Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Concerto Luke

 

CONCERTO

SÁBADO DIA 25 DE JANEIRO

Pelas 21:30

INTEGRADO NO 17 º FESTIVAL DA REPUBLICA DA MÚSIC

CCom outras Bandas: Man In a Can, Smoking Beer, Gata Funk, Flaming Joseph

Entrada: 5 euros com direito a 2 cervejas

REPUBLICA DA MÚSICA

Rua do Centro Cultural, 27B (metro Alvalade)

 

CONCERTO

TIAGO MARGAÇA NA EMBAIXADA

Ciclo de exposições de arte contemporânea

 


 

Três Razões de Luz” é o título da exposição de Tiago Margaça, patente no espaço cultural da Embaixada, em Lisboa, de 16 de janeiro a 19 de fevereiro.

O jovem artista aveirense, vencedor do Prémio de Pintura Ariane de Rothschild em 2007, expõe um conjunto de obras que reflete um trabalho de pesquisa que foi feito ao longo destes últimos quatro anos, em Berlim (onde vive), na ANDEC (onde trabalha), o último grande laboratório que ainda revela super 8. A exposição é o resultado visual de uma reflexão sobre o tempo e a memória inscrita no suporte película.

Segundo o autor, este projeto começou em 2007, no contexto do laboratório onde trabalha, em Berlim. No início, uma das suas tarefas era certificar-se de que os filmes não tinham qualquer risco e que passavam no teste de cor. Tiago começou, então, a colecionar fragmentos de filme, colocando-os na janela do seu quarto. Neste trabalho, a película foi a base e suporte criativo e, em vez de a queimar com luz (filmando), o artista usou o material para desenhar e fazer colagens.

Tiago Margaça nasceu em 1981 e é licenciado em Artes Plásticas pela ESAD das Caldas da Rainha. Até ao momento, realizou com relevância seis exposições coletivas e três individuais, em território nacional e estrangeiro.

Três Razões de Luz” inicia em 2014 um ciclo de exposições e eventos culturais a ter lugar no espaço dedicado à cultura da Embaixada. Desde a inauguração do projeto da EastBanc, uma coleção de serigrafias de José de Guimarães tem estado patente no primeiro andar do edifício. A AntiFrame Art Consulting é a empresa responsável pela programação e curadoria do espaço expositivo, tendo desenvolvido um projeto de acordo com as características daquele espaço.

 

Durante o ano 2014, a Embaixada vai oferecer a todos os visitantes uma programação cultural de qualidade, que compreende música, recitais de poesia, exposições de artes plásticas, design e artes performativas.

A Embaixada, desde a sua inauguração em setembro de 2013, tem vindo a afirmar-se como um dos pontos de referência no itinerário de compras, lifestyle e cultura da capital, distinguindo-se pelos seus espaços únicos, integrados num dos edifícios mais emblemáticos do Príncipe Real - o Palacete Ribeiro da Cunha, um imóvel do século XIX de estilo neoárabe.

AntiFrame | Art Consulting é uma empresa de gestão cultural na área da Arte Contemporânea com três frentes de atuação: consultoria e venda de obra, curadoria e formação. Através da sua base de dados de obras de artistas, continuamente atualizada e geograficamente ampla, contacta com colecionadores, corporativos, promotores e instituições culturais, dentro dos circuitos artísticos nacional e internacional, de forma a promover o colecionismo através da aquisição de obras, a criar projetos expositivos diferenciadores e a incentivar a curiosidade e a aproximação da sociedade às manifestações artísticas contemporâneas visuais.

Passatempo ESTA VIDA É UMA CANTIGA

O Blog Cultura de Borla em parceria com BUZICO tem bilhetes duplos para a última sessão de "ESTA VIDA É UMA CANTIGA" no COLISEU DOS RECREIOS para o dia 24 de Janeiro aos primeiros leitores que:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver ESTA VIDA É UMA CANTIGA com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

  • Sinopse:

"Esta Vida é Uma Cantiga" é o verso inicial duma das canções mais célebres de toda a história da Revista – "O Dia da Espiga" – que começou a ser cantada em 1929 e teve tal sucesso que até hoje não há quem não a conheça.
Na verdade de entre todos os condimentos indispensáveis a uma saborosa Revista, talvez nenhum seja mais indispensável do que a música. A Revista nasceu com música e sem música não há Revista que aguente.
Cantigas que despertam sentimentos tão de toda a gente como a alegria, a dor, a saudade, o amor, a partida, o gostar de Lisboa, são hoje tão certeiros aos mesmos sentimentos como eram para aqueles do tempo em que foram criadas.
 Este espectáculo é uma celebração da música do Teatro de Revista, procurando através de cantigas que se foram buscar aos mais de 150 anos que este género teatral teve de vida em Portugal, captar um pouco dos seus temas preferidos como o Fado ou Lisboa, um pouco dos seus sentimentos mais sentidos, e também mostrar como essas cantigas são tão vibrantes na sua versão original como numa apresentação mais depurada ou até envolvidas pelo ritmo típico da Broadway.

  • Interpretes:

Henrique Feist, Wanda Stuart, FF, Yola Dinis, Isabel Noronha e a participação especial de Simone de Oliveira e Anita Guerreiro

  • Direcção Artística:

Henrique Feist

  • Direcção Musical e Arranjos:

Nuno Feist

  • Orquestra:

22 elementos, dirigidos por Nuno Feist

Passatempo "Viva o Casamento" - Arteviva/Barreiro

O Blog Cultura de Borla em parceria com  a ARTEVIVA tem bilhetes duplos para a peça VIVA A CASAMENTO para os dias 24 e 25 de Janeiro às 21h30 no TEATRO MUNICIPAL DO BARREIRO aos primeiros leitores que:

 

 

 

 

Mural Sonoro Apresentação/1ª sessão 2014

Mural Sonoro em parceria com A Muralha, realizam no próximo sábado a 1ª sessão, com o 1º tema de 2014:
 
"NOVA LITERATURA PARA FADO "
– Entrada Livre
 
dia 26 - domingo  [18 horas]
— Sessão "Conversas em volta da Guitarra Portuguesa" 
 
com os autores
— Manuela de Freitas
— José Luís Gordo
 
mediação
— Soraia Simões
 
local
— Restaurante A Muralha, Tasca Típica em Alfama (perto do Museu do Fado)
[Rua Jardim do Tabaco, nº 112]
 
 
----------------------------------------------------------------------------------

 

SORAIA SIMÕES  

 

Autora Mural Sonoro. Pós Graduada em Estudos de Música Popular no Departamento de Ciências Musicais da FCSH. Investigação: Músicas Populares/Manifestações Culturais locais em contextos migratórios e de diáspora.

 
 
SOBRE O PROJECTO
 
Mural Sonoro surgiu durante a frequência do curso de pós graduação em Estudos de Música Popular no Departamento de Ciências Musicais da FCSH, e tem por objectivo o estudo e divulgação das Práticas Musicais e Manifestações culturais locais em Portugal, associadas à migração e à diáspora.

Ao longo do projecto estabelecemos diálogos entre músicos, compositores, directores musicais, pedagogos e construtores de instrumentos, através de debates, conferências e recolhas musicais com o enfoque nos campos da composição, concepção musical, pedagogia, organaria/construção de instrumentos e interpretação.

Metodologicamente entrelaçamos o método etnográfico com a pesquisa documental, na produção bibliográfica e na constituição de um Arquivo de entrevistas para memória presente e futura, que possa servir a aprendizagem, estudos, abordagem, nova leitura de todos os interessados.