ Ritz Clube (Lisboa) – a banda vai tocar na íntegra o 1º  LP, “Olhos de Mongol”

- 4 Maio: Queima das Fitas Coimbra

- 23 Agosto: Santa Summer Sounds (Santa Cruz)

 

Tenda do Chapitô acolhe Mulheres Palhaço Escandinavas

 


 

 

É o 6º Ciclo a realizar-se nos fins-de-semana entre 12 e 28 de Abril em Lisboa.

 

Três fabulosas artistas do norte da Europa: Katja Lindeberg, Kajsa Bohlin, e Moa Prescott.

 

Uma oferta cultural para a cidade de Lisboa: renovar o humor e o riso, e sensibilizar para as questões da igualdade de género e à não discriminação. Mulheres Palhaço.

 

As artistas convidadas dão formação aos jovens que frequentam a Escola de Artes e Ofícios do Espectáculo do Chapitô, e também aos jovens dos Centros Educativos tutelados pelo Ministério da Justiça.

No final de cada espectáculo, debates, nos quais serão envolvidos vários agentes culturais, contrapondo as artes do Circo a outras artes performativas.

Tendo em conta os objectivos artísticos e culturais deste evento, o Chapitô tem atraído um público heterogéneo de diversas idades e formações, conseguindo-se trabalhar no sentido da democratização e divulgação culturais. 

Vinda da Noruega, vamos acolher artista Katja Lindeberg com o seu espectáculo “Klinsj” entre 12 e 14 de Abril, que fala de uma mulher-boxer que deseja ser amada. Perante um desporto brutal, mistura a modalidade com a lógica anarquista, a sensibilidade, ingenuidade e brincadeiras de um palhaço, e quando as normas e expectativas da sociedade se encontram, várias perguntas surgem sobre a maneira como nos relacionamos uns com os outros.

 

Kajsa Bohlin, é uma jovem artista sueca, que vai abrilhantar a tenda do Chapitô com o espectáculo “Reality´s Neighbour”, no fim-de-semana seguinte, de 19 a 21 de Abril, com uma peça filosófica na qual o palhaço investiga o conceito da realidade. Combina movimentos acrobáticos com poesia e humor. Um espectáculo sobre crescer, para jovens e adultos.

 

Também da Suécia, Moa Prescott que chega até nós com”Zenit am/fm”, a encerrar este ciclo de 26 a 28 de Abril. Este espectáculo fala-nos sobre a solidão e as suas causas, e leva o público a uma viagem para o ego, onde a fronteira entre a realidade interna e externa se dissolvem. Uma comédia trágica que abraça a necessidade de estarmos com outras pessoas. Especialista em corda bamba, este espectáculo expressa a busca do equilíbrio entre o ser capaz de decidir sobre ser autónomo e ser solitário.